História Yu-Gi-Oh! Survivers Of Aichi - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Visualizações 15
Palavras 3.772
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Científica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Well, depois de quase um mês estou voltando (olha SoA não chegando nem a 10 caps em um ano :v)
Hoje teremos o que acho ser o primeiro duelo completamente feminino da saga (dado coletado a dois minutos atrás)
Bem, esse duelo não esta bom, fiquei bem desanimado ao escrever ele e pensei em desistir umas três vezes, mas ou eu faço isso ou eu deixo a fic por hiato mais tempo e, eu acredito que o próximo vai ser bom pelo que estou planejando.
Anyways, apreciem o cap.

Capítulo 53 - 45: Construindo seu próprio destino, vá Angelical Priest!


Fanfic / Fanfiction Yu-Gi-Oh! Survivers Of Aichi - Capítulo 53 - 45: Construindo seu próprio destino, vá Angelical Priest!

Kosaki respirava fundo ainda em frente à porta com a placa escrita, temendo entrar.

- Se vai entrar, entre de uma vez – a garota olha para trás, vendo um loiro atrás dela.

Kosaki: Angello?

Angello: Eu mesmo – ele fala com uma risada.

Kosaki: Não deveria ter sido punido ou algo do tipo por mudar a linha do tempo?

Angello: Eu fui, tenho que ficar de olho naquele grupinho – ele fala se apoiando na parede ao lado da porta – mas como eu disse, vai entrar ou não?

Kosaki: Eu sei lá, eu posso?

Angello: Isso ai é escolha sua, até onde eu saiba você é dona da sua vida.

Kosaki: Digo, se você é um anjo ou... seja lá o que você for, existe um ser superior que julga o que você faz ou não?

Angello: Será?

Kosaki: Cadê aquele que me salvou de um atropelamento e foi compreensivo comigo?

Angello: Olha, existem coisas que vocês não deveriam saber, não vou cometer outro erro, eu quase que não volto pra Terra por causa de um erro que cometi.

Kosaki: A propósito, depois que você me falou eu andei pensando: se a linha do tempo esta escrita, por que você conseguiu quebrar o que estava escrito e me salvar, quer dizer, você comentou que você e aquele moreno são os únicos que podem mudar coisas no destino, mas se vocês são divinos ou o que quer que vocês sejam, não pode voltar no tempo e simplesmente não me salvar?

Angello: Mulheres são complicadas – ele solta um suspiro pesado – uma hora você salva ela e no outro ela já esta falando pra voltar e não salvá-las.

Kosaki: É só uma questão hipotética, se você foi tão punido assim, por que não te mandam de volta pra você impedir que você me impeça de morrer.

Angello: Por que essa linha pode ser melhor, então talvez eu teria que me impedir de impedir que eu te impeça de morrer.

Kosaki: Mas e se...

Angello: Sabe, eu quase travei pra poder falar essa ultima frase, não quero ficar brincando de trava língua, então nós vamos ver como as coisas andam, se não acontecer nada de catastrófico, talvez você não morra, mas sei lá, você pode simplesmente entrar, falar com a pessoa e em seguida tirar suas próprias conclusões, não tenho mais nada a comentar de qualquer forma e, eu preciso ver o que o resto do seu pessoal esta fazendo, vocês só complicam meu trabalho se dividindo.

Kosaki: Até mais – o loiro apenas acena para a garota e some, em seguida Kosaki bate na porta.

- Entre – a morena entra e viu uma sala escura com apenas uma mesa iluminada por uma vela e uma mulher, que conseguia apenas ver seu rosto pálido, seus olhos e cabelos azuis.

Kosaki: Akemi, não é? – a garota apenas concorda com a cabeça – então... como funciona isso?

Akemi: Tarô? É até que bem simples se você parar pra analisar, existem 78 cartas, normalmente são divididos em 2 grupos: Os Arcanos maiores, que são 22 cartas principais do baralho, alguns tarólogos, usam apenas ele para fazer suas leituras, as outras 56 são cartas tradicionais de um baralho, com exceção da adição do Cavaleiro junto do Valete, Dama e Rei, além disso, a varias formas de tiragem, dependendo da situação o tarólogo pode decidir qual a melhor forma de puxar, então eu posso começar com uma tiragem de duas cartas para revelar algo do seu passado, por exemplo, só vou dizer uma coisa, nem sempre eu ou qualquer outro tarólogo pode estar certo.

