História You've always been the love of my life - Texting - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Jikook, Kookmin, Namjin, Taeseok, Vhope
Exibições 89
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Fluffy, Lemon, Mistério, Orange, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oioioioioi
good reading *3*

Capítulo 11 - Tae's narration


Taehyung

 

O sigo até algum banheiro interditado, e ele puxa minha cintura tocando meus lábios de uma forma feroz e logo o afasto empurrando o mesmo para a parede, tomando frente de tudo

- Fiquei sabendo que está tendo relações com Yoongi – abaixo sua calça e beijo seu membro pelo tecido que ainda o cobria – Ele te deixa excitado daddy? – olho para cima com uma cara inocente, percebendo uma cara estática do mais velho parada em prazer e surpresa

- Ele pode fazer coisas melhor que eu? – tiro sua box tendo a visão de um membro enorme, muito fora de média para asiáticos – Veremos se não sou melhor

No mesmo minuto pego seu pênis pela base fazendo movimentos leves e precisos, recebo algumas arfadas do mesmo me excitando e dando vida ao meu amiguinho

Mas eu queria provoca-lo e conseguiria isso de qualquer forma

Sinto seu membro pulsante em minha mão podendo sentir suas veias, olho novamente para sua face e vejo com a cabeça para trás exibindo seu pescoço vulnerável e levanto para marca-lo, irei mostrar a Yoongi quem é dono desse homem

Dou leves beijos, mordiscando as vezes e então deixando um chupão grande e forte, que ganhou uma coloração amarela arroxeada m fazendo sorrir em aprovação

E então desço voltando ao seu membro que clamava por atenção, deixo um selar na sua glande fazendo-o urrar

E sem aviso prévio o enfio inteiro em minha boca, fazendo-me engasgar um pouco e logo me acostumando com o tamanho, começo movimentar minha cabeça devagar para trás e para frente e então sinto sua mão em meu cabelo puxando os fios da minha nuca e  fazendo-me ir mais rápido

Vou em uma velocidade rápida raspando meus dentes sobre seu pau e sentindo ele puxar ainda mais meus cabelos e gemendo baixo

- Ta-Taegyung e-eu vou – não consegue terminar sua última frase e despeja seu líquido morno em minha boca, engulo tudo satisfeito e lambo meus dedos de uma forma sensual

Ele novamente me puxa e começa um beijo calmo, que mostrava um sentimento e eu gostei daquilo, e antes de prosseguir tudo aquilo que eu sabia onde iria parar, me separo do mesmo

- Vou indo, terminamos em casa – lanço um sorriso malicioso e saio do local o deixando sozinho

[...]

Sento-me na mesa e Namjoon e Jin estavam lá

- Onde você estava? – Jin me pergunta preocupado

- No banheiro omma, não se preocupe – sinto meu bafo e me assusto – preciso de um refrigerante, agora

Vou em direção ao freezer e pego uma coca-cola indo ao caixa pagar a mesma na hora, tudo de propósito para chegar a mesa quando Hoseok estivesse lá

Pago o refri depois de século, pois fila estava imensa, chegando a mesa vejo meu alvo olhando para o nada pensativo

- Olá hyungs voltei – passo por cima de Hoseok para sentar em meu respectivo lugar e ele pega na minha bunda, abusado – Quando os pedidos irão chegar? estou morto de fome, só bebi leite – olho malicioso para aquele que estava em meu lado e o mesmo retribuindo

- Mas você disse que não havia tomado café Tae – Jin me olha franzindo o cenho

- Só leite omma, só leite –abro minha pegando o canudo

Coloquei-o inteiro em minha boca olhando para Namjin interagindo e nem percebi que Hoseok havia colocado sua mão novamente em minha coxa subindo para meu membro e o massageando por cima da calcinha, arfo

- Oque houve Taehyung? Está com calor? – Omma me pergunta e apenas aceno negativamente – Tudo bem então

- Olá rapazes – um atendente muito bem apessoado vem nos entregar os pedidos dos outros – e senhorita – me entrega uma bandeja piscando para mim

Rio

Comemos nossos lanches em silêncio enquanto Jung encarava o garçom com um olhar mortal

[...]

Depois de comermos e pagado a conta o mesmo cara que nos atendeu vem até mim enquanto Hoseok e Namjoon iam pegar os carros no estacionamento

- O-olá senhorita – passa a mão pela nuca – Me-meu nome é Park Jimin e a senhorita é realmente muito bonita

- Muito obrigado Senhor Jiminnie– faço uma reverencia estendendo vestido e sorrio quadrado

- Não me chame de senhor, me sinto velho – dá uma risada de leve, que sorriso lindo – Po-poderia me passar seu número? para mantermos contato? se quiser claro entend...

- Não ele não vai querer pois já está acompanhado – Hoseok entra em minha frente e me puxa para fora do local

- Quem acha que é para responder por mim Senhor Jung? – pergunto incrédulo

- Sou seu mestre seu daddy – entra no carro

Aceno para Jin e Namjoon que já estavam no carro se beijando, mas me percebem e retribuem o aceno

- Para onde quer ir bebê? – me pergunta de uma forma fofa

- Minha casa – cruzo os braços emburrado – e não me chame de bebê não lhe dei essa intimidade

- Awn meu amor – sussurra no pé do meu ouvido – me deu ela na hora que me chupou

Arrepiei socorro.

- Tá tá – faço um chega com as mãos – só me leve para casa hyung

- Tudo bem bebê – liga o carro e pisa no acelerador devagar

- Aigoo, não me chame de bebê – coloco as mãos no ouvido fazendo careta com as mãos

Dá um pequeno beijo em meu nariz e volta prestar atenção na estrada.

[...]

- Chegamos criança – se retira do carro, onde ele vai? – Pode sair – abre a porta e faz uma reverência

- Muito obrigado – retribuo segurando a ponta da saia e me curvando

Pego a chave de casa que está em minha pequena bolsa e vou adentrando o portão

- Não vai me chamar para entrar? – me encara incrédulo

- Não – sorrio – só vou pegar seu celular e quero que suma

Antes que o mesmo pudesse formular algo para contra-atacar corro até a porta de casa pego o celular dele e o entrego

- Sobre o plano de fu... – o interrompo

- Não se preocupe, sou lindo mesmo – jogo meus cabelos para trás fazendo pose – agora pode se retirar

Entro em casa e olho pela janela Hoseok confuso entrando no carro e seguindo seu caminho.

Acho que consegui deixa-lo confuso.

Rio.

 

 

 

 

 


Notas Finais


DEMOREI mas to aqui
tomara q tenham gostado
E MEUDEUS 70 FAV EU TO MORRENDO
AMO MUITO VECES PUDINS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...