História Yu-Gi-Oh! NG (Interativa) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Personagens Jaden Yuki, Joey Wheeler (Katsuya Jonouchi), Personagens Originais, Seto Kaiba, Téa Gardner (Anzu Mazaki), Yugi Muto
Tags Comedia, Duelo, Egito, Espíritos, Magia, Mistério, Mitologia, Personagens Originais, Yu-gi-oh!
Visualizações 42
Palavras 2.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Fantasia, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, como você estão? Desculpem a demora pelo o cap e os erros de português que tem nele, contundo espero que gostem e se divirtam com ele

PS: Esse cap foi mais puxado para a comedia, se é que pode se chamar isso de comedia.

Capítulo 10 - A nova professora e o primeiro evento do semestre


Fanfic / Fanfiction Yu-Gi-Oh! NG (Interativa) - Capítulo 10 - A nova professora e o primeiro evento do semestre

Capitulo: 10

A nova professora e o evento do semestre

 

Os alunos da turma ainda estavam estáticos com a entrada da professora em sala. Alguns estavam babando, outros rindo, alguns comentavam com os amigos e outros ainda estavam dormindo.

Mas, a reação mais incrível era de Athena.

A menina estava estática olhando para a mãe com um expressão que todos tentavam entender e se esforçavam para não rir.

— Meus queridos alunos, que tal vocês irem para o seu lugar?! – Disse Alexis em um tom gentil, mas ao mesmo tempo forte. – Nós temos que começar a aula e eu tenho um comunicado importante vindo a direção.

Os alunos começaram a ir para o seus lugares, mas Mana e Athena ainda estavam paralisadas na mesmo posição. O choque de ter visto Alexis como devia ter sido forte demais para as meninas processarem.

Então, Zero foi até a sua mesa, abriu a sua mochila e foi se aproximando da duas.

— Minhas queridas, eu não queria fazer isso, mas como eu vi em isso em um seriado decidi que seria uma boa ideia. – Disse Zero, com uma garrafa d’agua nas mãos. – Espero que não me batem por isso. – Resmungou o jovem.

A seguir, ele lançou a agua nas duas e elas levaram de forma rápida e bem bravas.

— Por que você fez isso?! – Disseram as duas, bem bravas. – Agora, estamos toda molhadas.

— Isso vai secar rápido, o clima da ilha parece estar sempre ligado no inferno. – Argumentou Zero. – E, vocês duas estavam com uma cara de pateta e não parecia que iam se mexer tão cedo. Aí, eu tive que agir para não atrasar mais a aula.

As duas meninas menina perceberam que eram as únicas que ainda não tinha ido para os seus lugares, logo, ficaram coradas e foram de forma rápido para os seus respetivos lugares.

 

(...)

 

— Agora, que todos estão em seus lugares, eu posso começar a minha aula. – Disse a nova professora. – Meu nome é Alexis Yuki, como eu já havia dito, e serei a professora responsável pela a turma.

— Alexis-Sensei, como assim professora a turma? – Perguntou Tatsuki.

— Bem, eu serei a professora que dará a maioria das aulas, que decidirá o tipo de estilo será feito as provas e que dará as notas de vocês no final do semestre. – A última parte, Alexis disse com um meio sorriso no rosto. – Então, espero que vocês não me desapontem.

A turma ficou um pouco nervosa com as palavras, mas logo ficaram distraída pela a professora novamente.

— Bom, agora que eu me apresentei, vou escolher alguns alunos ao caso para responder umas perguntas básicas. – Alexis começou a olhar ao redor da sala e apontou para um dos alunos. – Você! Me diga, qual é o seu nome?

 — Sanzio Tetsuya.

— Tetsuya, é um nome bem bonito. – Disse a professora. – Tetsuya-kun, qual é o seu sonho?

— Meu sonho é fazer todos se divertirem enquanto me verem duelar, mesmo eu estando em uma situação de aperto e com poucos vidas, quero a aproveitar o duelo ao máximo.

Uma salva de palmas foi escutada.

