História You're My Special Affair – Camren - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zara Larsson, Zayn Malik
Tags Amor, Carros
Exibições 912
Palavras 2.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heeeeeeey, eu espero que a maioria de vocês não estejam dormindo, viu? Bom, o capítulo de hoje foi só para desvendar quem seria o ser humano que armou para Lauren, qual o palpite de vocês? Rufem os tambores e vamos lá para a leitura, my dear.

Capítulo 27 - The cell phone


Fanfic / Fanfiction You're My Special Affair – Camren - Capítulo 27 - The cell phone

                    NARRADORA POV

Depois de Lauren convencer Camila a não matá-la engasgada com a lasanha, ou melhor, o que havia sobrado dela.. Todos resolveram ir almoçar fora. Será que Lauren não percebia o quanto ela estava ficando próxima aos Cabellos? Talvez sim, talvez não.. Mas para alguém que não quer nada sério com ninguém, sair com a família da ficante era um passo muito grande, não é?

Enquanto Alejandro conversava com um dos funcionários do restaurante que recolhiam os pratos da mesa, Camila jogava algum jogo em seu celular com a irmã Sofia e Sinu batia um papo extrovertido com a futura nora. E por falar em Sinu, a pobre e inocente mulher se convenceu que havia colocado a temperatura do forno alta demais e por isso o quase incêndio. Coitada.

- Bom.. — Alejandro disse, voltando atenção para todos da mesa — Estou quase convencido que isso aqui foi de propósito, digam a verdade, vocês irão assumir a relação de vocês?

Ao ouvir aquilo a nossa protagonista Lauren se engasgou com o suco de laranja que bebia, chamando a atenção de quase todos os clientes que se encontravam no local.

- Alejandro! — Sinu repreendeu o marido, enquanto batia nas costas de Lauren — Veja, a moça ficou ainda mais branca.

- Eu quero morrer — Camila disse, cobrindo o rosto com as mãos e se afundando na cadeira.

- O quê? Pessoal, foi só uma pergunta. — O homem se defendeu, ajudando a dar leves tapinhas nas costas de Lauren.

Coincidência ou destino, o celular de Lauren começou a tocar em seu bolso, fazendo a mesma se retirar da mesa para atender a ligação enquanto ainda se recuperava.

- Camila, você poderia me ajudar? — perguntou Lauren, retornando à mesa e colocando a mão na garganta.

- Mama, papa.. — Camila disse, se retirando da mesa.

- Foi um prazer — Lauren disse, apertando na mão de Sinu e Alejandro — Sofi, infelizmente o nosso passeio ficará para outro dia, mas eu prometo não faltar com você. — Nossa protagonista disse, depositando um beijo na cabeça da garotinha.

- Eu espero que você não esteja me enrolando, viu? — a menina disse, arrancando uma risada de Lauren.

- Não estou, eu prometo. Agora eu já vou indo, Camila?

Camila desviou a atenção do celular e acentiu com a cabeça. As duas caminharam para fora do restaurante até chegar no carro de Lauren.

- Para onde vamos? — Camila perguntou, abrindo a porta do carro.

- Loja de bebidas. — Lauren respondeu, piscando para ela e colocando seus óculos escuros.

                          POV ZAYN

Como Lauren havia prometido festas aos alunos, era isso que iríamos fazer. Liguei para ela e confirmei, a mesma pediu para que eu ligasse para Dinah, no início ela não queria vir, mas foi só eu falar na decoração, a mulher encerrou a ligação e apareceu aqui em poucos minutos.

- Eu espero que meus pais voltem mesmo só depois de amanhã — eu disse, enquanto recolhia os tapetes do chão.

- Lauren já está vindo? — Dinah perguntou, enquanto marcava o lugar onde colocaria as caixas de som.

- Sim, está na loja de bebidas com Camila — eu disse, dando de ombros.

- Com Camila? — Dinah perguntou, franzindo o cenho.

- Foi isso que ela disse, algum problema nisso? — perguntei, descendo os degraus e parando ao lado de Dinah.

- Não, nenhum. — a mulher respondeu, voltando a atenção para a organização.

                      POV LAUREN

Depois do episódio no restaurante, Camila e eu estávamos em meu carro à caminho da loja de bebidas. Meu Deus, eu quis que o chão se abrisse ali. Logo eu, que sempre saio por cima das situações, fiquei sem reação à pergunta de Alejandro, será que estava tão na cara assim?

- Você vai ficar nesse silêncio o caminho inteiro? — Camila perguntou, me encarando.

- O que você quer que eu fale? — perguntei, mantendo os olhos fixos no trânsito.

- Te incomoda tanto pensarem que estamos namorando?

Aquela pergunta me desorientou. Incômodo não era a palavra certa para ser usada, na verdade o que eu sentia era pânico. A idéia de namorar me deixava apavorada, mas o que eu posso fazer?

- Eu não estou incomodada, eu apenas não esperava a pergunta do seu pai. — eu disse, dando de ombros e girando o volante.

