História Zootopia - Casos de uma dupla animal! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
Tags Judy, Judy Hopps, Mistério, Nicholas Wilde, Nick, Zootopia
Exibições 106
Palavras 2.563
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente terminei o capitulo 7, e para a felicidade e tristeza de alguns, as Férias de Nick e Judy chegaram ao seu fim, de uma forma bem... Melhor eu deixar vocês descobrirem por vocês mesmos.

Boa leitura a todos!

Capítulo 7 - Fim das férias


Fanfic / Fanfiction Zootopia - Casos de uma dupla animal! - Capítulo 7 - Fim das férias


Judy

 

Os dias que se seguiram após a visitarmos a mãe de Nick foram bem tranquilos. Fomos ao cinema,  ao parque de diversão e até fizemos uma caminhada noturna, de fato foi uma otima semana para nós dois. 

Só tinhamos mais 7 dias de folga e queriamos aproveitar ao maximo antes de voltar ao trabalho, mas... Houve um pequeno problema.

No começo da semana comecei a sentir algo que vinha apenas uma vez ao mês, algo que me deixava emocionalmente descontrolada... Eu estava entrando no cio. Pode parecer bobeira mas para uma coelha jovem como eu, entrar no cio era uma  situação complicada... Muito complicada. 

Era segunda feira e eu havia acordado ja sabendo que nao seria facil. Tentei evitar qualquer pensamento mais... Abusado, não liguei a televisão, ao invés disso tentei me concentrar em ler algum livro. Mas a unica coisa que eu não queria ver em minha frente era um ser do sexo masculino e isso incluia...

- To entrando cenourinha - Disse nick sem nem bater na porta e como ja era de costume entrou e se sentou em meu sofá - E então, qual vai ser a programação de hoje? 

- Ooooi Nick - Disse fingindo certo entusiasmo.

Quando uma coelha entra no cio... qualquer estimulo pode ser fatal, seja esse estimulo visual, olfativo ou tatil, qualquer coisa, qualquer brincadeira mais intima poderia me impulsionar a fazer algo que eu normalmente não faria.  

Fiquei evitando olhar para nick, ele estava com sua camisa desabotoada e parte de seu peitoral estava a mostra, e por algum motivo isso me atraia de maneira assustadora. 

- Ta tudo bem com você cenourinha? - Perguntou ele enquanto se aproximava de mim - Por que não esta olhando para mim enquanto fala? 

Nick abaixou-se ate chegar em minha altura e tentou me olhar nos olhos.

- Estou atraente demais para você? - Brincou ele.

Aah Nick, mal ele sabia que não se brinca com uma coelha quando está nesses dias, tentei me controlar o maximo que pude enquanto evitava olhar para ele. 

- Por favor... Você atraente? - Digo sentindo que estava corando - Sai dessa.

- Então por quê esta evitando me olhar nos olhos? - Nick tocou meu rosto com sua mão e levemente o virou para que nos olhassemos nos olhos. 

"Ja foram 2 erros Nick, primeiro vem pra minha casa com o peitoral a mostra e depois me toca? Você vai se arrepender disso no final... e eu tambem" - Pensei enquanto concentrava minhas forças em segurar meus impulsos. 

- Sa... sai de perto Nick... - Digo relutante - Não estou em um bom momento. 

- Esta me expulsando cenourinha? - Disse ele fingindo estar magoado - Acho que você precisa de um abraço.
Nick me puxou para perto e me abraçou. Ele não era do tipo que gostava muito de ser tocado mas sempre abria excessões principalmente se fossem com o intuito de me fazer corar, ele devia achar engraçado me ver envergonhada. 

Tentei me afastar empurrando seu peito quente com minhas patas mas ele afundou minha cabeça em seu ombro me deixando de cara com seu pescoço. 

O terceiro estimulo veio arrasando todas as barreiras que eu estava criando em minha mente, aquele cheiro me deixou anestesiada. 

Quando parei de empurra-lo ele me soltou, pousou suas mãos em meu ombro e me olhou nos olhos.

Minha cabeça começou a girar enquanto eu era hipnotizada pelos lindos olhos verdes de nick, sua boca se movia mas eu não ouvia nada que ele falava... Seus labios me pareciam estar me sugando como se fossem um aspirador e eu fosse a poeira. 

