História Yu-Gi-Oh! Linked Fates - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Tags Fantasia, Yugioh, Yu-gi-oh!
Exibições 10
Palavras 5.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Steampunk, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo ! Eu sou um usuário novo aqui no Spirit e como eu vi tanta gente postando fanfics legais de Yu-Gi-Oh! eu decidi investir em uma, espero que curtam ^^ !

Capítulo 1 - I - O Fugitivo e o Misterioso de Olhos Dourados


A lua finalmente se erguia e o dia enfim dava lugar à noite após mais uma tarde normal em Straight City, capital do Império de Lemuria na região Litorânea do continente de Imperia. Um local de clima litorâneo típico: Levemente quente, úmido e agradável. Aos poucos as luzes das lamparinas se multiplicavam e davam à cidade um brilho particularmente belo e harmonioso. Em meio a multidão, pessoas de todos os cantos da cidade se misturavam, para algumas havia o alívio após uma árdua tarde de trabalho, para outras o trabalho havia apenas começado. Mas em meio a estas, uma figura misteriosa: Não era possível identifica-la, estava com o corpo coberto por um manto negro cujo capuz cobria-lhe boa parte do rosto. Tudo que podia-se ver eram seus olhos de tonalidade azul-escura. O ser misterioso montava em um cavalo Mustang castanho com uma mancha branca em sua face e cavalgava sob vagarosos paços como se não se importasse acerca de seu rumo. Apenas deixava que o cavalo decidisse o caminho.

                O desconhecido não parecia gerar incômodo e agia normalmente em meio a multidão. Enquanto este atravessava uma ponte estreita que passava logo acima de uma rua principal, ouviram-se a alguns metros de distância gritos que pareciam ser de policiais e o barulho de cascos batendo fortes e constantes contra o solo. Logo ao lado da figura desconhecida passara correndo um homem, igualmente vestido com um manto que cobria-lhe o rosto. Por um breve instante, do canto de seus olhos a figura misteriosa observou o homem que seguia até o final da ponte, descendendo por uma escadaria.

Fugitivo ! Rápido, prendam-no !  – Exclamava um segundo homem que passara a cavalo ao lado da figura misteriosa logo em seguida. Este seguiu acompanhado por um grupo de mais quatro, todos vestidos com trajes militares e de cavalos enfeitados com adereços, eram o Exército Imperial de Lemuria. –

Hm ... acho que temos um trabalho a fazer aqui. – Disse a figura misteriosa em voz baixa. Este possuía uma voz serena e ao mesmo tempo séria e emotiva. Pelo tom, era um sujeito masculino. –

Rapidamente a figura misteriosa empinou com seu cavalo, saltando para fora da ponte e aterrissando sobre o telhado de uma casa a cerca de dois metros abaixo. O sujeito misterioso passou então a perseguir o homem de cima dos telhados que se erguiam ao lado da avenida principal, oque não era uma tarefa fácil uma vez que havia uma grande multidão e um movimento bastante intenso naquela rua, tornando a perseguição bem mais difícil. A figura misteriosa preferiu se concentrar nas possíveis rotas de fuga do sujeito, e em vez de acompanhar a movimentação dos guardas, preferiu focar-se em qualquer atividade suspeita nas ruas mais calmas.

Alguns metros adiante havia uma rua dobrando à direita que no final realizava uma curva de 90º e dava em um beco circular, assim que o sujeito notou que alguém estava correndo para dentro daquela rua, saltou até uma ponte logo a frente, desceu sobre o teto de uma casa do outro lado da rua e acompanhou o suposto fugitivo de cima dos prédios. Assim que o fugitivo havia se dado conta de que estava em um beco sem saída, o sujeito misterioso saltou de seu cavalo e realizou algumas rápidas aterrisagens entre as varandas das casas ao redor, parando logo em frente ao fugitivo, encurralando-o.

— É sem saída. Agora, se você puder me acompanhar ... Quem sabe eu te entregando vivo eu consiga uma recompensa maior. – Disse a figura misteriosa, agora elevando seu tom de voz e deixando mais aparente que era um indivíduo do sexo masculino. Ainda mantinha a compostura séria e calma na voz. –

— Heh, você vai me levar ? Pense de novo, justiceiro ... – Caçoou o fugitivo, que possuía uma voz igualmente madura a do sujeito misterioso, mas parece mais jovial, mais brincalhona. Ao mesmo tempo que o fugitivo dizia isso, o barulho de galopes se tornara mais intenso e antes que o homem misterioso pudesse notar, ambos estavam cercados por cinco membros do Exército Imperial.

