História Z Apocalipse - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Bisca Connell, Cana Alberona, Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Hibiki Lates, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Natsu Dragneel, Ren Akatsuki, Rogue Cheney, Sherry Blendy, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria
Tags Apocalipse, Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu, Zombie, Zumbi
Exibições 120
Palavras 2.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo aqui vem recheado para as pessoas que gostam de ação... Leiam as notas finais.

Capítulo 9 - Capitulo 09


Pov’s Levy

Levy se sentia mal pelo o que teria que fazer, mas, sabia que tudo era para que o plano ocorresse bem.

- Você sabe que eu vou ter que bater bem forte na sua cabeça não é? – perguntou Levy.

- Eu sei... Mas, você tem certeza que eles fazem apenas esses sacrifícios durante a noite?

- Logico que eu tenho! – afirmou Levy. – Não é a primeira vez que eu faço esse tipo de coisa... Não que eu goste, mas, eu precisava de uma maneira para sobreviver. – Levy se sentiu sem graça.

Gajeel deu um sorriso e passou a mão na cabeça dela.

- Relaxa, eu entendo.

Os dois foram para um lugar mais afastado... Gajeel ficou de costas para que Levy pudesse acertar a sua cabeça.

- Pode ir. – disse Gajeel.

E Levy acertou sua cabeça com um bastão de baseball... Fazendo com que Gajeel caísse na escuridão.

Pov’s Gray

O dia do plano finalmente tinha chegado... Gray tinha ficado com uma parte muito importante, precisaria se livrar de alguns dos soldados que ficavam por fora junto com Lucy e Loke.

Gray não queria ter que matar ninguém, mas, se fosse um caso de vida ou morte não sabia o que faria... Ficou sentado no sofá pensando no plano e imaginando se tudo ocorreria bem.

Natsu chega sentando do seu lado e o tirando dos seus pensamentos.

- Eae Gray.

- Eae cara.

- Nervoso com o plano? – perguntou Natsu.

- Bem, estou. – respondeu Gray com sinceridade. – Não quero ter que machucar ninguém...

Natsu deu um sorriso.

- Você tem que fazer o que deve ser feito, não importa o que não irei julgar você, afinal amigos são para isso né?

Gray se sentiu feliz em ouvir aquilo.

- Claro.

Natsu ficou encarando Gray por alguns segundos.

- Será que eu podia pedir um favor para você?

Gray ficou tentando adivinhar o que seria por um tempo.

- Sim, pode.

- Bem... – começou Natsu. – Já que a Lucy vai estar incluída na sua parte do plano e bem, você sabe que a Lucy não é muito boa em lidar com essas coisas não é? Se não for muito incomodo eu gostaria que sei lá, você...

- Cara, ta bom... Eu já entendi, pode deixar que eu vou cuidar da Lucy como se tivesse cuidando de mim mesmo.

- Você jura?

- Juro.

- Você é o melhor amigo do mundo, valeu. – disse Natsu dando um abraço apertado no amigo.

- Eu sei que sou. Agora me solta. – reclamou Gray.

Pov’s Racer

Racer se sentiu grato por não ter que ter mais o trabalho de procurar o punk, Levy tinha conseguido pega-lo e de maneira muito eficiente.

- Muito bem Levy. – elogiou Zero. – Você está começando a fazer um ótimo trabalho.

Levy ficou um pouco sem graça.

- Só estou tentando fazer o melhor que posso.

- E está fazendo muito bem... Estarei ajeitando os preparativos, o ritual começará 00h00min.

- Sim, chefe.

Racer sentiu um pouco de inveja por Levy estar recebendo toda aquela atenção, mas, daria o seu máximo para se sair bem melhor que ela.

Pov’s Erza

Erza não ficou muito feliz por ter que ficar esperando na van com os outros, mas, finamente decidiu ceder já que Gray tinha pedido para ela cuidar da pequena Wendy. Erza, Jellal, Lyon e Wendy se esgueiravam de maneira silenciosa até a passagem secreta.

Estava quase anoitecendo, mas, eles precisavam ir logo para a van. Caso alguma coisa desse errado eles fugiriam de van com seus amigos.

Conseguiriam ir o percurso todo sem problemas, agora bastava esperar e rezar para que tudo desse certo.

