História Zootopia - Casos de uma dupla animal! - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
Tags Judy, Judy Hopps, Mistério, Nicholas Wilde, Nick, Zootopia
Exibições 82
Palavras 2.640
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegooooou mais um capitulo quentinho pra vcs!

Boa leitura meus leitores queridos!

Capítulo 16 - Café Mestiço


Fanfic / Fanfiction Zootopia - Casos de uma dupla animal! - Capítulo 16 - Café Mestiço


Judy
 
             

Eu e Nick acompanhados de Oliver, fomos até uma pequena cafeteria que ficava na rua onde aconteceria a 
manifestação.             

Era um local pequeno mas muito bem organizado e arrumado para proporcionar aos clientes o maximo de conforto possivel.            

 O ambiente era climatizado e o ar possuia uma leve fragancia de baunilha. As paredes eram todas bem limpas e decoradas com chicaras de café em alto relevo.            

 Nos sentamos em uma pequena mesa proxima a uma enorme janela de vidro e antes que pudessemos perceber ja havia uma bela tigresa pronta para anotar nossos pedidos.             

- Uma boa tarde senhores, senhora - Disse a funcionaria - Ja tem algum pedido em mente ou preferem pedir mais tarde?             

Nick ja levantou a mão indicando que iria fazer o pedido.             

- Eu gostaria de café, preto por favor - Disse Nick - E com bastante açucar.            

- Desse jeito vai engordar - Brinquei dando uma leve cotovelada em seu estomago.            

- E a senhorita? - Perguntou a funcionaria.            

- Café preto tambem - Pedi - Mas com menos açucar.            

A garçonete anotava rapidamente os pedidos.             

- Ta tentando manter o corpinho, oficial hopps? - Perguntou Nick.             

- Nick - Disse envergonhada - Não é hora para brincadeiras!             

- Foi mal... foi mal - Disse ele rindo.             

- E o senhor? - Perguntou a Funcionaria olhando para Oliver.            

- Café misto - Disse ele - Por favor!           

A garçonete anotou, fez um leve aceno positivo com a cabeça e em seguida foi até o balcão entregar os pedidos.            

Nick se virou para Oliver com cara de quem estava pronto para fazer alguma piadinha.             

- Então... - Disse Nick tentando puxar assunto - Gosta de coisas Mistas?            

Dei uma cotovelada mais forte no braço dele.            

- Nick isso não tem graça - Disse seria - Vai acabar ofendendo nosso convidado!             

- Não se preocupe oficial Hopps - Disse Oliver - Não me ofendi.           

Me virei para o animal mestiço que se sentava conosco e agora, olhando mais de perto pude entender o que os outros diziam sobre sentir uma estranheza ao olhar para Oliver.     

    Ele era alto como um lobo, e muito forte tambem, me lembrava até Mathew de certa forma o que me dava calafrios. Mas o que o tornava diferente... Hipnotizante até eram suas feições de raposa.          

 Ele tinha olhos azuis que passavam a tipica esperteza das raposas, uma cauda fofa quase igual a de Nick mas um pouco maior, orelhas pontudas como as de um lobo mas compridas assim como as de uma raposa.           

Olhar para ele realmente trazia certa estranheza, era como se algo penetrasse minha mente e eu não conseguisse tirar.           

Seus olhos pareciam me dizer que ele estava pronto a responder qualquer coisa com frases espertas e ao mesmo tempo pareciam me falar que ele estava pronto para me estrangular se necessario for.           

- Senhorita Hopps? - Perguntou Oliver me tirando daquele transe hipnotico - Esta me olhando fixamente a pelo menos dois minutos e não disse nada.          

Fiquei envergonhada por uns instantes, realmente ele não era um animal comum mas ninguem gosta de ser encarado por tanto tempo!         

- Mil perdões senhor, apenas fiquei...       

- Intrigada ao me olhar - Disse ele completando minha frase - Se eu ganhasse um dollar cada vez que ouvisse isso, seria mais rico que a propria Gazella!        

Cocei a nuca e me ajeitei na cadeira e sem demorar, a garçonete trouxe nossos cafés e foi embora em seguida.       

- E então? - Peguntou Oliver - Sobre o que gostariam de conversar?

Ele pegou sua caneca e levou ate a boca.      

Eu e Nick trocamos olhares e acenamos. Pegamos uma pasta que Nick trazia consigo, abrimos e retiramos de dentro algumas fotos.  

