História Z Apocalipse - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Bisca Connell, Cana Alberona, Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Hibiki Lates, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Natsu Dragneel, Ren Akatsuki, Rogue Cheney, Sherry Blendy, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria
Tags Apocalipse, Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu, Zombie, Zumbi
Exibições 107
Palavras 2.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse com certeza é um dos capítulos mais revoltantes até agora... Boa leitura.

Capítulo 12 - Capítulo 12


Pov’s Lyon

Lyon havia passado a noite inteira chorando... O amor de sua vida, a garota no qual seria a mãe de todos os seus filhos havia morrido. Eles tinham tudo para serem felizes, mas, aquele mundo agora era cruel demais e tinha tirado sua amada sem nenhuma dor.

Lyon sentia um misto de dor e raiva... Saber que Sherry tinha morrido sem motivo algum tornava apenas tudo mais angustiante. O dia já estava amanhecendo e Lyon conseguiu sentir alguém tocar de leve o seu ombro. Em um primeiro momento resolveu ignorar, mas, a pessoa continuou insistindo e assim Lyon resolveu dar atenção.

Natsu o encarava com uma cara extremamente envergonhada.

- Eu sinto muito, é tudo minha culpa.

Lyon ficou um pouco comovido com as palavras de Natsu.

- Nada disso é sua culpa. Vocês estavam querendo fazer o certo, mas, existem pessoas idiotas demais nesse mundo.

- Eu devia ter me jogado com ela no chão, eu pensei que ela fosse conseguir, que ela também tinha notado.

- Não é sua culpa. – dizia Lyon sem conseguir parar de chorar. – Esse é o mundo em que vivemos agora, perder pessoas... É algo que vai se tornar rotina na nossa vida a partir de agora. E o que a gente precisa fazer é nós tornar mais fortes para enfrentar tudo isso.

Natsu apenas assentiu. E assim que ele foi embora Lyon voltou para seu momento depressivo, precisava enfrentar aquilo tudo sozinho e bem rápido, pois, não podia mais se dar ao luxo de ser fraco.

Pov’s Lucy

Vendada naquela van... Toda vez que Lucy lembrava do que tinha acontecido com eles fazia ela querer chorar mais e mais... O seu único conforto era Gray que estava ali com ela, fazendo ela se sentir mais segura.

- Se não calar a boca dessa sua vadia, eu vou ter que calar com meu pau. – disse Cobra.

- Lucy, por favor.... Você precisa parar de chorar. – sussurrou Gray. Ele também estava muito abalado, Lucy sabia disso, mas, estava dando o melhor para se manter forte.

Der repente tudo aquilo que eles tinham passado tinham voltado na cabeça de Lucy.

Tinham sido colocados de joelhos no chão e vários homens armados começaram a sair da mata mandando eles jogarem suas armas para longe e assim fizeram, mas, o que aconteceu depois foi muito pior.

- Vamos começar nosso lindo papo. – disse o garoto de trança. – Eu me chamo Midnight, e aquele ali é meu amigo Cobra... E nós vamos jogar um jogo bem legal com vocês.

- O que vocês querem da gente? – perguntou Lucy assustada.

Cobra desferiu um tapa na cara dela.

- Você fala apenas quando eu mandar.

Gray se aproximou para ajudar Lucy.

- Você está bem?

Midnight deu um forte chute no estomago de Gray.

- Vocês não ouviram o que meu amigo falou? Falem apenas quando ele mandar.

Cobra deu um sorriso.

- Muito obrigado Mid. Vocês parecerem ser pessoas bacanas... Sério, mas, sabe... Esse apocalipse deixou as coisas tão chatas que eu tive que encontrar maneiras bem pesadas para me divertir, tipo, bem pesadas mesmos.

- Você é um monstro cara. – disse Midnight gargalhando e todos os outros homens riram com ele.

- Obrigado pelo elogio. – agradeceu Cobra. – Se vocês forem obedientes... Eu talvez deixe vocês vivos, agora se desrespeitarem as regras... Eu vou matar vocês. O jogo é bem simples, basta fazerem o que eu mandar. Bem fácil não é? Então não vamos complicar as coisas. – disse Cobra. – Você de piercing, beije meu pé. – ordenou Cobra.

Gajeel o encarou de forma sanguinária.

- Você não entendeu? – perguntou Cobra. – Eu mandei você beijar meu pé.

- Vai se foder. – gritou Gajeel e acertou um soco em cheio na cara de Cobra.

- Podem matar esse desgraçado. – ordenou Cobra com a mão no rosto.

- Não façam isso. – gritou Lucy

- Lucy, calada. – gritou Gray.

