História Youth - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Personagens Camila Cabello, Harry Styles, Louis Tomlinson, Niall Horan
Visualizações 7
Palavras 1.676
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


⚛ Essa é uma fanfic de minha autoria.

⚛ Ela é gay. Sendo entre Louis Tomlinson e Niall Horan (Nouis) e girarar em torno de Louis, Niall e Kate.

⚛ Ela terá critica a relacionamentos de contrato, Homosexualismo, Homofobia e Bullying, se não gosta recomendo não ler.

⚛ Katherine Makcbel Keystone será interpretada por Camila Cabello.

⚛ Louis William Tomlinson por ele mesmo.

⚛ Niall James Horan por ele mesmo.

⚛ Ela terá Ziam, e Larry de uma forma diferente.

⚛ Por ter que escrever outra fic. Youth só será postada da seguinte maneira. Um sábado sim outro não um sábado sim e assim por diante.

⚛ A capa da Fic. foi feita pela ~natymoreira do blog Counting Design.

⚛ Banner do cap. temporário.

⚛ Boa Leitura. Espero que gostem!

Capítulo 1 - My God! Why Did You Leave Such a Sin?


Fanfic / Fanfiction Youth - Capítulo 1 - My God! Why Did You Leave Such a Sin?

 

"Dizem que o beijo na boca é um pecado horroroso. Meu Deus! por que deixaste um pecado tão gostoso?"

 

 

 

30 de dezembro de 2014

05h30min

 

“Norwegian Cruise Line

O mais chique dos cruzeiros fará uma rota de Londres – País de Gales – França- Itália – Alemanha.

Curta o ano novo, com um baile de mascara na virada.

Piscinas, quadras, salões são só uma pequena parte da diversão”.

“Todos prontos?” a voz de minha “namorada” se fez presente, tirando a minha atenção do panfleto em minha mão para seu rosto. Kate possuía uma cor de pele branca de da inveja, suas leves sardinhas em sua maça do rosto, seus cabelos negros se destacavam em sua pele, seu corpo esbelto, seu modo gracioso de andar. Kate era a perfeição, como eu não podia a amar como devia?

 

“Estou pronto”! Falei a olhando deixando de lado o pedaço de papel, que antes estava aberto em meu colo “O navio já vai zarpar?” perguntei recebendo um aceno afirmativo. Peguei minha mala e de Kate e andamos em direção ao cruzeiro. “Que cavalheiro! Você de malhar muito para conseguir levar duas malas ao mesmo tempo” Kate soou me fazendo rir “Eu faço o possível!”.

 

∆~∆~∆~∆~∆~∆~∆~∆

 

“Trouce sua roupa para o baile de mascara?” Agora Kate e Zayn – um amigo nosso – estavam em minha cabine apenas conversando.

“Sim, só não entendi a logica de um baile de mascara na virada do ano!” Zayn resmungou enquanto mostrava seu palito e uma mascara que só mostra a metade de seu rosto.

“Pois, segundo a lenda do cruzeiro, se você beijar cinco completos desconhecidos, seu ano será de muita sorte, e qual é o melhor jeito de ficar com alguém que você não conhece, sem estar bêbado? Vale cinco pontos” Kate fingiu ser uma professora do maternal fazendo eu e o moreno rir.

“EU! EU! EU! AQUI1 EU ÓH”, “NÃO EU PROF, EU!” Zayn e eu fingimos ser os alunos chamando a atenção fazendo Kate rir.

“Sim Zayn”

“Fazendo biquinho”

“Não seu burro, se fantasiando, né prof.”

“Isso mesmo Louis. Cinco pontos para você”.

“EBAA!”

∆~∆~∆~∆~∆~∆~∆~∆

“Que tal pararem de jogar pouco e descer para comemorar o Ano Novo que é o verdadeiro motivo de estarmos aqui?” uma voz feminina em um tom irônico. Imediatamente parei a bola, qual eu corria atrás para chutar e fazer um gol e meu amigo, e olhei para a morena dona da voz, que estava vestida de branco e segurando a mascara, pra podermos olha-la nos olhos. Kate estava estonteante e vestida conforme mandava a tradição.