— Vocês dois, não se movam ! – Exclamou o oficial do centro do quinteto. Sobre o seu antebraço direito havia um dispositivo circular de energia sólida rodeado por cinco zonas retangulares. No centro da circunferência repousava uma espécie de baralho. – Se possível gostaríamos de fazer isso de maneira pacífica, então ponham as mãos sobre a cabeça.

— Espere, isso é tudo um mal– – O homem misterioso disse, enquanto rapidamente virava-se para visualizar os oficiais. –

— Eu mandei vocês dois não se moverem ! – Interrompeu o oficial com certa impaciência na voz, posicionando uma carta sobre uma das zonas do disco de energia em seu antebraço. Rapidamente, uma figura semelhante a um soldado com uma enorme lança em mãos se materializou, direcionando a ponta da lança para o pescoço do homem misterioso. – Agora, tire devagar esse capuz para que possamos ver o seu rosto ...

“Tsc, era oque me faltava ... Eu fui liberado só a dois dias e já estou sendo preso novamente. Tem que haver uma maneira de escapar dessa situação ...” – Pensava o homem misterioso enquanto analisava o que havia ao alcance de sua visão periférica, quando do canto dos olhos notou que o fugitivo logo atrás de si ainda estava lá, com uma expressão de frustração aparente no rosto. Quando tudo parecia acabado, o homem misterioso foi pego de surpresa ao ver que o fugitivo parecia fazer uma série de sinais com os dedos, sinais que ele sabia exatamente o significado. – “Esses sinais ... Talvez nem tudo esteja perdido ainda.” – O homem misterioso pensou, enquanto vagarosamente colocava as mãos sobre a cabeça. –

— Excelente ... Agora nos acompanhem, por favor. – O oficial disse um pouco mais calmo enquanto o guerreiro que havia invocado abaixava sua lança. –

— Você não deveria ter abaixado a sua guarda ... – O encapuzado imediatamente abaixou os braços, flexionou os joelhos e realizou um salto para trás. Imediatamente, retirou de um compartimento em sua cintura uma espécie de baralho, posicionando-o sobre um dispositivo semelhante a um bracelete em seu pulso direito, materializando um dispositivo de energia semelhante ao dos oficiais em seu braço. O fugitivo então rapidamente fez o mesmo. – Tsc, então você não é só um fugitivo qualquer, é um fugitivo da The Tower. Bem, espero que não esteja tentando me apunhalar pelas costas.

— Vamos nos preocupar primeiro em sair daqui vivos, depois quem saiba eu tenha tempo para fazer isso. Eu invoco um monstro e ativo a mágica Gladiator’s Confrontation ! – O fugitivo disse, posicionando uma carta sobre uma das cinco zonas e posicionando uma segunda em uma zona diferente. A frente dos dois homens misteriosos uma criatura humanoide leonina com uma espada em mãos se materializou e avançou contra os oficiais, nocauteando um à esquerda e dois à direita com uma série de sangrentos cortes e avançando contra os restantes saltando e caindo de cima. –

— Ativar armadilha, Phalanx Formation ! – Exclamou o oficial a esquerda do quê havia interrogado a dupla anteriormente. Uma barreira cupular formada por uma série de lanças ergueu-se ao redor dos dois oficiais, perfurando o corpo da criatura e desmaterializando-a. –

— Tsc, parece que teremos de utilizar uma abordagem mais violenta. Oficial, prepare-se ! – Disse o oficial do centro, que parecia ser o capitão do quinteto, enquanto retirava do topo do baralho cinco cartas, colocando-as em sua mão direita. O oficial ao seu lado fez o mesmo. – Duel ! (Imperial Army: LP’s 4000 / Mysterious Duelists: LP’s 4000)

Duel ! – Exclamaram os dois homens misteriosos e o oficial restante em sintonia. –

