História Yukio e sua complicada vida (incesto yaoi) - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~Lira-San

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Família, Original, Romance, Yaoi
Visualizações 123
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


EU decidi tirar o bts da historia pelo simples motivo das Armys quererem me matar depois deles aparecerem e eu estar errando tudo espero que gostem do cap eu demorei pra escrever ele então é bom estar bem escrito (isso é mais pra mim mesmo do que pra vocês)

Capítulo 11 - Sequestro e surpresas!


LEIA AS NOTAS INICIAIS! É IMPORTANTE 

 

Pov´s Yukio 

Estou na sala de música da escola afinal é o único lugar aonde eu posso me esconder do Ryuk já que ele não sabe aonde ela fica 

-não aguento mais isso pai.

-Não se preocupa logo passa, acha que eu não fiquei assim com a sua mãe? Me escuta ele vai perceber que você é algo que ele não pode substituir então ele vai voltar.-Fala o meu pai e eu fico muito impressionado 

-Ok pai tenho que ir a aula já vai começar.

-Ok tchau filho te amo.-Fala ele desligando o celular e eu guardando o meu e indo para a minha sala com os olhos vermelhos por chorar um pouco de mais na sala de musica, abro a porta vendo todos encarando um grupo que ao todo tem 7 membros cada um com uma cor diferente no cabelo, eu já vi eles.

Sem demora fico na frente dos meus amigos os defendendo deles 

-Lira-san corre e não olha pra trás eu cuido deles.-Falo olhando para os meninos na minha frente 

-Vocês não merecem a alcunha de geração dos milagres merecem a geração dos desesperos 

-Hora... hora, parece que finalmente chegou.-Fala o de cabelo vermelho segurando uma tesoura 

-Finalmente, agora venha conosco se não quiser ver seus amigos feridos.-Fala o de cabelo verde 

-Se tentarem encostar neles eu mesma mato vocês.-Falo pegando uma tesoura para poder me defender, se é que isso é possivel já que eles estão bem mais armados que eu...

Eles se entre olham e me encaram sérios mais logo isso vira risos 

-Não me subestimem, posso parecer fraca mais não irei fraquejar ou falhar quando se trata dos meus amigos.-Falo olhando todos sairem da sala correndo enquanto eu fico ali parado os olhando, foi quando um quebra o contato se movando para trás de mim mais eu me defendo 

-Pra mim você é bem perceptivel.-Falo o chutando para longe 

-Usem suas habilidades contra mim e vejamos quem é fraco.-Falo partindo pra cima deles, me esquivando dos ataques simples deles 

-Não estão me levando a sério...-Suspiro

-Vão acabar falecendo.-Falo acertando um corte no braço do azulado enquanto chuto o esverdeado 

-Me solta seu idiota!-Falo tentando me soltar do de cabelo grande e roxo

-O que dizia?-Fala o de cabelo vermelho me olhando ocm um sorriso sinico e malicioso no rosto 

-Você não ousaria!-Falo tentando me soltar mais nada de conseguir 

-Vejamos porque o Ryuk gosta tanto de você.-Fala ele dando uma ordem para o de cabelos roxos me levar para algum lugar mais quando eu ia escutar eles me apagaram

(...)

Acordo em um lugar totalmente claro, moveis vermelhos e o quarto branco...

-Eu estou em um quarto... ou isso é algum tipo de armadilha?-Acabo me perguntando quando olho para o lado e vejo o de cabelo vermelho me olhando como se acabasse de acordar 

-Bom dia.-Fala ele com um sorriso doce no rosto, se eu não conhecesse diria que é uma pessoa normal....

-Bom dia uma ova! Me leva de volta pra minha escola!-Berro com o de cabelo vermelho 

-Deveria estar feliz de ser um protegido nosso.-O sorriso que havia em seu rosto agora se desmancha para ficar sério 

-Um protegido? Mais do que vocês estão me defedendo?-Pergunto mais achando ser mentira somente para eles me manterem do lado deles 

-Sim protegido, nós mandaram te proteger de um inimigo do seu pai que pode mandar um exercito atrás de você e seu irmão e enquanto nós mandaram pra te proteger mandamos as meninas pra protegerem o Ryuk.-Eles tinham que me sequestrar pra me proteger?

