Jornal Eu sinto muito.


Por: ~


Eu sinto muito.

Sinto como se a qualquer momento minha cabeça pudesse simplesmente explodir. Tenho vontade de chorar, tenho vontade de socar a parede, de ouvir músicas do Ed Sheeran até me convencer de que eu sou a pior pessoa desse mundo, trancar a porta do meu quarto e sair pela janela, deixando a única evidência de que eu já existi em uma carta que só teria três palavras garranchadas: "Eu sinto muito."
Mas, de um jeito ou de outro, essa carta nunca estaria completa. Eu trancaria o resto das palavras em um lugar aonde apenas eu poderia achar, porque acho que ninguém além de mim as entenderia. Eu sempre farei com que o que eu quero dizer saia apenas em frases sem sentido, porque assim, eu não machuco, mas consigo me livrar do peso. É errado eu sei, mas é o meu "jeitinho", mesmo sabendo que por causa disso já fiz várias pessoas quererem desistir de mim, e talvez isso seja o melhor para elas; porque eu sinto muito.
Eu fico imaginando como seria se eu realmente trancasse a porta do meu quarto e saísse pela janela, pulasse a sacada e caísse do outro lado do muro, conseguindo correr até onde meus pés aguentassem ir. Mas depois disso, não existe mais nada. Eu sei a realidade, teria que voltar para casa e pedir para que meus pais abrissem o portão, depois tendo que chamar alguém para destrancar a porta do meu quarto, já que a tranca não abre mais do lado de fora. Para qualquer lado que eu atirar, vou errar o alvo. Não adianta tentar, gritar, me espernear, implorar, chorar, me culpar, nem querer sumir, porque eu sei o que vem depois: o desespero, angústia, a garganta presa, medo, depressão, e talvez até o suicídio quando a pessoa desiste desse ciclo insano.
O mais incrível disso tudo é que sempre colocamos uma máscara, falamos que estamos bem e sorrimos, mas no dia seguinte recebem uma ligação da polícia dizendo que essa pessoa está desaparecida. Ninguém sabe se ela se matou, se foi sequestrada, ou fugiu. Ela simplesmente sumiu, e provavelmente não vai mais voltar. Vou confessar, eu gostaria de simplesmente sumir, porém sei que não vale toda a pena. E as pessoas que me são importantes? E as que se importam comigo? As que eu amo? Mesmo estando triste, será que eu ficaria sã se eu fosse embora? Foda-se, isso não importa. Só me leva para longe daqui e se eu morrer, pelo menos eles não vão ter alguém para culpar além de mim.
Eu sei como é difícil saber o que alguém está sentindo sem ter estado no corpo dessa pessoa, na maioria das vezes não conseguimos ter empatia o suficiente, mas, eu te aviso, não ignore esses alguéns, porque eles podem estar implorando por sua ajuda por dentro. Algumas pessoas não tem a coragem de pedir apoio, ou só não querem, bem, eu acho que não quero, acho que sou uma dessas pessoas. Sabe, é difícil querer quando nem mesmo você sabe por que está chorando. No final, nós não lembramos, não lembramos das birras, das pessoas, do resto do mundo, nem dos nossos antigos por quês. Nós crescemos e a vida passa, lembranças são esquecidas para darem espaço para as novas e, talvez, seja tarde demais para consertar as feridas passadas, formam cicatrizes e te lembram o tempo todo de que você não foi capaz. E então, você se arrepende, e quando pensa que conseguiu sair do ciclo, você volta. Você sempre volta, porque não há saídas. E eu sinto muito, mas essa é a verdade.

...

