História Youth! - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~MadnessMoore

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Juventude, Mistério, Vida, Youth
Exibições 26
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Festa, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii pessoinhas! (Madness)
Olá pessoinhas! (Kathy)

Finalmente terminamos o primeiro capítulo dessa nova fanfic.
Youth é basicamente um "historia" que vamos contar sobre os meninos inspirado nos shorts films, teorias mvs e afins.

Não se esqueçam de comentar.
Boa leitura! ~

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Youth.


Fanfic / Fanfiction Youth! - Capítulo 1 - Capítulo 1 - Youth.


          23:55 P.M.


          Ser jovem é uma coisa complicada, a vida vai se estruturando aos poucos, e com isso vem os problemas e em sequencia certas dificuldades.


          Os 7 garotos se divertiam entre si, enquanto caminhavam sem rumo pelos trilhos de uma estação de trem abandonada. Subiram em cima de um dos vagões, observando a bela vista que a cidade lhes proporcionava. 


          Sentaram todos no vagão, passando a garrafa de vinho assim que alguém pedia. Esperavam pela meia noite em silêncio, apenas aproveitando a corrente de brisa fresca em seus rostos. 


          Logo os fogos atingiram e explodiram no céu. Os garotos esbanjaram seus sorrisos observando a paisagem. Apesar dos problemas, não tinha como não esquece-los e não sorrir. Era lindo!


          — Feliz ano novo hyungs! — Jungkook se pronunciou suspirando relembrando por poucos segundos seus problemas. 


          — Feliz ano novo, Kookie! — Pronunciaram em coro. 


          Ficaram um tempo observando os fogos, enquanto terminavam consecutivamente a segunda garrafa de vinho. Assim que a mesma chegou ao fim, os 7 desceram do vagão, andando novamente sem rumo. 


          Era noite de ano novo então, todos estavam festejando. Caminhando pelas calçadas vazias de Seul, os garotos brincavam, enquanto não queriam voltar pra casa e enfrentar a vida real. 


          Enquanto caminhavam — tentando deixar os problemas de lado, claro, esse sempre era o objetivo — Jungkook avistou a silhueta do mesmo homem com quem está "endividado", segundo ele. O homem, encapuzado, sumiu em meio aos carros e prédios que se encontravam por lá. 


          Criou-se um alerta na mente do mais novo: ele ainda está aqui. 


          Os garotos se aproximaram do amigo. Voltaram a caminhar, mas agora em direção a um posto de gasolina. Os amigos abraçados e um pouco desnorteados por conta do vinho, entraram na loja de conveniência que havia no posto. 


          Hoseok por outro lado, resolveu ficar no lado de fora. Olhou em volta de si verificando se nenhum dos garotos estava por perto, e tirou do bolso da calça uma cartela de comprimidos para depressão. Tentando se controlar, Hoseok tira vários comprimidos da cartela, os engolindo sem ajuda da água. Guardou a cartela novamente no bolso. Depois do acontecido, resolveu se juntar aos amigos que discutiam o que iriam levar, já que o dinheiro era razoavelmente pouco. 


          Pegaram alguns doces, salgadinhos e mais bebidas e foram em direção ao caixa. Juntaram o dinheiro que tinham, pagando as compras. Os garotos já estavam saindo da loja quando o atendente chamou atenção de um deles com um assovio baixo. Namjoon voltou correndo até o caixa pegando uma das bebidas que Yoongi havia esquecido em cima do caixa.


          — Obrigado! — Agradeceu se inclinando para pegar a bebida. Com o balanço das mãos, um pouco do pó do cigarro do do atendente havia caído na garrafa. Namjoon percebendo o acontecido, puxa a mesma e a cheira. 


          "Não me fará mal", ele pensou dando de ombros. 


          Agradeceu mais uma vez o atendente, que assentiu. Saiu da loja, caminhando em direção aos garotos, que o esperavam em frente à entrada as bombas de gasolina. 


          — O que foi fazer lá? — Jin questionou curioso. 