— Eu tomarei o primeiro turno, portanto não poderei sacar. – Disse o oficial que estava liderando o quinteto. – Eu ativo a magia contínua Ancient Gear Fortress (Mágica / Contínua), imediatamente após isso eu ativo a carta mágica Ancient Gear Catapult (Mágica / Normal); Caso eu não possua monstros sob meu controle, posso destruir a minha Ancient Gear Fortress virada para cima e então invocar especialmente um monstro Ancient Gear de meu baralho, eu invoco especialmente o Ancient Gear Wyvern (Máquina / Efeito / TERRA / Nível 4 / ATK 1700), que ao ser invocado me permite adicionar um Ancient Gear para a minha mão, eu adiciono o Ancient Gear Hydra. Após isso, o efeito da minha Ancient Gear Fortress se ativa, quando destruída eu posso invocar especialmente um Ancient Gear de minha mão, eu invoco o meu Ancient Gear Gadget (Máquina / Efeito / TERRA / Nível 4 / DEF 2000). – Disse o oficial, que após finalizar o pequeno combo possuía duas criaturas mecânicas em campo. –

— Prepare-se, esses oficiais não costumam pegar leve ... – Disse o fugitivo para o homem misterioso, ainda mantendo o tom descontraído na voz. – Aliás, acho que não fomos formalmente apresentados, sou Shintaro Akabane, pode me chamar de Shin. – Disse o fugitivo ao revelar seu nome, agora com um sorriso desafiador no rosto perante o monstro. –

— Vamos deixar as apresentações para depois, primeiro temos que escapar daqui, depois quem sabe você me paga um cafezinho e nós nos conhecemos. – Respondeu o homem misterioso, voltando sua atenção para seu oponente. –

— Shintaro Akabane ? O membro da guerrilha revolucionária ? Tsc, vou ganhar um belo aumento assim que acabar com vocês ... Antes de encerrar a minha jogada, eu irei tributar os meus Ancient Gear Gadget e Wyvern para realizar uma Advanced Summon, venha, Ancient Gear Hydra (Máquina / Efeito / TERRA / Nível 7 / ATK 2700). Pelo efeito de meu Wyvern não poderei baixar cartas neste turno, então encerrarei meu turno por isto mesmo. (Hand: x2)

— É o meu turno agora, Draw. – Disse o homem misterioso, adicionando a sexta carta à sua mão. – Eu invoco normalmente o meu Royal Paladin’s Liberator, Alfred (Guerreiro / Efeito / LUZ / Nível 4 / ATK 1800), que quando invocado me permite adicionar um Royal Paladin de nível quatro ou menos para a mão, eu elejo o meu Royal Paladin’s Messenger, Hermes (Guerreiro / Regulador / LUZ / Nível 4 / ATK 1400), que pode ser invocado especialmente caso eu possua outro Royal Paladin em campo. Battle ! Eu ataco o seu Ancient Gear Hydra com o meu Alfred ! – Comandou o duelista misterioso enquanto o cavaleiro dourado avançava confiante contra a besta mecânica. –

— Idiota, o ataque da minha Hydra é superior ! – Exclamou o oficial-comandante com desprezo na voz. –

— Não preciso de alguém como você para me dizer o óbvio, ativo da minha mão o efeito da minha mágica de jogo rápido, Paladin’s Weapon – Excalibur (Mágica / Ativação-Rápida), esta carta pode ser ativada durante a Battle Step e ao fazê-lo meu Alfred ganha mil pontos de ataque até o fim do turno (ATK – 1800 2800)  ! – Exclamou o duelista enquanto a lâmina do cavaleiro resplandecia fortemente, destruindo a hidra mecânica com um único corte. – A seguir, eu ataco diretamente com meu Hermes. – O guerreiro esguio então avançou, empunhando sua adaga e executando um corte certeiro contra o rosto exposto do capitão, jogando-o contra o chão. –

Argh ! (LP’s: 4000 3900 2500)                                                                                  

       — E para finalizar, estou sobrepondo meus Alfred e Hermes, de nível quatro, para criar uma Rede de Sobreposição, Xyz Summon ! O brilho do sol nascente resplandece e traz consigo a luz da esperança, venha, Royal Paladin’s Sunrise Knight, Helios (Guerreiro / Xyz / ORU 2 / LUZ / Rank 4 / ATK 2400). Por fim, eu baixo uma carta e encerro meu turno ativando o efeito de meu Helios, que me permite baixar uma carta com Paladin’s Weapon em seu nome diretamente do cemitério para o campo. (Hand: x3)