“Oh, princesa desculpas, já vamos comemorar e ver os fogos de artifícios com você.” Zayn o garoto no qual eu ganhava de lavada no futebol falou olhando para a minha “namorada”, sorri para ela, tentando usar a minha melhor cara de inocentes. Ao notar que não funcionou corri atrás dela que por sua vez fugiu de mim fazendo todos nós rirem, ao notar que não deu certo meu plano eu e Zayn nos dirigimos ao encontro do quarto para nos arrumar para a queima de fogos.

Kate ou Katherine Makcbel Keystone, dona de uma das melhores escolas de dança de Londres “BB DANCE”, a melhor dançarina de Break Dance conhecida como Duple K’. Kate era minha melhor amiga - e ainda é - desde que tínhamos dois anos, e mantínhamos essa amizade até hoje, Kate foi quem descobriu sobre minha sexualidade, foi quem me apoio a contar sobre ser gay para a minha família, e nunca me abandonou quando meu mundo caiu quando meus “colegas” - se posso chamar aqueles animais de colegas - me batiam e humilhavam para me ensinar a “deixar de ser gay” como eles mesmo diziam. Eu não havia mais problemas com eles ou com a minha sexualidade, mas Kate os odiava até hoje. Ela e meu melhor amigo Zayn.

Zayn Malik, meu vizinho de prédio, um dos meus melhores amigos, e meu parceiro sexual nas horas vagas. Zayn foi com quem perdi a virgindade, descobrir minha sexualidade. Era o responsável por me “tomar gay” e o amo por tudo que já fez e irá fazer por mim. Zayn possuía uma beleza exótica, sua descendência árabe lhe caia bem. Sua boca fina e rosada, seus olhos âmbar, sua pele branca, sua barba por fazer. Deus ele era a perfeição.

Lembrar-me de sua boca me chupando, e como sua bunda era apertada, sua voz rouca me chamando pelo nome em forma de gemido, fazia quase que instantaneamente meu pau acordar dentro da cueca. Decidi tomar uma ducha gelada para acalmar a cabeça - literalmente - e tirar o fedor de suor impregnado em mim. Ao me despir olhei-me no espelho e reparei algumas coisas.

1° Minha respiração ainda estava descompassada pela prática de esporte.
            2°Minha pele dourada brilhava na luz por conta do suor.
            3°Meus cabelos castanhos caiam em meus olhos azuis - os quais havia um leve pigmento verde invasor - e grudados em minha testa pelo suor.
            4°Meu joelho estava levemente roxo causada pelas quedas durante o jogo em estádio.
            5°Havia algumas marcas de chupões em meus braços e peito, feito por Kate e Zayn respectivamente, ambos para dizerem que sou deles. Uma mania nossa, cada um de nós havia chupões feito por nós, como marca de nossa amizade.

Após a auto avaliação, me direcionei ao chuveiro me lavando rapidamente. Ao sair do banheiro com uma toalha presa a cintura, recebi uma mensagem de minha mãe me desejando um feliz ano novo. Após ler o pequeno texto um puta sentimento de nostalgia me atingiu, então, coloquei uma calça de moletom qualquer e liguei o computador, ficando online no Skype, ligando para a minha família em Doncaster.

“Boo feli anu novo pa você” olhei a garotinha loira de quase 2 anos tentado falar com o bico na boca me fazendo rir. “Oi Dóris obrigada! Para você também!” falei a fazendo sorrir e mostrando suas janelinhas perdidas na boca. “Dóris amor chama a mamãe ‘pra mim?” perguntei recebendo um aceno afirmativo em resposta. “MAMÃE O BOO ‘TÁ TAMANDO” ela gritou e assim pude confirmar que ela era mesmo uma Deakin-Tomlinson, pelo sua calma e discrição. Ironia clara.

“Boo amor como você está?”

“Boo cadê seus amigos gato?”

“Lou como é o navio?”

“Você sentiu enjoos?”… Essas e outras perguntas eram jogadas sobre mim como bombas, me fazendo rir e sentir saudades da minha família louca.

∆~∆~∆~∆~∆~∆~∆~∆

Quando faltavam uns 5 minutos para 00h00min e um novo ano começar terminei a chamada com minha família após matarmos as saudades, saí do uarto vestindo um terno e mascara, como manda a tradição do cruzeiro de ano novo Alguns amigos meus de outros times famosos estavam aqui no cruzeiro.