- Sabe Lauren.. Eu gosto do que temos, mas, você é toda em cima do muro.. — disse, desviando o olhar para a janela — E se eu cansar disso? Digo, do que temos, se é que temos.. — perguntou, olhando para mim novamente.

Eu sentia os olhos de Camila em mim enquanto eu buscava desesperadamente uma resposta para a pergunta que ela havia feito. O que está havendo? Todos resolveram me encurralar hoje? Eu me sentia pressionada, e se tem uma coisa que eu não gosto, é me sentir pressionada.

- Camila, seja mais clara. — eu disse, ligando a seta e olhando o retrovisor para poder estacionar em frente à loja.

- Quer saber? Deixa.. — disse, revirando os olhos.

- Você está querendo ter uma dr agora? — perguntei, desligando o carro e me virando de frente para ela.

- Não dá para discutir um relacionamento que não existe, Lauren. — Camila disse, abrindo a porta do carro e saindo do automóvel.

Eu fiquei estática observando Camila entrar na loja, porra o que ela queria? Bufei de raiva e saí do carro, caminhando até a loja.

- Rob.. — cumprimentei o dono da loja e segui andando pelos corredores.

- Quantas garrafas vai levar? — Camila perguntou, passando os olhos pelas garrafas.

- Quantas vezes você consegue ir no carro e voltar para cá? — perguntei, pegando algumas garrafas.

- Me pergunto todos os dias quando eu irei gostar de beber e ir para a balada como você e Dinah — disse, colocando as garrafas no carrinho de compras.

- Isso  é questão de prática, eu não me importo em praticar isso com você. — eu disse, piscando para ela e levando as garrafa até o carrinho.

Depois de encher o meu carro de garrafas, eu ainda pedi para que Rob mandassem entregar mais, afinal, festa que falta bebida não é festa de Lauren Jauregui.

                              (...)

A noite chegou e a festa já havia começado. Zayn só conseguiu ficar mais tranquilo depois de ligar para os pais confirmando quando eles chegariam. Dinah dançava com um garoto enquanto Troye e Camila estavam sentados dando risada. Por onde eu passava as pessoas me cumprimentavam e lamentavam por eu não ter assumido a presidência.

Justin e Zara chegaram logo depois e logo trataran de ficarem bêbados, como não amar? A festa seguia animada, o som tocava alto e algumas pessoas estavam dentro da piscina. Alguns de roupas já outros quase nus.

- Eu já estou ficando bêbado. — Zayn disse, me abraçando.

- Somos dois. — eu disse, sorrindo fraco.

- Estou triste.

- Bateu a carência? — perguntei, rindo contra o seu ombro.

- Bateu, eu acho que preciso de uma namorada. — disse contra o meu pescoço e eu pude sentir que ele estava fazendo um bico. — Você e Camila estão bem próximas, sabe dizer se ela está ficando com alguém?

- Sim, ela está. — respondi seco.

- Merda, mas não custa tentar né? — perguntou, saindo do meu abraço.

Eu bebi toda a bebida que estava em meu copo e vi Zayn ir até onde Camila e Troye estavam, ele pediu para Troye fastar um pouco e sentou no meio dos dois, colocando os braços nos ombros dos dois.

O meu melhor amigo começou a falar próximo ao ouvido de Camila, o que deveria ser muito engraçado já que a mesma gargalhava. Peguei o copo de um garoto que passava ao meu lado e levei até a boca, devolvi o copo agora vazio e voltei a observar os três ali. Revirei os olhos e saí dali antes que Camila me notasse, acabei pisando em algo e quando me abaixei para verificar o que havia sido, encontrei um celular. Guardei o mesmo no bolso e peguei uma garrafa de Whisky. Continuei andando até encontrar o balanço que ficava no meio de duas árvores. Lembro que Zayn e eu sempre brincávamos aqui quando éramos crianças.

- Você não tem direito de sentir isso, Lauren, você e Camila não namoram e seu melhor amigo é solteiro e desimpedido, assim como você. — eu disse, me sentando no banco.

Tirei o lacre da garrafa e abri a mesma, senti o liquido descer pela minha garganta e meu corpo relaxar junto. Fiquei encarando o nada por um tempo e lembrei do celular que estava em meu bolso. Estiquei minha perna para conseguir tirar o celular do bolso apertado e não pude acreditar no que eu estava vendo.

- Ou isso está realmente acontecendo ou é apenas o álcool. — eu disse, enquanto verificava as mensagens do celular.

O celular que estava em minhas mãos continha mensagens trocadas comigo.

                        POV CAMILA

Eu ria desesperadamente das piadas de Zayn quando Lauren chegou como um furacão.

- Eu preciso de você agora. — Lauren disse, puxando Zayn da cadeira.

- O que aconteceu? — perguntou, encarando-a.

- Deixe as perguntas para depois, vamos logo.

- Lauren, o que está acontecendo? — eu perguntei, levantando da cadeira.

- Fique fora disso, Camila.

