História Youtuber - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~bankss

Postado
Categorias Álvaro Morata, Antoine Griezmann, Becky G, Christian Figueiredo, Cristiano Ronaldo, Fernando Torres, Gareth Bale, James Rodríguez, Júlio Cocielo, Karim Benzema, Lucas "Luba" Feuerschütte, Maluma, Marco Reus, Paulo Dybala, Toni Kroos
Personagens Álvaro Morata, Antoine Griezmann, Becky G, Christian Figueiredo, Cristiano Ronaldo, Fernando Torres, Gareth Bale, James Rodríguez, Júlio Cocielo, Karim Benzema, Lucas "LubaTV", Maluma, Marco Reus, Paulo Dybala, Toni Kroos
Tags Futebol!, Romance, Youtuber
Visualizações 72
Palavras 2.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, desculpa a demora. Cheguei também para falar algumas coisas pra vocês.

1 - Eu estou meio sem tempo por conta do Intensivo, então no máximo poderei postar uma vez por semana. Estou priorizando algumas coisas - no caso o Enem, então fica meio complicado dar uma maior atenção aqui.

2 - Eu estou com uma virose e não consigo ficar muito tempo no computador, porque logo sinto dor de cabeça. Então, o capitulo demorou pra sair. Na verdade, ia sair ontem, mas eu não tive condições de escrever.

3 - Eu vou atualizar quando puder e espero que entendam o meu lado. Entretanto, algumas fanfics curtas vão chegar. Aguardem! Todos de acordo?

Boa Leitura!

Capítulo 5 - Capitulo Quatro


Depois de um tempo, as coisas começaram a piorar. Leroy começou a pegar no meu pé e aquilo fez-me ficar totalmente sobrecarregada. Meus pais pediam para dar mais atenção para ele, mas eu estava irredutível em relação a isso.
Griezmann foi um anjo esse tempo todo, apoiando-me quando era necessário. Eu sentia em meu coração que tudo poderia dar certo; que aquilo era apenas um obstáculo. Mais uma coisa para enfrentar e livrar-me rapidamente, mas não foi isso que aconteceu.
 
Flashback On
 

— Será que os seus pais deixam você passar uns dias comigo na Espanha? - Griezmann sabia da minha situação, então era praticamente impossível isso acontecer. Eu queria ficar na Espanha com ele e acompanhar os treinamentos da Real Sociedad. Vê-lo na base do time traria uma enorme alegria.

— Você sabe que eu queria muito ir, mas... - Parece que ele também havia lembrado dos meus pais, porque logo desanimou quando eu disse aquilo.

— Eu queria conversar com eles. Será que seu pai vai me bater? - Ri daquele comentário.

— Melhor isso não acontecer! - Estávamos andando abraçados depois de conversarmos sobre a Espanha e expectativas que ele tinha. Quando vi uma pessoa parar na minha frente e outras duas atrás.

Eu sabia que Leroy poderia ter de cumprir uma de suas ameaças, mas nunca quis realmente prestar atenção naquilo. Não queria que ele percebesse o meu medo, porque isso o faria feliz. Tenho a consciência de que isso não é amor, mas queria muito que ele entendesse isso.

— O que eles querem aqui? — Antoine sussurrou no meu ouvido.

— Eles querem te machucar, mas eu não vou deixar. — Fiquei na frente de Antoine, com o intuito de gritar por Leroy - que poderia estar escondido. —  Leroy, sei que está me ouvindo agora. Diga-me o que você quer, mas não machuque o Antoine.
Senti passos se aproximando de mim, fazendo-me ficar cada vez mais nervosa. Quando olhei para o meu lado vi Leroy olhando fixamente para mim.

— Agora você quer me escutar, Gabriele? Só foi tentar machucar seu queridinho, que você começou a prestar atenção.

— Você está fazendo tudo errado! - Ele olhou-me assustado, sabia muito bem o quanto eu estava magoada. - Eu só consigo ter mais ódio de você. Eu nunca nutri rancor e ódio por alguém, nem mesmo dos idiotas da escola. Essa perseguição maluca não vai dar em nada, porque eu nunca vou ficar com você. Nunca! - Ele parou depois de ouvir as minhas palavras, deixando todo mundo apreensivo. Aqueles garotos só queriam alguém para descontar as suas raivas. Eu não vou deixar que eles descontem isso no meu melhor amigo.

Leroy foi se afastando e aqueles garotos também. O ar parecia ter ficado mais leve e o meu coração respirava aliviado. Griezmann estava mais branco que o normal. Eu ri ao ver como ele estava pálido, mas depois dei um abraço forte no meu neném.

Ficamos abraçados por um bom tempo e eu não queria solta-lo. O cabelo dele tinha um cheiro gostoso, o seu perfume era tão bom e os seus braços rodeando minha cintura era a melhor coisa do mundo. Saímos do abraço e ficamos nos olhando. Eu queria beija-lo, então fiz isso.