                — Agora é o meu turno, Draw ! – Disse o soldado ao lado do capitão do grupo. – Eu invoco normalmente o Marauding Captain (Guerreiro / TERRA / Nível 3 / ATK 1200) e ativo seu efeito, que me permite invocar especialmente um monstro de nível quatro ou menos de minha mão quando ele é invocado normalmente, eu invoco especialmente o meu Jutte Fighter (Guerreiro / TERRA / Nível 2 / Regulador / ATK 700). Em seguida, caso eu controle um monstro regulador, posso invocar especialmente Boost Warrior (Guerreiro / FOGO / Nível 1 / DEF 200) de minha mão em posição de defesa. Agora, eu irei sintonizar o meu Jutte Fighter aos Marauding Captain e Boost Warrior, Synchro Summon ! Apareça, Imperial Cavalry – Ground Lancer (Guerreiro / TERRA / Nível 6 / Synchro / ATK 2600) ! – Exclamou o oficial enquanto um cavaleiro montando em seu cavalo e cuja armadura cobria por inteiro o seu corpo e rosto surgia em campo, portando uma enorme lança metálica. –

                — Só isso ? Um monstro com um ataque levemente maior não vai ser o bastante para derrubar o meu Helios. Mas é melhor ficar esperto, ele não gastaria tantas cartas se não tivesse certeza que iria me derrubar. – Pensou o duelista misterioso enquanto observava o monstro inimigo, já se preparando para um possível ataque. –

— Ativo o efeito de meu Ground Lancer, quando ele é invocado, posso destruir uma carta virada para baixo do oponente. Uma de suas cartas invertidas é a Paladin’s Weapon – Excalibur, portanto eu destruirei a restante. – Dado o comando, o cavaleiro disparou sua lança contra a carta, destruindo-a e revelando que esta era uma carta armadilha. – Battle ! Eu ataco o seu Helios com o meu Ground Lancer !

— Idiota, eu ainda possuo a minha Excalibur invertida, a qual eu ativarei, dando ao meu Helios mil pontos de ataque adicionais. – Respondeu o duelista misterioso. –

— Eu já estava esperando por isso desde o princípio, ativo o efeito de meu Ground Lancer ! Quando ele ataca um monstro invocado especialmente, posso muda-lo para posição de defesa (DEF – 1400) e bani-lo caso ele seja destruído em batalha e enviado ao cemitério. – O cavaleiro do oficial então perfurou o guerreiro de armadura dourada, destruindo-o. – E fazendo isso, eu inflijo dano perfurante ao oponente !

— Argh ! (LP’s: 4000 2800) – Agonizou o duelista misterioso enquanto era arremessado alguns metros para trás pelo impacto. – Graças ao efeito de meu Helios, quando ele é enviado para o cemitério eu posso adicionar um Royal Paladin do cemitério para a mão, eu escolho o meu Alfred. – Disse o duelista enquanto adicionava a carta de volta para a mão. –

— Por fim, eu baixo duas cartas e encerro o meu turno. (Hand: x1)

                — Finalmente ... Agora, se os bebês me dão licença – Disse Shintaro enquanto retirava a capa que lhe cobria o rosto, enfim revelando sua aparência: Era um caucasiano de cabelos castanho-alaranjados, espetados e levemente compridos, além de olhos alaranjados –, está na hora de agitar esta festa ! Draw ! – Ele exclamou, sacando a sua sexta carta com certa violência. – Eu invoco normalmente o meu Nova Gladiator – Hoplomacchus the Piercing Spear (Besta-Guerreira / TERRA / Nível 4 / ATK 1700), a seguir, invoco normalmente o meu Nova Gladiator – Retiarius the Treacherous (Besta-Guerreira / TERRA / Nível 3 / Regulador / ATK 1200) e ativo seu efeito, me permitindo reduzir o ataque de um monstro do oponente em oitocentos pontos até o fim do turno, meu alvo será o seu Ground Lancer ! (ATK – 2600 1800) – Exclamou Shintaro enquanto a criatura que se assemelhava a um felino humanoide com algumas partes de armadura no corpo arremessava uma rede sobre o cavaleiro, imobilizando-o. –

