História You're The Love Of My Life - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grey's Anatomy
Personagens Cristina Yang, Owen Hunt
Tags Angustia, Cristina Yang, Crowen, Owen Hunt, Romance
Exibições 13
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!

Capítulo 5 - Why does it hurt so much?


Cristina acorda em sua cama, ainda vestindo suas roupas da noite anterior. Ela sente uma forte dor de cabeça.

"Merda!" Reclama.

Após arrumar-se, ela entra em seu carro e dirige até o hospital. O pior do que estar com dor de cabeça é que ela vai ter que ver Owen todos os dias. Tudo o que ele tinha dito na noite passada foi a mais pura verdade, ela estava tentando esconder seus verdadeiros sentimentos.

Quando chegou no hospital a primeira coisa que viu foi Owen gritando com um dos internos.

"VOCÊ NÃO TEM CÉREBRO, EU FALEI PARA VOCÊ NÃO LIBERAR ELA..." Owen gritava.

"Dr. Hunt!" Richard Webber interviu. "Há alguma problema aqui?" Ele disse severamente.

Owen olhou para Dr. Webber e seus olhos eram um mar azul profundo e escuro.

"Este garoto não sabe o que faz, eu mandei ele não liberar um de meus pacientes, mas ele não obedeceu minhas odens." Ele dizia irritado.

Enquanto todos ficavam em sua volta querendo saber o porquê de tanta gritaria, Cristina caminhou tranquilamente para o vestiário. Meredith, April e Jackson já estavam lá.

"Então, Yang. Como foi a sua noite ontem?" Jackson perguntou.

Com tudo que tinha acontecido na noite passada ela acabou esquecendo que nenhum de seus amigos sabiam sobre a traição. Cristina sentia-se culpada por não ter contado à Meredith.

"Cale a boca, Avery." Resmungou sem esforço, e saiu da sala deixando todos atordoados.

"Acho que Cristina enlouqueceu." Disse April.

Meredith resolveu ir atrás de sua pessoa, ela caminhou por todo o hospital mas não encontrou-a. Quando virou o corredor, encontrou Owen conversando com um paciente.

"Oi, Dr. Hunt! Eu preciso falar com você." Meredith pensou que talvez ele sabia onde Cristina poderia estar.

Owen pediu licença ao seu paciente e saiu da sala. "O que você precisa, Grey?"

Ele parece cansado, pensou Mer. "Cristina sumiu. Eu não sei para onde ela foi, procurei em todo o hospital, mas não tem nem um sinal dela. Estou ficando preocupada."

Owen suspirou, sabia que provavelmente Cristina não tinha contado nada à ela. "Eu não a vi desde hoje de manhã." Ele mentiu.

"O que eu faço?" Pergunta super preocupada.

"Eu vou ver se acho ela, qualquer coisa chamo você." Ele diz e logo sai para procurar sua esposa supostamente sumida.

Owen sabe exatamente onde encontra-la, a sala de aquecimento.

Ele subiu as escadarias e chegou em frente à porta.

"Cristina?" Ela estava ajoelhada no canto.

Ela olhou para cima e Owen podia ver suas lágrimas caírem livremente por suas bochechas.

"O que você quer?" Cristina pergunta com desgosto.

Ele se aproxima dela. "Por que você está chorando?" Sua pergunta parecia até uma piada.

"Você quer saber por quê eu estou chorando? Você sabe muito bem a resposta." Ela gritou.

Owen sentia-se extremamente culpado, queria poder abraça-la e conforta-la, mas infelizmente não podia.

"Você contou para Grey sobre o que aconteceu?" Perguntou tentando não tocar no assunto traição.

Cristina piscou suas lagrimas longe e levantou-se daquele chão sujo, aquele chão que já haviam feito amor.

"Eu achei que não era hora de contar, mas hoje eu vou falar com ela." Explicou.

Owen assentiu e tentou avançar para abraça-la.

"Não toque em mim." Cristina rosnou.

Owen se assustou com seu tom, ela saiu do quarto rapidamente, batendo a porta com força e deixando-o sozinho.

___________________________________

Jackson e Cristina tinham realizado uma cirurgia e estavam na sala de esfoliação, havia um silêncio constrangedor.

"Olha, eu realmente não queria tratar você daquele jeito no vestiário." Cristina cortou o silêncio.

Ele olhou em seus olhos, ainda achando-a linda, mesmo sendo casada ela continua a mesma Cristina Yang de sempre. Quente, inteligente e linda. Uma coisa que Jackson nunca contou para ninguém, é que ele ainda gosta dela.

"Não tem problemas, Yang. Você deve estar passando por uma dia difícil, só isso." Ele sorriu.