- O senhor conhece algum desses animais? - Perguntei enquanto mostrava fotos do casal de zebras, veados e girafas.     

  Oliver as analisou por alguns instantes, olhou para cada uma e botou a pata no queixo.    

- Acho que me lembro deles - Disse por fim - Costumavam frequentar as manifestações, mas ja faz um tempo que não tenho noticias deles... Eles estão bem?     

- Não senhor - Disse Nick - Eles foram assassinados.    

- Assassinados? - Perguntou Oliver elevando um pouco a voz - Por que?     

- Por favor abaixe a voz senhor - Disse a ele calmamente - Ainda não sabemos o motivo!      

Oliver botou a mão na testa.      

- Quando aconteceu? - Ele perguntou.     

- Durante suas manifestações - Nick respondeu.      

- Não pode estar falando serio... - Ele se negou a acreditar  - Como eu não fiquei sabendo disso antes?     

- Não tinhamos provas o suficiente,  mas agora sabemos que todos os crimes mais recentes, assassinato, trafico de drogas e muitos outros estão usando sua manifestação como base para se protegerem da atividade da policia - Afirmei.     

Oliver parecia bem incomodado com a situação, mas o pior nem havia chegado ainda.     

- Temos motivos para acreditar que alguem esta coordenando os crimes - Disse Nick - E esse alguem definitivamente faz parte dos manifestantes!    

- E como podem ter tanta certeza? - Perguntou Oliver desafiadoramente.      

- Todos os animais das fotos foram assassinados da mesma maneira, com as mesmas armas mas por diferentes assassinos - Respondi - Até agora temos um assassino preso e pelo menos mais 2 a solta.     

- E tem suspeitas de quem sejam eles? - Ele perguntou.      

Tirei da pasta mais uma foto, uma em baixa resolução mas era tudo o que tinhamos. Um leão e um jaguar vestidos com sobretudos azul escuro e fumando cigarros.     

- Esses dois foram responsaveis por assassinar o casal de veados - Disse Nick - Tem ideia de quem sejam?      

Oliver botou as patas em frente aos olhos forçando-se a lembrar de alguma coisa.      

- Não, não os conheço - Disse ele.    

 Nick guardou as fotos em um envelope e as colocou de volta na pasta.    

- Aparentemente o mandante sabe exatamente quando e onde as manifestaões irão ocorrer - Disse a ele - Como você reune todos os manifestantes?     

- Eu envio E-Mails e posto no grupo do Snoutbook¹ - Ele respondeu.   

- Mas você decide sozinho o local e o horario? - Perguntamos. 

- Não, eu discuto e divido informação previa com 3 membros do nosso "Conselho de organizadores" - Disse ele.     

- Isso quer dizer que um deles pode estar vazando infomação para o mandante - Falei - Ou ser o proprio mandante!     

- Eu conheço os animais que trabalham comigo - Disse Oliver aparentemente aborrecido - Nenhum deles é assassino!     

- Temos que investigar melhor antes de tomarmos conclusões - Disse Nick.    

 Olhei para Oliver e vi que ele se sentia muito incomodado com a situação, de fato saber de todos esses crimes deve ter sido chocante para ele.    

 - Senhor Oliver - Chamei sua atenção para mim - Você pode pedir para que os manifestantes não se reunam amanha? Isso ajudaria muito em nossa...    

- Nunca - Disse Oliver furioso - Eu e aqueles animais nos manifestamos justamente para exigir que a policia pare com suas negligencias, ja fazem meses desde o assassinato de meus páis e até hoje nenhum resultado foi divulgado, mesmo depois de eu ter dado toda a informação que eu tinha!   

 - Senhor se acalme, o DPZ está maluco atrás do assassino de seus pais - Tentei acalma-lo - Mas se você se recusar a parar as manifestações por um dia que seja, apenas irá nos impedir de prosseguir com as investigações.       

- Você acha que eu vou acreditar em vocês? - Disse ele furioso - No final vocês só querem nos calar!      

- Senhor nós...  

 - Eu ainda não acabei - Esbravejou - Eu sei bem que o DPZ não está nem ai pro assassinato de meus pais apenas por eles terem sido Hibridos não é mesmo?      