Foi tudo que ela disse antes de sair puxando Zayn. Eu sabia que ela estava com raiva, mesmo com a pouca iluminação e o jogo de luz eu poderia notar os seus olhos escuros.

- Troye, procure Dinah e diga que eu já estou indo. — eu disse.

- Como assim, Camila? — Troye perguntou, franzindo o cenho.

- Eu irei ver o que está acontecendo. — eu disse, saindo no meio das pessoas.

Lauren conversava com Zayn, ela parecia alterada, tipo, muito alterada mesmo. Zayn no início parecia perdido mas logo depois fechou a mão em punho e deu um pequeno soco na parede. De onde eu estava não dava para ouvir o que eles conversavam, então eu tinha que me contentar apenas com os gestos.

Zayn voltou para a festa enquanto Lauren permaneceu parada com as costas e o pé no muro, ela olhou para a garrafa em sua mão e levou a mesma até a boca, tomando vários goles. Eu odeio o fato dela beber tanto.

Quando Zayn voltou, eles conversaram mais um pouco e Lauren seguiu para o seu carro, foi quando eu aproveitei para entrar no carro de Zayn sem que ela me visse.

- Camila, o que você tá fazendo? — Zayn perguntou, me olhando assustado.

- Eu vou com vocês, seja lá para onde vocês forem. — eu disse, colocando o cinto de segurança.

- Você está louca? Você não vai, Lauren me mata. — ele disse, colocando a mão na porta para abrir.

- Zayn, se você sair desse carro e contar algo para Lauren, eu juro que mato você e ela por me esconderem as coisas.

- Você vai, mas eu não me responsabilizo se algo acontecer com você. — ele disse, colocando o cinto de segurança.

- Fechado.

Zayn deu partida no carro e nós seguimos Lauren até chegarmos em um local bastante escuro, o que dava para ver era a estrada sendo iluminada pelos faróis do carro e mais a frente um lago com poucos postes de luzes ao redor.

- Não sai daqui.

Eu acenti com a cabeça e observei Zayn indo até o carro de Lauren, os dois olhavam atentamente para a tela do celular de Lauren. Eu estava rezando para ele não contar nada para Lauren e o meu objetivo que descobrir o que estava acontecendo ir por água abaixo.

Lauren ficou parada ao lado do seu carro e Zayn veio de encontro ao dele, ele entrou e deu partida, nós passamos pelo carro de Lauren, deixando-a para trás. Quando estávamos bem a frente, Zayn estacionou o carro e pegou uma revista no porta malas.

Por mais que eu insistisse ele não falava o que estava acontecendo, eu já estava prestes a sair do carro para tomar um ar quando dois faróis começaram a surgir em alta velocidade na estrada.

- Aperte os cintos. — Zayn disse, ligando o carro e colocando o cinto de segurança.

Quando os carros já estavam bem próximos, Zayn deu partida no carro e seguiu na contra mão. Eu não poderia acreditar que isso estava acontecendo, automaticamente lembrei do dia que fui com Lauren para aquele racha. Meu medo de morrer naquele momento era enorme, mas a vontade de saber o que era aquilo, era maior. Nós estávamos bem próximos, Lauren desviou e passou direto por nós, já o carro branco não teve a mesma sorte e acabou batendo em uma árvore, Zayn apenas buzinou e arrancou com o carro.

Ele estacionou o carro no meio do mato e nós saímos do automóvel. Não demorou muito e Lauren estacionou ao nosso lado.

- Camila, que porra você está fazendo aqui? — Lauren perguntou, descendo do carro. — Você está louca? Zayn, por que não me contou?

- Não interessa, Lauren. É a segunda vez que eu me meto nesse tipo de coisa por sua causa. — gritei, cruzando os braços.

- Não foi eu que te pedi, eu pedi para você ficar fora disso. — Lauren respondeu no mesmo tom.

- Se eu não tivesse vindo você teria me falado porque estava tão brava?

- Fiquem quietas as duas, ou nós iremos perder a melhor parte. — Zayn disse, saindo no meio do mato.

- Tem razão, vamos logo. — Lauren disse, animada.

- Nós iremos andar no meio do mato à noite? — perguntei incrédula.

- Zayn, porque não carrega Camila no colo? — Lauren perguntou, revirando os olhos.

- Lauren, cale a boca. — eu disse.

- Eu pedi pra você não vir, não foi? — Lauren perguntou passando por mim. — Eu revirei os olhos e permaneci ali. Zayn já estava um pouco a frente junto com Lauren e quando ela percebeu que eu não estava indo voltou e entrelaçou os dedos nos meus — Isso não está acontecendo.

Ela saiu me puxando enquanto segurava a minha mão discretamente para que Zayn não visse, quando avistamos o carro branco de antes na estrada, nos abaixamos no meio das árvores para não sermos vistos. Eu não estava entendendo o porquê disso, até ouvir as sirenes das viaturas e ver Lauren sorrindo de canto. Eu estava olhando atentamente a tudo aquilo que estava acontecendo e quase não acreditei quando os policiais tiraram Austin Mahone de dentro do carro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...