História Your Smile In My Mouth-Camren - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Zayn Malik
Tags Camren
Exibições 418
Palavras 1.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 50 - Ela está de Volta


Fanfic / Fanfiction Your Smile In My Mouth-Camren - Capítulo 50 - Ela está de Volta

Lauren VOZ

-Laur- Dj me chama- pra onde vai?

-Pra algum lugar longe-falo e subo na moto

-Mas, e o jantar de boas vindas pra camila?-mani chega com Ally

-Falou certo, pra Camila, não tenho porque ficar, Dj, é sua casa, suas amigas e não quero atrapalhar-falo e coloco o capacete

-Ei, então vem outra hora, vem antes de todos chegarem, eles vem às 21:30pm, venha antes

-Vou tentar-falo e arranco com a moto dali...

Passo por algumas ruas mas minha mente ainda não sai dela, camila vem com outra pessoa. Não outra pessoa qualquer, e sim, com minha prima Michelle, não acredito que elas se encontraram, todos sabem que não nos damos bem e somos terrivelmente parecidas. Enrolo em uma rua e depois em outra, passo no starbucks e olho, camila não está aqiu. Não sei porque estou a sua procura. Acho melhor ir direto pra casa, vou a esse jantar, está decidido!

Ando por mais algumas ruas e não presto atenção no sinal, ou melhor a mulher a frente não presta atenção nele. Paro a moto com dificuldade em sua frente, devido minha velocidade e a mulher se assusta. Quando vejo... é ela. Camila Cabello, bem a minha frente

-Acho que deveriamos parar de nos encontrar assim-falo e tiro o capacete

-L-la-lauren-ela fala sem voz e michelle se aproxima dela

-Eu mesma, Camila, e vejo que já conhece minha prima. Olá michelle-falo e nos olhamos

-Olá Lauren, ainda anda feito louca nessa moto-isso não foi uma pergunta foi?

-Você sabe, velhos hábitos nunca morrem-pisco pra ela e olho pra camila- agora tenho que ir, à noite nos espera

Falo e arranco com a moto dali, sigo pra casa. Entro a bato com força a porta. Entro no quarto dos desenhos e olho o quadro de Camila, observo os detalhes nele e dos momentos em que o fiz. Camila era minha, ela foi minha, hoje não passamos de um passado sem volta e sem recomeço. Passo a mão por minha escrivaninha e derrubou tudo que está ali em cima no chão e faço o mesmo na bancada onde ficam meus desenhos, tudo está no chão, tintas molham o piso e as folhas, vejo tudo caido e derramado por cima do desenho, vejo uma única folha afastada vira pro chão, lágrimas já percorrem meu rosto, como eu pude deixar isso acontecer? Por que deixei ela ir? Se eu fosse mais forte abracaria ela e a impediria de ir, eu deveria ter insistido mais ou ter ido com ela em um vôo de emergência. 

Vou até a folha no chão e me abaixo pegando-a, sento com tudo no chão e me escoro na cama ao ver o desenho, me permito chorar os minutos inacabáveis... Lembro dessa foto, ela estava lendo um livro na minha cama com as luzes do meu quarto claras, eu tinha acabado de sair do banho e ela estava com meu blusão, estava linda e sexy, eu tirei a foto e  depois fiz o desenho e ela não percebeu nada, estava muito concentrada lendo. Tivemos bons momentos, ela viu que eu já tinha terminado o desenho e pediu pra ver, e começamos a brincar juntas na cama. rimos, trocamos carinho, beijos, abraços, risadas e bagunças. Vejo a porta abrir e é Mani. O que ela faz aqui? Me levanto e enxugo minhas lágrimas rápido.

-Laur, o que houve aqui?-ela olha em volta e vê a bagunça que fiz

-Nada de mais, eu apenas tropecei um pouco e derrubei algumas coisas-falo e jogo o desenho na cama

-Parece que um furacão passou por aqui-ela diz e olha o desenho que joguei na cama- ela me ligou, disse que te viu e ela estava com michelle, foi por causa disso que você fez isso não foi?-ela pergunta e meus olhos marejam outra vez e ela me abraça

Nos sentamos na cama e me aconchego em teu abraço, ela me faz carinho nas costas e depois de um tempo assim já estou mais calma e conto a ela como encontrei as duas na rua. Ela me leva pro quarto e eu tomo banho, me troco e visto uma cueca box branca,  jeans justo escuro e com rasgos na perna, um sutiã branco, uma blusa branca de mangas longa que dobro até o meio dos braços e minha jaqueta de couro preta e os coturnos de saltinho, passo uma batom matte vinho e uma maquiagem de leve, deixo os cabelos soltos e ondulados e desço a encontro de Mani

-Que bom que já está pronta, temos que ir-ela diz e se levanta

-Quem vai pra lá?-pergunto

-Eu, você, Dj, ally, troy, mila e sua prima-ela me responde

-Você está de carro, certo?-pergunto e ela confirma- vou na minha moto

-Mas eu pensei qu...-interrompo ela

-Não vai acontecer nada, vamos-falo e saimos de casa

Mani entra no carro de Dj e eu pego minha moto, saimos de lá e andamos pelas ruas vagas e ao mesmo tempo lotadas, de Miami e logo chegamos a casa de Dj e encontramos os outros já tomando vinho perto das pinturas dela que comprou a Vero e todos parecem conversar alegremente até que eu entro.