Loke se mantinha em seu canto em um profundo silencio. Dois homens pegaram Gajeel e o levaram até uma árvore e assim começaram a atirar nele sem dó nem piedade... E mesmo Gajeel caído morto no chão não paravam de atirar.

Lucy começou a chorar instantaneamente.

- Desculpe meu bem... – Cobra passou a mão no queixo dela. – Não queria magoar você... Vejo que você tem peitos bem grandes ai. Não gostaria de mostra-los para a gente.

- Não toca nela. – gritou Gray com lágrimas de raiva caindo de seus olhos.

- Como meu humor aumentou por ter matado o seu amigo ali... Vou ser bem razoável com você. Espanquem esse desgraçado.

Alguns dos homens arrastaram Gray e o jogaram no chão e logo começaram a bater nele de forma bastante violenta.

- Eu não quero ele morto. – ordenou Cobra.

- Mid... Pode fazer o que quiser com o ruivo... Eu me entendo com a garota.

- Pode deixar. – disse Mid com um sorriso. – Se você der um pio eu mato você. – e assim arrastou Loke dali.

Lucy ficou ouvindo os gemidos de Gray apanhando enquanto olhava para Cobra e lágrimas caiam de seus olhos.

- Quer saber? Não quero mais que você tire a blusa... Venha aqui comigo.

Lucy se manteve relutante.

- Não. – dessa vez ela o olhava com fúria.

- Parece que vai ser do jeito difícil. – Cobra pegou Lucy pelos cabelos e a arrastou até o corpo de Gajeel. – Está vendo isso aqui? É o seu amigo morto. – Cobra esfregou a cara de Lucy no corpo morto de Gajeel a sujando toda de sangue. – Como é estar suja com o sangue do seu amigo? Hein? Vadia.

Cobra deu um soco no estomago de Lucy.

- Eu mandei responder.

Lucy se manteve firme e continuou de boca fechada.

- A garota é valente... Vamos pessoal, amarrem essa vadia e o garoto e botem vendas neles. Vamos leva-los com a gente.

Lembrar de tudo aquilo fazia Lucy sentir raiva... E o pior de tudo era que ela não sabia o que havia acontecido com Loke, ela esperava que ele estivesse bem... E principalmente desejava saber para onde estavam levando eles.

Pov’s Juvia

Eram os mesmos desgraçados que tinham pego Juvia e seu antigo grupo e mais uma vez ela não conseguiu fazer nada.

Tudo que ela conseguiu fazer era ficar olhando de cima de uma árvore enquanto levavam as novas pessoas que ela tinha conhecido.

Juvia se sentia culpada... Mas, sabia que não poderia fazer nada, eles eram muitos e nunca que ela conseguiria enfrentar eles sozinha. Toda aquela raiva veio para ela novamente e queria se vingar, mas, agora tinha plena consciência de que não poderia fazer sozinha.

Ficou sentada próxima a uma árvore até que por fim teve uma grande ideia... Gray tinham dito que o caminho que os balões verdes apontavam era onde os amigos estavam... Talvez se ela fosse até eles, conseguisse ajuda para atacar o lugar. Aquele era o melhor plano que ela tinha no momento.

E assim Juvia foi em direção ao tal lugar.

Pov’s Laxus

O clima no lugar estava bem tenso... Muito ainda estavam um pouco em choque com a morte de Sherry, principalmente Lyon... Com certeza a morte dela é algo para se revoltar, mas, Laxus tinha aprendido um velho ditado com seu pai... Tudo que vai volta, e com certeza a pessoa que tinha feito isso iria pagar.

- Parece que as coisas não estão muito boas não é? – perguntou Levy se sentando ao seu lado.

- A gente conheceu a Sherry a pouco tempo... Mas, graças a ela e o Lyon nós conseguimos nos tornar mais fortes para sobreviver aqui, e por isso somos muito gratos a ela... Se nós já estamos mal pela morte dela, imagine o Lyon

Levy deu um sorriso.

- É bom saber que você tem sentimentos.

Laxus revirou os olhos.

- Nem ligava assim tanto para Sherry...

- Aham, sei... – ironizou Levy. – Agora deixa eu ver como está seu ombro.

- Já estou melhor.

- Querido, a enfermeira aqui sou eu... Vamos logo.

- Ta bom...

Pov’s Natsu

Natsu se sentia muito feliz por metade dos seus amigos terem voltado, mas, conseguia parar de pensar em Gray, Gajeel e principalmente Lucy... Esperava que todos eles estivessem bem e conseguissem sobreviver.

Wendy chegou ao lado de Natsu com os olhinhos brilhando.

- Tio Natsu... Quando o Gray vai voltar?

Natsu pensou na melhor resposta possível.

- Ele está apenas resolvendo algumas coisas para a gente... Mas, logo ele vai estar voltando para todos nós.