Real Madrid (Real Madrid Club de Fútbol), Barcelona (Futbol Club Barcelona), Manchester City (Manchester City Football Club), Manchester United (Manchester United Football Club), e o time que eu jogo o PSG (Paris Saint-Germain Football Club) puderam vir, mas mesmo assim estava valendo.

Recebi uma mensagem de Kate no grupo “Grupo de avisos só para fodinhas convenientes.” Ri com o nome dado ao grupo.

Grupo De Avisos Só Sobre Fodinhas Convenientes.

 

Onde caralhos vocês estão?

(“Namorada” 11h57min)

 

Estou saído do quarto indo em direção ao deque!
            (Cacatua Boqueteira 11h56min)

 

Ótimo, pois já estou aqui!

(“Namorada” 11h57min)

Estou a caminho

(Eu 11h57min)

Okay!

(“Namorada” 11h57min)

 

Já cheguei!

Onde você está exatamente Kate?

(Cacatua Boqueteira 11h57min)

 

No canto bem afastado!

Para termos privacidade

(“Namorada” 11h57min)

 

Ahh!

Te achei Kate!

Tamo te esperando Boo!

Okay?

(Cacatua Boqueteira 11h57min)

Okay!

Já chego aí

(Eu, 11h57min)

Okay estamos espera..

 

Bati de frente com algo, mas ao sentir uma respiração quente e ouvir um “Ai!” de dor percebi que não bati em algo em alguém. Com o choque celular caiu e não pude terminar de ler a mensagem. Quando levantei o rosto para reclamar do cego a minha frente vi que não era alguém que conhecia, mas teria todo o prazer de conhecer - literalmente.

Sua pele era branca como a neve, seus cabelos loiros com raízes escuras mostrando que essa não era a cor real de seu cabelo, era um pouco mais alto que eu, possuía pintas perdidas pelo corpo pelo que pude ver, e sua mascara tampava o resto, mas combinava com sua roupa. Ao contrário de boa parte das pessoas daqui se vestiu um simples short branco e uma blusa gola V cinza.
"Desculpa estava distraído” Puta Merda que voz.

“Está tudo bem também estava” falei sorrindo “Bom já que não posso dizer meu nome real… Sou William estendei a mão para cumprimenta-lo, sentindo leves choques após ele apertar a minha mão com a dele. “Sou o James”

“Você sabe que só dá sorte se você se vestir de terno a virada segundo p cruzeiro?”

“Não preciso mais de sorte”

“10, 9,8” sorrimos ao ouvir o povo de longe “7,6,5’contamos junto com eles em sussurro. “Acho que quando chegar ao 1, vou ter que te beijar” falei em sussurro o vendo sorrir. “Posso gostar disso” “3,2”

“1” falamos junto e nos beijamos.

Puta merda que beijo era aquele era lento e suave e me fez perder a cabeça. Caralho é normal se viciar em um beijo de uma pessoa que você mal conhece? Eu te respondo. Sim! Sim tem como!

“Feliz ano novo!” falei em sussurro, extasiado por conta do beijo. Talvez o melhor beijo que já provei apos encerrar o beijo com selinhos lhe deu um sorriso e pude perceber que ele estava de mesmo modo que eu.

“Feliz ano novo!” falou baixinho.

“FELIZ ANO NOVO BOO” Kate gritou ao meu ouvido pulando em minhas costas enchendo minhas bochechas de beijos

“TCHAU SER QUE DESCONHEÇO” Kate falou/gritou para o dono do melhor beijo do mundo. James sorriu e acenou com a mão se afastando.

“Feliz ano novo cara” Zayn desejou a mim enquanto eu beijava Kate, já que a ordem do cruzeiro era beijar as três primeiras pessoas que se via vestindo um termo isso daria sorte.

“Pois é já está sendo um bom ano” falei em referência a James, que com um simples beijo me derrubaram as estruturas.

 


Notas Finais


⚛ Bom Galerinha Foi Isso! Espero que Gostem.

⚛ Link do Blog da capa: https://counting-design.blogspot.com.br/

⚛ Relembrando que só irei postar não no próximo, mas sábado que vem (26/08)

⚛ Sábado que vem vou postar uma nova fic. chamada The Hearle. Espero Vocês lá.

⚛ Comentem o que acharam. Dicas são Bem Vindas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...