História Zombie Apocalypse (Panelinha de Dublagem) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Exibições 57
Palavras 1.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nossa, eu sei que fui um filha da puta, mas lembrando uma coisinha pra vocês, não sou eu que decido, são os dados.

Capítulo 16 - Vocês Não...


Sarah acordou cedo, ela se levantou lentamente, afinal todos estavam dormindo, menos Marcus, ele foi o último a ficar de guarda, Sarah não se preocupou muito isso, ele sabia bem se proteger, mas uma coisa deixou ela um pouco confusa, a porta da sala estava aberta, e Marcus não estava dentro da sala, mas Sarah se despreocupou ao ver a ponta da foice dele do outro lado da porta.

 

Ela se levantou e foi até sua mochila, que estava junta com todas as outras num canto ali perto, ela pegou uma barra de cereal e uma garrafinha d’água, ela se alimentou rapidamente e jogou as coisas num lixo perto das bolsas, logo depois se levantou e foi até a porta para ver Marcus, e ao chegar lá, começou a chorar muito...

 

-Amor, o que aconteceu com você?!? – Sarah se abaixou em frente a Marcus, que estava sentado encostado na parede completamente machucado, com cortes e machucados por todo o corpo, e uma grande mordida no pescoço – Por que não ficou lá dentro?!?

 

-Eu ouvi alguém pedindo socorro... – Marcus disse muito cansado, mas com um pequeno sorriso de canto – Eu tinha que proteger você...

 

-Não, não, não... – Sarah disse chorando bastante, ela quase não conseguia falar, pois chorava muito – Estávamos protegidos, era só ficar lá dentro e deixar a porra da porta fechada!!

 

Marcus não respondeu nada, apenas puxou a namorada para um último beijo, Sarah correspondeu ainda chorando muito, os dois ficaram daquele jeito por alguns minutos, até que Marcus se separou de Sarah e se arrastou um pouco para longe segurando sua foice, seu corpo estava se contorcendo, e a pele se desgrudando de seu corpo...

 

-Entra na sala e tranca a porta!!! – Marcus ordenou a namorada em tom sério – Não sai de lá por nada nesse mundo!

 

-A-Amor... – Sarah tentou se aproximar do namorado chorando cada vez mais

 

-Por favor, eu não quero que se transforme nisso também! – os olhos de Marcus já estavam ficando sem vida

 

Sarah entrou de volta na sala, fechou a porta e a trancou, logo depois pegou sua Besta e se sentou ao lado das bolsas, longe de todos, ela ainda chorava ao ouvir os grunhidos de dor de Marcus do outro lado da porta, suas lágrimas pareciam que não iam acabar, mas ela parou ao ouvir Bruna lhe chamando...

 

-Sarah... – a voz de Bruna soou cansada e estranha – Sarah...

 

-O-Oi Bru... – Sarah parou de chorar e olhou para a amiga, logo depois se levantou tanto quanto alerta quanto em choque – Vocês também não...

 

Todos seus amigos estavam transformados em zumbis, eles seguravam suas armas e andavam em sua direção repetindo seu nome constantemente, Sarah não sabia mais o que fazer, ela queria chorar, mas sabia que se abaixasse sua guarda, ia ser morta por seus própios amigos...

 

-Fiquem para trás!!! – Sarah ordenou levantando sua Besta em direção a eles, que por incrível que pareça, pararam de se mover em direção a Sarah – Vocês ainda me entendem?

 

Como esperado, eles não responderam nada, então Sarah pegou sua mochila ainda mirando em seus amigos, que pareciam estar a observando em silêncio, ela estava triste e amedrontada ao mesmo tempo, Sarah não sabia mais o que fazer, a partir daquele momento ela estava sozinha em meio aquele apocalipse...

 

-Adeus pessoal... – Sarah disse prestes a pular a janela,mas em um descuido, ficou de costas para os zumbis

 

Esse descuido foi fatal para Sarah, como os zumbis antes de serem aquilo já eram acostumados a usar armas, mesmo daquele jeito eles ainda sabiam usar suas devidas armas, então Stella lançou seu gancho em direção a Sarah, o gancho entrou profundamente dentro do ombro de Sarah, ela urrou de dor ao sentir a lâmina adentrando seu corpo, seu corpo começou a ser arrastado em direção aos zumbis...

 

Sarah conseguiu tirar a lâmina de seu ombro, ela se levantou e correu até a porta e tentou a destrancar, mas a porta estava emperrada, ao se virar, ela foi jogada longe por uma martelada que Bruna acertou em seu braço direito, Sarah já estava chorando de dor, mesmo com o braço quebrado e a cabeça latejando, mas mesmo assim ela se levantou, ela precisava fugir dali.

 

Muito sangue caia do buraco em seu braço, Sarah chorava muito de dor, quanto de tristeza, ela não sabia o que fazer, a adrenalina estava correndo em todos os lugares possíveis de seu corpo, então ela se decidiu, Sarah pegou sua Besta e mirou em direção em Stella, e quando foi atirar...

 

-Sarah... – Shiryu mirou sua pistola em direção na perna de Sarah e atirou, a fazendo cair gritando de dor logo depois

 

Sarah se arrastou em direção a porta e ficou sentada com a cabeça recostada na porta, apenas esperando sua morte, até que de repente a lâmina da foice de Marcus passou pela porta, Sarah se assustou muito, mas não se moveu, seu corpo estava cansado, mesmo se ela conseguisse se levantar, fugir era impossível...

 

-Sarah... – Marcus terminou de arrombar a porta, fazendo Sarah cair deitada, quase perdendo sua vida completamente, os zumbis já estavam se aproximando de suas pernas quando Marcus se abaixou em sua frente, cada vez mais ele se aproximava de seu pescoço – Sarah. – Marcus chegou muito perto do pescoço de Sarah, ela conseguia sentir a respiração quente e horrível de Marcus em seu pescoço – SARAH!

 

Ao ouvir o grito de Marcus, Sarah acordou com seu coração a mil ao lado de seu namorado, seu corpo estava completamente suado e quente, ela olhou pros lados e viu todos seus amigos dormindo, a porta fechada e trancada, com ninguém de guarda, seu corpo ainda tremia muito, seus pensamentos estavam confusos e sua cabeça latejando...

 

Como ainda era madrugada, ela depositou um beijo em Marcus, se levantou, pegou sua Besta que estava junto as mochilas, se encostou na parede, e ficou fazendo a guarda o resto da madrugada, apenas admirando o sol surgindo pelas janelas da sala.

 

-Eu espero que nada aconteça com vocês... – Sarah disse pra si mesma enquanto observava seus amigos.


Notas Finais


HÁ, TROLLEI!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...