Erza olhava para a floresta, imaginando se seus amigos se sairiam bem.

- Está nervosa? – perguntou Jellal.

- Não por mim, mas, pelo pessoal. A gente ficou com uma parte bem fácil... Não sei porque eles escolheram você, mas, tenho certeza que me acharam fraca...

Jellal deu um peteleco na bochecha dela.

- Para com isso... Se eles tivessem escolhido por fraqueza com certeza teriam escolhido a Lucy, mas, eles precisavam de uma garota forte aqui fora, afinal os zombies estão aqui... E das garotas, você é a que melhor consegue lidar com eles.

Erza se sentiu extremamente feliz.

- Você acha mesmo isso?

- Lógico que sim.

Pov’s Loke

Loke, Gray e Lucy iriam começar a se livrar de alguns dos soldados... Loke não se importava como os outros dois se livrariam, mas, ele mataria cada um dos malditos soldados.

- O que vamos fazer? – perguntou Gray. – Prende-los? Deixá-los inconscientes?

- Eu irei mata-los. – respondeu Loke de forma fria.

- Nós não somos assassinos. – disse Gray.

Loke ficou furioso.

- Esses caras mataram minha família e você espera que eu tenha pena deles? Eu vou matar cada um se for necessário... A amiga de você também está morta, vocês não sentem nem um pouco de vontade de se vingar?

Lucy deu um tapa na cara de Loke.

- Nunca mais fale alguma coisa que você não sabe... A Cana pode estar viva, e ninguém aqui é assassino, você pode matar quem quiser, mas, nos não iremos matar ninguém.

Loke deu um longo suspiro.

- Vocês que sabem.

Pov’s Natsu

Faltava pouco para o sacrifício começar... Natsu e Sherry ficariam do lado de fora, enquanto Makarov e Laxus invadiriam o lugar e matariam todos com exceção de Gajeel e Levy.

Natsu ficava imaginando como Laxus conseguia se manter firme em matar várias pessoas, mas, isso não era muita surpresa... Laxus sempre foi o mais frio do grupo e era bem raro ele mostrar os sentimentos, mas, nunca passou pela cabeça de Natsu que ele conseguiria se frio a esse ponto.

Faltava poucos minutos para o ritual, finalmente tinha chegado a hora de todos agirem... Natsu respirou fundo e tentou manter o pensamento positivo.

Laxus e Makarov se retiraram de onde estavam escondidos próximos a casa do ritual e abriram lentamente a porta, que Levy já tinha deixado aberta.

Pov’s Laxus

Quando chegaram na parte principal da casa, não havia ninguém... Mas, claramente Laxus conseguia ouvir vocês que vinham do segundo andar casa.

Laxus e Makarov trocaram olhares e subiram de maneira silenciosa até o segundo andar. Continuaram seguindo o som até a sala de onde vinha... E quanto finalmente chegaram na porta certa, trocaram olhares mais uma vez.

Tinha chegado a hora do tudo ou nada... Os dois deram um forte pisão na porta, que fez com que ela abrisse de uma vez e sem nem pensar começaram a atirar sem parar... E as palavras estranhas que eles falavam foram trocadas por gritos de terror.

Laxus acertava várias pessoas vestidas de capuz preto... O quarto estava iluminado apenas com luz de velas e isso dificultava bastante sua visão, mas, conseguia acertar suas vítimas com sucesso.

Laxus não sabia explicar direito o que estava sentindo, mas, sabia que o último sentimento que tinha era culpa.

- Que porra é essa? – gritou o líder Zero. – Racer, e um jeito nesse dois.

- Pode deixar chefe. – Racer pegou uma escopeta que estava em suas costas de maneira tão rápida que foi impossível para Laxus desviar.

O tiro pegou bem no seu braço... E a ardência que sentiu foi inexplicável.

Pov’s Lucy

Lucy conseguia ouvir o tiroteio que ocorria provavelmente no lugar do ritual... Ela esperava que estivesse ocorrendo tudo bem. Eles já tinham conseguido se livrar de uns sete soldados... Corrigindo, Loke e Gray tinham conseguido e Lucy apenas os seguia.