- Eai melho...

Antes que ele pudesse completar a frase, eu não resisti, minhas forças acabaram e sem que eu pudesse evitar, minhas pernas me empurraram para frente e nossos labios se tocaram. 

Tudo pareceu estar em branco por poucos segundos, eu não via, ouvia ou sentia o cheiro de mais nada, tudo que eu conseguia sentir era o doce sabor de seus labios, enquanto nossas linguas começavam a se encontrar. 

- NÃO - Gritei cortando o beijo, quando finalmente recuperei o controle sobre meu corpo - Não não não! 

Pulei para trás como se escapasse de um perigoso assassino, tropecei e bati de costas na parede. Eu estava confusa, nervosa, com medo do que havia acabado de acontecer e do que ele pensaria de mim depois disso! 

- Nossa cenourinha, não precisa ficar tão nervosa foi só um... 

- NÃO! - Gritei novamente - Isso não deveria ter acontecido... A culpa é sua nick.

- O que eu fiz? - Perguntou ele confuso - Foi você que...

- Preciso ficar sozinha - Disse tentando controlar a minha voz - Por favor, vai embora.

Nick não conseguia entender direito a situação, se eu estava confusa imagino como ele deveria estar, mesmo que nao demonstrasse. 

Ele saiu e fechou a porta, nenhuma palavra foi dita. 

-- 

Eu estava sentada no sofá, ja haviam se passado algumas horas desde que "Aquilo" aconteceu. Ouço meu celular tocar e nem precisei olhar para saber quem estava me ligando.

- Oi nick - Digo enquanto atendia.

- Oi cenourinha, pronta para nossa caminhada da tarde ? - Disse ele.

Ele estava agindo estranhamente normal, sem perguntas e sem questionamentos. Eu precisava limpar a cabeça das bobeiras que estava pensando e uma caminhada seria a melhor maneira.

- Claro, ja estou indo.

Pulo do sofá, mudo de roupa e me encontro com ele do lado de fora do predio.

- Que dia  lindo não? - Disse ele com seu sorriso debochado no rosto.

- Perfeito para caminhar - Respondo.

Não trocamos muitas palavras desde então, e tinha certeza que era minha culpa, de novo eu estava o tratando mal por problemas meus. 

" Pede desculpas sua coelha burra" - Fiquei martelando minha cabeça com esse pensamento durante um tempo.

- Não precisa se desculpar por mais cedo - Disse Nick quase que lendo minha mente - Mas no lugar de desculpas eu quero saber o que aconteceu mais cedo! 

Respirei fundo ao ouvi-lo falar isso, sabia que lhe devia explicações. Eu não queria que ele pensasse coisas erradas e por isso achei que seria correto contar o que aconteceu. 

- Bem... É que... 

Enquanto caminhávamos eu contei para ele tudo que estava acontecendo, e corei muito enquanto explicava a ele sobre o cio. Achei que ele riria muito da situação mas para minha surpresa ele se mostrou bem respeitoso, parecia que ele enxergava bem como aquilo me deixou confusa e amedrontada. 

- Tudo bem... mas por que não me disse isso mais cedo? - Disse ele - Teria evitado tudo aquilo se tivesse sido sincera desde o começo!

O que ele disse fazia muito mais sentido do que parecia. 

" Sera que no fim eu não contei por que não quis evitar que acontecesse?" - Comecei a pensar - " Não... tenho que parar de pensar nessas coisas, o cio esta me deixando muito desequilibrada" .

- Tem razão, eu deveria ter sido mais sincera - Digo concordando.

A expressão facial de nick mudou de serio para sua habitual cara de malandro. Percebi que ele estava preparando alguma piadinha.

- Bom agora que estamos bem de novo tenho que dizer... - Disse ele sorrindo mais que o normal - Você beija muito bem! 

Aquilo me atingiu tanto quanto um elogio quanto como uma piada de mal gosto, corei muito e cobri meus olhos com as orelhas. 

- Nunca mais toque nesse assunto ouviu? - Digo ameaçadoramente - Nunca mais vai acontecer e não quero que ninguem saiba que aconteceu! 

- Você é a chefe - Disse ele em um tom  debochado.