                — Só isso ? Não irá conseguir derrotar-nos com truques tão simplórios. – Disse o capitão, tentando provocar Shin. –

                — Simplórios ? Os únicos simplórios aqui são vocês, vermes imundos ! Eu estou sintonizando o meu Retiarius ao meu Hoplomacchus, Synchro Summon ! Ó, besta soberana, oponha-se à opressão dos tolos e entrelace tuas convicções às minhas rumo à liberdade ! Venha a nós, Nova Gladiator – Spartacus the Storm of Revolution (Besta Guerreira / TERRA / Nível 7 / Synchro / ATK 2700) ! Seu Ground Lancer não é o único destruidor de backrows, eu ativo o efeito do meu Spartacus ! Eu posso banir dois Nova Gladiator do meu cemitério para destruir até duas cartas do oponente, eu irei banir os meus Hoplomacchus e Retiarius para destruir as suas duas invertidas ! – Exclamou Shintaro, enquanto a criatura leonina sacava e erguia sua espada, rugindo para os oficiais. As duas criaturas utilizadas na invocação de Spartacus então surgiram, avançando na direção das duas invertidas. –

                — Ativar armadilha, Ruptura de Habilidade (Armadilha). Esta carta alveja e nega os efeitos de um de seus monstros até o fim do turno, eu escolherei o seu Spartacus, impedindo-o de destruir minhas invertidas. – Disse o oficial que acompanhava o capitão. –

                — Heh, isso só me serviu para revelar qual era o seu plano com essas duas invertidas ! Battle ! Eu ataco o seu Ground Lancer com o meu Spartacus ! – Exclamou Shintaro enquanto o guerreiro leonino empunhava sua espada, avançando na direção do cavaleiro, pronto para destruí-lo. –

                — Se você já sabia, então não deveria ter sequer tentado atacar. Ativar armadilha, Phalanx Formation (Trap), quando dois monstros entram em batalha, eu seleciono ambos e esta carta dá duas escolhas ao oponente: Cancelar o seu ataque e encerrar a Battle Phase ou prosseguir com a batalha e receber dano igual ao nível do meu monstro com o qual o seu batalhou vezes duzentos. Com isso, você pode sair ileso deste combate ou receber mil e duzentos de dano ao final da fase de batalha. A decisão é só sua.

                — Shintaro, cancele o ataque. – Disse o duelista misterioso, enquanto secretamente realizava alguns sinais com as mãos, advertindo ao ruivo que estava com a situação sob controle e poderia segura-los no próximo turno. –

                — Me desculpe, mas eu não sou do tipo que volta atrás com as minhas decisões. – Disse Shin com um sorriso desafiador no rosto. – Eu prosseguirei com o ataque ! – Ao dizê-lo, uma redoma composta por inúmeros escudos circulares e lanças se materializou ao redor do cavaleiro. – Mas não é como se eu não estivesse pronto para segurar esse dano, eu ativo da minha mão o efeito do meu Nova Gladiator – Pollice the Battle Judge ! Já que você gosta tanto assim de decisões, ao descarta-lo o Pollice me permite decidir entre dois efeitos, sendo que uma dessas é negar os efeitos de uma carta em campo até o enfim do turno, e eu negarei o efeito da sua Phalanx Formation ! – Feito isso, Spartacus avançou na direção do cavaleiro enquanto a defesa que o protegia se desfazia, destruindo-o e arremessando os oficiais alguns metros para trás. –

                — Argh ! (LP’s: 2500  1600) – Exclamaram os oficiais em uníssono. –

                — Após isso, eu baixo duas cartas e encerro o meu turno. (Hand: x1)

                — Tsc, é o meu turno. Draw ! – Exclamou o capitão, sacando mais uma carta. Vocês já nos tomaram tempo demais, eu ativo a carta mágica de campo Geartown (Mágica / Campo) e em seguida ativo a carta mágica Ancient Gear Catapult (Mágica / Normal) para destruir minha Geartown, me permitindo invocar especialmente um Ancient Gear diretamente do baralho. Besta mecânica que reside nas profundezas do abismo, erga-se mais uma vez e traga consigo a destruição ! Ancient Gear Reactor Dragon (Máquina / TERRA / Nível 9 / ATK 3000).