-Tinham de me sequestrar pra me proteger? Era só ter falado que talvez eu viria de bom grado não a força.-Foi quando ele se levantou da cama e vi que ele estava somente com uma box preta, coro com os meus pensamentos do que pode ter acontecido enquanto eu estava desarcodado

-Como você disse talvez viria de bom grado, achamos mais facil te trazer desacordado mais você não estava na sua sala.

-Eu só quero saber aonde estamos e cade o meu celular!-Estou berrando de novo 

-Você fica fofo quando berra, sobre nossa localização não posso dizer e seu celular está comigo e vai ficar comigo até quando tudo isso acabar.-Fala ele me olhando com um olhar sério 

-Pelo que virão eu sei me defender sozinha.-Falo olhando para ele

-Pode falar sem usar o feminino sabemos que você é homem dferente de várias pessoas.-Ele fala vestindo uma calça de moletom preta e uma camiseta vermelha, ele joga pra mim uma roupa e fala pra eu me vestir no banheiro

Faço o que ele fala e visto só percebo que eu estou usando uma bermuda curta, uma camiseta que tapa a bermuda branca, meias 7/8 brancas e ele me deu uma pantufa, saio do banheiro e olho pra ele que se mata rindo de mim 

-Não ria de mim! Sequestrador idiota!-Falo e saio correndo do quarto logo vendo que eu estou em uma mansão de tão grande, corro para uma porta e entro no que parece ser a cozinha e lá se encontram os outros 6 tomando café, pego uma faca para me defender caso um deles tente fazer alguma coisa contra mim mais os mesmo ficaram me encarando rindo também 

-Ele tá vestido de shota!-Fala o azulado entre as risadas 

-Pelo menos sou mais fofo que você.-Falo e ele me olha como se aquilo fosse um insulto 

-Se ele ficar assim eu vou encher ele de porrada.-Fala o azulado 

-Igualmente azulado.-Falo não abaixando minha guardar mais sou abraçado por trás pelo ruivo 

-Me solta!-Berro com ele 

-Nunca.... vou prender você em um pote e te proteger do mundo agora!

-Me dei...-Sou imterrompido pelo mesmo 

-Você canta certo?-Eu apenas concordo com a cabeça

-Canta pra nós?-Novamente concordo mais eu tenho de treinar mesmo por que não com eles dando opiniões vai que eu melhoro com isso.

Comço a cantar "A minha escolha" 

Ah, não restam dúvidas

Que vou me libertar

Custe o que custar

 

Ah, não vou me ajoelhar

E quem me enfrentar

Vai aprender o que é cair!

 

E estará

Perdido então

Pois vai saber o que é sofrer na minha mão

 

Eu vou sair desta prisão

Te juro: Não será em vão!

Nenhuma força vai mudar

A minha escolha, que é lutar!

 

Ah, o mundo me espera

E vou me transformar

Em algo bem maior!

 

Ah, não pretendo perder

Mas quem quiser tentar

Logo vai se arrepender!

 

E estará

Perdido então

Pois vai saber o que é sofrer na minha mão!

 

Eu vou sair deste lugar

Te juro, vamos triunfar!

Nenhum gigante vai mudar

A minha escolha, que é lutar!

 

(E todo o sacrifício)

(Que fizemos desde o início)

(Finalmente terá seu sentido)

(Pois um dia, eu sei que)

 

Eu vou sair dessa prisão

Te juro, não será em vão

Nenhuma força vai mudar

A minha escolha, que é lutar

 

Eu vou sair deste lugar

Te juro, vamos triunfar!

Nenhum gigante vai mudar

A minha escolha, que é lutar! 

Paro olhando prós mesmo 

-Que foi nunca virão alguém cantando não?

-Não desse jeito.-Fala o azulado 

-Você foi bem...-Fala o loiro presente no ressinto 

-Você é fofo e canta bem.... Que mais você esconde?

-Não irei mostrar!-Falo olhando pro chão 

 

Continua 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e eu gostaria de saber o que vocês estão achando da fic, por favor comente o que estão achando e no que devo melhorar na opinião de vocês que é importante pra mim pelo menos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...