História You're so bipolar - imagine hot/cute Jooheon - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Jin, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags Daddykink, Hot, Incesto, Jin, Jooheon, Monsta X, Seokjin
Visualizações 40
Palavras 967
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - You're so freaking crazy, Lee Jooheon


"You're crazy. And that's what makes me love you."


SEOKJIN POV'S - Quebra do tempo

Eu havia percebido que [S/N] estava demorando mais do que devia. Minha Min-Hee já havia sido enterrada, acho que [S/N] não vai ficar tão "sensível" quanto estava antes.

- Vou ir ver aonde [S/N] está e chama-la de volta. - disse a Sook, minha omma.

Ela assentiu e fui à procura de [S/N], fiquei um pouco desnorteado, estava difícil encontrá-la.

"onde essa garota se enfiou?" - pensei.

Chegando na entrada do jardim aberto, vi de longe Jooheon e [S/N] conversando. O moleque rapidamente percebeu que eu estava os observando e logo fechou a cara e fez uma ridícula "cara de mal". Revirei os olhos e pensei alto:

- O que esse idiota tá fazendo aqui?  

Omma chegou e logo deu um sorriso largo, me fazendo novamente revirar os olhos, quando eu ia dar o primeiro passo pra acabar com aquele idiota e afasta-lo da minha [S/N], omma me impediu e falou no meu ouvido:

- não começe com seu drama, sim? Se controle pelo menos no velório de Min-Hee, deixe a menina se divertir com Jooheon. Ela não vai ser pra sempre sua menininha.

- Eu sei omma. Eu sei. - falei suspirando.

Respirei fundo e olhei para Jooheon, era uma das oportunidades de eu socar a cara dele, talvez eu nunca vou ter outra oportunidade como essa. Mas depois olhei para [S/N], e pensei como ela ia me odiar se eu afastasse dele e nosso laço seria desfeito, saí dali bufando. Eu ainda vou matar aquele desgraçado.

[S/N] POV'S - quebra do tempo

- Vamos? - disse Jooheon, já sentado na moto e me entregando um capacete preto.

Revirei os olhos sorrindo e peguei o capacete e o coloquei, sentei na moto e segurei a cintura do maior, com pouca força.

- Recomendo que se segure. - mordendo os lábios e me olhando.

Suspirei envergonhada e ele deu uma acelerada, me assustando e me fazendo segurar com toda minha força em sua cintura, ao mesmo tempo, dando um grito agudo. E começou a gargalhar sem parar.

- Não faça mais isso. - disse corada e fiz uma pequena pausa. - E PARA DE RIR DE MIM! - gritei com uma voz extremamente aguda e fofa, fazendo ele gargalhar mais. 

Balbuciei um "idiota" em português, fazendo Jooheon ficar 'fofamente' confuso.

- Aish [S/N], para de falar em português, você sabe que eu não entendo nada!

Dei um risinho e ele começou a dirigir em uma velocidade alta, ultrapassando todos os carros.

- AONDE VAMOS COM TANTA PRESSA? - gritei.

- VOCÊ VAI SABER. - ele gritou de volta.


No final, o destino dessa engraçada e divertida viagem de 20 minutos, chegamos em uma lindo lugar, onde o que me esperava, era um lindo piquenique, perto de uma linda e pequena cachoeira.

- TA-DÃ! - falou ele, apontando para o lugar onde o piquenique se encontrava. 

- Aigoo.. vou chorar.

- Aish.. vem cá, chorona. Para com isso, você tem que se animar. Mesmo que seja o velório da tia Min-Hee. - disse ele, me puxando para o lugar onde está o piquenique.

Começamos a comer e Jooheon não parava de olhar pra mim. 

- O que foi? Virei espelho? - disse, terminado de mastigar o bolo com glacê. 

- Nada. Só que.. 

Ele não terminou a frase, apenas deu um beijinho em meu nariz, que se encontrava um pouco sujo de glacê. Fiquei corada e abaixei meu rosto, ficando completamente vermelha. 

Ele vou me atitude e começou a rir, e em seguida, me deu um beijo na bochecha. Começamos a rir, corando.

- Então.. não está preocupada com o que o seu "tio Jin" está fazendo ou pensando o que você está fazendo aqui comigo? - disse ele, em tom de deboche.

- Pare de ser tão implicante, eu não sou tão apegada ao tio Jin, como você pensa. - disse revirando os olhos.

- "não sei se o tio Jin vai deixar." "Não dá, vou ter que sair com o tio Jin" "o tio Jin vai me ajudar com o dever de casa" e blá blá blá.. essa é você. - disse ele, imitando meu tom de voz.

- Aish, idiota. 

- Tô mentindo? - falou ele, com um tom de voz mais alto.

- Vamos mudar de assunto ou fazer outra coisa. - falei pegando meu celular do bolso. 

- Tá.

Ele tirou o celular do bolso e outras coisas, digamos importantes, do bolso, e colocou na toalha de mesa que havia ali, pegou meu celular, colocou junto com as coisas e me pegou no colo estilo noiva, me assustando, fazendo eu dar um grito agudo.

- O que você tá fazendo, Jooheon?!

- Nos divertindo e saindo da rotina! - ele gritou antes de nos jogar na cachoeira e no riacho que ali tinha. 

- Você é doido pra caralho, Lee Jooheon. - falei, rindo. 

- Sou mesmo. Por você. - falou ele, sorridente.

Dei uma risada nasalada e vi o doido subindo em uma das pedras pra saltar de lá. Antes de ele saltar, ele gritou:

- EU SOU LOUCO POR VOCÊ, KIM [S/N]! 

Nunca havia corado tanto num dia, mas mesmo assim, foi um dia incrível. Nós passamos o dia inteiro lá, nos divertindo, e ele me fazendo esquecer da tragédia que havia acontecido. Nós fomos para casa por volta das 21:46. 

Nós chegamos na frente de casa, eu tirei o capacete e o entreguei. 

- Eu amei

- O que, Jooheon? Não entendi direito.

- O dia de hoje. Eu amei ele. 

- Eu também amei, Lee Jooheon.

Nós ficamos nos encarando como bobos e sorrindo, um para o outro. Quando Jooheon ia falar algo, tio Jin abriu a porta, e ele estava com uma cara nada boa. 

- Tchau [S/N]. - disse ele, me dando um beijo na bochecha e fechando a cara para meu tio.

Ele foi embora e eu me aproximei mais de tio Jin.


- Posso saber onde você estava? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...