          — Estávamos esquecendo! — levantou a garrafa. Alguns assentiram, outros deram de ombros, então eles voltaram a caminhar. 
     Namjoon sem ressentimento algum, deu um grande gole na garrafa sentindo o belo sabor do liquido. Acabou com a bebida em instantes, era viciante, Namjoon queria mais.


          Continuando a caminhada sem rumo, com o silêncio sempre presente, pararam em uma ponte que dava vista a grande avenida iluminada do centro da cidade. 


          Enquanto os garotos estavam sentados distraídos, finalmente conversando sobre algo. Yoongi levantou-se e parou no meio da ponte, tirando um isqueiro do bolso da jaqueta felpuda que estava usando. O acendeu olhando para a chama. Entortando a cabeça como admiração ao fenômeno. Lembrando de momentos como flashes. 


          Jimin sentindo sua falta, foi atrás, e com um copo d'água de Jin em mãos, apagou aquela chama incrivelmente laranja. Sabia seu significado e era horrível ver seu amigo relembrando disso sempre. Sempre o objeto ao invés da pessoa.


          — Você é um idiota! — Yoongi murmurou com um sorriso nos lábios. Jimin puxou o isqueiro de sua mão se sentando novamente observando a avenida junto aos outros garotos.


          — Não sou um idiota por tentar fazer você esquecer! Isso é passado! Esquece!


          — Eu esqueço se você esquecer.


          — Nós vamos esquece-la. Pode contar comigo.


          Jimin sorriu para Yoongi que revirou os olhos, sabendo o que o amigo iria fazer. Park se levantou pegando impulso. Deu um pulo de leve, arremessando-o ponte abaixo. Os garotos gritaram comemorando o quão longe o isqueiro havia atingido, parabenizando o amigo. O ruivo voltou a se sentar ao lado de Yoongi, se juntando aos amigos, observando o céu estrelado.


          — Eu gostava daquele isqueiro. – Murmurou baixinho. Jimin o encarou gargalhando em seguida. 


          — Gosto da água! – Retrucou. Yoongi revirou os olhos sabendo que aquela papo não iria terminar tão cedo.


          Um pouco mais ao lado estava Taehyung. 


          O moreno intercalava seu olhar para o céu e para os amigos com um sorriso no rosto. Parecia aliviado. Até porque, em sua opinião, não havia jeito melhor de passar a virada do ano. 


          Porém como nada é um mar de rosas, um assunto que ele tentava se esquecer se fez presente em sua mente, ainda o preocupava.


          "Como será que ela está?" O garoto se perguntava com a garrafa de vinho em sua mão. 


          Deu um grande gole, sentindo seus olhos ficarem marejados.


          "Deveria estar passando esse momento com ela e não aqui enchendo a cara!" Seu subconsciente alertou o fazendo engolir seco.
     Jogou a garrafa longe assim que as lembranças atingiram sua mente. 


          Os garotos o encarava assustados e sem entender porque o amigo chorava. 


          "Maldita bebida" Taehyung pensou não conseguindo segurar as lágrimas. 


          Limpou o rosto rapidamente com as costas das mãos, fungando em seguida. 


          Puxou outra garrafa da mão de Jungkook, voltando a se saborear com a vodka. Preferiram não comentar nada, já que o mesmo não tocou no assunto. Voltaram a observar o céu estrelado, se deitando na calçada.


          — Me desculpe irmã! — Taehyung sussurou para si enquanto observava cada estrela presente naquele céu incrivelmente escuro.
     Cada um fechou os olhos tentando desligar-se do mundo real.


          Jin levantou-se e tirou uma câmera do bolso, filmou cada um deles. Queria guardar cada memória, não suportaria deixar isso passar a vácuo. Se algo acontecesse teria lembranças não apenas em sua memória, mas sim em um aparelho que poderia durar anos. Era seu jeito dos momentos em que passaram juntos nunca se apagar.


          Suspirou preocupado. Era difícil encarar os momentos ruins de cada um.


          Guardou a câmera novamente e se juntou aos amigos pedindo para que eles se desligassem nesse curto cochilo.
     


Notas Finais


Esperamos que tenham gostado!
Não esqueçam de conferir as nossas outras fanfic's.
Kisses!
Madness e Kathy ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...