 Ele estava realmente descontrolado. Os relacionamentos hibridos realmente eram alvo de muito preconceito e até violencia alguns anos atrás mas agora isso ja não era mais uma realidade, claro que ainda existiam animais que eram contra isso, animais que defendiam seus principios conservadores e que se banhavam em preconceito contra essa nova realidade.    

Se ainda estivessemos naquela epoca... Aquilo que aconteceu entre eu e Nick meses atrás seria motivo para sermos caçados e talvez até mortos. Mas por sorte, mesmo não vivendo mais naquela epoca, ninguem sabia sobre aquilo, apenas nós!    

- Quem liga pra um lobo e uma raposa - Disse ele com um olhar furioso mas ao mesmo tempo triste - Nem meu irmão parece ligar para o que aconteceu com nossos pais.    

- Você tem um irmão? - Perguntei curiosa.  

 - Nem sei se posso chamar aquele maldito imprestavel de irmão - Disse Oliver - Depois que se formou, arrumou um trabalho como cientista forense e CSI, mas logo se demitiu e foi morar em uma cidade distante trabalhando como detetive particular.    

- E ele não veio ao velorio de seus pais? - Perguntei.   

- O maldito veio - Confirmou Oliver - Mas quando eu o pedi para que investigasse o caso, ele se recusou e disse que não iria se envolver com isso...    

Ele parou por um instante e continuou.   

- Deixe pra policia ele disse, ele sabem o que fazem ele disse - Oliver virou-se para o lado e pareceu enxugar uma lagrima - O maldito nem esperou o funeral acabar, se virou e foi embora para a cidade dele... Espero que nunca volte!    

- Vocês foram sempre assim... Distantes? - Nick perguntou.    

- Sim - Confirmou Oliver - O Robin é quase o meu oposto... Meu pelo é branco, o dele é escuro... Ele detestava tudo o que eu gostava... Nós nunca nos demos bem mesmo sendo gemeos.    

- Entendi - Nick respondeu.   

- Espero que tenham entendido então o por que de eu me recusar a parar as manifestações! - Ele esbravejou - Se a policia não vai tomar atitude, então o povo vai obriga-los a agir! Eu não vou descansar até que aquele bando de preconceituosos...     

- Meu pai foi assassinado quando eu tinha apenas 7 anos - Nick o interrompeu - Ele foi assassinado por lobos, quer tentar adivinhar o por que?     

 Oliver parecia chocado com  as palavras de Nick.  

- PORQUE ELE ERA UMA MALDITA DE UMA RAPOSA - Nick gritou assustando todos os que estavam na cafeteria - É com isso que eu vivi a vida inteira, preconceito e racismo apenas por eu ser o que sou!    

Nick estava com os olhos marejados, ele nunca havia me falado isso, sempre desviou o assunto quando eu perguntava.     

- Se o mundo ve uma raposa como alguem que não é confiavel, não ha motivo para tentar ser algo mais - Disse Nick - Isso era a lição que eu carregava dentro de mim!     

- Nick...   

 - Mas a Cenou... A oficial Hopps me mostrou que não importa a forma como o mundo te vê, todos podem ser o que quiser! - Nick esbravejou - Então se você acredita que todos os policiais são preconceituosos e desonestos... Você esta sendo tão preconceituoso quanto os animais que matara meu pai! 

    Oliver estava calado, não conseguia falar nada mesmo que quisesse.      

- Então eu lhe pergunto Oliver, você não se importa com os animais que estão correndo perigo de serem assassinados?  Não se importa com os pais que estão deixando suas crianças sem ninguem para cuidar delas? - Nick estava em chamas.    

 Botei minha mão em seu ombro e tentei acalma-lo.   

- Nick... As pessoas estão assustadas!     

Ele saiu daquele estado de furia e se ageitou cansadamente na cadeira, olhou em volta e percebeu que muitos dos funcionarios e clientes nos olhavam assustadas.     

- Me desculpe... eu perdi a linha - Disse Nick.    

 - Esta tudo bem oficial Wilde - Disse Oliver - E você tem razão, acho que posso dar um voto de confiança, mas será apenas amanha ouviram, depois as manifestações retornam!    

 Nesse momento algo veio até mim, um plano!      

- Na verdade... acho que tenho uma ideia melhor - Afirmei.      

Os dois olharam para mim confusos.      

Me aproximei dos dois e abaixei minha voz.

- Oliver, marque a manifestação amanha aqui mesmo na praça central, mas depois que os animais começarem a se reunir você cancela, uns 5 minutos depois deve ser o suficiente!      

