História Zuerinha Bangtan Boys [CORRIGINDO ERROS] - Capítulo 116


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Visualizações 259
Palavras 2.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 116 - Você quer brincar na neve? ❄


Jungkook

Sabe aquela sensação de felicidade quando você acorda cedo, mas aí lembra que hoje não tem trabalho? É o que eu realmente senti quando acordei às sete hora da manhã, por que eu acordei a sete da manhã? Não sei. Só sei que não consigo mais dormir. Toma no cu! Me levantei e vi que ainda estava nú, toma no cu², coloquei uma cueca, saído quarto e desci as escadas, está frio pra um caralho, e eu não sou o Homem de ferro (mas queria ser ), mas a casa tá quentinha então acho, eu ACHO que não vou ganhar uma chinelada do Jin por estar sem roupa, cheguei na cozinha e resolvi pegar só um Toddynho, olhei pela janela e o chão estava todo branco por conta da neve, o topo das árvores estavam com neve, parecia cena de anime (saudades ;-; sou um homem muito ocupado pra assistir isso (A: Uiii, que importante!) )

— Que tal nós tirarmos os dia para brincar na neve?— (S/N) chegou e me abraçou por trás encostando sua bochecha em minhas costas.

— Mas você deve estar dolorida...

— Ala, se achando o fodão! Esse seu pau não faz tanto estrago não querido!— falou com um tom sapeca, ela queria me encher o saco.

— Ah é? Não foi isso que eu ouvi ontem no banheiro...

— Eu gemi daquele jeito só pra você não se sentir ruim no que faz, seria meio ruim se não conseguisse fazer sua mulher gemer muito né?

— Pra que agredir? Espera...— eu apalpei ela que estava atrás de mim, senti que ela estava só com roupas íntimas. Me subiu uma raiva só de pensar naquele Bambam olhando o seu corpo, ele está solteiro, e eu não confio muito nele.— Vai colocar uma roupa!

— Eu não! Não sou obrigada!— ela me soltou e eu me virei, me subindo mais raiva ainda quando vi que era muito provocante esse conjunto que ela usava.

— Vai logo colocar! Não quero ninguém olhando pra você!— eu estava ficando irritado.

— Ah! Vai ficar de mimimi quadrado por causa disso, todo mundo só levanta das dez pra frente! Só o Jin que levanta cedo, mas ele se brincar já me viu até pelada!

— E se eles se levantarem mais cedo? Vão te ver e vão te desejar, você tem o corpo fora dos padrões coreanos! Tem mais bunda e peitos! Qualquer um desse país te olharia pensando em te ter na cama deles!

— E daí? Eu tô lá fora assim? Não, eu tô dentro da minha casa!

— Noona! Que gritaria é ess...— Yugyeom estava descendo as escadas meio sonolento.

— SAI DAQUI!— Abracei a (S/N) e me virei de costas.

— E-eu não s-sabia...— ele voltou para o quarto correndo.

— Viu? Um já acordou!

— Aff Jungkook! Tenta não me dirigir a palavra durante o dia!— ela voltou para o quarto, merda!

— Aish!— eu a segui para conversarmos, eu vi que ela começou a colocar uma roupa.— Amor! Desculpa! Mas vê se entende meu lado! Eu não gosto que outros te olhem com desejo. 

— O que adianta eles me olharem com desejo sendo que a única coisa que vão fazer é isso? Eu acho que não ficou claro na hora que te prometi naquele altar ser fiel até o resto da minha vida!— ela terminou de se vestir e foi procurar um agasalho.

— Amor! Ficou muito claro sim, igual eu espero que eu também tenha sido claro! Mas eu não quero ninguém te olhando com segundas intenções!— a abracei por trás.

— Para! Eu nem sou tão bonita assim!— a olhei indignado.

— Como você pode me dizer isso? Se bata antes que eu te bata... Nossa, lembrei de uma coisa e fiquei feliz...

— O que?

— Que você tem o meu sobrenome...— beijei seu pescoço e ela se arrepiou

— Vai se vestir!— ela se soltou e saiu do quarto, ri dela pois mesmo depois de quinze anos de casados ela continua com vergonha de algumas coisas.

Fui para o guarda-roupa e peguei uma camiseta branca, uma calça jeans, e sapatos mostarda, coloquei meus brincos e passei um pó no rosto pr... Zuera, passei nada no rosto Naum e.e desci as escadas e vi (S/N) fazendo algumas coisas pra comer, estava tendo ajuda de Jin e Yuki, (S/N) sem querer derrubou um copo de leite no chão.

— Ae, a merda que tu fez! Se fosse leite do seu marido, iria colocar entre grades pra não cair!— Yuki falou e (S/N) corou, cheguei por trás dela e a abraço apoiando minha cabeça em seu ombro.

— Ela não deixa cair não, ela engole de uma vez— beijei seu pescoço, Jin e Yuki fizeram uma careta.