Cristina achou realmente estranho a forma como ele olhou para ela, um jeito diferente. "Obrigada por entender." Ela agradeceu.

"Você não quer me contar como foi a sua noite com o Major Hunt?" Ele troca de assunto e sorri maliciosamente.

Cristina revira os olhos e responde ríspida: "não."

"Ok, calma." Jackson finge se render.

"Saia da minha frente, Avery." Cristina o empurra e sai da sala. Ela se permite deixar um sorriso rastejar em seu rosto, se repreendendo por estar agindo desse jeito.

O dia passa normal, com vários pacientes sangrando e quase morrendo, algo que ela já estava acostumada a lidar. Afinal ela é Cristina Yang, a menina brilhantemente inteligente e talentosa.

Quando chegou às 19:40, Cristina estava saindo do hospital, ela entrou em seu carro e dirigiu-se até a casa de Merecida e de Derek. Estranho eu não ter visto Mer o dia todo, pensou.

Ao chegar começou a sentir-se nervosa, afinal, ela sempre contou tudo para Mer e nunca guardou segredos dela. Temia que sua pessoa ficasse chateada ou até mesmo brigasse com ela.

Cristina fechou os olhos e esperou alguns segundos, e então bateu. Derek abriu a porta sorriu.

"Meredith estava procurando por você, mas ela está dormindo." Ele falou.

Suspirando de alívio, Cristina sorriu de volta. "Eu estava em cirurgia."

"Uhum... você quer entrar? Ela estava em uma cirurgia também, chegou cansada e foi descansar, mas se você acorda-la ela não vai xingar." Ele disse abrindo espaço para que Cristina entrasse na casa.

"Obrigada!" Agradeceu e subiu as escadas.

Derek ficou espantado com sua resposta, ela tinha acabado de agradecê-lo. Cristina nunca foi de agradecer alguém por qualquer coisa que fosse. Há algo de errado, pensou ainda perplexo.

Quando chegou na frente do quarto de Meredith, Cristina se sentiu cada vez mais triste e nervosa. Respirou fundo e abriu a porta.

"Mer..." chamou.

Meredith estava lendo algum livro. Ao olhar para cima e ver Cristina, pôs o livro para baixo.

"Cristina, onde você esteve? Procurei você por todo o hospital hoje." Seu tom era um pouco irritado.

Cristina sabia que essa era a hora, talvez Mer não ficasse chateada por ela não ter contado a ela.

"Eu preciso lhe contar algo." Começou.

"Ai meu Deus, eu não gosto disso." Mer riu nervosamente.

Cristina não sabia se ficava nervosa ou calma por estar com sua melhor amiga. "Owen... me traiu." Sua voz falhou.

"O quê?" Meredith não tinha certeza se tinha escutado direito.

"Owen me traiu, e naquele dia que eu tinha pedido para Jackson fazer ciúmes para ele era por que eu estava furiosa e queria me vingar.

"Oh meu Deus, Cristina, eu não sabia que você estava passando por isso." Meredith abraçou-a.

Cristina aceitou seu abraço e começou a chorar incontrolavelmente, finalmente ela poderia chorar à vontade nos braços de Meredith.

"Hoje quando Jackson perguntou como tinha sido minha noite com Owen, eu fiquei desesperada por que aquilo fez com que ficasse tudo tão real. E eu procureu um lugar para me esconder, e apenas chorar. Sabe, doeu, de verdade."

Meredith sentia-se mal por sua amiga, e principalmente, sentia raiva de Owen.

"Eu vou matar ele." Ela disse com raiva.

"O pior é que eu sinto falta dele, Mer. Não faz nem uma semana que nós brigamos e eu já estou sentindo falta dele." Cristina soluçava.

"Não fique assim, querida. Vai passar. No começo doará, mas depois você vai se sentir melhor."

"Porquê dói tanto?" Cristina chorava desesperadamente, permitindo-se soltar toda sua dor para fora.

"Shh... você precisa descansar." Meredith sussurrou e abraçou-a mais apertado.

Cristina não tinha mais nenhuma força para ao menos tentar protestar, chorou até adormecer.

Meredith estava lendo seu livro, até que Derek entrou no quarto.

"O que aconteceu?" Perguntou apontando para Cristina que estava dormindo pacificamente.

"Ela só estava cansada." Ela sabia que Cristina não gostaria que outras pessoas soubessem.

"Ok, então. Eu vou dormir no quarto de hóspedes." Derek disse e beijou levemente seus lábios.


Notas Finais


Owen não apareceu muito nesse capítulo, mas prometo que eu vou melhorar. Afinal eu tenho vários planos para essa fanfic. Bjinhos :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...