- Por que eu faria isso? - Ele questionou confuso.     

- Por que vamos montar uma armadilha la dentro - Falei baixinho - E se os assassinos estiverem lá, nós vamos encontra-lo! 

--
    

Nem acreditei quando Oliver aceitou nos ajudar em nossa missão, entramos em nossa viatura e fomos em direção ao DPZ para em seguida voltar para casa.    

 As coisas que ouvi nick dizer essa tarde ainda estavam em minha cabeça, toda aquela angustia e tristeza que ele guardava dentro de si por causa da morte do pai... Eu tinha certeza que ele não iria querer me contar nada mas mesmo assim eu insisti e tentei perguntar.     

- Por você nunca me contou sobre o que aconteceu com seu pai?          

- Eu não gosto de me lembrar disso - Ele respondeu - O dia em que ele morreu foi muito... Dificil.     

Ele não conseguia falar sobre seu pai sem perder o tom da voz.   

 - Vocês eram muito proximos?       

- Não tanto quanto deveriamos... - Ele admitiu - Mas mesmo assim... Nós só damos valor as coisas quando perdemos não é mesmo? 

- Pois é - Disse concordando - Eu sinto muito por isso...      

- Obrigado... - Disse ele com um pequeno sorriso.    

 Continuamos nosso caminho por mais alguns minutos e deixamos o carro no DPZ. Colocamos casacos e depois fomos andando para casa e enquanto isso conversavamos mais sobre tudo que estava acontecendo esses dias.       

Nick se virou para mim e coçou a garganta.     

- Você acha que esse Oliver pode ser o tal mandante? - Perguntou Nick. 

- Por que pensa isso? - Questionei - Ele lhe pareceu suspeito?

- A forma como ele ficou furioso quando falamos sobre parar as manifestações, sua aparente calma ao tratar sobre os mortos...      

- Se ele é o mandante, por que ele mataria seus próprios manifestantes? - Perguntei - E ele parecia bem abalado quando contamos sobre os assassinatos.     

- Eu não sei Cenourinha... Mas algo nele não me cheira bem!      

- Se ele for o mandante, e os criminosos não aparecerem significa que alguem os contou que não haveria manifestação - Disse para Nick.    

 - Espera ai... Por isso você disse 5 minutos depois dos animais começarem a se reunir? - Ele me perguntou surpreso - Dessa forma...     

- Os assassinos sempre chegam pontualmente - Respondi - Se fosse cancelado antes eles nem viriam.     

- Mas se eles estiverem lá, já vai ser tarde demais para eles conseguirem escapar - Nick completou.   

- E se nem mesmo os outros organizadores souberem sobre o cancelamento, assim como exigimos... - Esperei Nick completar.      

- Não tem como o mandante saber sobre a armadilha - Disse Nick - E se souber só tem uma pessoa que seria capaz de dar essa informação...     

- O próprio Oliver! - Afirmei.      

- Coelha esperta - Disse Nick - Mesmo que Oliver seja o mandante ele não pode avisar aos assassinos para não ir nesse dia, senão ele se entrega!     

- Exato - Respondi.      

- Cenourinha... Estou impressionado - Disse ele com um largo sorriso.     

- Aprendi com o melhor - Afirmei.

-Se chama golpe meu amor - Dissemos em coro! 

Estávamos confiantes, dessa vez encontraríamos os assassinos e com sorte o próprio mandante dos crimes! 

 

--
   

No dia seguinte nós estávamos prontos, já havíamos discutido o plano com o chefe bogo e ele nos deu a permissão para realizar a operação.

 Nosso plano estava feito e nossa armadilha estava armada, tudo que faltava era que os criminosos mordessem a isca, e mesmo que algo desse errado... Nós também tínhamos um plano B! 


Notas Finais


E esse capitulo pegou fogo não é mesmo?
So mais 4 capitulos gente... que pressão... que medo... Ta quase lá e a paritr de agora, se preparem para presenciarem o começo do fim!

A Partir do capitulo 17 irão faltar apenas 3 horas para Judy e Nick chegarem aos acontecimentos do primeiro capitulo! Durmam com essa tensão!

Enfim espero ansioso para poder ler e responder todos os seus comentarios, criticas, elogiios, perguntas e etc... ADORO INTERAGIR COM VOCÊS!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...