                — Tsc, quando os soldados do império pensam em pegar pesado eles pegam mesmo, prepare-se para a artilharia pesada. – Disse Shin com certo sarcasmo na voz para o duelista misterioso, agora com um sorriso desafiador no rosto. –

                — Já enfrentei coisas muito piores, eles não são problema. – Respondeu o duelista com despreocupação e frieza na voz. –

                — Vejamos se vocês manterão essa postura quando eu finalizar com vocês, pelo efeito da Geartown, quando ela é destruída, posso invocar especialmente um Ancient Gear de minha mão, deck ou cemitério. Do meu deck eu invoco especialmente o Ancient Gear Gadjiltron Dragon (Máquina / TERRA / Nível 8 / ATK 3000). Por fim, ativo a carta mágica Monster Reborn para trazer ao jogo novamente minha Ancient Gear Hydra.

                — Era por isso que eu estava esperando ! Em resposta à invocação da sua Hydra eu ativo minha carta virada para baixo, Gladiator’s Uprising (Armadilha / Normal). Esta carta protege meus Nova Gladiator de serem destruídos em batalha até o final do turno. Pelo que já conheço, a maior parte de seus Ancient Gear me impedem de ativar cartas ou efeitos quando estes declaram um ataque, mas isso não me impede de responder as suas invocações !

                — Vocês só estão atrasando a própria derrota ... Battle ! Reactor Dragon, Gadjiltron Dragon, ataquem Spartacus ! – Os dois dragões mecânicos então entreabriram suas bocas, disparando duas rajadas de energia contra o guerreiro de Shintaro. Um enorme estrondo ouviu-se naquele beco e diversos destroços caíram na direção dos dois duelistas. –

                — Cuidado ! – Exclamou Shin, jogando-se alguns metros para a direita, desviando de alguns rochas. O duelista misterioso saltou um pouco para trás, sendo acertado somente por algumas pequenas pedras. Diante do deslizamento que se deu no beco, diversas pessoas que caminhavam pela avenida principal se assustaram, causando um enorme tumulto. — Argh ... Desgraçados, esse estrondo foi proposital. Eles sequer se importam com a segurança dos civis ... (LP’s: 2800 2200) – Pensou Shintaro, que àquela altura já havia cogitado diversas vezes abandonar o duelista que a poucos minutos atrás tentara leva-lo preso. Contudo, algo parecia mantê-lo preso àquele duelo ... Talvez a curiosidade de saber quem o rapaz misterioso era ? Ele não sabia. –

                — Vocês que imploraram por tudo isto ! Agora, se vocês dois se renderem agora talvez nós os poupemos do que está por vir.

                — Tsc, não sou do tipo que desiste tão fácil ... – Retrucou  o rapaz misterioso enquanto se levantava ofegante. Naquele momento, por um brevíssimo período de tempo, Shintaro pode ver os olhos azuis do rapaz resplandecendo mediante a luz do luar. Eram aqueles olhos que lhe atraiam tanto a curiosidade. Era como se houvesse algo importante demais por debaixo daquela capa para ser deixado de lado ... –

                — Temos apenas alguns minutos até os reforços do exército chegarem, precisamos acabar com isso ... agora. – Disse Shintaro, realizando alguns sinais que diziam claramente “Vamos dar o fora daqui”, os quais o rapaz misterioso notou. O rapaz então se recompôs por completo e admirou as bestas mecânicas com frieza em seu semblante. –

                — Não se preocupe ... Isso está para acabar no próximo turno. – O rapaz respondeu, mantendo-se firme perante a situação difícil. –

                — Veremos se vocês ainda terão toda essa coragem quando acabarmos por aqui, o efeito do Reactor Dragon se ativa ! Ao final da Damage Step, caso ele tenha atacado, posso destruir uma carta mágica ou armadilha em campo, resta apenas a sua segunda invertida ! – Exclamou o oficial enquanto o dragão mecânico apontava a lança que substituía sua pata direita na direção da carta baixada de Shintaro. Uma segunda rajada de laser fora disparada, mais intensa que a segunda. Dessa vez, uma enorme fenda se abriu no beco, arremessando pedras para todos os lados. Algumas acertaram as janelas próximas, outras caiam na direção de Shintaro e de seu parceiro no duelo. Ao final de tudo, os dois interrogados levantaram-se ofegantes mais uma vez. –

