História Zombie Apocalíptico - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, Originais, The 100
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Clarke Griffin, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Lexa, Normani Hamilton, Octavia Blake, Personagens Originais, Raven Reyes
Tags Camren G!p Norminah
Visualizações 12
Palavras 1.546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Científica, Luta, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chega dá uma agonia quando dá errado aaahhh...

Capítulo 11 - Sem saída


Maya Scott on.

Estamos um pouco afastadas do portão se caso conseguirem passar por ele... Parece que eu to vivendo um filme de terror olhando pra aquelas coisas horrorosas, sinto falta da Lara... Só espero que esteja bem...

-Octávia me empresta seu escuda??

-Pra quê?!

-Pra falar com a Lara...

-Ah claro aqui - Falou me dando escuda.

-Valeu...

Escuda on.

-Aqui é Maya... Quero falar com a Lara...

-Oi amor aconteceu alguma coisa??

-Não amor só tava com saudade...- sorri - nós estamos divertindo aqui - Olhei pra Octávia que ria balançando a cabeça - Por aqui ta sub-controle por enquanto...

-E aqui estamos recolhendo algumas coisas que conseguimos achar...

-Vão demorar muito??

-Não sei... Estão tentando encontrar informações de alguma cura...

-Amor??

-Oi?!

-Te amo...

-Também te amo - riu - quando tudo isso acabar...- Ela falou com uma voz sexy o que fez Octávia olhar pra mim maliciosa - eu vou querer que me foda com esse seu pau todos os dias até me cansar... Ouviu?? Isso foi uma ordem.

-Ta - Eu tava corada minhas bochechas ardiam com Octávia me olhando. - Prometo amor.

-Muito bem... Tenho que desligar agora amor. DJ fez merda aqui.

-Ta bom... Se cuida por aí.

-Você também...

Escuda off.

-Quer dizer que uma garota de 16 anos já fode - falou rindo.

-Na verdade perdi minha virgindade com 14 anos...

-Tava muito apressada hein... - Me estendeu garrafa de água.

-Valeu... - Peguei o mesmo - sabe como é os hormônios...

-Como sei...- riu - perdi minha virgindade com 13 anos com uma colega de escola...

-Pensei que fosse com a Raven...

-Ah Raven...minha gostosa apareceu na minha vida quando já tava com 17 anos... E Raven perdeu virgindade dela comigo - sorriu sua feição mudou pra tristeza - na época ela tinha 15 anos, um ano depois ela tinha se engravidado do nosso primeiro filho...mas com dois meses ela havia perdido.

-Sinto muito... Tudo na vida tem um propósito...- Falei lembrando que quase aconteceu comigo - Lara quase se engravidou quando ainda tinha 14 anos, por problemas de saúde acabou perdendo o bebê nem mesmo não ter formado um feto... Ela sofre de demetriose, não pode ter filhos porque não consegue segurar a gravidez por muito tempo... - falei triste. - confesso que mesmo com 16 anos estava feliz de ser pai...

-Te entendo... Eu também me sentia muito feliz que ia ser pai, ter engravidado a mulher que eu amo... Mesmo que não foi, permaneci ao lado dela até hoje...

-Realmente nós amamos nossas mulheres... - Falei sorrindo boba.

-Brinde a nossas mulheres - Peguei minha garrafa e brindamos.

[...]

R. Borges on.

-Porra DJ olha que tu fez sua retardada - falou Lauren irritada.

-Calma ta leite azedo... Foi nada de mais - revira olhos.

-Você é uma the monia isso sim...

-Versão Beyoncé - Falou convencida.

As meninas ficaram putas porque Dinah jogou cosmas nelas... Pura sorte que não pegou em mim.

-Em meio ao desastre ela consegue ser tão Dinah Jane - falei rindo.

-Lógico meu bem...

-Alguém viu a baixinha?? - Notei que a mesma não tava aqui.

-Ué ela tava aqui...

Meu coração começou a bater errado...

