História Yuri e seus mistérios - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais, Yu-Gi-Oh!
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Descobertas, Misterios, Vampiros
Exibições 11
Palavras 361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Hentai, Magia, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Será que?


Quando a gente começa a gostar de alguem dizem que essa pessoa fica em nós de algum jeito, no nosso pensamento, em um toque, em algum lugar... Será que?

_______________________________________

Yuri caminhava tranquila, ela estava saciada, algo que não sentia ha alguns anos, ela parou de beber sangue humano ha uns séculos, seu passado como já foi dito é um mistério, mas algo a estava fazendo recordar.

Como um sorriso amigo e cabelos brancos. Ela conhecia alguém assim, mas quem? Era a pergunta chave que não saia de sua mente.

Ela se afastou da cidade e foi para a floresta.

-Fadas e ninfas, venho até vocês para pedir ajuda, se não quiserem me ajudar eu entendo, sei que não mereço, matei muitas criaturas inocentes, mas mesmo assim lhes chamo, por favor, estou sozinha e confusa e preciso me lembrar.- Ela olhou ao redor e nada aconteceu, ela suspirou e se virou, achou que conseguiria ajuda, mas não obteve perdão.

-Yuri, a quanto tempo não vem até nós.- Ela se assustou não pela voz mas pelo fato de a conhecerem se virou e viu... O rei das fadas, por que ele estava ali? Geralmente eles mandavam um guerreiro ou outro tipo de fada.

-Senhor.- Ela se curvou em respeito.

-Não precisa disso fomos velhos amigos.- Ele sorriu para ela, espera, ele disse amigos?

-Perdão senhor, mas acho que está se confundindo, não o conheço, é a primeira vez que o vejo, não sei como posso ter o visto antes.- Ele a olhou surpreso, parecendo entender só depois.

-Pobre Yuri, ainda com essa coisa.- Ele não disse o que era mais parecia preocupado. -Você tem razão deve ser outra pessoa, sinto muito, o que deseja minha cara?

-Senhor quero ajuda, me ajude a lembrar da minha vida, sinto que estou esquecendo algo importante, que não sei o que é, só sinto que devo lembrar.- Ela se ajoelhou mais mostrando total rendição.

-Não posso ajudar você, não tenho poder para tanto, você se lembrara das coisas quando sua vida estiver com um rumo diferente.- Ele sumiu, deixando ela cheia de dúvidas. Ela caminhou para fora da floresta se sentindo cansada, voltara para seu esconderijo, queria nunca mais precisar sair dali mas não podia fazer isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...