Kosaki: Por que fala isso? Não seria ruim pra você?

Akemi: Tanto faz, eu não faço isso por dinheiro de qualquer forma, mas alguns gostam de esconder esse fator – ela respira fundo e fecha os olhos por um momento e começa a embaralhar suas cartas, colocando uma carta na vertical – O Ceifador, o décimo terceiro – então ela puxa uma outra carta, colocando acima da outra carta na horizontal – a Dama de Copas...

Kosaki: O que significa?

Akemi: Bem, o ceifador pode ser interpretado como a morte, que recaiu sobre a dama de copas, a Dama de Copas pode ser representada por uma figura feminina amorosa, então imagino que alguém como uma amiga ou parente próxima morreu, não é?

Kosaki: Acertou, minha mãe morreu quando eu era mais nova.

Akemi: Com isso acho que já entendeu como funciona, não é? – Kosaki confirma – bem, acho que podemos passar para tirada de três cartas, a interpretação dessa depende das cartas tiradas, então me desculpe se demorar para interpretar – novamente ela respira fundo e fecha seus olhos, colocando três cartas invertidas, uma ao lado da outra, virando a primeira – Rei de Ouros – ela vira a segunda – Rei de Paus – ela vira a terceira – Os Namorados.

Kosaki: Acho que estou conseguindo entender o que elas querem dizer.

Akemi: Deixe-me analisar por um momento – ele olha para as cartas – Uma pergunta: Por algum acaso teve algum embate amoroso com relação a você?

Kosaki: Sim, é exatamente nisso que estou pensando.

Akemi: Pois então veja, a primeira e a segunda cartas são as alternativas e a terceira é a avaliação, o Rei de Ouros seria uma figura masculina que é inteligente e perspicaz, porém quando se trata de afeições são neutros, já o rei de Paus pode ser alguém com espírito de conquista forte, isso bate?

Kosaki: Por incrível que pareça, bate quase perfeitamente.

Akemi: Enfim, a terceira carta é a resolução: O número 6 Os Enamorados, isso pode significar matrimônio, então vamos dizer que você esta entre duas alternativas entre o Rei de Ouros e o Rei de Paus, mas que independente das alternativas um dos dois vão gerar os Enamorados, entendeu?

Kosaki: Sim, acho que sim.

Akemi: Certo, agora que já falamos do passado e do presente, podemos falar do futuro – ela recolhe as cartas da mesa e começa a respirar fundo fechando os olhos e começando a embaralhar, até que uma carta cai virada pra baixo – o quê?

Kosaki: Você costuma derrubar suas cartas assim?

Akemi: Não, na verdade, isso nunca aconteceu e eu pratico isso desde criança – ela pega a carta e a vira – O Sol invertido...

Kosaki: Tem algum significado.

Akemi: Tem alguns ruins, mas entre eles pode representar o futuro incerto.

Kosaki: Acho que isso já explicou o suficiente – ela se levanta.

Akemi: Não quer ouvir mais?

Kosaki: Não, eu só queria ter certeza de uma coisa.

Akemi: Ok, mas agora eu quero meu pagamento.

Kosaki: Pagamento? Você me disse que não faz isso por dinheiro.

Akemi: Eu sei, mas reparei uma coisa, você tem um deck de Duel Monsters, não é? Quero me divertir um pouco – ela apaga a vela com um sopro e vai até um interruptor iluminando a pequena sala branca, mostrando melhor o corpo magro da garota e seu vestido azul escuro – parece bem mais amigável com a luz acesa, não é?

Kosaki: Eu só vim aqui para saber do futuro.

Akemi: E descobriu o que queria, eu quero duelar com alguém, trate como um pagamento.

Kosaki: Sinta-se com sorte de querer duelar.

Akemi: Tudo isso depende do seu conceito de sorte... – ela vai novamente até a mesa que estava no centro da sala e pega seu Duel Disk e um Deck, em seguida, leva a mesa até um canto da sala, deixando o centro vazio com espaço para as duas – pronta?

Kosaki: Sim, vamos lá – as duas ligam seus Duel Disk.

