História Youtubers Life - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Minecraft, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbit, Mike, Pac, Shippers, Tazercraft, Youtubers
Exibições 122
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


PQ QM É VIVO SEMPRE APARECE LALALALALA
DEPOIS DE DIAS, SEMANAS, MESES E QUASE ANOS EU VOLTEI, mas n prometo que vou voltar a postar igual antes
Eu demorei esse tempo todo pq eu tava com preguiça e sem imaginação para escrever, pse...
Enjoy

Capítulo 27 - Não pode esquecer da chuva


Fanfic / Fanfiction Youtubers Life - Capítulo 27 - Não pode esquecer da chuva

Acordei com uma linda claridade na minha cara, virei e vi o Mike dormindo, óbvio que eu tinha que aprontar com ele. Levantei o mais devagar possível e saí correndo para a cozinha, peguei um copo descartável e enchi de água, voltei para a sala e despejei no Mike.

 

 

-HORA DE ACORDAR

 

 

-PUTA QUE PARIU, VAI SE FUDER LILY

 

 

-Calma Mikaé, é só água

 

 

-Não foi você que acordou toda ensopada- Disse se sentando no colchão e passando a mão no cabelo-

 

 

-Você tem razão- Disse rindo- Preparado para o último dia da BGS?

 

 

-Super

 

 

Depois de um tempo nos arrumamos e fomo direto para a BGS de táxi lá encontramos o Pac que estava meio... Nervoso? Ancioso?

 

 

-Tá tudo bem Pac? - Perguntei e ele nem me olhou- Alô, terra chamando Pac- Nada- QUERIDO, ACORDA- Disse estalando os dedos na frente de seus olhos-

 

 

-Oi? – Disse todo lerdo-

 

 

-Aconteceu alguma coisa? Você está todo avoado e nervoso

 

 

-Só estou pensando

 

 

-Na morte da bezerra, só se for

 

 

-Vamos no cinema?

 

 

-Que?

 

 

-Vamos no cinema? Eu e você, você e eu

 

 

-Você ta bem mesmo?

 

 

-Sim, topa ou não?

 

 

-Ok... Mudando de assunto, você e o Mike vão ficar alguns dias aqui em São Paulo ou já vão voltar para suas casas?

 

 

-Vou ficar uma semana, já o Mike eu não sei...- Assenti- Vamos para os stands

 

 

Como sempre, o dia passou rápido e fiquei super triste por ser o último dia de BGS, queria ficar atendendo meus “fãs” para sempre, não gosto do termo fã me faz parecer superior ou algo do tipo, não é legal.

 

 

-Ei, Lily- Me virei e vi o Cellbit correndo em minha direção- Eu, a Sasa e os meninos iremos sair para jantar, quer vir junto?

 

 

-Não obrigada

 

 

-Olha, sei que você não me perdoou, mas faz isso por eles

 

 

-Não tem nada a ver com isso Rafael, eu só tenho planos

 

 

-Planos com... Oi Pac- Pac chega do meu lado e segura em minha mão-

 

 

-Oi Cellbit, vamos? – Disse virado para mim-

 

 

-Ata, entendi, divirtam-se- Cellbit disse e saiu-

 

 

-Acho que só vai dar para pegar a última sessão olha o horário- Disse para o Pac-

 

 

-A gente vê quando chegar lá

 

 

Fomos para um cinema que tinha perto do lugar que foi a BGS e adivinha quem estava certa, só tinha uma sessão para um filme chato de romance.

 

 

-Quer assistir esse filme? Parece ser bem chatinho- Pac disse olhando para a tela que tinha os horários dos filmes-

 

 

-A gente já tá aqui mesmo, qualquer coisa a gente fica jogando milho nos casais

 

 

-Isso seria uma indireta que vamos comprar pipoca?