" Nunca mais vai acontecer" - Penso enquanto continuamos andando.

--

Passaram-se alguns dias desde então. Meu cio havia acabado e eu finalmente me sentia eu mesma novamente. 

Acordei as 8 da manha no domingo, pulei da cama e escovei os dentes. Mudei de roupa, coloquei uma calça jeans, uma camisa de manga cumprida fina e fui preparar o café. 

- Toc, toc - Disse nick ao entrar no apartamento - Ja está pronta? 

Nesse domingo iria ter um show proximo a um lago que ficava no maior parque do coração de zootopia, e nick ja havia comprado os ingressos. 

- Sim - Disse para ele - Só estou preparando o café, sei que você iria querer! 

- Obrigado cenourinha, isso vai me economizar alguns dolares  - Disse ele enquanto pegava um copo.

- E quem disse que vai ser de graça - Digo rindo.

- Har har - Fingiu rir imitando a minha risada falsa.

Tomamos nossos cafés e saimos correndo do predio afinal queriamos pegar o melhor lugar para nós e para isso era necessario chegar bem cedo! 


--

Ja estavamos chegando no local, alguns animais ja guardavam seus lugares, alguns conversavam em grupo, outros sentavam-se sozinhos talvez aguardando seus amigos chegarem. 

Algumas belas raposas passam por nós, algumas delas até jogam olhares sedutores para Nick.  Eu não pude deixar a oportunidade passar e disse a ele...

- Quem sabe hoje nós não arrumamos uma namorada pra vc Nick - Disse rindo - Só assim pra eu conseguir fazer você sair um pouco do meu apartamento!

- Você iria sentir minha falta se eu não fosse la todo dia - Disse ele com um sorriso malandro - Afinal você ia ficar tão sozinha...

- Estou solteira por opção querido - Digo com um tom confiante - Posso ser muito atraente para os machos caso eu queira! 
Nick levantou as mãos em sinal de rendição.

- Coelha esperta - Disse ele rindo.

- Raposa boba - Digo vitoriosa. 

- Qual é - Diz ele - Você sabe que me ama.

- Se eu sei disso? - Digo - Sim eu...

Por um momento a frase que sempre fora tão simples pareceu fugir de minha mente como uma locomotiva em alta velocidade. 

- Cenourinha? - Disse nick com um olhar confuso.

Saindo do transe eu apenas balancei a cabeça e recomecei a frase. 

- Se eu sei disso? Sim eu... eu sei!  

Ele me olhou sem entender muito bem o que havia acontecido.

Continuamos andando em direção aos nossos lugares.


--

 

Sentamos em nossos lugares e ficamos observando os preparativos finais para o show

Perto do lugar onde seria realizado o show, um pequeno grupo de protestantes se reunia, eles ostentavam cartazes pedindo por justiça, mensagens de apoio aos familiares do casal hibrido que havia sido assassinado. 

Fico meio curiosa e me viro para nick.

- Você conhece todo mundo né? - Pergunto - Conhecia aquele casal? 

- Não cheguei a conhece-los pessoalmente - Admitiu - Mas sei bem quem eram. 

- E o que você sabe sobre eles? - Perguntei.

- Michael e Diana Moon - Disse ele - Michael era um lobo e Diana uma Raposa albina.

- Sempre achei que lobos e raposas não costumavam se dar bem.

- E não se dão - Disse Nick - Mas raposas e coelhos tambem não são melhores amigos naturalmente.

- Ja entendi o que quer dizer - Disse a ele - Eles eram uma Exceção! 

- Sim - Confirmou Nick enquanto se espreguiçava - Mas hoje não é dia de investigação afinal ainda estamos de férias! 

- Tem razão...

Senti que minha bexiga estava ficando cheia, me levantei e virei-me para ir até o banheiro mais proximo. 

- Nick pode me esperar aqui? - Digo - Tenho que ir ao banheiro! 

- Tudo bem, mas ve se não demora ou eu vou me sentir sozinho - Disse ele fingindo estar emocionado. 

- Har har.

--

" Ufa, agora estou aliviada" - Penso. 

Estava terminando de ajeitar minha calça e voltando para o local do show quando ouvi uma conversa muito suspeita.

- Ta com a grana ? - Perguntou uma doninha. 

