História Zerophilia? - Solangelo - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magnus Chase e os Deuses de Asgard, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Annabeth Chase, Apollo, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Blitzen, Charles "Charlie" Beckendorf, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Eros (Cupid), Frank Zhang, Frederick Chase, Gleeson Hedge, Hades, Hazel Levesque, Hearthstone, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Jason Grace, Katie Gardner, Leo Valdez, Luke Castellan, Magnus Chase, Mallory Keen, Mestiço Gunderson, Miranda Gardiner, Nico di Angelo, Octavian, Percy Jackson, Perséfone, Piper McLean, Poseidon, Rachel Elizabeth Dare, Randolph Chase, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Sally Jackson, Samirah "Sam" al-Abbas, Silena Beauregard, T.J., Thalia Grace, Travis Stoll, Treinador Gleeson Hedge, Tyson, Will Solace, Zeus, Zoë Nightshade
Tags Blitzstone, Comedia, Fierrochase, Frazel, Jasiper, Lemon, Leyna, Magnus Chase, Malex, Mpreg, Nicabeth, Nico Di Angelo, Nico!bottom, Perachel, Perjasico, Pernancy, Solangelo, Thalico, Thaluke, Wico, Will Solace, Will!top, Zerophilia
Exibições 118
Palavras 3.415
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


HELLO SHASAY'S! I'M BACK!

Capítulo quentíssimo e gigante pra vocês. ~Sem revisão ;-;~

Particuladamente o meu favorito dentre todos,espero que gostem tanto quanto eu! ❤

Capítulo 14 - Todo mundo ama Nico di Angelo!


| Nico on | Domingo |

 

— Merda,merda,merda! - Praticamente gritou antes de sair correndo a mil.Corri atrás,na maior velocidade que eu podia,as pessoas até estranharam,mas continuei correndo.

 

 [É nesse momento que eu agradeço Will mentalmente por me fazer correr esses dias de manhã! Obrigado,Solace!]

 

 Consegui alcançar ele,segurando em sua blusa e fazendo-o tropeçar.A cena de depois foi maravilhosa:Acabei tropeçando junto e rolamos colina abaixo,ralando-se de leve,apesar deu sentir algo entrando na minha perna.Quando paramos,eu estava em cima dele,então aproveitei a situação e olhei pra ele da forma mais venenosa possível.

 

— Olá,docinho! - Exclamou quase rindo.Era difícil encarar Peter,já que diferente da irmã,ele era bem mais extrovertido,ousado,malícioso e de certa forma bem mais sexy do que sua irmã mais nova,Piper. — Que pena,queria aparecer mais tarde,fazer um suspense a mais.Tudo bem contigo?

 

— Você está me perseguindo?! - Perguntei quase gritando,ignorando a pergunta. — Eu posso denúnciar você,sabia?

 

— Tsc,tsc,tsc! - Mexeu a cabeça negativamente. — Eu estou ajudando você,é diferente! E depois,eu vou querer o meu pagamento da melhor forma possível. - Apesar de dizer isso da forma mais cordial possível,sua cara dizia outra coisa.

 

[Garoto...Você é muito safado!]

 

— Aliás,eu já lhe ajudei ontem a noite,na sua incrível festinha de cores neon. - Deu um meio sorriso.Quase gritei.

 

 Espera...Então aquilo foi real? E o Peter estava usando salto? (Foi meio estranho imaginar isso,confesso).

 

 — Mas chega de falar de mim,docinho. - Continuou com o sorriso nos lábios. — Como você anda? Relações? Você ainda se lembra de quando nos beijamos no Brooklyn,numa livraria? E no beijo no café da cidade? AH! O de despedida.
 

— ............. - Engoli seco,olhando para o lado.
 