Akemi – 4000

Kosaki – 4000

Akemi: Eu vou começar – elas puxam suas cinco cartas – eu vou invocar o Arcana Force III – The Empress.

Arcana Force III – The Empress: Level 4 LIGHT ATK1300 DEF1300 Fairy/Effect - Quando esta carta é Normal, Flip ou Special Summoned, jogue uma moeda:

● Cara: Cada vez que o seu oponente Normal Summons ou Sets um monstro, você pode Special Summon 1 monstro "Arcana Force" da sua mão.

● Coroa: Cada vez que o seu oponente Normal Summons ou Sets um monstro, envie 1 carta da sua mão ao Cemitério.

Akemi: Em seguida, seu efeito é ativado, eu posso jogar uma moeda, dependendo do seu resultado seu efeito muda – ela então pega uma moeda e a joga pra cima, em seguida a pega e revela o resultado – Coroa, significa que o efeito dele me faz descartar uma carta quando você faz uma Normal Summon ou coloca um monstro invertido, coloco duas cartas invertida, fim de turno.

Kosaki: Minha vez – ela puxa uma carta – eu invocarei meu Manju of the Ten Thousand Hands.

Manju of The Ten Thousand Hands: Level 4 LIGHT ATK1400 DEF1000 Fairy/Effect - Quando este card for Invocado por Normal Summon ou Set: você pode adicionar 1 Monstro de Ritual ou 1 Card de Magia de Ritual do seu Deck à sua mão.

Kosaki: Pelo seu efeito eu posso adicionar um Ritual Monster ou uma Ritual Spell Card pra minha mão, então adiciono a Cyber Angel Benten.

Akemi: E pelo efeito da The Empress eu tenho que descartar uma carta – ela descarta uma carta.

Kosaki: Eu vou ativar a carta Cyber Angel Ritual, tributando o Manju e a Benten – Benten aparece atrás de Kosaki e os dois entram em uma grande chama então a chama se apaga e outro monstro aparece – Ritual Summon! Cyber Angel Dakini!

Cyber Angel – Dakini: Level 8 ATK2700 DEF2400 Fairy/Ritual/Effect – Você pode invocar por invocação ritual este card com “Machine Angel Ritual”. Se esta carta é Ritual Summoned: Você pode fazer seu oponente mandar um monstro que ele controla pro cemitério. Se um monstro ritual que você controla ataque um monstro em modo de defesa, inflija dano perfurante ao seu oponente. Uma vez por turno, na sua fase de encerramento, você pode pegar um monstro ritual ou 1 “Machine Angel Ritual” em seu cemitério, adicione-o a sua mão.

Kosaki: Pelo seu efeito quando ela é invocada por Ritual você tem que mandar um monstro para o cemitério, no caso a sua Empress – a fada de Akemi sai do campo – em seguida, quando a Benten é tributada eu posso adicionar uma Fairy do atributo LIGHT para a mão, então trago o Manju novamente para minha mão, agora, Cyber Angel Dakini: Ataque direto – a fada vai para cima da mulher de cabelos azuis e a acerta com as espadas.

Akemi – 1300

Kosaki – 4000

Kosaki: Fim de turno.

Akemi: Meu turno - ela puxa uma carta –ativo minha armadilha: Call of the Haunted, ela me permite invocar um monstro do meu cemitério em posição de ataque, assim posso invocar a carta que descartei no turno anterior: Arcana Force XIII – The Reaper(*) – um ceifador com uma grande foice aparece no campo da mulher.

Arcana Force XIII – The Reaper: Level 6 LIGHT ATK2300 DEF2300 Fairy/Effect - Quando esta carta é Normal, Flip ou Special Summoned, jogue uma moeda:

● Cara: Destrua um monstro no campo e, depois que esse efeito resolver, Special Summon um “Arcana Force” nível 6 ou menor.

● Coroa: Destrua um monstro “Arcana Force” e, depois que esse efeito resolver, seu oponente pode Special Summon um monstro nível 6 ou menor.

Akemi: Pelo seu efeito, quando ele é invocado eu posso jogar uma moeda e seu efeito pode variar dependendo do resultado – ela joga uma moeda a pegando e vendo seu resultado – Cara, com isso eu posso destruir um monstro no seu campo e invocar um Arcana Force da minha mão, então sua Dakini é destruída – o ceifador passa a foice por Dakini, no entanto, a fada não sai de campo – o quê?