— Bem, é um belo sonho Tetsuya. – Disse Alexis. – Agora, qual foi o duelo mais difícil que você já teve?

Tetsuya levou a mão ao queixo e ficou um pouco vermelho.

— O duelo mais difícil que eu tive foi contra Jaden Yuki.

— Nossa, você já duelo contra o marido que maneiro. – Ela disse. – Mas, vamos para o próxima pergunta. Qual foi o seu duelo mais difícil, mas conhecendo o Jaden deve ter sido contra ele. – Tetsuya responde que sim com a cabeça. – Agora, vamos para a última pergunta. Qual é a pessoa que você quer mais duelar na academia e por quê?

Tetsuya responde na lata.

— Athena, pois ela é uma usuária de fusão como Jaden e enfrentar monstro de fusão vai me trazer novas possibilidades.

 

(...)

 

— Viu Athena, já tem até um menino que está caidinho por você. – Disse Mana, bem baixo e perto do ouvido de Athena.

A menina corou.

— Gostar de mim nada. – Disse Athena, em uma espécie de grito baixo. – Eu estou aqui na academia para estudar e duelar.

— Você tem que largar de ser seria. – Disse Mana. – E, o menino nem é feio.

— Eu juro que vou te matar enquanto você estiver dormindo.

— Eu vou ficar esperando.

Depois dessa pequena discussão, Alexis olhou para Athena e mandou um sorriso de canto de boca.

Athena enfiou a sua cabeça na mesa e ficou assim o resto da aula.

 

(...)

 

— Interessante. – Alexis fez algumas anotações. – Agora, vamos o próximo, que tal você. – Ela apontou para uma aluna. – Qual é o seu nome?

— Natsumi Emi.

— Um lindo para uma menina fofa como você. – Disse Alexis. – São as mesmas perguntas, então, responda a primeira.

— Eu sonho em ser uma duelista profissional.

— Então, você veio para o lugar certo! – Disse Alexis. – Agora, próxima pergunta.

— Meu primeiro duelo.

— 3° pergunta.

— A primeira vez que eu consegui me soltar mais em um duelo e senti uma forte conexão com as minhas cartas.

Pode ser escutado alguns comentários como: “Que fofa!” ou “Ah, que bonitinho!”

— Essa foi uma bela resposta. – Disse a professora. – Agora, a última pergunta.

— Queria duelar contra Mana, pois ela é filha do Rei dos Jogos e me passa uma expiração.

— Muito obrigado por responder, vamos para o próximo. – Ela apontou para o próximo aluno. – Você, qual é o seu nome?

— Meu nome é Dark. O meu sonho é me tornar um especialista em todos os tipos de invocações; meu duelo mais difícil que eu tive foi contra uma amiga minha e eu não tenho respostas para as outras duas perguntas.

— Nossa que rápido. – Disse Alexis anotando. – Agora, você, diga o seu nome e responda as perguntas.

— Meu nome é Asaka Tenroujin.

— 1° Pergunta?

— Meu sonho é me tornar uma grande duelista e controlar uma coisa.

— Legal. – Alexis fez algumas anotações e ergueu uma sobrancelha. – Pode continuar.

— O meu duelo mais difícil contra o meu pai.

Alexis fez mais algumas anotações.

— Continue.

Asaka ficou levemente corada, abaixou levemente a cabeça e falou com uma voz bem baixa.

— O melhor duelo que eu já vi foi o duelo de abertura da academia deste ano. – Ela levantou a cabeça e seus olhos estavam com um brilho especial. – O confronto entre aqueles dragões foi algo tão intenso que me fez vibrar como nenhum outro duelo tinha feito.

A sala ficou em silencio depois daquelas palavras. Asaka começou a ficar vermelha e começou a procurar um lugar para enviar a cara de tanta vergonha que ela estava.

Mas, aí, veio os gritos.

— QUE FOFA!

— EU ESTOU CHORANDO DE TANTA EMOAÇÃO.

— POR MAIS DECLARAÇÕES COMO A DELA.

— VOCÊ JÁ É DONA DO MEU CORAÇÃO.