Gray chegava por trás dos soldados e os estrangulava até fazerem os mesmo desmaiarem e Loke esfaqueava os soldados de maneira fria e rápida... E Lucy apenas seguia os dois, ela estava se sentindo uma completa inútil... Mas, ela não sabia o que fazer... Ela não conseguia ser uma garota forte que nem Erza e Sherry...

Tudo o que Lucy conseguia fazer era manter a esperança de que tudo daria certo... Loke e Gray ia escondidos na frente, enquanto Lucy apenas o seguia, mas, foi surpreendida quando um soldado pulou em cima dela e a jogou no chão.

O soldado começou a apertar o pescoço de Lucy para enforca-la... Lucy não conseguia gritar e sua visão começava a escurecer... Ela precisava pensar em alguma coisa rápido ou iria morrer daquela forma desprezível.

Usou suas últimas forças para levantar suas mãos e cravou suas unhas nos olhos do homem, que gritou de dor sangue começaram a sair dos seus olhos.

- Socorro. – gritou Lucy quando recuperou seu ar e sua voz.

O soldado ainda tinha suas mãos colocadas no rosto e dos seus olhos pareciam que saiam lágrimas e sangue... Lucy teve um súbito susto quando o soldado caiu jogado e sem vida para no chão.

Quando Lucy olhou para o lado se surpreendeu com o que viu.

- Vamos Lucy. – disse Gray em um tom alto com a arma levantada.

Lucy se levantou com dificuldade até o lado de Gray... Sentia uma ardência no seu pescoço, mas, o que ela mais tinha se surpreendido era que Gray tinha matado alguém...

Pov’s Sherry

Sherry conseguia notar o quanto Natsu estava apreensivo, mas, ela não podia dizer que não sentia o mesmo.

Todo aquele tiroteio era angustiante... E os dois estavam apenas ali parados sem fazer nada.

- Cansei de esperar. – disse Natsu. – Precisamos entrar logo lá dentro.

Sherry não poderia concordar mais.

- Vamos logo... Também estou cansada de esperar.

Mas, antes que os dois pudessem sair... Viram Levy com Laxus apoiado em si... O braço do garoto sangrava muito e eles estavam extremamentes ofegantes e suados.

- Ele está perdendo muito sangue... Preciso retirar a bala do braço dele urgentemente. Mas, não posso fazer aqui. Preciso que vocês me levem até um lugar próximo aqui.

- Espera. – gritou Natsu. – E os outros? Eles estão bem? Não podemos simplesmente sair daqui.

Levy estava com um olhar desesperado.

- Eles estão bem... Vão conseguir tomar conta da situação, eu acredito neles... Agora preciso que vocês me ajudem logo... Se não o amigo de vocês vai morrer, vamos para a passagem secreta.

- Mas...

- Natsu, vamos ajudar o Laxus e depois a gente vê o que faz.

- Tudo bem...

Natsu e Sherry foram com Laxus apoiado neles enquanto Levy a na frente os guiando... Viam corpos de soldados jogados pelo chão... Provavelmente o pessoal tinha se livrado deles... Esperava que os outros estivessem bem, principalmente Lucy.

Quando passaram pela passagem secreta viram que vários zombies andavam soltos por lá.

- Não como a gente ir para a van, precisamos cortar caminho. – disse Levy.

- Será que vai dar tempo? – perguntou Natsu.

- Tem que dar.

E os quatro seguiram até o tal lugar que Levy ia leva-los.

Pov’s Lyon

Vários zombies tinham sido atraídos graças ao tiroteio... Lyon, Erza e Jellal tentavam segura-los de todas as formas, mas, eram muitos.

Lyon atirava na cabeça de vários zombies consecutivamente, mas, sempre apareciam mais.

- Não iremos conseguir segura-los mais... Precisamos sair daqui.

- A gente não pode abandonar o pessoal. – gritou Erza dando um tiro na cabeça de um zombie.

- Se a gente ficar aqui vamos morrer e de nada vai adiantar. – disse Lyon.

- Erza, ele tem razão. Precisamos sair logo daqui se não a gente vai morrer.

Com muita relutância todos entraram na van... Wendy chorava muito e estava bem assustada com tudo aquilo.

Lyon assumiu a frente da van e se dirigiu para bem longe dali.

Pov’s Gajeel

Levy tinha o soltado quando Racer e Zero estavam despercebidos... Porém Gajeel continuava escondido embaixo da mesa de sacrifício.