-Ah, que ótimo que chegaram, venham pra cá-dj diz e entramos

Todos nos cumprimentamos e começamos a beber do vinho...

-Acho que vou precisar que você separe algumas garrafas de vinho do meu estoque, jauregui-dj diz

-Então, Laur e Mila que são boas com vinho vão escolher, eu e Troy ficamos na cozinha terminando o jantar, Mani e Michelle podem terminar de ajeitar a mesa e Dj me diz onde estão so temperos-ally fala e olho pra todos

-Ainda é no mesmo, sua sala de vinhos?-pergunto e dj assente

-Cuidado-ouço minha querida prima falar pra camila e a mesma sorri e beija sua bochecha

Sigo pro quarto dos vinhos de Dj sem esperar ela, sei que vem atrás de mim, escuto o barulho dos seus saltos batendo no piso, entro na sala e está tudo escuro, procuro uma luz mas não acho. Bato em algo e pego meu celular, ligo a lanterna então vejo a luz e ligo. Olho em volta e Camila entra agora. Caminho perto das garrafas e começo a analisar o ano de cada uma. Camila faz o mesmo.

-Lauren-ela me chama e não respondo-Acho que achei uma boa-ela diz e vou até lá

-Esse é muito novo, Camila, olhe algumas de 1940, foi uma boa safra-falo e ela assente

-Eu não estou com sua prima-ela me diz

-Eu não te perguntei nada, e sobre sua vida, não me interessa-digo fria e seca

-Eu quis dizer, ela é minha professora e apenas me acompanhou

-Eu não sabia que alunos beijam professores-falo irônica

-Não estamos em aula agora

-Então são um casal-falo e repreendo ela

-N-não.. Olha..-interrompo a mesma

-Camila, não precisa me explicar nada. Por Deus, eu estou tentando com todas as minhas forças inúteis, ficar longe de ti, eu não quero saber sobre você. Nossa história foi assim, acabou no momento que você saiu do porto e eu não pude te dizer o que sintia antes, simples e confusa, um ótimo final dramatico, na minha opinião.

-Eu não queria que fosse assim..-ela diz e vejo uma lágrima se forma e ela logo impede

-É, eu também não-falo e pego uma garrafa- já podemos ir

Sigo pra porta e sinto meu braço ser puxado e me viro é Camila, ela junta nossos corpos e sinto seu olhar de medo sobre mim, deixo a garrafa em uma mesinha ao nosso lado e volto a olhá-la.

-Por favor..-ela aproxima nossos rostos-por favor, Lauren.. -me pede em um sussurro- Me beija

Assim eu faço, coloco nossos lábios e nos beijamos de uma forma intensa e desesperada, precisávamos disso, a sinto minha outra vez, e sei que ela também, a sinto ficar bamba em meus braços, ela vira nossa cabeças dando uma posição melhor ao beijo e arfamos com o contato de nossas línguas e nos separamos por causa do ar...

-Não vai passar de um beijo-falo e ela me olha

-Tem razão, não vai mesmo-ela diz e sai

Pego a garrafa e volto pra sala, vamos pra cozinha e todos nos olham, só´então percebo a boca vermelha de camila e ela a minha

-Vou no banheiro-digo no mesmo momento que ela

-Sabem onde é-dj diz e mani ri de nós

Não estamos boas nisso como antes-falo enquanto andamos pelo corredor

-Entra-ela me puxa pela jaqueta e entramos no mesmo banheiro

-Mas que porra..-ela me interrompe  com sua boca

Nos beijamos de novo e camila está com desejo, conheço esse beijo, sei o que ela quer, mas não vou fazer isso nem aqui, nem agora. Separo ela de mim e a olho sorrindo maliciosamente e beijo seu pescoço.

-Eu sei o que você quer, pequena-falo em um quase sussurro

-Então faça. Eu não aguento mais, Lolo, foram 5 meses sem isso-ela diz e segura no meu membro por cima da calça- 5 meses sem nenhum contato

-Pra mim também pequena-falo e nos beijamos- mas hoje não, você está com minha prima, tem que fazer companhia a ela-digo e nos limpo

-Eu estava com saudade-ela me abraça e eu faço o mesmo

-É, eu também, pequena, eu também-falo e beijo seus cabelos

Voltamos para a cozinha e no sentamos na  mesa de jantar e começamos a comer entre conversas e risadas. Me entreolho com camila e michelle percebe, nos encaramos e ally corta dizendo que vai pegar a sobremesa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...