-Vou procurar ela... - falei saindo da sala.

Tava andando pelo corredor procurando que nem uma mãe desesperada...

Vi vulto passando por uma sala então decidir seguir, corri naquele direção, ouvir um gemido de frustração logo vejo que é uma Ally tentando abrir um balde/lata de chocolate... Aquela cena era tão fofa queria gravar...

-Ta tudo bem ai Ally??

-Aii que susto - falou colocando a mão no peito - to com fome não to conseguindo abrir essa merda...- Fez bico.

-Me dá aqui - Ally me estendeu peguei minha faca colocando numa barra da lata, fiz pouco de força conseguindo abrir. - Pronto aqui.

-Obrigada - Seus olhos brilhavam.

-Vai precisa de uma facolher...- Ally me olhou confusa - É metade faca e metade colher - falei mostrando que na mesma hora pegou da minha mão acabei rindo.

-Hum muito bom - falou se deliciando chocolate...

-Você me assustou quando sumiu.

-Desculpa... Minha fome falou mais alto - falou rindo.

-Sabe que te amo Ally nunca mais faz isso ta?!

-Ta bom... Quer um pouco. - Colocando pouco de chocolate na minha boca tratei de devorar...

-Que bonito hein...muito bonito... Será que eu to atrapalhando o casalzinho ai - falou uma Manu brava.

-Não começa Manu... Só estávamos comendo chocolate.

-Sei - Cruzou os braços - Onde achou isso??

-Na cozinha - Disse óbvio - que tem aqui...

-Hum ata...

Ignorei o olhar mortal da Manu...

Pensa numa mulher ciumenta Bibi perigosa invocada... Peguei minha escuda.

Escuda on.

-Octávia... Você ta aí??

-Sim to...

-Quero que você e as meninas venham pra cá...

-Ta bom...

Escuda off.

-Algo errado?? - Perguntou Ally toda suja de chocolate.

-Não... Vamos organizar algum plano para sairmos daqui... Ou ficaremos pra sempre aqui.

-Ei - Olhei pra Manu - eu e você ainda não está resolvi... - falou indo embora.

-Desculpa não queria te causar problemas...

-Não tudo bem Ally... Ela é sempre assim.

[...]

-Chegamos - avisou Octávia.

-Muito bem meninas... Agora vamos trocar idéias de como vamos sair daqui...

-Pra mim ta claro que estamos sem saída... - Disse Ally.

-Ally tenha mais fé - Lembrei do que ela havia dito - Lembra que você mesma disse, não perdemos a fé.

-Desculpa... Eu só to com medo.

-Todos nós estamos com medo - Todas olharam pra mim como se estivessem falando "não me diga" - Sim confesso que to com medo...

-Já que aqui é uma usina em laboratórios de experimentos - Raven começou a falar - Todo lugar tem um lugar secreto, uma saída de emergência... Se acharmos uma delas conseguiremos sair daqui... Ou eu posso criar um tipo de rádio que possa me conectar a Alícia pra nos mandar instruções desse lugar...

-Seria perfeito a ideia... - falei pensado sobre isso.

-Eu também tive uma ideia maluca - disse Maya - se uma de nós pegar um carro fazer barulho para atrair-los pra bem longe daqui... Mas as meninas acharam uma loucura...

-Isso seria uma loucura mas também funcionaria... Assim vocês conseguiriam sair daqui... - Disse pensando ser uma boa ideia.

-Não...Não... E não - berro Camila - não vamos nos separar.

-Raven por quanto tempo vai demorar pra construir um rádio??

-Se tiver tudo que eu preciso aqui, não vai demorar muito.

-OK... Fala do que precisa...

-Vou precisar algumas peças de computador, fios variados que estejam funcionando e também me dê a escuda - Pediu logo dei - e também teclado de preferência de números...

[...]

As meninas estavam trabalhando juntas para conseguir construir um rádio...

-Manu posso falar com você?!

-Pode - andamos pouco distante delas. - O que quer?! - Perguntou cruzando braços.