 

 

-Querido, a esse ponto você deveria saber que não existe filme sem pipoca- Ele riu- Faz o seguinte, você fica na fila do ingresso e eu na da pipoca, por que essa filinha é demorada- Apontei para os guichês que vendem comida-

 

 

-Pode ser- Dei um beijo em sua bochecha e saí correndo-

 

 

****** Alguns minutos, MINUTOS, depois ******

 

 

-MEU SENHOR QUE DEMORA, DAQUI A POUCO EU CASO, TENHO FILHOS E ESSA FILA NÃO ANDA

 

 

-Para de reclamar, estou aqui a mais tempo que você- Uma mulher na minha frente disse-

 

 

-Grande merda, isso não tira meu direito de reclamar, não foi você que ficou em um evento o dia inteiro e necessita de gordura

 

 

-Esses adolescentes de hoje em dia, só se interessam em sexo, comida e aqueles idiotas da internet- Resmungou para si mesma-

 

 

-Aqueles idiotas que trabalham assim como você, e eu não tenho culpa se você não transa

 

 

-PRÓXIMO

 

 

-Aí, já é sua vez- Disse para a mulher que nem olhou para minha cara- Chata- Depois de alguns minutos chegou minha vez-

 

 

-Boa noite, qual seria seu pedido?

 

 

-Eu quero aquele combo que tem mais pipoca, dois refrigerantes, um saquinho de bala e aquela coisa com cheddar

 

 

-Doritos?

 

 

-Isso

 

 

-68,90

 

 

-Que roubo, puta que me pariu, débito- Enquanto colocava a senha o atendente foi preparar o meu pedido-

 

 

-A pipoca- Colocou o balde em cima do balcão- Quais seriam os refrigerantes?

 

 

-Coca- Aos poucos o atendente entregou o pedido- Senhor, como vou levar isso tudo- Coloquei a bala e o Doritos em cima da pipoca e cada refrigerante em uma mão- Ótimo, agora não consigo enxergar- Fui andando devagar até a fila para entrar nas salas-

 

 

-Lily? Lily?

 

 

-Aqui

 

 

-Aonde?

 

 

-Atrás da pipoca

 

 

-Você já é baixa, a pipoca de escondeu

 

 

-Vai se fuder, Tarik- Ele pegou a pipoca e um dos refrigerantes e eu fiquei comendo os Doritos-

 

 

-Vamos entrar que a sessão já começou

 

 

Fomos para a sala e pegamos as cadeiras do fundo. O filme era muito chato, eu e o Pac ficamos tacando milho nas pessoas e zoando a ação das personagens.

 

 

-Eu me pergunto por que o salto da mulher sempre quebra enquanto ela está correndo no meio da chuva

 

 

-E depois disso o galã chega bem perto dela e lhe dá beijo, na chuva- Pac disse se aproximando-

 

 

-Não pode esquecer da chuva- Disse rindo e Pac riu junto-

 

 

-Seria loucura te beijar? - Pac disse depois que paramos de rir, ele olhava no fundo dos meus olhos, meu corpo simplesmente travou-

 

 

-Talvez

 

 

-Você ficaria brava comigo? –Neguei com a cabeça e em segundos não havia espaço entre nossas bocas-

 

 

Aprofundei o beijo puxando sua cabeça mais próxima da minha, se é que dava. O beijo era meio macio, mas tinha sua malícia no fundo, o gosto de morango, das balas provavelmente, era predominante. Sua mão foi para a minha nuca e não sei como foi parar em minha cintura, o ar foi necessário e então nos separamos.

 

 

-Eu...- Pac ia falar algo mas o cortei-

 

 

-Não fala nada- E comecei outro beijo-

 

 

Dessa vez foi mais intenso, mais urgente, da parte dele, ele apertava minha cintura de um jeito que eu acho que vai ficar vermelho, mas não a ponto de machucar.

 

 

-Lily- Ele sussurrou entre os beijos-

 

 

-Eu- Respondi no mesmo tom-

 

 

-Eu preciso te confessar uma coisa, desde aquele dia do telhado eu sinto algo por você. Eu achava que era um forte laço de amizade, mas me enganei, eu gosto de você, estou perdidamente perdido na sua ironia, no seu senso de humor, na sua risada, em você- A mão que estava em minha cintura foi para a bochecha- Você quer namorar comigo?


Notas Finais


E é isso aí [email protected]
1 Bj
1 Qj e
Tchau ;D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...