História Youth And Whisky - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Escolar
Exibições 16
Palavras 1.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Leiam. Apenas isso. Irei continuar a história (ou não) me digam dps se quer q continue, pq né
Não sei se o formato vai ficar bom, pois estou fazendo pelo celular.
Boa leituraaa

Capítulo 1 - Novas sensações


Fanfic / Fanfiction Youth And Whisky - Capítulo 1 - Novas sensações

                                                   

 Pov's Paula
   A sala estava em silêncio. Finalmente paz. Não aguento ouvir todas aquelas gargalhadas sem motivos a toda hora. É realmente irritante. O sinal tocou. Intervalo. Ótimo, estava bom de mais para ser verdade. Organizei meus materiais, guardei minha lapiseira e canetas dentro do estojo, fechei meu caderno e minha apostila. Levantei-me e fui até a porta. Lourdes e Beatriz já estava lá. Conversavam sobre o tal "rolê" que queriam fazer hoje. Confesso que eu não estava muito afim de ir (quando estou?). Giovanna, minha irmã, Juliana e Amanda nos esperavam no corredor.
- O Jair me indicou um site que vai ajudar nas provas. Depois eu te passo - Júlia disse calma. É surpreendente ver ela agir assim comigo. Sinceramente, é bom. 
- Oi - Juliana sorriu doce. Ela e Giovanna estavam trocando de capinha, já que seus celulares são iguais.
- Aê, Paula - Bea segurou meu braço - Você vai, né? Mancada não ir - Assenti.
- Sim, sim - respondi rápido.
- A gente vai de que? - Juliana perguntou.
- De busão - Lourdes respondeu. O intervalo todo foi uma completa confusão. Mas hoje pude perceber algo... Beatriz e Lourdes não se desgrudavam, aquelas duas estavam se olhando de mais hoje. Não que eu tenha me incomodado, mas será que tem algo ali? A Juliana continua a mesma, quer dizer, ela mudou, e muito. Não fez muita diferença para mim, já que não conversamos tanto como antes. Ela parece mais feliz agora, mesmo estando com alguns problemas na cabeça que eu não faço ideia do que seja     

[...]                                                     

 - Não é o amarelo? - perguntei demonstrando um aspecto cansado. 
- Nós pegamos o ver... - Juliana foi interrompida quando o ônibus que esperávamos chegou. Passamos pela catraca e fomos para o fundo do ônibus. 
- Só tem três bancos - Juliana disse.
- A Lou senta no meu colo - Bea se ofereceu - Vem delícia - puxou sua cintura fazendo-a bater com força contra suas coxas grandes. 
- Isso foi muito pornográfico - ri.  Pensei que demoraríamos, mas o transporte foi rápido. 
- Vamos comer? Estou com fome - quando você, Paula, não está com fome? 
- Calma, ali tem algo bom - apontou para uma barraca de coisas gordurosas. O parque não estava cheio, já que era uma quarta-feira. Lourdes e Beatriz estavam andando de mãos dadas. A Juliana apenas observava alegre, como sempre. Ou talvez só estava brisando mesmo. Pedimos alguns X-alguma coisa e refrigerantes. Sentiria-me mais gorda ainda. 
- Isso não é saudável, nem um pouco.
- Cala a boca, você só come miojo.
- Lou, bora lá naquele lugar, sabe...
- A puta que pariu? Ata.
- Ela tá falando daquele lugar isolado.
- Vocês vão se pegar lá e nós duas vamos ficar de vela, é isso? - falei em tom de brincadeira, mas sabia que era quase provável. Fomos até o "lugar". Lá tinha um campo pequeno de areia. Não queria ficar com as meninas e fui até lá, procurar qualquer coisa que não fosse ser uma vela. Juliana me seguiu, mas ficou um pouco longe de mim. Mexendo no celular. Sentei na areia e apenas observei as duas garotas sorridentes perto de uma grande árvore.              

                                               

        Pov's Lourdes 
- É maior do que o pau do Davi - riu e correspondi sem graça. A vi se aproximar de mim, bem devagar. Entrelaçamos os dedos e encostamos nossas testas - Eu gosto de você. Muito. 
- Eu também gosto de você - respondi.
- Falou a menina que diz não ter coração - tirou-me - Brincadeira, mas sério, gosto mesmo de você. É bom ter você do lado e etc, vocês todas. Amo todas vocês - A Beatriz tem essa incrível mania de sempre estar se declarando, como se alguma de nós, ou até ela mesmo, não fosse estar mais aqui no dia seguinte. Não percebi seu rosto se aproximar mais do meu, apenas quando já sentia sua respiração bater em meu rosto. Nossos lábios selaram. Seu beijo era doce, talvez por conta do refrigerante que tomara alguns minutos atrás. Beijou-me calmamente, com suavidade. Eu não sabia o que estava sentido, mas foi bom ser surpreendida desta forma.      

[...]                                                  

Os dias se passaram, mas ela não falou nada do beijo. Não sei se as meninas viram. Também não comentaram. Uma vez ou outra, Bea me lançava um olhar, nada mais que isso. Ela teria me beijado, então, por diversão? Beatriz sempre nos conta sobre seus "casinhos". Seria, eu, mais de seus casos? Ou ela realmente gostava de mim? Por que eu estava me preocupando com isso? Me sinto estranha. É como se seu beijo tivesse uma magia, talvez ela tenha feito isso por causa do momento.          

[...]                                                  

                                                             

   Pov's Juliana                                     

Depois daquele dia no parque, tudo ficou estranho. Eu tenho certeza de que perdi algo. O que? Não sei. A Paula parece suspeita, mas não irei perguntar nada, ela não parece confortável falando comigo. Lourdes e Beatriz estavam super amigas esses dias atrás, mas de repente tudo mudou. Elas quase não se falam mais, e quando estão juntas um clima tenso domina, tampando a boca de todas. O aniversário de Beatriz era no dia seguinte. Iríamos para sua casa, comemorar, fazer algo inútil que fosse divertido, para ela, já que as outras não se divertiriam tanto assim. Talvez fossem as provas. O final do ano ou algo do gênero.                                                                    

    [...]                            

                                                           

     Pov's Bea 
- Alô? Tá onde? - falei pegando as chaves para abrir a porta - tá, tô indo - Lourdes havia chegado, finalmente a festa iria começar. Ou não. As outras ainda demorariam para chegar, aquelas vadias estão ocupadas. 
- Olá - abraçou-me e correspondi. Segurava uma sacolinha amigável nas mãos - Pra você - sorriu sem mostrar os dentes.
- Nossa, muito obrigada, que isso? - abri "delicadamente". Acabava de ganhar uma blusa  tumblr da Adidas - Caralho, 10/10 isso aqui.
- Concordo.
- Vem - segurei sua mão e fomos para o elevador. Chegando em minha casa, ou melhor, em meu quarto, fechei a porta - Agora vou me trocar - tirei minha blusa... 

 


Notas Finais


Não sei se continuo, pq não tá legal aisidjsjrisj enfim
Obg por ler
Vdd
~Mesu Yaoouy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...