— Queria não imaginar, mas imaginei...— Jin falou.

— Vai me dizer que nunca fez isso? Durante quinze anos?— eu

— Claro que não!— o olhei com olhos serrando, ele começou a suar.

— Já! — Yuki falou corando.

— Voltei a ter sono... Vem comigo amor?— falei.

— Estou sem sono amor...

— Por favor...

— Tá bom... Eu vou dormir com o Gukkie, até amanhã...

— Amanhã?— Jin perguntou.

— Se eu dormir de novo, vai ser até amanhã!— ela falou e eu ri. Peguei-a no colo.— Jungkook! Eu sei andar!

— Nem aí!

— Ah não!— ela arregalou os olhos e pulou do meu colo, indo correndo para o quarto, corri atrás dela e ela se trancou no banheiro.

— (S/N)? O que aconteceu? Tá tudo bem?— dava batidas na porta.

— AII QUE MERDAA!— Ela gritou.— NÃO ACREDITO!

— O que você tem, caralho!!— estava ficando preocupado.

— Eu menstruei, ou seja, você está sem sexo por uma semana!— ela saiu, falou e foi até sua gaveta pegar um absorvente e uma calcinha limpa pois aquela que ela usava tinha sujado de... Ai que nojo!

— Pô, meus parabéns... — falei entediado, odiava essa semana de todo mês da (S/N), pois eu ficava sem meu delicioso sexo de noite, pois mesmo que eu chegasse em casa cansado por causa de trabalhos de sala, tarefas e provas, eu ainda arranjava energia pra transar, eu sou maravilhoso! (Ironia no ar...)

— A culpa não é minha! Briga com a Eva, pois se não fosse ela, nós mulheres não sofreriamos com isso!— ela fez bico e foi para o banheiro se trocar.

— Appa!!— Tzuyu entrou no quarto e abraçou minhas pernas, ela estava com um pijaminha lindo de estampa de coelhinhos, ela tinha uma raposa de pelúcia nos braços.

— Já acordou meu amor!— a peguei no colo e dei um beijo em sua bochecha.

— Prontinho! Vamos dormir am... Tzuyu! Já acordou!— (S/N) saiu e a pegou no colo.— Quer dormir com a gente?

— Mas eu queria bincar com o Joo...— ela fez bico. Joo é o SungJoo. Outra que vou ter que tomar conta...

— Mas ele deve estar dormindo com o papai dele! — falei.— Não quer dormir com o papai?— fiz bico.

— Quelo!— eu ri do seu jeito de falar, ela tem dificuldade em pronunciar algumas palavras. (S/N) se deitou num canto da cama, eu me deitei do outro e Tzuyu ficou entre nós dois, logo caímos no sono.










— ACORDEM! NÃO VOU ESPERAR ATÉ AMANHÃ PRA VOCÊS ACORDAREM, TA NA HORA DE ALMOÇAR!— Jin chegou gritando e balançando a mim e a (S/N).

— Sshhh! Vai acordar a Tzuyu!— falei batendo na cama e não sentindo minha filha.— Ué?

— Ela tá lá embaixo brincando com o SungJoo.

— Huuum...— concordei desviando o olhar.

— Meu maridão é muito ciumento!— (S/N) me abraçou de lado.

— Eu não sou ciumento...

— Ah é? Pois ontem quando eu ia entrando no quarto da Sung Lee, ela e Ren estavam quase fazendo "aquilo"...— ele me olhou com um sorriso e eu o olhei rapidamente com uma cara de ódio puro.

— ELES O QUE?! JEON SUNG L...— Minha boca foi tapada antes de terminar.

— Você é burro assim mesmo ou fez cursinho? Não vê que ele está falando isso só pra te irritar!— (S/N) falou e Jin começou a rir.

— Sua cara é a melhor! (S/N), lembra quando ele era adolescente e falava que não iria ser um pai ciumento, iria ser bem liberal?— Jin falou e ela começou a rir junto com ele.

— Lembro sim! "Eu acho ridículo esses pais que protegem demais as filhas, eu irei ser um pai mais liberal."— ela falou imitando uma voz minha ridículamente idiota e começaram a rir também.

— Aish! — me levantei e sai do quarto indo até a sala, encontrando a Tzu brincando com o Joo em um tapete no centro da sala. 

Minha bebê é tão adorável e inocente, a Sung com essa idade já sabia muitas coisas perversas, mas a Tzuyu é uma garotinha tão inocente, parece que envolta de seu corpo tem uma barreira onde não se passa perversão, tem um sorrisinho adorável com covinhas na bochecha, SungJoo como um filho legítimo de Kim Namjoon, dá pra ver na cara dele que vai amar ver um pornozão, eu não quero minha filhinha inocente perca a inocência tão cedo.

— Appa! Quelo colo!— Tzu falou, e eu a peguei no colo.— Oh não! O Homem mau me pegou, me salva pincipe Joo!