                — Vaso ruim nunca quebra, não é mesmo ? Percebam, vocês não passam de meros vermes perante nós. Podem lutar o quanto quiser, enquanto nós estivermos no poder, vocês pobres insetos jamais verão a luz do dia ! – Respondeu o oficial que se encontrava ao lado do capitão. –

                — Cale-se ! Quem são vocês para nos chamar de vermes ? Vocês não passam de porcos sujos que não se importam em enganar quem seja para continuar vivendo a vidinha de luxo de vocês. O exército imperial já torturou milhares de inocentes e mesmo assim as pessoas sequer se revoltam por causa de vocês ! Quando tudo isso acabar ... – Algumas lágrimas pareciam pender do rosto de Shintaro, quando o rapaz misterioso repousou a mão sobre seu ombro direito. –

                — Quando os que espreitam na escuridão tiverem a sua chance de ver a luz, o clamor da justiça tornará a ecoar mais uma vez ! – Os dois supostos fugitivos ecoaram em uníssono, entoando com toda a força de vontade a frase. Shintaro olhou estupefato para o rapaz misterioso. – É uma longa história ... Por agora, vamos nos concentrar em sair daqui. – Respondeu o rapaz misterioso. –

                — Hehe, que gracinha ... Turn End. – Disse o capitão com deleite na voz. –

                — É o meu turno “Meu último turno ...– Ele pensou por um breve instante. – Draw ! Bem ... Acho que está na hora de você entrar em ação novamente, meu caro. – Disse o rapaz misterioso enquanto analisava a carta que havia sacado, como se estivesse falando com algum terceiro. – Agradeço pelo monstro que tu me deixaste, Shintaro, farei bom uso dele ... Este jogo acaba aqui. – Disse o homem misterioso com um misto de despreocupação e seriedade na voz. Seus olhos azuis, que ainda podiam ser vistos através do capuz que cobria-lhe o rosto, estavam agora fechados e um sorriso tranquilo residia em seu semblante. –

                — E oque você espera fazer perante estes três monstros que são os meus mais poderosos ? – Respondeu o oficial com arrogância na voz. –

                — Irei fazê-los ressoar em minha própria frequência. – Ele respondeu. Nesse momento, uma luz amarelado resplandeceu de seu Extra Deck. Ao abrir seus olhos, um intenso brilho dourado iluminou-os. –

      — Esse brilho ... – Disse o oficial ao lado do capitão com certo espanto na voz. – Poderia ser ? – Perguntou o oficial com descrença ao seu capitão. –

— Não seja idiota, alguém como ele não poderia ser ... – Respondeu o capitão de tal forma que a arrogância em sua voz mais parecia estar disfarçando o seu medo –

                — Será que não ? – O misterioso respondeu. Seu sorriso que antes demonstrava tranquilidade tornara-se um sorriso sarcástico, assim como o seu tom de voz. – Eu invoco normalmente o meu Royal Paladin’s Liberator, Alfred, o qual eu havia retornado para a minha mão pelo efeito de meu Helios, e então ativo seu efeito que me permite adicionar um Royal Paladin de nível quatro ou inferior de meu deck para a minha mão, e mais uma vez eu escolho o meu Royal Paladin’s Messenger, Hermes, invocando-o especialmente caso eu controle um Royal Paladin.

                — “Agora com esses dois ele provavelmente irá trazer outro Helios ao campo ... Mas de quê isso vai adiantar ? Ainda não somos capazes de derrubar o Reactor Dragon, que é o mais problemático dos três ... Espero que você realmente tenha uma boa solução.” – Pensava Shintaro enquanto analisava a situação na qual estava com certa apreensão. –

