Jornal 💛 Do I Wanna Know!? - Norminah 💙


Por: ~


💛 Do I Wanna Know!? - Norminah 💙



''Suas bochechas estão coradas? Você já ficou com medo de não conseguir esquecer um tipo que gruda na sua cabeça como algo em seus dentes? Guarde algumas cartas em sua manga. Pois você não tem ideia de que é minha obsessão. Sonhei com você quase todas as noites esta semana.

Quantos segredos você consegue guardar? Porque esta melodia que encontrei, me faz pensar em você de alguma forma e a toco repetidamente, até cair no sono derramando bebidas no meu sofá.

Um quebra cabeça nunca se completa quando ambos os lados são iguais, isso é o reflexo do amor colidindo a dois universos diferentes.

Entre passado, presente e futuro, a união de memórias tem o dom de formar o paraíso ao inferno, confundir o psicológico e quebrar barreiras das bem construídas pelo sentimento verdadeiro.

Se o passado estivesse por trás da sua porta, o que faria!?.''





Dinah Jane Milika Ilaisaane Hansen Amasio, ao auge de seus 23 anos, conhecida pela forte convivência econômica de Miami, devido a herança de seu falecido pai, por decreto a seu nome, hoje lidera um grande arranha-céu ao centro da cidade. Um nome forte, porém fraco demais quando citado por uma certa pessoa dona de seus piores pesadelos no passado, veio a tona em um dos melhores momentos de sua vida. Ou nem tanto assim. Um filho, um novo amor, novos sentimentos e o medo de se entregar por completo, seria Dinah capaz de arriscar a própria felicidade mesmo perante a seu maior medo!?

Normani Kordei Hamilton, com seus 24 poucos bem vividos anos, deixa suas raízes texanas para investir na carreira de dança, mesmo que permanentemente morando em Miami a um bom tempo. Ela de tal forma não superou tão facilmente a perda de sua progenitora, e o fato de não ter uma convivência paterna durante todo esse tempo, lhe dificultou. Com apoio aos Cabello's, correu em busca de seu maior sonho, da líder de torcida, da professora de dança em uma academia em uma academia em um bairro nobre da cidade. Entre prêmios e competições, o vai e vem de alunos e sua xícara de café sobre a mesa redonda de dois lugares da cafeteria ao outro lado da rua, jamais imaginaria que a mesma mulher dos traços polinésios a alguns metros dali, seria sua perdição em tão pouco tempo. Seria Normani capaz de tanta pressão meses mais tarde!?



Seria capaz o passado vier a tona e deixar ambas em desequilíbrio? Ou até mesmo devaneios mais intensos que qualquer outra maneira capaz de expressar seus tão temidos sentimentos?.
Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalhará o seu presente.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...