Aproximei-me dele rapidamente e tomei os seus lábios. Estava assustada com a minha atitude, pensei em parar, mas ele correspondeu o beijo.

Do you hear me, I'm talking to you
(Você consegue me escutar? Estou falando com você)

Across the water across the deep blue ocean

(Através das águas, do outro lado do profundo oceano azul)

Under the open sky oh, my, baby, I'm trying

(Sob o céu aberto, oh, nossa, meu bem, estou tentando)

— O que foi isso? - Eu estava com medo que ele estivesse chateado. Sinto que fui muito impulsiva, mas não me arrependo de ter o beijado.
— Fiz mal de ter feito isso? Eu sinto muito, sou muito burra e... — Griezmann calou-me com mais um beijo. Meu coração explodia de alegria por ele ter gostado do meu ato impulsivo.

Boy I hear you in my dreams
(Garoto, te escuto em meus sonhos)

I feel you whisper across the sea

(Sinto o seu sussurro do outro lado do mar)

I keep you with me in my heart

(Te guardo comigo em meu coração)

You make it easier when life gets hard

(Você torna as coisas fáceis quando a vida fica difícil)

Eu não tinha a mínima ideia do sentimento dele por mim, mas, senti um amor fora do normal por ele. Eu não estava acreditando que meu melhor amigo é o meu maior amor. Um amor totalmente possível e não os que eu inventava na cabeça.
 

— Eu nunca achei que você iria fazer isso! — Ele disse acariciando o meu cabelo. Nossos rostos ainda estavam muito próximo um do outro.

— Eu nunca achei que fosse sentir algo assim, mas eu quero ficar com você. Nunca mais quero sair dos seus braços, Antoine.

— Eu também não. Quer namorar comigo, Gabriele? Juro que vou na casa dos seus pais de terno e gravata. — Ri daquilo.

— Quero sim, Antoine!

Lucky I'm in love with my best friend
(Sortudo, pois estou apaixonada pelo meu melhor amigo)

Lucky to have been where I have been

(Sortudo por ter estado onde estive)

Lucky to be coming home again

(Sortudo por estar voltando pra casa novamente)

Flashback Off

Aquele foi o melhor dia da minha vida. Griezmann conseguiu trazer luz a minha vida e fazer-me transbordar de alegria. Não houve um pedido de namoro, mas a felicidade contaminava as nossas vidas a cada dia que passávamos juntos.
Antoine conseguiu juntar cada caco do meu coração. Era incrível como ele fazia-me feliz no meio de tanto caos. Sinto um peso no meu coração por não ter ficado com ele, mas nem tinha como isso acontecer.

O dia da separação foi o mais doloroso possível. Aquele, com certeza, foi o dia mais triste da minha vida.

Flashback On

— Que tal se a gente alugasse um apartamento depois da sua formatura? — Estava deitada na grama do parque, enquanto Grizi fazia um carinho em meu cabelo.

— Vai demorar demais! Eu não quero ficar longe de você. O seu último ano já vai chegar e ainda vou entrar no segundo ano. — Antonie ia morar na Espanha depois da sua formatura, então estávamos planejando o que faremos depois da escola.

— Você não vai ficar longe de mim. Calma, eu vou falar com seus pais sobre esse assunto.

— Eles nem vão escutar. É melhor esperar a minha formatura para falarmos alguma coisa. — Ele assentiu. — Já está ficando tarde. É melhor ir pra casa, antes que meu pai venha atrás de mim. — Levantei do colo dele, pensando se realmente valia a pena mudar de país por causa desse amor. No fundo, eu ainda carregava uma grande insegurança em meu coração.

Não queria machucar Griezmann. Talvez ele seja a pessoa mais importante da minha vida. Nunca senti um amor tão forte assim por alguém. Griezmann é muito especial e nunca irei esquece-lo.

Quando chegamos na minha casa, vimos Leroy e meus pais sentados no sofá. Eu pensei em sair correndo; Antoine segurou na minha mão assegurando que nada iria acontecer. Olhei para Leroy — que estava com um sorriso irônico no rosto — e pensei em bater no desgraçado, mas controlei-me para não fazer isso.

— Gabriele, sente no sofá. — Eu sentei e quando Griezmann ia se despedir, meu pai pediu para que ele ficasse. — Leroy disse que vocês dois estão namorando e, pelo visto, isso está confirmado. — Ele disse olhando para nossos dedos entrelaçados.

— Eu nunca proibiria a minha filha de namorar ou de ser feliz. Acho que por muito tempo eu atrapalhei a felicidade dela, principalmente, quando não entendia os problemas que ela passava na escola. Eu não fui um bom pai, peço desculpas por isso. - Os meus olhos ficaram cheios de lágrimas, então decidi falar algumas coisas.