Racer e Zero estavam ocupados demais trocando tiros com Makarov. O braço de Racer sangrava devido a facada que Levy tinha dado nele e depois fugido para a surpresa dos dois.

- Parece que eu vou ter que tomar uma medida drástica. – disse Zero mostrando um controle com um botão vermelho em sua mão. – Quando eu apertar esse botão, em 5 minutos esse lugar todo irá pelos ares... E todas as pessoas daqui irão morrer, e toda essa luta de vocês será em vão. E o grande Deus Tupã será.

- Não ouse fazer isso. – gritou Makarov escondido na entrada da sala, mas, era tarde demais... Zero já apertava o botão.

- Desgraçado... Gritou Makarov acertando um tiro em Zero que estava distraído bem em seu coração.

O homem caiu de joelhos se tirar o sorriso maligno do rosto.

- Chefe, não morra. – gritou Racer.

Gajeel saiu debaixo da mesa e foi para trás de Racer e assim... O estrangulou até a morte.

- Precisamos sair daqui. - gritou Gajeel.

Makarov mostrou um sorriso enquanto lágrimas caiam de seus olhos.

- Minha jornada termina aqui meu jovem, meu lugar é ao lado de minha esposa. Diga para Loke que eu o amo.

- Você precisa vir seu velho maldito. – gritou Gajeel.

- Sinto muito, mas, eu estou muito velho para esse novo mundo... Agora eu quero apenas descansar em paz... Por favor, conceda o pedido desse velho homem. Agora saia daqui.

Um pouco indeciso Gajeel correu para fora do lugar.

Pov’s Gray

Zombies tinham invadido o lugar e pessoas eram atacadas por todos os lugares... Um dos soldados haviam aberto o portão e vários zombies haviam entrado. Várias sirenes e luzes vermelhas apitavam no lugar.

Gray cravava sua faca na cabeça de um zombie.

- O que está acontecendo?

- Não faço a menor ideia. – respondeu Loke.

- Precisamos sair daqui. – disse.

Eles ouviram o grito de Gajeel.

- Vamos sair daqui agora.

- Mas, o que houve? - perguntou Gray confuso.

- Deixem as perguntas para depois. – disse Gajeel. – Precisamos sair daqui agora, preciso que confiem em mim.

- E o meu avô?

- Vamos logo. – gritou Gajeel.

Todos foram correndo para sair daquele lugar, iam matando os zombies que apareciam no seu caminho, mas, nunca de maneira desnecessária... A munição de Gray havia acabado e ele tinha pego a arma de Lucy e segurava sua mão para tira-la daquele lugar.

Ia cumprir a promessa que tinha feito a Natsu de manter Lucy segura.

- Não largue a minha mão. – disse Gray e Lucy assentiu com a cabeça.

Quando os quatro saiam do lugar e correram apenas alguns metros uma grande explosão se fez e o impacto foi tão grande que fez com que eles voassem pelo chão se arrastando.

Gray ficou todo ralado e sua mão tinha se soltado da de Lucy... Vários zombies andavam soltos por lá.

Mesmo com muita dor, Gray se levantou e segurou a mão de Lucy... Enquanto os outros se levantavam...

Os quatro foram correndo embora para aquele lugar que agora não passava de um monte de chamas que queimavam de maneira ardente.

- E os outros? – perguntou Loke. – Precisamos ir até a van.

- Precisamos primeiro nos preocupar com a gente. – disse Gray. – E acho que o melhor agora é irmos para um lugar seguro e pensar em como resolver essa situação.

- Não poderia concordar mais. – disse Gajeel.

E assim foram correndo sem rumo em busca de um lugar seguro.


Notas Finais


Como puderam perceber nossos queridos personagens se separaram e irão ficar assim por um tempo... Para que não notou eles ficaram divididos da seguinte maneira.
Grupo 1: Natsu, Levy, Sherry e Laxus
Grupo 2: Erza, Jellal, Lyon e Wendy
Grupo 3: Gray, Gajeel, Lucy e Loke
Eu sei que algumas partes desse capítulo deu a impressão de eu estar correndo e... Eu estava, porque eu acho desnecessário enrolar a fic com algumas coisas, por isso acabei optando por essa escolha.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...