[É claro que eu lembrava disso...E perfeitamente,aliás]
 

Ouvi a risadinha fofa/sexy de Peter,antes dele me puxar pela nuca e juntar nossos lábios.Arregalei os olhos,e não fiz nada,só fiquei lá,imóvel,até ouvir uma porta se abrindo,finalmente ficando ciente e pulando de cima de Peter,com um gritinho nada másculo.

 

— Confesso que já estava com saudades disso. - Deu uma piscadela,se levantando e tirando a sujeira da roupa.Continuei parado,com o rosto queimando,coração acelerado,pernas bambas,e tremendo,com os olhos arregalados.Meu desespero só aumentou mais ainda ao reconhecer a casa,e ver Will imóvel na porta,nos olhando.
 

— E-Eu...Eu ouvi uns barulhos estranhos...Eu....Nossa... - Gaguejou,com o queixo caído e olhos arregalados.Peter riu baixinho.
 

 [Eu me sentia como aquela música brasileira "Que bonito hein,que cena mais linda,será que estou atrapalhando o casalzinho ai?!"] 

 

— A pergunta de relações já está respondida,pelo visto. - Analisou Will,de cima para baixo,com um sorriso de imteressado.E por algum motivo,aquilo me incomodou um pouco (Principalmente por ele estar só com um calção cinza estilo Nancy Borelli,nossa co-treinadora).

 

 Olhei para o loiro.Antes assustado/surpreso,agora ele estava com uma cara que por um momento foi indecífravel,até eu finalmente perceber.

 

Ciúmes.

 

 Adivinha quem quase caiu,e ficou com as pernas mais decadentes ainda? Eu mesmo,Nico di Angelo.

 

 Se aproximou,observando o moreno,que encolheu os ombros.

 

— Quem é ele? - Perguntaram em uníssono.

 

— Ahn... - Mordi o lábio inferior. — Will,Peter McLean.Peter,William Chase-Solace.

 

 Apertaram a mão um do outro.Eu quase que griteu um "Coloque uma camisa,caralho!" pro loiro,mas me segurei.

 

[Aliás,POR QUE DIABOS EU ESTOU QUERENDO GRITAR ISSO?]

 

— Vou indo. - Pegou o celular,lendo algo e dando um meio sorriso. — Minha irmã me espera.Até por ai,Nico. - Se inclinou,dando uma leve mordida na minha mandíbula,e sussurando algo no meu ouvido antes de ir indo.

 

"Meu pagamento vai ser adorávelmente  prazeroso:sadomasoquismo."

 

Fique imóvel por um tempo,até olhar de canto para Will.

 

— Seu namorado? - Perguntou.

 

— D-Digamos que um casinho. - Gaguejei. — Se uma pessoa que te deu três...Quatro... - Me corrigi. — Beijos e ficar lhe dando propostas sadomasoquistas for considerado um casinho...

 

— Hmm. - Ficou em silêncio por um tempo,até pegar meu braço.Me assustei com o ato,mas relaxei ao ver que ele analisava os pequenos e grandes ralos que ganhei após descer colina abaixo.E pra piorar,eu notei que as pernas bambas não eram por causa do nervosismo — Talvez,um pouco,não vou mentir! —,mas sim por causa que eu tinha machucado ela.

 

— Venha comigo.Denovo. - Riu baixinho,me puxando delicadamente até sua casa.Dessa vez,ao invés de encontrar a adorável cena de Naomi correndo na sua esteira/quase levando um tombo lindo,na verdade foi a cena dos pais dos gêmeos praticamente transando na cozinha.

 

 Will fez um sinal fingindo que ia vômitar,fazendo sinal de silêncio depois.Assenti,e de fininho fomos subindo a escada em L com espelhos.

 

 Chegamos no quarto dos gêmeos,e ele começou a procurar algo na gaveta.

 

— Você fica bem de branco.Mesmo que seja encardido.

 

— Prefiro o meu amado preto.

 

— É quase como um Garoto da Morte. - Ri com o comentário. — Mas tudo fica bem em você,tanto preto,quanto branco,uma cara emburrada,cara triste....tudo.

