História You're a Girl Now (Shota/Incesto/Crossdressing) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Big Sister, Femdom, Feminization, Incesto, Little Brother, Shota, Shotacon
Visualizações 208
Palavras 1.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Escolar, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Tortura, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá, amores!
Essa fic passou das 100 visualizações? o.o
Espero que gostem do novo capítulo~

Capítulo 4 - Encrenca em Dobro


            Eu e Annie passamos a semana inteira fantasiando durante as aulas. Assim como eu, ela também sente um tesão enorme pelo corpinho do meu irmão. Finalmente chegou a hora para nós o usarmos ao mesmo tempo, e ele nem sabe de nada.

            Na ida para casa, sorríamos como bobas e comentávamos uma para a outra o que faríamos com ele quando chegássemos. Como sempre, já era perto do meio dia e eu fui buscar Annie na casa dela, que não fica muito longe da minha. Eu havia ordenado meu irmãozinho que me recebesse da mesma forma que me recebeu semana passada.

            Bati na porta e esperei. Depois de alguns segundos, ela destrancou e ele abriu a porta no mesmo vestidinho adorável que vestiu anteriormente, porém tomou um susto quando viu Annie ao meu lado.

            - Oi, maninho. Essa é minha amiga, Annie.

            - Olá, fofura. – Annie sorriu, acenando a mão levemente. Ele não respondeu, apenas permaneceu imóvel na frente da porta.

            - Sai logo da frente. – O empurrei para o lado. Annie e eu entramos, e ele fechou a porta.

            - M-michelle... você não disse que...

            - Não, eu não disse. Vamos para o meu quarto, ok?

            - Mas porque?! – Disse num tom meio desesperado. Annie o pegou pela gola do vestido e o arrastou pela sala.

            - Obedeça a sua irmã, seu pivete.

            - Michelle! Ai!

            - Fica quieto, ou você vai apanhar. – Isso bastou. Ele parou de encher e apenas nos seguiu até o meu quarto.

            Abri a porta e peguei ele pelo braço, jogando-o na cama. Annie trancou a porta e abriu meu guarda roupas.

            - O que vocês vão fazer?! – Ele disse, tentando se soltar de mim, mas eu o segurei com força na cama.

            - Você vai ser estuprado por duas garotas mais velhas. – Terminei a frase dando-o um beijo de língua a força, no qual ele tentou resistir, mas eu não deixei.

            Annie tirou do guarda roupas o meu vibrador e o vibrador dela que eu havia escondido, pois ela divide o quarto com a irmã. Ansiosa, ela vestiu sua cinta rapidamente e eu terminei de dar o delicioso beijo no meu irmãozinho, sentindo o gostinho da saliva dele.

            - É muito egoísmo você ter esse corpo tão lindo e não dividir com a sua própria irmã. E é mais egoísta ainda eu não dividir essa delícia com minha melhor amiga, por isso ela está aqui hoje.

            - Não, Michelle... isso é demais...

            - Você não sabe o que é demais. – Saí de cima dele e me preparei para vestir minha cinta. Annie subiu em cima do seu corpinho pequeno e tirou a calcinha por baixo do vestido. Num susto, ele colocou as mãos em cima do pênis, tentando escondê-lo, porém Annie era tão forte quanto eu. Ela puxou as mãozinhas delicadas do meu irmãozinho e o segurou na cama como eu havia feito.

            - Você vai ficar com o cuzinho dele, não é? – Falei, dando o lubrificante para Annie. – Eu fico com a boca, então.

            Me posicionei do lado de sua cabeça e quando ele começou a entrar em desespero sentindo o vibrador de Annie o penetrando, eu enfiei o meu em sua boca.

            - Fica quieta, sua putinha. Você é nossa e não pode fazer nada quanto a isso.

            As lágrimas começaram a sair de seus olhos, e aquilo me deu um tesão enorme. Vendo Annie o fudendo agressivamente, enquanto ele gemia de dor com a voz abafada pelo meu vibrador em sua boca... eu estava pirando. Cada gemido que ele dava, eu enfiava o vibrador mais e mais fundo, até a hora que ele começava a engasgar e tossir.