Wendy ficou cabisbaixa.

- Ok...

Natsu se levantou e foi pegar alguma coisa para comer... Pegou uma bolacha recheada que tinha conseguido na casa por suprimentos com Sherry, cada mordida daquilo fazia ele lembrar dela. Não conseguia evitar se sentir culpado pela morte dela.

Pov’s Erza

Erza estava em um canto da farmácia com a cabeça recostada no ombro de Jellal. Erza sentia um misto de felicidade e tristeza. Mas, naquele momento as mortes nem já estavam a abalando mais com frequência. Aquilo agora era algo que fazia parte da vida deles e teriam que aprender a viver com isso.

- Pensando na Sherry? - perguntou Jellal acariciando o rosto de Erza.

- Também. – respondeu Erza. – É só que... Depois que tudo aconteceu, nós podemos a qualquer momento morrer... Tenho medo de perder você.

Jellal deu um leve sorriso.

- Você não vai me perder... Eu sempre vou estar aqui do seu lado te protegendo.

- Eu não preciso que você me proteja ouviu? – Erza deu língua para ele igual uma criança. – Eu já sei muito bem cuidar de mim mesma.

- Então você que vai me proteger? – perguntou Jellal brincando.

Erza começou a rir.

- Se for preciso eu irei.

- E que tal se um cuidar do outro?

Erza posicionou seu rosto de frente para Jellal e deu um selinho nele.

- Eu ia adorar.

Pov’s Juvia

Juvia avançava da maneira mais rápida que podia... Queria chegar logo no tal lugar, apesar de não ter muita certeza de para onde estava indo.

Avistou vários balões presos no alto de um algum lugar que ela não sabia o que era, mas, achava que aquilo seria um bom sinal e saiu correndo em direção até o lugar.

Quando chegou próximo, apontou seu rifle para frente e foi entrando de maneira sútil... Sentiu um arrepio quando algumas pessoas rapidamente se alarmaram com a entrada.

- Que é você. – gritou um garoto de cabelo rosa com uma pistola.

Uma garota ruiva também apontava uma arma para ela.

- Coloque sua arma no chão agora.

Juvia obedeceu.

- Escutem... Eu não quero machucar vocês, estou aqui por causa de seus amigos.

- O que você sabe sobre nossos amigos? – perguntou um garoto loiro com um curativo no ombro.

- Os nomes deles são Gray, Lucy, Loke e Gajeel? – sua voz falhou quando ela falou o nome de Gajeel. Seria bem triste quando os amigos soubessem o que tinha acontecido com ele.

- Onde eles estão? – perguntou o rosado.

- Eles foram sequestrados. – respondeu Juvia. – Agora dá pra fazer o favor de abaixar essa arma da minha cara. – e assim fizeram.

Pov’s Natsu

Apesar de achar a garota chama Juvia muita estranha, sabia que ela tinha ao menos alguma informação do pessoal... E eles estavam em maior número, então não haveria perigo.

- Conte o que houve com nossos amigos. – pediu Natsu.

- Tem um grupo, onde a base deles é em um hospício. – começou Juvia. – Eles matam pessoas por puro prazer, mataram todos do meu grupo. Eu acabei salvando Gray e os outros na floresta e eles me pediram para me juntar a vocês.

- Continue. - pediu Erza interessada.

- Eu me separei deles porque fui em busca de suprimentos. Quando voltei percebi uma coisa estranha e subi em uma árvore e fiquei observando tudo lá de cima. O amigo de vocês, Gajeel, foi morto a tiros. – a última coisa que ela disse foi como um choque para todos. – E eles levaram Gray, Lucy e Loke com eles. Aquelas pessoas não são boas e com certeza tem o pior preparado para eles, precisamos salva-los. E eu preciso vingar a morte dos meus amigos.

- Como podemos confiar em você? –perguntou Laxus desconfiado.

- Apenas precisam confiar.

Lyon se levantou com fúria no olhar.

- E se essas pessoas que ela estavam falando foram as mesmas que mataram Sherry?

- Eu estava pensando nessa possibilidade. – disse Natsu.

- Não fazemos ideia de onde o pessoal está, essa garota é a nossa melhor chance.

- Isso é verdade. – disse Jellal.

- Como vamos fazer para entrar lá? – perguntou Natsu.

- Eu tenho um plano. – disse Juvia. – Alguém tem problema em matar pessoas? – perguntou Juvia com um olhar psicopata.


Notas Finais


Sobre as pessoas que curtem GaLe peço desculpas por não ter feito o casal para vocês... Mas, lembre-se que a fanfic não é de romance e sim de zombie... Então terão sim muitas mortes e espero que entendam isso e não abandonem a fic caso seu personagem favorito morrer. Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...