 

 Corei,e dei um sorrisinho bobo (Não me pergunte o motivo).Aproveitei a distração do loiro e espiei a minha perna levantando a barra da calça branca encardida,vendo que estava um corte pior do que eu imaginava,com um caco de vidro dentro.Acabei soltando um suspiro,quase que um gemido,deixando Will alerto,fazendo-o virar rápido e fazer uma cara de horrorizado ao ver o meu corte.

 

— Deus! - Pegou o kit rápido,se aproximando e observando minha perna. — O que aconteceu exatamente?

 

— Acabei tropeçando e rolando calçada abaixo com o Pete. (A pronúncia é "Pití") - Me encarou por alguns segundos,até voltar ao foco a minha perna,abrindo o kit.

 

— Eu não sabia que você tinha certa preferência por homens. - Riu.

 

— Eu nem sei.Só sei que o Peter foi uma excessão em todos os relacionamento curtos que tive.... - Olhei pro teto. — Ele é sedutor e ousado demais,mas sabe ser romântico as vezes,e isso meio que me atraíu,além de ser ele mesmo. - Calei a boca quando percebi que estava desabafando.

 

— Você e ele me deixam com ciúmes.Muito ciúmes. - Arregalei os olhos e olhei para ele,e como se percebesse que falou algo errado,Will corou e bateu na boca,mudando de assunto. — A-Acho que você é bissexual.Meus pais são.

 

— É,talvez... - Ficamos quietos por um tempo,até ele pigarrear.

 

— Annabeth tem recados.

 

 Senti meu coração acelerar demais.Depois da noita passada,não consigo ver mais Annabeth como 100% pura igual antes.

 

— Ela pediu para encontrar ela no Shopping hoje de tarde.Precisa de ajuda com um certo alguém... - Começou a limpar o machucado,desinfetar e fazer várias coisas no qual eu não entendia. — Está na hora de você conhecer meu primo,Nico.O Magnus pode ser um pouco...Peculiar.

 

(...)

 

— Você chegou! - Annabeth exclamou animada.Seu cabelo estava solto,e além de uma feição de pós-ressaca,ela usava um vestido rodado de manga longa cinza claro,meia calças escuras e uma sapatilha preta.

 

"Parece até uma boneca." Pensei.

 

— Oi. - Cumprimentei com um sorriso.Me deu um abraço rápido,se afastando e mexendo os lábios num "Preciso falar com você sobre ontem depois",apontando com os olhos cinzentos para alguém ao seu lado,que estava de costas.

 

— Magnus. - Chamou.O garoto virou-se,como uma cara de "Queria estar morta".

 

 Ele parecia uma versão jovem do Kurt Cobain,com os cabelos loiros até os ombros e cara de sem interesse algum.Seus olhos eram cinzentos,e usava calças jeans com os joelhos rasgados,tênis vermelhos surrados,uma camisa cinza comum e jaqueta leve azul.Acenou.

 

— Oi,namorado da Annabeth.Ou do Will. - Annie virou a cara,me fazendo segurar o riso,assim como Magnus.Estendeu a mão. — Magnus Chase.

 

— Nico di Angelo. - Apertei sua mão por um curto período,já que pela cara dele dava pra decifrar que não gostava muito de contato fisíco. — E eu sou apenas amigo dos irmãos.

 

— Hmm. - Me observou,como se estivesse guardando um arquivo. — Nós estamos num shopping exatamente por quê?

 

— Pra você conhecer um pedaço de NYC,aqui pose ser um pouco diferente de Boston.Se anime,você vai morar comigo! - Encarou Annabeth com tédio. — Tem uma loja de falafel ótima por aqui,dos Fadlan.

 

 Deu praticamente um pulo,com seus olhos brilhando.

 

— Vamos logo então! Onde vamos primeiro?