            Após alguns minutos, Annie me disse que queria que ele a cavalgasse. Aproveitamos e tiramos o vestido, deixando-o totalmente nu.

            - Me deixem ir! Parem com isso, por favor!

            Abri minha mão e dei um tapa bem forte em seu rosto.

            - Não adianta espernear, você vai ser abusado por nós de qualquer forma.

            Annie o colocou por cima dela, fazendo-o sentar em seu vibrador com as perninhas abertas. Fiquei de joelhos e peguei-o pelos cabelos, fazendo ele me chupar. Eu queria tanto colocar o vibrador no fundo da garganta dele, mas acho que ele vai vomitar... melhor não.

            Ele sentava no pinto de Annie por vontade própria, pois eu reparava que Annie não fazia esforço algum, só passava as mãos pelo seu corpinho pequeno e macio. O seu adorável pênis estava bem durinho e muito molhado.

            - Annie, você sabe o que vai acontecer quando ele gozar, não é? – Falei, enquanto ainda forçava meu vibrador na boca dele.

            - É exatamente por isso que eu queria que ele me cavalgasse... – Ela disse num tom de quem parecia estar no céu.

            Depois de um tempo, ele começou a gemer mais alto e a sentar com mais força. Quando ele começou a gozar, eu estava tão excitada que empurrei todo o vibrador pra dentro de sua garganta e, por sorte, ele não vomitou. Todo o sêmen que saía em grossas rajadas caía no rosto e nos peitos de Annie. Pela sua expressão facial, ela parecia estar amando tudo aquilo, e eu mais ainda.

            Tirei meu pênis de sua boca e segurei o pescoço dele levemente, fazendo-o virar aqueles olhinhos exaustos e quebrados para os meus.

            - Você gozou em cima da Annie. Sabe o que uma boa putinha deve fazer quando goza, não é? Mana te ensinou.

            - Sei... – Uma voz tão fraquinha e sussurrada...

            Ele saiu de cima de Annie, tirando lentamente o vibrador do seu cu, e começou a lamber a camiseta dela, que estava manchada de esperma. Então, partiu para o pescoço, e depois pro rosto...

            Annie fechou os olhos, apreciando aquele momento. E eu não resisti, silenciosamente peguei meu celular e tirei uma foto do meu irmãozinho pelado, em cima da minha melhor amiga, lambendo o próprio sêmen do rosto dela. Ela não precisa saber que eu tenho essa foto, e nem ele.

            Quando ele terminou, a camiseta de Annie ainda estava um pouco manchada, mas aquilo não ia ter como limpar na língua.

            - Boa menina. – Falei no ouvido do meu irmão. – Pegue uma camiseta minha no armário, vou precisar emprestar para Annie.

            Ele se levantou e pegou. Eu e Annie ficamos observando o seu corpinho nu, tão adorável e inocente, mas ao mesmo tempo delicioso. Ele pegou uma camisa qualquer e nos trouxe.

            - Você nunca viu peitos pessoalmente, não é? – Disse Annie, pegando a camiseta.

            - Não...

            Annie tirou a sua camiseta manchada, e depois desabotoou o sutiã, deixando-o cair nas suas pernas.

            - Ah... esse sutiã tava me matando.

            Os olhos do meu irmãozinho brilharam diante dos grandes seios de Annie. Era como se ele tivesse finalmente assumido que é um pervertidozinho. Ela também reparou no seu olhar e sorriu maliciosamente.

            - Você quer tocá-los? – O rosto dele ficou totalmente vermelho.

            - Eh...?

            - Bom, deixa pra outro dia, então.

            - Não! Eu... quero tocá-los...

            Meu irmãozinho estendeu as mãos e apalpou os seios de Annie. Lentamente, seu pequeno pênis começou a ficar duro novamente.

            - Você vai ter que cuidar disso sozinho, agora. – Falei, observando seu pintinho ficando ereto. Ele corou mais ainda e tirou as mãos dos peitos de Annie.

            - Semana que vem você vai poder brincar com eles a vontade, ok? Então faça questão de guardar bastante melzinho nesse seu saco.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...