História O Erro de uma Garota - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Victoria Moroles
Visualizações 4
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mudei a fanfic,espero que não fiquem chateados,mas acho que não pois não haviam muitos favoritos na fallen souls

Capítulo 1 - Hell!


Fanfic / Fanfiction O Erro de uma Garota - Capítulo 1 - Hell!

Vitória

-Oi prazer, meu nome é Vitória Moraes, tenho 17 anos e moro com meus padrastos: Lúcia Jenner e Felicio Jenner, moro com eles desde pequena e eles nunca tiveram a coragem de cuidar de mim,sempre tenho que fazer tarefas domésticas a eles, quando podem eles até me agridem, fui forçada a ser garota de programa, estou nisso desde os 14 anos, pois é isso é um INFERNO pra mim, mas vou enfrentar do jeito que posso.

-Era hoje, mais um dia de trabalho, estava na cama dormindo quando sou surpreendida pela minha madrasta Lúcia

Lúcia: VOCE AINDA ESTA NA CAMA?- gritou me assustando, o que fez eu acordar na mesma hora, levantei e fiquei em pé na frente dela

Vitória: eu posso explicar!- falei ofegante

Lucia: então explique essa casa ainda desarrumada e empoeirada, que a senhorita ainda não limpou!- me deu um tapa de leve no rosto enquanto me olhava fixamente nos olhos

Vitória: desculpe madrasta, eu estava muito cansada pois passei a noite de ontem limpando a sala e o banheiro-falei abaixando a cabeça, mas logo ela segurou meu queixo com violência e me fez olhar pra ela

Lúcia: não me interessa os seus problemas, o que me interessa é ver essa casa limpa, LIMPA, agora se vista e vá arrumar essa casa entendeu?- me olhou nos olhos e eu acenti,logo ela soltou meu queixo e saiu do quarto

-Me encostei na parede com os olhos marejados e fui deslizando até sentar no chão,abracei meus joelhos e fiquei chorando baixinho por alguns minutos, logo me levantei e fui até meu guarda-roupa, tirei de lá uma blusa com manga nos ombros e short não muito curto, arrumei a cama e desci pra pegar as vassouras, o aspirador, o detergente e a pa.

-No caminho dei de cara com meu padrasto Felicio, ele estava no balcão encostado tomando café, passei sem olhar pra ele, senti seu olhar sobre mim mas ignorei, peguei tudo do armário de vassouras e fiz a faxina, limpei a sala, o banheiro, a cozinha e os quartos, cansada eu estava indo tomar uma água quando minha tia aparece.

Lucia: fez o que eu mandei?-perguntou arqueando as sobrancelhas

Vitoria: Sim senhora!- disse assustada

Lucia: Ok, vai tomar um banho e venha tomar café!-logo ela andou até a sala e foi assistir

-Suspirei aliviada e subi pro quarto, peguei minha toalha e tomei um banho quente, peguei minha toalha e me enrolei, sai do banheiro e vi meu padrasto Felicio na minha frente me olhando sorrindo malicioso

Vitoria: Oi tio-sempre chamei ele de tio

Felicio: Olá Vitória, estava no banho?

Vitoria: Sim estava, porque?

-ele deslizou seu olhar por meu corpo que ainda estava coberto pela toalha,logo ele olhou pra mim novamente 

Felicio: tira essa toalha!-falou em um tom malicioso, eu logo neguei

Vitoria: Não!

Felicio: Tira essa toalha AGORA!- ele gritou na última frase, suspirando pesado e com medo do que ele poderia fazer, peguei a barra da toalha e a puxei deixando a toalha deslizar por meu corpo, logo ele novamente olhou para meu corpo e começou a me tocar, tocou em meu rosto, levou suas mãos para minha cintura, logo ele acariciou meus seios, logo derramei uma lágrima, ele me olhou e disse- Tão linda quanto sua mãe!-olhei pra ele e me entreguei totalmente ao choro, ele segurou meu seio direito e começou a chupar ele, fiquei totalmente enojada nessa hora, logo o empurrei e ele me olhou bravo, em um ato violento ele me puxou pelos braços e me jogou na cama, ficando por cima de mim, eu gritava por socorro mas ele tampava minha boca, eu me batia na cama e forçava ele a sair de cima de mim, logo vi ele desabotoar sua calça, revelando seu membro a mim, então senti ele me penetrar com certa força, logo ele foi aumentando os movimentos me causando certa dor, nesse momento eu estava paralisada, ele estava abusando de mim, ele já fez isso antes mas hoje ele estava urgente, quando ele finalmente parou, removeu seu membro e eu pude sentir o sangue escorrendo pela minha perna, ele viu e sorriu malicioso, logo me olhou e disse- Isso é pra você não me desobedecer e não ficar me ignorando!- ele logo saiu do quarto, rolei na cama e fiquei de lado, juntei minhas pernas e chorei mais ainda, fiquei assim alguns minutos, estava muito machucada, com dificuldade me levantei da cama e peguei minha toalha enxugando aquele sangue, conforme eu passava a toalha eu sentia dor, fui ate meu guarda roupa e vesti uma roupa que eles me deram (foto do capítulo),sai do quarto e caminhei até lá embaixo, sentei na mesa em silêncio e não contei a minha madrasta o que havia acontecido mas parece que ela percebeu alguma coisa

Lucia: o que foi Vitória?-perguntou seria

Vitória: é....que....eu.....ah-gaguejei e olhei pro meu tio que me olhava sério, escondendo a tristeza eu disse- nada é que eu só estava me arrumando e percebi que tinha chegado aquela fase sabe!- eu falei e ela tinha entendido, só mão contei o que tinha acontecido por medo que meu tio fizesse algo, ela acentiu e tomamos café "tranquilamente"

-Já era hora de ir, meus padrastos me levariam, entrei no carro e fiquei a espera deles, logo minha madrasta entra, meu padrasto vem depois, então seguimos de viagem, chegando ao clube, me despeço deles e entro no local, seguranças me param

-Cadê sua identidade?- um moreno alto diz

Vitoria: aqui!- peguei do meu sutiã e entreguei a ele, logo ele olhou e me entregou

-Pode entrar!- me entregou de volta e eu entrei no local, eu tinha uma certa fama ali por ser a mais bonita do clube, não me acho bonita, tem outras garota mais bonitas que eu ali, entrei em um dos quarto e fiquei sentada um tempo, logo um homem entra

-Tá livre?- ele pergunta

Vitoria: Sim!- falei triste

-ele fecha a porta e os abusos começam, isso tava péssimo pra mim, nunca quis ser garota de programa, sempre sonhei em ser youtuber, esse era meu sonho, infelizmente ele foi interrompido pelo dia em que me mudei pra casa dos meus padrastos, quando acabou o moço me entregou o dinheiro e saiu fechando a porta, eu estava na cama deitada olhando pro teto com os braços abertos, logo ouço baterem novamente, era um homem marombado, me sentei rapidamente na cama e me cubri com o lençol, ele comeca a tirar a camisa e depois a calça,ficando totalmente nu, ele vai até mim

Os abusos começam novamente 

20 homens foram no meu quarto hoje, todos eles eram violentos igual meu padrasto, eu estava acabada

-Estava dormindo, acordei e me vesti, sai do quarto e fui até o bar tomar uma água, sentei em um dos bancos e tomei minha água tranquilamente,senti uma mão em meu ombro, vi uma garota loira, olhos castanhos que parecia ser dali

-Você tem que me ajudar!-falou assustada

Vitoria: o que foi?.......


Notas Finais


✴Tô esperando o favorito de vocês e os comentários!✴

Comentem o que acharam!🎈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...