 

— Primeiro ponto que você deve evitar:Loja da Afrodite Beaugard se não quiser sair como um modelo de última moda ,com várias sacolas e cheirando a perfume fortíssimo.

 

— Realmente. - Entortei a boca com desgosto devido a minha péssima experiência toda vez que aparecia lá.

 

— Segundo ponto que você deve evitar:Por favor Magnus,urine nos banheiros não nas plantas. - Deu um sorriso malicioso.

 

[Já gostei do tal de Magnus!]

 

— E terceiro:Sem ficar se apresentando como Billy para se safar das confusões e nem ficar causando discórdia com os outros por causa de patos. - Assentiu,ainda com o sorriso. — Ótimo,então vamos comprar falafel,e depois ir numa loja ótima.Lá pode ter coisas super interessantes.

 

 Fomos até a loja dos Fadlan,e Magnus conversou com um dos atendentes,Amir,como se fossem conhecidos,o que provavelmente eram.Logo depois,fomos para a loja da Alex,e quando entramos já ouvimos.

 

— Mas que CARALHO! - Consegui me abaixar a tempo de uma cêramica rachada não acertar minha cabeça.Magnus fez uma cara  de confuso fofa,e Annabeth se segurou para não rir.Como se sentisse uma presença,levantou-se debaixo do balcão e nos observou. — Opa,rostinho novo na área!

 

 Quando os olhos bicolores se encontraram com os de Magnus,ficaram uns 10 segundos se encarando,até dizer.

 

— E esse cabelo de Kurt Cobain,amigo?

 

— Ah,lá vem mais gente me comparando com o Kurt Cobain. - Resmungou,enchendo a boca de falafel.

 

[Ele amava mesmo falafel,hein... / Prevejo uma amizade ácida e cheia de patadas!]

 

 Sorriu de forma assustadora e se abaixou denovo,pulando o balcão logo em seguida com uma tesoura de jardim na mão.Magnus deu um grito nada másculo (Provavelmente eu devo ter dado um também),se afastando.

 

 — Podemos cortar o cabelo agora,se você quiser! - Deu um sorriso,que nos meus olhos ficou meio psicopata.Dessa vez,ela usava um moletom extremamente largo rosa e verde,e uma calça jeans normal (Que raro!),além de coturnos verde limão.

 

— N-Não,obrigada,moleque.

 

— Moleca. - Corrigiu,revirando os olhos,ainda segurando a tesoura.Magnus arqueou a sobrancelha,e ele deve ter tido o mesmo efeito de quando vi Alex pela primeira vez do nada parecendo mais feminina,já que fez uma cara de mais confuso ainda.

 

— Gente.... - Paralisou por um momento. — Que?

 

— Gênero Fluído e Transgênero.Não sou obrigada a explicar,então pesquise,fofinho. - Colocou a tesoura no balcão,o que me deixou mais alíviado.

 

— Onde está o Blitzen? - Perguntei.

 

— Com o namoradinho dele. - Deu um sorrisinho malicioso.Novamente,Magnus fez uma cara de confuso,mas ficou quieto. — Mas enfim,enfm,enfim...O que trás vocês aqui? Para falar do Hearthstone ou sobre como não estamos mais em 1993 e que o amiguinho precisa cortar o cabelo-- - Foi interrompida.

 

— E que a amiguinha deveria cuidar da vida dela. - Magnus comeu o último falafel que tinha.

 

— Eu tenho certeza que não. - Ignorou o comentário,completando.

 

— Só viemos apresentar um pouco de NYC pro meu primo,que veio de Boston.Magnus,Alex Fierro.Alex,Magnus Chase.

 

— Ahhh. - Disseram em uníssono. 

 

— Eu já ouvi seu nome quinhentas vezes no abrigo de juventude da Rua Winter. - Jogou o pratinho onde a alguns minutos atrás tinha falafel na lixeira pequena da loja.

 

— Idem. - Alex encostou no balcão. — "Kurt Cobain mirim que vive com falafel e dando gritos nada másculos."