Kosaki: O efeito da Machine Angel Ritual: Se um monstro LIGHT iria ser destruído eu posso negar sua destruição.

Akemi: Mas eu ainda tenho o efeito do The Reaper, depois que o efeito dele resolver eu posso invocar um Arcana Force nível 6 ou menor, como o Arcana Force IV – The Emperor.

Arcana Force IV – The Emperor: Level 4 ATK1400 DEF1400 Fairy/Effect - Quando esta carta é Normal, Flip ou Special Summoned, jogue uma moeda:

● Cara: Todos os monstros "Arcane Force" que você controla ganham 500 pontos de ATK.

● Coroa: Todos os monstros "Arcane Force" que você controla perdem 500 pontos de ATK.

Akemi: Então seu efeito é ativado, eu jogo uma moeda, e se der cara ou coroa seu efeito pode mudar – ela joga uma moeda e a pega – Coroa, assim o ataque de todos os Arcana Force caem em 500 – o ataque do Reaper e do Emperor caem para 1800 e 900 – mas isso não vai importar, pois vou tributar o Emperor e o Reaper – os dois monstros saem do campo, em seguida, uma grande bola dourada com vários braços parecido com braços mecânicos aparece no campo – Tribute Summon! Arcana Force XIX – The Sun!(*)

Arcana Force XIX – The Sun: Level 8 LIGHT ATK2900 DEF2900 Fairy/Effect - Quando esta carta é Normal, Flip ou Special Summoned, jogue uma moeda:

● Cara: Seu oponente não pode declarar ataques enquanto esta carta estiver virada pra cima

● Coroa: Você não pode declarar ataques enquanto esta carta estiver virada pra cima.

Akemi: Mais uma vez, eu preciso jogar uma moeda e, dependendo do resultado, seu efeito pode mudar – ela joga uma moeda e a pega – Coroa, isso significa que não posso declarar ataque enquanto ele estiver virado pra cima, mas posso ativar minha outra armadilha: Reversal of Fate, com ela eu altero o efeito de um Arcana Force para o efeito da outra moeda, então seu efeito muda para que você não possa atacar enquanto ele estiver no campo, agora, The Sun, ataque a Cyber Angel Dakini – o sol emite um grande brilho e acerta Kosaki com seus braços.

Akemi – 1300

Kosaki – 3800

Akemi: Fim de turno.

Kosaki: Meu turno – ela puxa uma carta – vou invocar a Cyber Gymnast.

Cyber Gymnast: Level 4 EARTH ATK800 DEF1800 Warrior/Effect - Uma vez por turno: você pode descartar 1 card e, depois, escolher 1 monstro com a face para cima em Posição de Ataque que seu oponente controla; destrua o alvo.

Kosaki: Pelo seu efeito eu posso descartar uma carta eu posso destruir um monstro seu em posição de ataque – ela descarta uma carta e o The Sun é destruído – a ginasta pula e destrói a fada em formato de sol – agora, Cyber Gymnast ataque diretamente – ela pula em direção de Akemi e acerta um chute nela.

Akemi – 500

Kosaki – 3800

Kosaki: Sem cartas na mão ou no campo, acho que isso já acabou não é.

Akemi: Não duvide do seu destino – ela dá um sorriso e puxa uma carta – ativo minha carta: Roll of Fate*, eu jogo um dado, seu resultado é o número de cartas que eu tenho que puxar, em seguida, mando cartas do topo do meu deck igual o numero de cartas que eu puxei – ela então tira um dado de um bolso do vestido e o joga – 3, significa que posso puxar 3 cartas e mandar as três cartas do topo do baralho – ela puxa suas cartas e envia as 3 cartas do topo do deck para o cemitério, olhando para uma das cartas – o efeito da Learning Elf** enviada para o cemitério, quando ela é enviada para lá eu posso puxar uma carta.

Kosaki: Puxou 4 cartas usando apenas o efeito de uma...