-Quero que saiba que eu te amo, to com você... Não precisa sentir ciúmes.

-Ver você com a Ally no momento romântico me encomodou muito...

-Já falei só estávamos conversando e comendo chocolate...

-É difícil de acreditar que você deixou de ser cafageste. - eu rir com aquilo.

-Eu nunca fui cafageste ta legal... Só tinha "fama" disso mas eu não era... Ah Manu não estamos mais no colegial... Já somos praticamente quase adultas.

-Desculpa... É que as vezes é difícil...- Interrompi a mesma no beijo inesperado.

-Não se preocupe, só quero que confie em mim...

-Eu confio em você...

-E eu amo você Hemanuelly - Falei pra irritar ela odeia esse nome.

-Puta que pariu Rhayanne sabe que eu odeio esse nome - m bateu.

-aaiin - gemi de dor. - também não precisava ser tão agressiva...

-Vai te foder porra...

-Porque você mesma não me fode - puxo Manu pra mim com certa brutalidade.

-Eu...- Simplesmente me atacou beijos voraz...

[...]

Octávia Blake on.

-Essas duas vão acabar se comendo aqui - disse Helda.

-Tenho quase certeza - rir.

-A cara da Ally ta sendo das melhores... - Gargalhamos.

1 hora depois...

Já se fazia uma hora que Raven tava construindo um tipo de rádio, e agora ela ta tentando algum sinal com Alícia...

-Conseguiu amor??

-Não - Ela tava com a feição de decepção.

-Ei amor você vai conseguir...- sorri na mesma hora sorriu.

-Sabe que eu amo esse seu sorriso - apertou minhas bochechas fazendo com que eu ficasse com um bicão.

-Gente venham ver isso - Maya falou um mais alto.

Andei até a janela onde Maya estava...

-Pra onde eles estão indo?? -Perguntei vendo os errantes indo para algum lugar...

-Eu não sei...

-Isso não tá me cheirando bem. - Falou Borges. - Vem comigo Octávia.

Saímos daquela sala correndo.

[...]

-Acho que isso deve ser coisa da Alícia - Comentei.

-Tenho quase certeza que não... Quem quer que seja só pode ta maluco.

Escuda on.

-E ai galera sentiram minha falta?! - riu.

Borges pegou escuda da minha mão.

-Sua louca desce desse carrão agora - Ordenou gritando.

-Sinto muito agora não dá... Vou passear um pouco por aí com eles.

-So me diz quem é idiota que ta sendo quase comido pelos errantes.??

-Ah esse idiota tentou me "estuprar" mas eu fui mais rápida capturei ele e agora ta sendo... Digamos jantarzinho. - riu sapeca.

-Só toma cuidado Tata.

-Pode deixar... E encontrem a cura... Isso tudo ta ficando intentiante...- falou frustrada - ah nos encontremos outra vez.

-Te amo...

-Te amo maninha...

Escuda off.

-Essa sua irmã me surpreende - rir.

-Essa louca é doente mental isso sim...- revira olhos.

-Diz logo que ta orgulhosa dela?!

-To orgulhosa da minha gêmea só espero que ela fique bem...

-Ela vai ficar...

- sorrir.

Ouvimos passos apressados olhamos pra trás vendo as meninas...

-Não vão me dizer que aquela louca era Tayane?! - assentimos. - Como ela conseguiu sobreviver?! - riu - Essa garota me surpreende...

-Quem é Tayane?? - Perguntou Ally.

-É a irmã gêmea da Rhayanne - falei pegando no ombro dela.

-É ne...- revira olhos - Pelo menos o caminho ta livre pra nós...

-Qual é a nossa próxima parada??

-Laboratório Russiano...

Nos entreolhamos sabendo que o caminho será muito longo... Não sabemos o que vamos enfrentar pela frente...


Notas Finais


Kkkkk socorrooo não aguento essa mais louca que a Borges kkkk...

Até a próxima...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...