História You're my wish- Joshler - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Tyler Joseph
Tags 21 Pilotos, 21 Pilots, Josh, Josh Dun, Joshler, Joshler Dunseph, Joshua Dun, Twenty One Pilots, Tyler, Tyler Joseph
Visualizações 31
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hey!
primeiro capítulo galera!

leia as notas finais e boa leitura<3

Capítulo 2 - {sea} primeiro capítulo.


Fanfic / Fanfiction You're my wish- Joshler - Capítulo 2 - {sea} primeiro capítulo.

            you're my wish

           primeiro capítulo

                      [sea]


Josh gostava muito de viajar e estava planejando essa viagem faziam meses. No momento ele estava preso na casa de sua mãe após ficar sem dinheiro para se hospedar em casas comunitárias, era assim que ele vivia, pulando de país a país e fazendo pequenos trabalhos para juntar dinheiro. Nunca ficou mais de 3 meses em um lugar fixo mas dessa vez houve um imprevisto que o fez voltar para casa, entretanto isso não iria o prender para sempre. O seu próximo destino era uma praia na cidade, ele iria usar um barco de pequeno porte para atravessar até o outro lado da cidade, na cabeça de Josh aquilo tudo estava destinado a dar certo.

Era bem cedo quando Dun se levantou, tomou uma xícara de café forte, se despediu de sua mãe e irmãos, pegou sua habitual mochila de viagem e partiu andando até o ponto de ônibus mais próximo. Pegou o ônibus com poucas pessoas, se sentou no fundo e enquanto esperava seu destino ouviu músicas em seu velho e surrado MP3 vermelho. Josh observou a paisagem e se sentiu diferente, como era um cara otimista pensou que aquilo significava que essa nova viagem seria mais que ótima.

Ao chegar no seu ponto perto da praia, desceu do ônibus e caminhou sentido a brisa e o cheiro do mar e quando avistou a praia do outro lado da calçada, apenas tirou seu sapato, atravessou e caminhou cegamente pela areia a procura do barco que roubou de um ferro velho a semanas atrás e escondeu em uma área da praia onde poucas pessoas passavam. Ao avistar o pequeno barquinho apressou o passo e logo estava jogando sua bagagem simples para dentro da embarcação, os passos seguintes foram fáceis ele apenas empurrou o barco para o início do mar e começou a remar.

Josh já havia perdido a noção de quanto tempo estava remando, sentia seu braços doerem e seu corpo arder pela quantidade de tempo que estava debaixo do sol, Dun mas não iria desistir de sua viagem a final já havia tão longe!

A noite já estava chegando e a maré subindo, as ondas estavam cada vez mais violentas e Josh já não conseguia mais avistar a praia, ele estava lutando contra o grande e desconhecido mar que guardava tantos segredos e já havia levado tantas vidas. Então um sentimento que o homem nunca havia sentido antes invadiu-lhe, o pavor estava começando a subir a cabeça de Joshua.

Dun estava apavorado e começou a remar cegamente, já não se preocupava mais em seguir a bússola e sim em chegar em terra firme. Um longo tempo se passou até que Josh desistiu e se deixou ser levado pelo mar. Dun já estava esperando sua morte quando avistou ao longe uma casa em cima do rochedo, havia uma escada que dava acesso a casa e um grande banco de areia ao lado das rochas, o homem remou como nunca até alcançar a areia, desembarcou sua bagagem, puxou o barco para a terra firma e subiu as escadas, ao ver que o dono do estabelecimento ainda dormia Josh tomou a liberdade de explorar o entorno da casa e ali viu uma varanda que era suspendida por madeiras no barranco do rochedo,tornou a analisar e nesta varanda viu uma rede, uma pequena mesa com cadeiras em volta e vários vasos com plantas bem cuidadas. O cansado homem resolveu ficar por ali mesmo, deixou sua mochila sobre a mesa e se deitou na rede pensando em quão burro e precipitado foi ao planejar essa viagem em direção ao nada.

Com uma vista e tanto do mar e uma mente preocupada com as possíveis coisas que o dono da cada poderia fazer a ele, Josh Dun dormiu na propriedade desconhecida.


Notas Finais


hey de novo!

desculpe se eu errei qualquer coisinha.

eu realmente espero que vocês gostem desse capítulo, os capítulos não vão ser tão longos mas pra compensar eu prometo trazer um novo capítulo frequentemente!

já agradeço aqui a quem leu o prólogo, favoritou e comentou! não sabia que a fanfic iria tão bem em seu primeiro dia, estou muito feliz!!!!!

como de costume, se você é novo adicione a fanfic aos favoritos e deixe seu comentário(nem que seja uma besteirinha, fico feliz de ver vocês comentando)

twitter: [@vintwge] https://mobile.twitter.com/vintwge

✵    ˚    .    *   .   *    * ✺ .           · *


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...