Os meninos da sala deram mais um show básico o que deixou a menina ainda mais nervosa e vermelha. Ela estava tão vermelha que parecia que iria desmaiar a qualquer momento.

Até que Zero cortou a gritaria, subindo na mesa e pedindo silencio.

— Chega povo! Vamos parar com o show e depois da aula a gente continua falando quanto ela é fofa e maioria de vocês quer namorar com ela ou colocar em um potinho, beleza? – A turma concordou com a cabeça e Zero voltou ao seu lugar.

A professora deu um leve sorriso ao ver a reação de Zero.

— Bem, vamos continuar com as perguntas.

 

(...)

 

— Bom, parece que você vai ser o último. – Disse Alexis a um certo estudante. – Pode começar a responder as perguntas.

 — Bem, meu nome é Tenjo Zero e meu sonho é só um: Derrotar todos os duelos lendários em um duelo e assim poder me considerar o Imperador dos Jogos. – A sala inteira ficou em silencio. – O duelo mais difícil que eu já tive também foi o melhor. Eu devia ter entorno de 7 a 8 anos. Eu duelei com uma menina de cabelos brancos que também era usaria de dragões. – Zero começou a sorrir. – Aquele duelo foi a primeira vez que eu consegui invocar o meu Neo Galaxy-Eyes Photon Dragon e ele foi completamente destruído por um dragão que eu nunca tinha visto. – Ele deu um soco na mesa. – Aquela foi a minha primeira derrota, a minha maior derrota e o duelo mais intenso da minha vida. – Ele levou a mão pescoço e tirou um colar com um pingente de dragão. – Ela me deu esse colar e prometeu que daria uma revanche quando eu me tornasse mais forte.

O silencio reinou na sala.

A primeira a se manifestar foi Mana.

— Que bonitinho! Nunca pensei que essa coisa tarada e obcecada por duelos tivesse um coração e fosse guarda uma coisa por tanto tempo.

— Primeiro. – Disse Zero. Vai se fuder! Segundo, eu não sou tarado e, terceiro, eu só quero a minha revanche.

— Falou o cara que classificou as minas da sala. – Disse Yato.

— Falou o cara que foi no refeitório de cueca essa manhã. – Rebateu Zero.

— Estava calor e qual é o problema? – Disse Yato.

— Claro que tem problema! – Disse Athena e assim começou uma discussão entre os novatos vermelhos.

Até que Alexis de um grito e acabando com a confusão.

— Chega! Você já estão grandinhos e não precisa ficar discutindo desse jeito. – Ela sorriu. – Além do mais, eu tenho que informar você uma coisa.

A professora estalou os dedos e as luzes se apagaram, deixando apenas uma que estava focada em cima da mesma.

— Bom, hoje eu tenho o prazer de anunciar o primeiro evento do ano. – O telão da sala ascendeu com o nome do evento. – Sejam todos Bem-Vindos a seleção de representante da academia nas Olimpíadas Acadêmicas. – A sala começou a gritar. – Silencio! Escutem a explicação e depois vamos ver se vocês ainda vão ter essa mesma animação. – A sala engoliu seca e o silencio reinou no local, a não ser pela a voz da professora. – Primeiro, irei explicar as regras da primeira etapa da seleção. – O telão ligou e amostrou as regras da 1° fase. – A primeira fase é simples, vocês terão que vencer 4 duelos e já estão dentro para a segunda etapa.

— Parece ser fácil. – Disse Zero para Yato.

— Aguarde e confira. – Respondeu Yato.

— Só que os duelos podem acontecer a qualquer hora e qualquer lugar da academia. Vocês iram receber uma mensagem nos seus D-Pad com o local do duelo e terão uma hora para chegar no local marcado para o duelo.

— Eu te falei que não seria tão fácil. – Disse Yato.

— Caso vocês não consigam chegar a tempo no local, vocês perdem por W.O. Bom, essa é a explicação básica, todo regulamento foi envido para os seus D-Pads agora. – O barulho de mensagem recebida foi escutado em loop pela sala. – Bom, agora, iremos começar a nossa aula de conceitos básicos de estratégia, espero que gostem e boa sorte no torneio.