Akemi: Tudo isso depende do destino, não acha? Não acredito em conceitos de sorte ou azar, se você acerta numa moeda ou tira uma carta importante do seu deck é porque o destino planejou que isso acontecesse, afinal, é isso que eu faço, eu leio o destino, se ele esta correto não é por sorte minha, se sorte ou azar existissem, eu não acertaria tudo isso, certo?

Kosaki: Por que essa conversa do nada?

Akemi: Só acho algo curioso de ser abordado, você apareceu aqui cheia de dúvidas, senti que você estava com o pé atrás de fazer essa consulta, achando que eu só ia falar bobagens.

Kosaki: Esta certa, mas isso não tem nada a ver.

Akemi: Realmente, isso não faz sentido algum de ser falado agora, mas fique com isso na cabeça: Quantas vezes a sorte mudou o rumo que as coisas iam pegar, já parou pra pensar que talvez isso só seja o seu destino.

Kosaki: Agora que você falou...

Akemi: Se alguém for muito sortudo, talvez o destino só guie ele para isso, a mesma coisa para alguém azarado, sorte e azar não existem, são apenas justificativas para que as pessoas saibam o porque de algo ruim ou bom ter acontecido com elas, as pessoas temem o desconhecido, mas quando se tem o destino nas mãos, você não precisa se preocupar com isso, certo? – ela dá um sorriso para Kosaki que apenas sorri de volta.

Kosaki: E eu achava que isso ia só ser uma consulta boba que não ia me explicar nada, só me explicou mais do que eu precisava.

Akemi: Enfim, acho que é meu destino vencer esse duelo, pois eu tenho uma mão muito boa aqui, eu invoco o Arcana Force I – The Magician!

Arcana Force I – The Magician: Level 4 LIGHT ATK1100 DEF1100 Fairy/Effect - Quando esta carta é Normal, Flip ou Special Summoned, jogue uma moeda:

● Cara: Quando um Spell Card é ativado, o ATK desta carta torna-se o dobro do seu ATK original até a End Phase daquele turno.

● Coroa: Quando um Spell Card é ativado, seu oponente ganha 500 LPs.

Akemi: E agora o seu efeito de lançamento de moeda – ela joga a moeda e a pega enquanto  ela esta caindo – coroa, quando uma Spell Card é ativada você ganha 500 pontos de vida em seguida ativo a Feather of Phoenix, descartando uma carta como minha Arcana Force XVIII – The Moon, posso escolher uma carta do meu cemitério e coloca-la no topo do meu deck, então eu escolho minha Learning Elf – os pontos de Kosaki sobem para 4300 - em seguida, ativo minha Reversal Quiz! – os pontos de vida de Kosaki sobem para 4800

Kosaki: Essa carta é...

Akemi: Seu efeito me permite declarar um tipo de carta, mágica, monstro ou armadilha, se eu acertar nós trocamos nossos pontos de vida, obviamente vou escolher monstro – ela puxa a carta do topo do seu deck, mostrando sua Learning Elf – então nós trocamos nossos pontos de vida.

Akemi – 4800

Kosaki – 500

Akemi: The Magician, ataque a Cyber Gymnast – o mago lança uma magia que destrói a ginasta.

Akemi – 4800

Kosaki – 200

Akemi: Fim de turno.

Kosaki: Meu turno – ela puxa uma carta – “Essa carta...”.

Akemi: Puxou algo bom?

Kosaki: Muito bom, eu vou invocar o Manju of the Ten Thousand Hand e seu efeito é ativado, assim posso buscar uma Ritual Spell Card ou um monstro Ritual, então trago a Prophecy of the Angel(*), e a ativo.

Prophecy of the Angel: Ritual Spell Card – Esta carta é usada para a Ritual Summon de “Divine-Eyes Angelical Priest” Você também deve oferecer como Tributo monstros da sua mão ou campo cuja a soma dos Níveis seja igual a 6 ou mais.

Kosaki: Assim, eu tributo a Cyber Angel Idaten de nível 6 – a fada aparece atrás de Kosaki se tornando uma grande luz – Ritual Summon! Divine-Eyes Angelical Priest(*) – um anjo loiro com uma túnica branca e asas douradas aparece no campo.