- To... E você? Trouxe o doce? - Perguntou um jovem texugo.

" Grana? Doce? Isso não pode ser algo legal" - Penso enquanto me aproximava cautelosamente.

A doninha tira do bolso um pequeno saquinho com alguma coisa no formato de pastilhas com uma coloração vermelha, enquanto isso o texugo pega um bolo bem gordinho de notas e entrega a doninha que por sua vez tira 3 pastilhas e entrega ao texugo. 

- Agora vaza - Disse a doninha em um tom ameaçador - Circulando! 

O texugo guardou as pastilhas no bolso da camisa e em seguida foi embora. Já a doninha olhou em volta para ver se havia alguem observando, virou-se e entrou em um beco. 

- Mas é ruim que eu vou deixar essa passar - Digo baixinho enquanto o observava entrar no beco.

Sigo ele sem que ele me visse e o vejo entrar em um pequeno galpão. Era um lugar bem velho, nao tinha porta e graças a isso consegui observar o que a doninha fazia ali dentro. 

Ele andou por mais uns segundos, abriu uma porta e ligou a luz. Era um banheiro, bem sujo mas ele não pareceu ligar. Entrou e fechou a porta.

Eu entrei sorrateiramente no galpão e me escondi atras de uma lata de lixo esperando que ele saisse do banheiro para surpreende-lo. Tirei meu distintivo do bolso e quando ele abriu a porta novamente pulei em sua frente e o abordei. 

-  Aqui é a policia, fique parado - Disse a ele mostrando meu distintivo.

Infelizmente eu não estava nem com minha arma nem meu taser naquele dia, não imaginei que viria a ter que abordar alguem e por isso só trouxe comigo meu distintivo pois nunca saia de casa sem ele.

- Tudo bem - Disse a doninha - você me pegou.

Em um movimento sorrateiro ele passou a mao na parede, descolou uma pedaço de tijolo e jogou em minha cara mas eu consegui desviar pulando para o lado e em seguida investindo contra ele em um salto. 

Chutei as costas dele fazendo-o cair e em seguida tentei imobiliza-lo, mas ele enfiou a mão em um saco de areia e jogou em meus olhos me pegando desprevinida. 

Ele me chutou no estomago me fazendo cair e em seguida pulou em cima de mim com uma faca tentando me estocar, consegui me desviar e so sofri uma escoriação um pouco acima da bochecha esquerda. 

Ele pressionou uma de suas mãos em meu pescoço e em seguida começou a pressionar a faca contra meu peito. Eu achei que iria morrer naquele momento.

Mas quando ele levantou a faca pronto para me estocar, foi acertado na cara por um chute de Nick que logo em seguida começou a soca-lo e por fim imobiliza-lo e algema-lo.    

- Você esta bem cenourinha? - Disse ele preocupado - Se machucou?  

- So tomei um chute e um corte leve no rosto mas estou bem - Disse enquanto ele me ajudava a me levantar - Como chegou aqui? 

- Percebi que estava demorando demais, então fui ate o banheiro ver se você estava la - Disse ele ja mais calmo - Depois de perceber que você tinha desaparecido comecei a seguir seu cheiro e cheguei até aqui. 

- Obrigada nick - Disse abraçando-o - Salvou minha vida. 

- Agora estamos quites cenourinha - Disse ele em um tom comico - Mas pelo jeito não vamos poder aproveitar o dia! 

- Pois é - Concordei olhando para a doninha desmaiada - Parece que nossas ferias acabaram mais cedo! 
 


Notas Finais


Woooooooow Acho que esse capitulo deixou muitos de vocês feliizes né safadenhos... kkkkkkk Nao acreditariam se eu dissesse que esse capitulo estava planejado para ser bem diferente kkkkkk mas eu nao vou falar sobre isso, no final da fic eu farei um compilado das principais mudanças e postarei nas notas finais do capitulo.

Gostaria de agradecer muito a todos que leem, comentam, criticam e agora até homenageiam a fic em suas proprias, eu fico muito agradecido a todos de vocês por todo o carinho que recebo de vocês S2

Estou muito ansioso para saber o que acharam do capitulo de hoje! O proximo capitulo sai amanha galera, boa noite a todos! Abraços e nos vemos nos comentarios!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...