História You're my - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 98
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction You're my - Capítulo 2 - Capítulo II

Pov de Hana
Acordei devido aos raios de sol que batiam na minha cara, esfreguei os olhos e olhei para as horas, eram 7:30.  Saí da cama e fui tomar banho, vesti o meu uniforme e penteei-me. Vesti umas meias brancas e coloquei a minha mochila às costas, peguei nos meus tênis brancos e fui até à cozinha onde tirei uma maçã verde da fruteira. Peguei na minha chave e calcei-me à entrada. Finalmente saí de casa e olhei para as horas no meu telefone, são 8:05. Corri rápido para não chegar atrasada, entrei na escola e bati à porta da sala.
= Entre. Ordenou uma voz.
= Desculpe pelo atraso. Desculpei-me inclinando-me levemente para a frente.
= Você deve ser a aluna nova. Apresente-se. Disse a professora.
Eu coloquei-me ao lado da professora e apresentei-me.
= Eu chamo-me Hana kosaishi, tenho 16 anos, nasci em Osaka e espero que sejamos amigos. Disse.
= Obrigada Hana. Alguém tem alguma pergunta para a Hana? Perguntou a professora.
Olhei em volta e vi os 7 rapazes no fundo da sala, como ninguém tinha levantado a mão a professora mandou-me ir sentar. Sentei-me num lugar perto da janela, à minha frente estava uma rapariga com cabelo curto castanho. A rapariga que estava á minha frente virou-se para trás e olhou para mim, ela parecia uma boneca de porcelana.
= Olá eu chamo-me Lee Seoyeon. Apresentou-se a rapariga sorrindo.
= E-eu sou a Hana kosaishi. Apresentei-me tímida.
= OMG és tão fofinha. Disse a Seoyeon.
Eu coloquei as minhas mãos na cara envergonhada.
Ela virou-se para a frente e tomou atenção à aula.
Quebra de tempo
A aula finalmente acabou e eu decidi aproveitar o intervalo para ir buscar algo para comer.
= Hana, onde vais? Perguntou a Seoyeon.
= V-vou comprar algo para comer. Respondi.
= Ias sem mim, estou ferida. Pensei que éramos amigas. Disse a Seoyeon dramática.
= Nós somos amigas? Perguntei.
= Claro, agora vamos estou morrendo de fome. Respondeu levantando-se.
= Sim. Disse sorrindo.
Quando chegamos a fila estava enorme, por isso não podémos comer. E eu tenho fome T-T.
= Hana. Ouvi alguém dizer o meu nome.
Virei-me e vi o Taehyung correndo na minha direção com os braços abertos para me abraçar, eu abaixei-me fazendo-o abraçar o nada. Depois escondi-me atrás da Seoyeon.
= C-conhece-os? Perguntou a Seoyeon apontando para eles.
= Sim. Eu moro com eles. Respondi.
= Sugoi Hana, moras com os 7 rapazes mais populares da escola. Informou a Seoyeon.
Posso até ter sorte nisso, mas tenho medo de rapazes.
= Espera és japonesa? Perguntei-lhe.
= Não, sou coreana. Mas adoro animes e mangás, por isso sei algumas palavras japonesas.
= G-gostas de animes e mangás? Eu também, eu tenho uma montanha de mangás se quiseres posso te emprestar. Disse.
= Sério?? Perguntou. Se ela fosse um "boneco" de anime os olhos dela estariam brilhando.
= Sim, claro. Respondi sorrindo.
= Então este fim de semana, na minha casa. Às 10:30. Tu trazes os mangás e eu compro pocky. Combinou a Seoyeon.
= Também posso ir? Perguntou o Taehyung.
= Sim, quanto mais gente melhor. Disse a Seoyeon.
Ouvimos o toque e voltamos para a sala, sentamo-nos nos nossos lugares e o professor começou a aula. A aula era muito secante por isso a Seoyeon virou-se para mim e conversamos sobre animes, nem demos conta que a aula já tinha acabado.
= Xau Hana. Despediu-se a Seoyeon.
= Xau, até amanhã. Despedi-me.