Divine-Eyes Angelical Priest: Level 6 LIGHT ATK2400 DEF2100 Fairy/Ritual/Effect - Esta carta pode ser Ritual Summon somente usando a carta mágica "Prophecy of the Angel". Uma vez por turno: Escolha um monstro DIVINE ou LIGHT de nível 8 ou menos do seu cemitério, invoque-o especialmente, ignorando suas condições de invocação.

Akemi: Divine-Eyes? Que carta é essa?

Kosaki: É algo que o destino me trouxe – Akemi faz uma expressão confusa e Kosaki dá um sorriso – o efeito da Idaten é ativado quando ela é tributada, todos os monstros Ritual ganham 1000 pontos de ataque – o ataque do Angelical Priest sobe para 3400 – agora ativo o efeito do Angelical Priest, uma vez por turno eu posso escolher um monstro DIVINE ou LIGHT de nível 8 ou menor e invoca-lo especialmente, ignorando suas condições de invocação, volte Dakini! – a anja retorna para o campo.

Akemi: Entendeu? O destino te guiou para isso.

Kosaki: Com isso eu consegui entender algumas coisas, algo me guiou pra isso, mas não posso esperar que apenas uma entidade maior faça as coisas e ficar lamentando se não fizer nada, afinal, se eu não quiser seguir o caminho que o destino tem pra me oferecer, eu posso seguir meu próprio caminho, o destino pode até me ajudar, mas quem faz as coisas se concretizarem sou eu.

Akemi: Entendeu perfeitamente o que eu quero passar, então vá lá, acabe com isso.

Kosaki: Dakini, ataque o the Magician – a anja corta o The Magician no meio, fazendo-o sumir do campo.

Akemi – 3200

Kosaki – 200

Kosaki: Angelical Priest, acabe com isso: DIVINE LIGHT – o anjo abre as asas e dela sai um grande brilho, o anjo junta as mãos e um grande brilho começa a surgir de lá, então ele atira essa luz em Akemi.

Akemi – 0

Kosaki – 200

Akemi: Bom duelo, espero que não tenha mais dúvidas quanto a isso.

Kosaki: Sim, ajudou bastante, obrigada – ela fala abrindo a porta.

Akemi: Até mais.

Kosaki: Até – ela sai da sala, voltando para a calçada e fecha a porta.

No dia seguinte, em uma certa loja de cartas no centro da cidade.

Kaisou: “Trabalhar em período escolar é horrível” – ele pensa organizando as cartas e baralhos na prateleira – “Por mais que as crianças duelem mal, é divertido ficar assistindo elas duelarem” – então ele ouve o sino da porta abrindo, virando-se para o cliente – Yukimura-san? O que faz aqui?

Seishi: Eu estava procurando alguém por aqui.

Kaisou: Ninguém vem aqui faz algum tempo, normalmente eram só as crianças daquele dia.

Seishi: É alguém que veio de Hokkaido.

Kaisou: Ah, fala da Onna? Eu ouvi dizer que ela vai disputar uma partida pra conseguir entrar no nacional.

Seishi: Conhece ela?

Kaisou: Não, mas tenho acompanhado ela, é uma ótima duelista e ganhou facilmente o torneio de Tokachi – ele fica em silencio por um tempo – ei, agora que eu parei pra pensar, você tem alguma relação com ela? Os dois se chamam Yukimura.

Seishi: Acho que sim, eu tive um pequeno encontro com a mãe dela ontem e quero falar com ela sobre isso, mas não sei onde ela esta, então vou espera-la aqui, talvez ela apareça pra procurar alguém pra duelar.

Kaisou: Você vai ficar aqui o dia todo?

Seishi: Isso depende de quando ela vai aparecer.

Kaisou: Se vai ficar aqui não vai ficar vagabundeando.

Seishi: Como é?

Kaisou: Faz algum tempo que eu não limpo aqui, se vai ficar o dia todo sem fazer nada vai me ajudar aqui.

Seishi: Acho que seria melhor se eu só tivesse esperado do lado de fora...


Notas Finais


Notas:
(*): Fake card.
*: Cartas do anime:
Roll of Fate: Utilizada por Jonouchi Katsuya no duelo contra o Valon no Yu-Gi-Oh! clássico (episódio 171)
**: Cartas do mangá:
Learning Elf: Utilizada por Gekko Tenma no duelo contra Ted Banias em Yu-Gi-Oh! R (capitulo 17)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...