 

— "Cabelo de couve estressadinho que vive tacando cêramica nos outros." - Encolheu os ombros. — Eles estavam totalmente certos.

 

— O mesmo de você.

 

 Quase ri da "discusão",mas calei a boca ao ver o olhar de "Me ajuda com esses dois,por favor" de Annabeth.Pigarreei.

 

— Então,que bom que vocês se conhecem,dispensamos o resto e só dizemos pra Magnus que essa é a melhor loja caso queira comprar roupas. - Fui empurrando os dois loiros para fora. — Até mais,Alex.

 

— Até.Ah,Annabeth. - Virou-se para ela,confusa. — Não exagere na bebida.Se um dos Stoll's ou Mallory estivesse na festa,as fotos iriam vazar e você iria se foder bonito.

 

 Paralizou,piscando duas vezes.Magnus riu alto.

 

— Priminha,priminha...Não se lembra do topless?

 

— Ah,cala a boca! - Nós três rimos da loira,e saimos.O resto do dia foi tranquilo,tirando os constantes olhares de Annie para mim e a pequena dor na mandíbula.Quando cheguei em casa,ninguém estava lá,então fiquei perfomando um pouco Shawn Mendes até ir tomar banho e deitar, [N/A:Parece até eu hauagsuah],pensando sobre o que Peter tinha falado sobre estar me ajudando.

 

 (...)

 

| Reyna on |

 

   Parei de estudar quando a campainha tocou.Esperava que fosse o namoradinho da minha mãe (O que era bem estranho de falar),mas quase gritei quando abri a porta e vi Leo com uma caixa na mão,com um sorriso.Aurum e Argentium,meus dois pitbulls observaram Leo de longe,rosnando.

 

— O que você está fazendo aqui,Valdez,e como descobriu onde eu morava?! - Gritei num sussuro,puxando ele para dentro e olhando em volta antes de fechar a porta. — Você ficou louco de vez???

 

— Calma lá,Reyna! - Colocou a caixa em cima da mesinha da sala/arsenal,olhando um pouco assustado para as armas e meus cachorros. — Eu só vim fazer uma visitinha.

 

— Minha mãe pode... - Minha voz falhou ao lembrar dela falando que iria ficar 2 dias fora. — Droga.2 dias.

 

— Boca suja a sua,hein. - Riu ironicamente,e me segurei pra não pegar o meu punhal de ouro e matar ele ali mesmo. — Não é ilegal ter armas em casa?

 

— Se tiver autorização,não. - Suspirei.

 

— Qual ela usa para te castigar? - Observou todas as armas.Lhe olhei de forma mortal. — Eu só quero ajudar você,Rey.Eu sempre disse que ajudaria.

 

" — Fique calma,Mi Amor.Idependente do que aconteça,eu vou ajudar você com tudo o que eu posso.

 

— Por que? Por qual motivo isso,Leo?! 

 

— O porquê disso é por eu amar você.E por você ser minha prioridade.

 

— Mi carinõ..."

 

 Senti minhas bochechas arderem,o que fez ele dar um sorrisinho.

 

— Calipso,sua namorada,sabe que você está aqui?

 

— Por que ela saberia? - Grunhiu,fazendo uma careta.

 

[Ai tem coisa....]

 

— ... - Bufei,caminhando até o centro da sala/arsenal.Leo parou ao meu lado. — Aquele chicote e aquela espada.

 

 Estremeci um pouco.Leo mordeu o lábio inferior.

 

— Você deveria denúnciar ela por maltratar você,Reyna.E por motivos bestas. - Se virou para mim,segurando meu ombro e apertando de leve. — Essa é a única forma de proteger você.

 

— Não iria adiantar de nada... - Murmurei. — E eu mereço isso...

 

— Não diga isso! - Acabou apertando o ombro forte demais,o que me fez gemer de dor. — Desculpa,desculpa!

