História Yume Boys - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Colegial, Drama, Ficção, Gay, Romance, Yaoi
Visualizações 21
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente, eu sou a Mayuki, essa é a primeira vez que eu posto história no social spirit, espero que gostem

Capítulo 1 - First Impressions


Fanfic / Fanfiction Yume Boys - Capítulo 1 - First Impressions

-Moça, cê tem cup noodles de frango?

-Não, só de carne e de tomate.

-Ah, então eu vou embora. - disse Luke, virando as costas para a moça do balcão, saindo pela porta de vidro e, descuidadosamente esbarrando num rapaz alto e aparentemente mais velho, que se virou e disse:

-Olha por onde anda, viadinho! 

Luke entrou entrou no carro de sua mãe rapidamente e avisou que não havia conseguido comprar o que queria para seu almoço após o treino de natação.

 -Filho, quem era aquele rapaz?

Só um babaca da minha escola, mãe. Nada de mais.- Luke disse.

O caminho até a academia onde Luke treinava foi tranquilo, sem transito e bem silencioso. Só se podia ouvir os ruidos vindo so radio que sua mãe havia deixado ligado.

-Eu vou sair com o seu pai hoje, você vai a pé sozinho. Se chover ligue pra a sua avó, ok? - Ali, mãe de Luke disse antes de ir embora.

 Luke teve um otimo treino de natação. Ao sair da academia, se deparou com um garoto sendo espancado. Ele ignorou a situação e virou as costas, quando de repente, seu celular começou a tocar.

O toque do celular de Luke sempre foi o mesmo, uma sirene de polícia que havia encontrado no tumblr. Sua avó estava ligando para oferecer carona.

Assustados com a sirene, o grupo de pessoas que estavam espancando o garoto sairam correndo e Luke, negando a oferta de sua avó, foi ver como a vítima estava

-Você precisa de ajuda?

-Não! Sai daqui!

Luke se virou e saiu andando, mas logo percebeu o garoto falhando na tentativa de se levantar, por conta das feridas.

Luke lembrou que ja tinha visto o menino em sua escola e resolveu ajudá-lo sem sua permissão. Ele se aproximou do garoto sentado no chão e disse:

-Se apoie em mim, a enfermeira da academia deve estar almoçando, vamos pra lá.

                                      ***

Chegando na enfermaria, Luke sentou o garoto na maca e foi pegar algumas coisas, no armário para poder fazer um curativo.

-Eu ja te vi antes, né?

 Luke ficou olhando para o menino esperando uma resposta, que, aparentemente não iria receber.

-Você bem que poderia ser mais agradecido, Erick.

Com cara de espanto, o garoto olha para Luke e pergunta:

-What the fuck? Como você sabe meu nome?!

-Você deixou seu RG cair no chão... a propósito, meu nome é Luke

Luke vai até Erick para fazer os curativos. Quando vai começar, o garoto dá um tapa em sua mão, pegando os materiais e tentando fazer tudo sozinho. Mas logo percebe que estava sendo mal agradecido e rude mais uma vez, então se desculpa, constrangido.

Erick falha em todas as tentativas de fazer os curativos e deixa o esparadrapo cair da maca. A fita acaba rolando até os pés de Luke, que toma iniciativa e vai concertar o que Erick havia feito.

Após refazer o curativo antes feito por Erick, Luke foi cobrir o machucado na bochecha do garoto, mas nota que o mesmo estava olhando em seus olhos, os meninos se encaram por alguns segundos, deixando a situação sugestiva. Erick percebe que o clima mudou radicalmente e repulsa, antes que qualquer coisa aconteça.

Luke percebe o constrangimento do garoto e dá um passo para trás, deixando o menino levantar da maca no mesmo instante. Os garotos se olham por um momento, quando Erick, sem expressão, abre a porta e sai da sala. Luke, sem ter entendido muito bem o que havia acontecido, olha reflexivamente para o espelho da sala. 

Ao ver sua imagem, passa a mão entre seus cabelos escuros e encara os próprios olhos de tom verde-castanho.

Os pensamentos do garoto foram interrompidos pela enfermeira, que acaba de voltar da hora do almoço. Ela se depara com Luke na frente do espelho, confusa, pergunta o que havia acontecido com o menino. Ele fala que está tudo bem e que ja está de saída, mas chegando perto da porta, percebe que Erick havia esquecido seu rg. Sem pensar, pega-o do chão e vai para casa, planejando devolver o documento no dia seguinte, na escola.

 


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...