Fiz o meu caminho para casa olhando para o céu, quando por acaso vi uma borboleta azul e segui-a. Fui contra qualquer coisa e cai no chão, olhei para cima e não encontrei a borboleta azul. De seguida vi uma mão estendida à minha frente, olhei para a pessoa que estava estendendo a mão e vi um rapaz com cabelo castanho sorrindo para mim. "Que sorte Hana um rapaz". Pensei ironicamente. Ele sorriu para mim o que me fez sentir coisas estranhas na barriga, como se tivessem borboletas voando lá dentro. Eu agarrei a mão dele e ele puxou-me ajudando-me a levantar.
Eu limpei a minha saia e olhei para o rapaz, o mesmo estava olhando para mim também.
= Desculpa. Disse curvando-me levemente.
= Não é preciso te desculpares. Respondeu sorrindo.
Estou sentindo as borboletas outra vez, mas o que se passa?
= Eu chamo-me Oh Minhyuk. Apresentou-se.
= E-eu chamo-me Hana Kosaishi. Apresentei-me.
Ele então olhou para mim e começou a aproximar-se. As minhas bochechas começaram a ficar quentes e o meu coração batia cada vez mais rápido a cada passo que ele dava. Ele então levantou as mãos e colocou-as no meu cabelo, o que fez o meu coração bater ainda mais forte. Ele então deu alguns passos para trás e abriu as mãos revelando a borboleta azul que eu estava seguindo à pouco. A borboleta azul voou para a minha mão e depois foi-se embora. Eu olhei para o Minhyuk e o mesmo estava olhando para o céu com um sorriso fofo que fez o meu coração disparar de novo.
= E-eu tenho que ir. Xau. Disse indo embora.
= Espera. Gritou o Minhyuk fazendo-me parar.
= O-o quê? Perguntei-lhe virando-me.
= Está a ficar um pouco tarde e é perigoso andar pela rua sozinha. Posso acompanhar-te até casa? Perguntou.
= S-sim. Respondi
Não sei bem porque respondi sim quando na verdade queria dizer não. Ele então acompanhou-me até casa, estava um silêncio meio desconfortável e o meu coração na parava de bater. Finalmente cheguei a casa.
= Xau. Despedi-me
= Xau. Despediu-se o Minhyuk sorrindo.
Entrei em casa e coloquei as chaves na entrada e descalcei-me. Dirigi-me para o meu quarto e joguei a mala no chão. Joguei-me na cama e liguei o meu telefone, o mesmo de sempre mensagens e chamadas dele. Acabei por adormecer.
Quebra de tempo - 2:23
Acordei e fui para a cozinha, onde enchi um copo com leite e bebi. Quando estava indo embora a luz foi acesa, olhei para cima e vi o Taehyung. Assim que o vi dei alguns passos para trás. Ele estava super Kawaii, estava com cara de sono e o cabelo dele formava orelhas de gato.
= Kawaii. Gritei em pensamento.
= Boa noite. Disse saindo do local o mais rápido possível.
= Espera. Disse o Taehyung pegando-me no braço.
= S-sim? Perguntei virando a cabeça para ele.
= Eu fiz alguma coisa de errado? Perguntou.
= ...
Ele não disse mais nada apenas largou-me o braço e fez uma cara triste. OMG o que é que eu fiz? Eu fiz com que o Neko ficasse triste.

= Gomen neko-chan. Disse abraçando-o.


= Eu não sou um gato. Disse.

= Eu sei que não, mas o teu cabelo tem duas mechas em forma de triângulo o que te faz pareceres um gato. Desculpa por te ter feito ficar triste mas quando estavas a perguntar-me algo eu só te ouvia a dizer "Miau". Disse dando um sorriso tímido e deixando de o abraçar.
= Kawaii ne. Disse apertando as minhas bochechas.
= Taehyung isso dói. Disse com uma voz infantil.
= Desculpa. Amigos? Perguntou.
= Sim. Respondi sorrindo.
= Taehyung, posso te chamar neko-chan. Perguntei-lhe.
= Não. Mas podes chamar-me Tae. Sugeriu.
= Boa noite Tae. Despedi-me.
= Boa noite Hana. Despediu-se o Tae.
Eu entrei no meu quarto e vesti o meu pijama, apaguei a luz e deitei-me.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...