 

— Não,tudo bem. - Sorri de leve.

 

— Posso ver? Por favor...

 

 A voz dele foi tão macia e inocente ao pedir que cedi,suspirando.Me virei de costas para ele,que foi levantando minha camisa e fazendo alguns resmungos e dor ao ver os cortes.

 

— Puta merda,Reyna! - Abaixou denovo,indo até a caixa. — Isso é horrível! Belona é horrível!

 

— A única pessoa que não era horrível na minha vida era a Hylla...

 

— Uh. - Silêncio.Abriu a caixa,tirando alguns doces que eu gosto e uma garrafa térmica. — Chocolate quente.

 

— ....

 

— Dois dias de liberdade.Você precisa aproveitar.Agora senta logo ai e caia de boca nos doces.

 

— Por...que... - Me interrompeu.

 

— Você é minha prioridade.

 

  Gelei,mas acabei dando um sorrisinho triste e sentando,comendo com ele os doces.

 

"Eu gostaria que você fosse a minha também..."

 

~

 

| Nico on | Segunda-Feira. |

 

 Acordei com barulhos estranhos,então levantei,orando pra não ser Hazel e Frank.E foi bem pior.

 

— Socorro. - Frank mexeu os lábios,escondido atrás da porta de Hazel.Apontou para a escada.

 

— O que... - Minha voz falhou ao ver pela escada na mesa minha irmã,minha mãe e... — Pai?! - Gritei num sussuro.

 

— É,cara. - Sussurou. — Péssimo dia para se viver.

 

— Vocês dois vão me pagar depois. - Falei.

 

— Ué,por quê? - Dei um grito silencioso quando do além a voz de Thalia surgiu. — Eu só entrei pela janela,Suquinho Júnior.

 

— Caceta,Thalia! Não me mata de susto! - Me vire para ela. — Digo,Hazel e Frank.Agora partiu me ajudar vai,pensa ai.

 

— Se eu conseguisse. - Revirou os olhos. — Cabeça cheíssima.

 

— Fica com você então,Nico.Por favor. - Fechou a porta lentamente,e graças a Deus estava vestido.Pensei por um tempo,até falar.

 

— Só me siga.Thalia,você também.

 

— Tá. - Desci as escadas e os dois me seguiram.Meu pai pigarreou.

 

— Nico,Thalia e...?

 

— Frank. - Completei.

 

— E ele não é seu namorado,né? - Perguntou com desgosto.Pisquei três vezes,até olhar pra Thalia que segurava para não gargalhar.

 

— É mais fácil a Annabeth ser. - Hazel disse,também se segurando para não rir.

 

— ENTÃO FRANK,FOI BOM CONVERSAR COM VOCÊ,TCHAU. - Abri a porta e empurrei ele para fora.

 

— Obrigado.Tchau.

 

— ... - Assenti e fechei a porta.

 

— Nico e Thalia.Aqui agora. - Minha mãe disse.Nos entreolhamos e sentamos na mesa. — Annabeth?

 

— É,é.Minha amiga. 

 

— Amiga,é? - Riu. — Quero falar com ela depois.

 

— Ai,meu Deus... - Coloquei a mão na testa.Thalia riu um pouco tensa.

 

[Tinha alguma coisa errada com ela...]

 

 O resto do café foi cheio de perguntas sobre a Annie,além de piadas.Quando deu o horário,minha mãe foi nos levar.

 

— Tha,o que aconteceu? - Murmurei.

 

— Zeus me obrigando a ir pro acampamento,uma Madre aparecendo em casa,Hera falando merda...Minha cabeça estava explodindo,então eu fugi de casa! - Disse baixo e animada. — Agora eu moro no seu sótão!

 

— É O QUE?! - Acabei gritando derrepente,o que fez minha mãe freiar.Thalia deu um grito e se agarrou no banco e em mim.

 

 — Nico,che spavento! - Disse em seu idioma natal,Italiano.Entendi perfeitamente o "Que susto!" — Desculpe,Tha.