                — Hmpf, vocês devem estar agora pensando que tudo que eu farei a seguir é utilizá-los para invocar outro Xyz, não é ?– O duelista sem nome indagou com certa ironia na voz. – Tudo isso foi apenas um preparativo para oque está por vir. – Ele disse, enquanto o brilho que residia no Extra Deck em sua cintura tornou-se mais intenso. – Eu irei sintonizar o meu Hermes ao meu Alfred, de tal forma que os níveis de ambos Tuner e não-Tuner sejam exatamente iguais, Requiem Summon ! Harmonic Synchro ! Luz que resplandece na mais densa escuridão, torne-se a majestosa sinfonia que faz despertar a coragem nos corações dos oprimidos e guie-nos a um novo futuro ! Ressurja, meu espírito ! Sunlight Paladin Aurum, the Force of Courage (Guerreiro / LUZ / Nível 4 / Synchro / Réquiem / ATK 2500)

                — Requiem Summon, então você é ... – Dizia Shintaro com uma expressão de imensa surpresa perante o resplandecente paladino dourado, que empunhava uma lâmina dourada na mão direita e um belo escudo sobre o antebraço esquerdo. Trajava-se com uma armadura dourada e uma máscara veneziana dourada que cobria por inteiro a sua face, mas cujos cabelos negros e ondulados podiam ainda ser vistos. –

                — U-um Esper ?! – Exclamou o capitão que observava pasmo a criatura diante de seus olhos. – Mas como é possível ?! Como alguém como você ...

                — Sim, um Esper  ... Acredito que a essa altura eu lhe deva algumas explicações, Shintaro, mas vamos deixar isso para depois. Agora, vocês porcos belicosos ... Ora, calem-se de uma vez e aceitem sua derrota com o mínimo de dignidade que lhe resta. – Disse o duelista com certa indiferença na voz, elevando seu indicador direito para a lua. – Aurum, eu não esperava ter que lhe chamar em um momento como esse, mas já que está aqui ... Hora de acabar com isso. – O paladino então assentiu, empunhando sua espada dourada. – Battle ! Eu ativo o efeito de meu Aurum. Durante a Battle Phase, uma vez por turno eu posso alvejar um monstro invocado especialmente do oponente, neste caso seu Ancient Gear Reactor Dragon. – Dado o comando, o paladino ergueu sua lâmina para cima, emitindo um resplendor dourado que parecia drenar as energias do dragão mecânico. – E ao fazê-lo, seu Reactor Dragon perde metade dos pontos de ataque (ATK 3000 1500) e tem os efeitos negados, em seguida, meu Aurum ganha ataque igual ao ataque perdido pelo seu Reactor Dragon (ATK 2500 4000) !

                — Heh, então com isso ... – Disse Shintaro com um sorriso de alívio no rosto. –

                — Nós vencemos o duelo ! Vá, meu paladino ! – Exclamou o homem misterioso, envolvendo-se em uma densa energia dourada enquanto o guerreiro dourado prontamente avançava na direção do dragão mecânico, concentrando uma grande quantia de energia na lâmina de sua arma e atravessando a criatura com um único corte, partindo-a ao meio. Um enorme estrondo foi ouvido, a multidão próxima notou a destruição e começou a correr para longe desesperada. Uma enorme nuvem de poeira se ergueu no beco, cegando completamente todos nos arredores. – Agora, nós precisamos ...

                Antes que pudesse terminar a própria frase, a energia que cercava o duelista, bem como a coloração dourada de seus olhos, foi aos poucos se apagando. O homem caiu de joelhos, respirando ofegante.

                — Tsc, droga. De todos os momentos ele tinha que desmaiar justo agora ... – Murmurou Shintaro enquanto se aproximava do duelista misterioso, mesmo que com um pouco de dificuldade graças à nuvem de poeira. – Mas agora que eles não podem nos ver é o momento perfeito para usar isto. – Disse o ruivo enquanto posicionava uma carta no dispositivo em seu braço. – Ativar mágica, Dramatic Vanishing !

                Um véu de energia luminosa então envolveu os dois fugitivos, transformando-se em uma esfera de luz que emitiu um intenso brilho. Após isso, quando a nuvem de poeira havia enfim baixado, os cinco guardas encontravam-se caídos ao chão, e os dois duelistas ... desaparecidos.


Notas Finais


E então, o que acharam ? Por favor, não se esqueçam de favoritar e deixar as opiniões de vocês nos comentários. Críticas e elogios também são importantes, afinal é meu primeiro trabalho com narrativas, então quem já tiver mais experiência não tenha medo de me criticar. É isso, espero que tenham gostado, fui !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...