- Antes de tudo, eu te odeio muito Leroy. Você é a única pessoa no mundo que guardarei uma magoa eterna. Você destruía-me na escola, xingava-me, acabava com toda a autoestima que eu tinha e isso faz-me querer te odiar com toda a força que tenho. - Meu pai olhou furioso para ele. Naquele momento, senti uma enorme vontade de rir, mas lembrei da situação de Griezmann. - Eu amo Antoine e espero que entenda isso. Ele foi a única pessoa que parecia se preocupar comigo.

- Eu entendo que essa amizade acabou evoluindo, mas eu também sei que Leroy acabou com a sua alegria. Acho que todos nós éramos, então eu quero que você volte para o Brasil. Eu quero que você deixe o lugar, que claramente não te faz bem, e volte a morar com a sua vó. - Eu fiquei sem chão naquela hora. Não quero largar Antoine aqui, mas, no fundo, eu sabia que aquilo era preciso.

You never hear me singing love songs

(Você nunca me ouve cantar canções de amor)
 

Wasn't big on poetry

(Não era grande em poesia)
 

Never cried in the movies, didn't want to feel so weak

(Nunca chorei nos filmes, não queria me sentir tão fraca)
 

I would never talk about it, never let it get to deep

(Eu nunca iria falar sobre isso, nunca foi tão profundo)
But there's something in me changing

(Mas há algo em mim que está mudando)
Guess you did something to me

(Acho que você fez alguma coisa comigo)

- Eu quero que ela vá morar na Espanha comigo. Eu vou para a base do Real Sociedad e ela pode fazer o último ano lá. Não quero me separar dela, senhor. Não agora que eu encontrei alguém que realmente amo. - Ele apertou a minha mão, deixando claro o seu nervosismo.

- Isso é improvável, Antoine. Minha filha ainda é menor de idade e não posso simplesmente deixa-la ir com você. Eu sinto muito! - Meu pai disse isso com uma voz tranquila. Ele tem a noção de como seria ruim essa separação.

Agora foi eu que apertei a mão dele e tentei segurar as lágrimas, que pareciam insistir em cair. Não queria que essa separação acontecesse, mas meu pai parecia determinado em fazer isso; eu entendia muito bem o motivo disso.

- Eu vou dar um tempo para vocês se despedirem. Enquanto isso, eu irei conversar com Leroy. Você vai embora amanhã a tarde. - Meu pai beijou a minha testa e abraçou-me apertado. Continuei sentada no sofá, enquanto ouvia minha mãe gritar com Leroy.

- Eu quero que você seja feliz. Gabriele, eu te amo demais e não queria que isso acontecesse. Não queria ficar longe de você, em nenhum momento quis essa distância toda. Permitimos que o amor entrasse em nossos corações e fomos felizes nesses ultimos três meses. E, espero que só fique as lembranças boas.

Cause for the first time I get worried

(Porque pela primeira vez eu fico preocupada)
When I'm looking in your eyes

(Quando eu estou olhando em seus olhos)
That one day, you might leave me

(Que um dia, você pode me deixar)
And it keeps me up at night

(E isso me mantém acordada à noite)

- Eu também não queria que nada disso acontecesse. Queria ficar na Espanha com você e ser feliz do jeito que sempre imaginei. Eu amo cada detalhe teu, cada sorriso e cada demonstração de carinho que você faz. Nunca vou esquecer do nosso amor e espero que você também não esqueça de mim.

- Eu nunca vou esquecer de você. Você sempre será meu primeiro amor! - Ele se aproximou de mim e colou seus lábios nos meus, iniciando um beijo calmo. Ele conseguia transmitir uma paz imensa, como se quisesse me dizer que ficaria tudo bem. - Agora é melhor eu ir embora. Saiba que quando você entrar naquele avião, parte do meu coração irá junto. Eu te amo, Gabriele! - Olhei nos olhos dele e vi que ele estava segurando o choro. Aquilo estava destruindo meu coração.

Quando ele saiu por aquela porta, senti que meu mundo iria desmoronar. O seu olhar totalmente vazio, o seu corpo parecia gritar para ficar perto do meu, e, assim, eu ia ficando mais triste com a distância dos nossos corpos e de nossos corações.

I guess that means I really love you

(Acho que isso significa que eu realmente te amo)
Cause I'm afraid to make mistakes

(Porque eu tenho medo de cometer erros)
If you ever left me, that would be my first heartbreak

(Se você me deixar, esse será meu primeiro coração partido)

Flashback Off

Aquela seria a última vez que nos veríamos. Agora, eu sou uma Youtuber famosa e tenho uma entrevista marcada com Antoine Griezmann, o grande destaque o Atletico de Madrid. É será a primeira vez, depois de anos, que vamos nos falar novamente.

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...