 

— O-Ok!

 

— Foi só choque,desculpa,tá? - Assentiu,desligando o carro. — Já chegamos?!

 

— Sim,Soldatino. [N/A:Esperando que alguém entenda a referência e chore] - Virou-se para nós três. — Hazel e Nico,cuidado com o que andam aprontando com os namoradinhos.E Thalia,não diga a ninguém aonde você está morando.

 

— Nem pro Luke,e Jason?

 

— Ninguém menos os dois. - Se corrigiu.A morena assentiu,e eu fiquei boquiaberto.

 

[COMO.ASSIIM.?!]

 

 Nos obrigou a dar beijos na sua bochecha para sairmos,e assim fizemos.Mal sai e Luke já veio correndo até Thalia.

 

— Caralho,Thalia! - Segurou o seu rosto. — Você quer me matar do coração?

 

— Desculpinha.

 

— Aonde você ficou a noite inteira? Jason me avisou que você sumiu,e os Grace estão paranóicos com isso!

 

— Eu já explico,mas antes eu preciso de algo que não me estresse. - Puxou Luke pela nuca e lhe deu um beijo,abraçando dele.Sai dali antes de vômitar meu café da manhã inteiro,dando de cara com Magnus e Sam conversando calmamente (Eu acho).

 

— Ei,Nico. - Olhei para o loiro. — A Annie tá procurando você.

 

— Ah,ok. - Voltou a conversar com Samirah.Fui procurar Annie,mas Jason me parou na entrada,com Piper e Percy.

 

— Viu minha irmã? - Perguntou quase que apavorado.

 

— Ou ela ainda está na rua,ou no banheiro masculino do ginásio. - Desviei o olhar,pensando em qual opção era a mais provavel.

 

[Obviamente a segunda]

 

 Saiu correndo a mil.Ele mal saiu,e Annabeth apareceu.

 

— Achei você! - Antes de falar mais alguma coisa,Nancy chegou eufórica.

 

[Hoje todo mundo ficou eufórico,é?]

 

 Ela estava bem...Peculiar.Estava usando uma saia rodada até o joelho,além de uma camisa social.E estava prendendo o cabelo ruivo no casual coque.

 

— Qual é a ocasião? - Ri.

 

— Fui obrigada. - Respondeu,pegando de dentro da sacola com suas roupas casuais alguns papéis. — Mas nem se acostumem.

 

— Ok né. - Quando um carro escuro parou ali,ela se abaixou no muro e ficou escondida,espiando.Depois do carro passar,levantou denovo,pegando os papéis e entregando.

 

— As notas das atividades semanais. - Annabeth deu um sorriso radiante com a sua.As minhas estavam a mesma de sempre:6,7 ou 8 pontos.Percy fez uma careta impagável com as dele.

 

— Péssimo,Jackson. - Nancy sorriu divertida com a cara e resmungos dele. — Treinamento extra para você.

 

— Com o treinador? - Perguntou,se apavorando com a idéia.

 

— Não.Comigo. - Deu um sorriso psicótico. — Prepare-se.

 

— Puta merda! Isso é pior do que o treinador.Ou melhor,pior do que ser virgem.

 

— EI! - Eu e Annabeth exclamamos,apesar do meu ser mas alto.Riu de nossa cara,mas Nancy arqueou as duas sobrancelha.

 

— Virgem? - Assenti devagar.Pegou na minha cintura e me puxou para a perto. — Delícia!

 

  Quando se convive duas semanas com a Nancy,você nunca sabe quando ela está falando sério,então paralisei.Ela riu,se afastando.

 

— Mentira,minha prioridade agora é outra,apesar de que eu adoro tirar virgindade dos outros. - Olhou para Annabeth. — E essa virgindade eu vou deixar com a Annie.

 

— Cala a boca! - Falamos em uníssono,e ela riu.