— Eu irei te salvar pincesa Tzuyu!— eu então eu resolvi entrar na brincadeira.

— Você nunca irá levar a princesa de mim!— comecei a correr devagar com Tzu no meu colo.

Fiquei brincando com eles por um bom tempo, até o Jin vir chamar para comer e estragar os rolê, terminamos de comer e resolvemos ir colocar agasalhos e irmos nos divertir no quintal, onde tinha neve pra caralho, então fomos, eu fui para meu quarto com (S/N) e vestimos agasalhos bem quentes, (S/N) foi ajudar a Tzuyu a colocar roupas, e eu já fui para o quintal encontrando uma gurra feroz entre Hoseok, Taehyung e Yoongi, nem parecem maiores de idade.

— Chegueeei!— Falei depois de fazer uma grande bola de neve e ir atrás de Jimin já que ele estava meio que se escondendo pra não levar bolada de neve.

— Por que você tá vindo pra cá?— ele percebeu minha aproximação.— Jungkook para de graça!— ele correu de mim e eu corri mais rapido e o acertei— JUNGKOOK, QUE TRAIRAGEM É ESSA!

— Aqui é guerra queridão!— corri um pouco, mas ele me alcançou e pulou nas minhas costas e esfregou neve na minha linda face.

— A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena.— ele desceu.

Fiz outra bola de neve grande e comecei a correr atrás do Jin Que tinha acabado de chegar. E ele percebendo começou a correr de mim.

— NUUUUM VAI!— ele gritou.

— AH VÔ!— Acertei a bola de neve em suas costas.

— EU VOU TE ENTERRAR NA NEVE DE PONTA CABEÇA! — ele correu atrás de mim.

— Opaaa! Nem chamo os parça pra guerrinha, que vacilo é esse Vey?— Hoseok correu até nós.

— SARREI!— Kwan chegou querendo dar uma de Cocielo dando uma sarrada no ar. Isso que dá a mãe dos seus filhos ser brasileira!

— Para de ser doente! — Yoona falou e tacou uma bola de neve na cabeça do namorado.

— CHEGUEI!— Sung Lee chegou nas costas de Ren e logo do lado a Sunye nas costas do Chul.

— Sung Lee!! Desce daí agor.... — fui acertado por neve bem na cara. Olhei e que Yumi tinha jogado.

— Vai ser ciumento na casa do caralho!!— ela falou e correu para trás de seu marido.— Hobi-Oppa, ele quer bem agredir!— Hoseok me olhou.

— Eu jamais faria isso! Sou um anjinho!— alguém abraçou minha cintura e apertou meu pênis por cima da calça.— Ow Ow ow! Quem ousa tocar no Kookiezinho?— virei minha cabeça e era minha maravilhosa mulher.— Ata, você pode!— ela começou a alisar aquela parte, nós somos retardados? Sim...

— AAAII PUTA QUE PARIU!— Namjoon gritou ajoelhado no chão com a mão em suas partes baixas.

— Aí Amor, desculpa, foi sem querer!— Hana se ajoelhou junto e ficou dando vários selinhos nos lábios do marido.

— Viish! Acabou com os outros filhos que o Appa pretendia ter!— Sunye gritou.

— Me respeita! AII, que dor mano!— ele gemia em dor.

Vem, vamos para o quarto ver se machucou...— Namjoon se levantou com dificuldade, quando Hana estava um pouco a frente, ele nos olhou com um sorriso malicioso e nós entendemos na hora.

— Q-QUERO O QUARTO L-LIMPO!— Gritei com dificuldade pois (S/N) ainda massageava meu membro.

— Mas nem o Alasca todo é capaz de acabar com esse fogo de vocês!— Jiwoo falou, ela e Mingyo estavam ajudando a Tzu e o Joo a fazer um boneco de neve.

— JIMIN! EU VOU FAZER VOCÊ ENFIAR ESSE GELO NO CU E CAGAR ICEBERG!— Woona gritou para Jimin.

— MAS EU TÔ COM NEVE!

— SE EU QUISER EU CHAMO DE HATSUNE MIKU!

— OPA, BORA, QUERU BRINCA TAMBEM!— Haru correu junto a eles.

— SAI DAQUI HARU!— Woona gritou.

— Ui grossa!

— CADE O YUGYEOM, KAYLE, YOUNGJAE E JAEBUM??— (S/N) gritou

— Tamo aqui viado! Cheguemo nesse coroio!— Kayle gritou correndo.

— Não fala palavrão!— Youngjae falou.

— Porra, caralho, pinto, buceta!— Yugyeom falou e eu taquei uma bola de neve na cara dele.

— Tem crianças aqui, desgraça!

— Óóóóóó, vou contar pra tia Lyla!— Jaebum falou.

— Defequei pra você!

Agora parecíamos adolescente novamente... Velhos tempos...



Notas Finais


Bons pesadelos...(pq eu escrevi isso? Num zei :/)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...