 

(...)

 

Eram quatro horas da manhã, Zero e Yato estavam no seu dormitório, dormindo como duas crianças que tinham jantando muito e ficaram até as duas da manhã reformulando os deus decks para eles ficarem prontos para os duelos que viram no primeiro evento do ano.

Até que a porta do quarto foi aberta com violência fazendo um estrondo gigante e uma grito foi ecoando pelo o quarto.

— Zero e Yato! Acordem por favor. – Era Mana que tinha gritado, já com seu uniforme escolar e com um grande cara de sono. – Precisamos de ajuda.

Zero caiu da cama que era a de cima da beliche, enquanto Yato bateu de cabeça na escada da beliche quando tentou sair da cama.

— Espero que tenha um bom motivo para vocês me acordarem.... – Zero olhou para o relógio. – A porra das quatro da manhã! Eu estava tento um sonho maravilhoso!

— Não queremos saber dos seus sonhos tarados. – Disse Athena, com uma voz de quem acabou de acordar e as suas roupas pareciam ter sido vestidas às pressas. – E, veste a porra de uma roupa. – Gritou Athena e cobriu o rosto já avermelhado.

— Orbital! – Disse Zero e o robô lançou as roupas de Zero que foi se vestindo. – Vocês que invadem o meu quarto e ainda querem que eu esteja bem vestido? Vocês deram sorte que eu consegui convencer o Yato de dormir vestido.

Yato tinha acabado de se levantar e também começou a se vestir.

— Então, qual é a emergência? – Perguntou Yato, acabando de se arrumar.

— A Asaka já foi chamada para o seu primeiro duelo do torneio! – Disse Mana.

— E? – Disseram os dois em coro.

— E, que é o local de duelo é no vulcão! – Disse Athena.

— E?

— E, que ela só tem 15 minutos para chegar lá! – Gritaram Mana e Athena em coro.

— Aaaaaaaaa – Disseram Zero e Yato. – Coitada, ela se fudeu.

Athena quase foi para cima dos dois, mas parou pois Asaka estava quase começando a chorar atrás delas.

— Seus monstros! – Disse Mana. – Como ousam falar isso para uma dama.

— O.K. – Disse Zero. – Mil perdões pelo vacilo, mas eu ainda não entendi o porquê de vocês me acordarem a porra das 4:00 da madruga para me falar isso!

— Deve ser porque você tem Orbital, que tem a habilidade de voar e elas querem que você o empreste para que a Asaka consiga chegar a tempo de duelar e não perder por W.O. – Disse Yato

— Exato! – Confirmaram Athena e Mana.

— Eu não te falei! – Disse Yato, mas foi cortado por Zero.

— Ata, já entendi o plano. – Disse Zero indo para fora de seu quarto, já arrumado e pronto. – Orbital, modo voo!

— O.K. Zero-Sama! – Orbital começou a se transformar até que ficou na forma de assas prateadas e se prendeu as costas de Zero. – Modo voo completo!

Asaka olhou para Zero, tentando segurar as lagrimas.

— Você vai mesmo me ajudar? – Perguntou a menina.

— Claro! – Respondeu Zero. – Você é uma amiga do Slifer vermelho e disse que meu duelo foi o mais emocionante que você viu. – Ele sorriu. – Agora, é sua vez de me proporcionar um duelo emocionante!

A menina corou.

— Zero, você só tem mais 13 minutos. – Disse Athena. – Acho melhor você parar de discursinhos baratos e levar logo a menina lá!

— Concordo com ela. – Disse Yato.

— O.K. – Disse Zero pegando Asaka no colo. – Eu vou indo na frente com ela, porem eu espero vocês três para vermos ela ganhar.

Eles concordaram com a cabeça.

— O.K. – Zero pulou e começou a voar na direção do vulcão.   


Notas Finais


Bem, vamos começar o primeiro arco da fic. Espero que gostem e deixem as suas ideias, duvidas e sugestões para fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...