 

— Vou indo me trocar.Até daqui a pouco,plantinhas! - Acenou,mostrando sua única e aterrorizante vaidade:Unhas ztiletto enormes (Muito maiores do que a da Thalia),mais ou menos do tamanho de um dedão,dessa vez sem nenhuma cor,e saiu.

 

 Esperei uns minutos até dizer.

 

— Alguém mais pra atrapalhar?  Não? Ótimo. - Virei para Annabeth. — O que houve,Annie?

 

— Venha comigo. - Me puxou até a sala da primeira aula de hoje,Ciências. (Era também a sala de Sexologia,mas ok) — Primiero:Como anda sua perna? Will me contou.

 

—Ah,bem. - Olhei para a perna,que estava coberta com a calça. — E você anda bem...?

 

— Mais ou menos. - Disse. — Enfim...Sobre a festa...

 

— N-Não,tudo bem. - Gaguejei. — Você estava bêbada...Não precisa se desculpar.

 

— Não é isso.... - Se aproximou,o que me deixou estranhamente nervoso. — É que por mais vergonhoso que tenha sido,eu não consigo me arrepender.

 

— O...O que? - Paralisei.

 

— E que eu queria fazer o principal,mas você fugiu. - Olhou para a câmera,no qual estava quebrada. — Então...

 

 Fechou os olhos e foi se aproximando lentamente.Meu coração acelerou,e conclui uma coisa antes de começar a me aproximar também:

 

Definitivamente,todo mundo ama o Nico di Angelo. 


Notas Finais


※ Peterzinho tem 17 aniteos :3

※ Nancy diáriamente usa calções masculinos largos,mas um pouco ajustados na cintura e a camiseta do colégio por cima do calção. sz

※ Eu sei que a história parece que está voando,mas já se passaram duas semanas,logo três! XD Então não estranhem a intímidade do Nico com o Will,até por quê eles andam próximos.

※ Muita gente teorizando que o Peter é a Piper,e a Piper e o Jason transam (Ou quase)...Será mesmo? e.e

※ Gente,vocês já viram o trailer de "O Último Virgem"? Na hora que eu vi me veio a cabeça Zerophilia,e eu ri tanto,que pensei e acho que vou me inspirar em algumas cenas do filme também ahsgaha.Link pra quem quiser ver e pegar alguns possíveis spoilers: https://youtu.be/ZguXOcLmKPc

※ "Mi amor" e "Mi carinõ" são "Meu amor" e "Meu carinho" :3

~

PETER,ANNABETH,WILL,NANCY E A PORRA TODA COM O ESPIRÍTO SAFADO,ADOROOOOOOO!

NEM É PETER MCLEAN,É PETER SAFADÃO MESMO! Agauagauha.Eu adoro personalidades safadas,então Peterzinho é de ouro viu gente? :3

VAI TER FIERROCHASE SIM,e se reclamar ainda faço Lemon. (RECLAMEM MUITO,OBRIGADO)

BOOM,LEYNA JÁ ACONTECEU NO PASSADO
BOOM,REYNA É MALTRATADA
BOOM,VOCÊS AINDA NÃO VÃO SABER O MOTIVO AHSGAUSGHA

Hades is homophobic? Descubra no próximo episódio de "A vida dos adolescentes de NYC!"

6 perceberam que não é mais "Annabeth",é "Annie"? 🌚

"Nossa,a Beryl morreu mas a Maria ainda continua intacta,por quê?" Só digo uma coisa:AINDA XD

Piper lá pro capítulo 4/5:"Ela é tão santa que até dói."
Se esse é o santa da Nancy,nem quero ver o safada ahsgiahdhsjdfj.

SERÁ QUE VAI ROLAR BEIJO IRMÃOS?

VOCÊS SÓ VÃO DESCOBRIR DAQUI DUAS SEMANAS *RISADA MALÍGNA*

Espero que tenhqm gostado! Até! O/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...