Todo mundo é hipócrita, não é? Não negue, você sabe que é. Todo o ser humano é, e eu odeio ser assim. Saber que tudo que eu consigo ser de alguma forma machuca as pessoas, eu não aguento saber isso, machuca, corta o coração e parece que tiraram um pedaço da minha alma, pisando até quebrar. Eu já sofri tanto por pessoas hipócritas, não consigo imaginar como eu posso ser assim também. Todo mundo tem erros, mas na maioria das vezes não percebemos que eles machucam os outros, não vemos o quão fundo são os buracos que deixamos, mas no final ainda conseguimos chorar quando quem se machuca somos nós. Então, o ciclo se forma de novo.
E é impressionante como eu ainda prefiro que as pessoas me machuquem do que machuquem a si mesmas. Eu sou idiota, só pode, depois de falar tudo isso eu ainda digo que quero que me machuquem? Sim, eu quero que me machuquem, e eu vou reclamar e chorar quando isso acontecer, me perguntar mais um vez por que isso está acontecendo comigo, mesmo já sabendo a resposta; porque eu mereço. Me chuta, me bate, me empurra, me faça sangrar, faça o que quiser! Eu deixo você me fazer de saco de pancadas. E eu estou ciente, isso dói, mas eu continuo me culpando por tudo e tenho certeza de que isso vai continuar acontecendo por um longo tempo. Eu me considero um erro.
Não acredito que seja digna de tudo o que eu tenho, porque eu não sou. Se eu conseguisse, se eu fosse capaz, se eu fosse mais do que simplesmente isso, talvez eu tivesse conseguido, mas eu não consegui, eu não fui forte o suficiente. E eu me culpo por isso todo o dia, eu sofro com isso o tempo todo e, acredite, nem do meu próprio sofrimento eu sou merecedora. Como eu posso ainda ficar triste pelo que fazem comigo sendo que eu mesmo sou uma pessoa horrível? Esse mundo é estranho e, nesse caso, eu acho que isso é considerado um pensamento autista.

...

Sei que quando as trevas voltarem eles vão morrem, e eu vou ver os céus caírem, eu sinto que a culpa é minha, meu coração dói e eu acho que não vou aguentar muito tempo.
Nem eu conheço o meu motivo para chorar, eu não consigo me lembrar depois de um tempo, é tudo tão vago, sabe? As pessoas dizem: "Ah, isso é normal, depois você lembra." Bem, saiba que não é bem assim que o jogo funciona. Talvez eu realmente lembre, mas e depois? O que eu vou fazer com essas memórias? Já vai ser tarde demais para reparar os erros e já vou ter tomado o xeque mate. Ninguém espera para sempre, e isso é o mais triste: não existe alguém que vai te alcançar para sempre, ou desacelerar o passo quando você precisar, porque eles seguem em frente e, às vezes, quem fica para trás é você. Tentamos nos convencer de que não é isso, mas é. Então, eu sinto muito, mas o tempo passa e ele não vai parar por sua causa.
Aja agora, faça agora, senão vai ser tarde demais, e pode ter certeza que desse jeito você nunca mais vai sair do ciclo insano. Eu sei que é doloroso de ouvir, mas o tempo passa, as pessoas mudam, a vida muda, as emoções mudam, nunca somos os mesmos. Eu aprendi do jeito mais difícil que não se pode deixar para depois; o depois não existe, é o agora que importa, ninguém e nada vai te esperar para sempre. A paciência um dia acaba e aquele alguém vai começar a andar por si próprio, ele não vai mais precisar de você para ser feliz. Um dia as pessoas se tornam suas próprias fontes de felicidade, mas tem muita gente que ainda não sabe como fazer a sua, eu não consegui criar a minha ainda. E se você não quiser acreditar no que eu digo ou não der atenção, saiba que eu estou tentando te avisar para você não sofrer. Então, eu te desejo sorte, mesmo que eu esteja tratando de um assunto onde a sorte não existe, e eu sinto muito por isso.
Eu me arrependo de tudo o que eu fiz e tenho certeza de que não mereço o perdão.

...

Eu vou pedir desculpas, mas não quero que você me perdoe. Já fiz muita coisa ruim e me acho a pior pessoa até agora, mas saiba que eu te amo, mesmo que eu espere que esse sentimento não seja recíproco, e eu sinto muito. Já tentei fazer você sorrir e às vezes consegui, entretanto também te fiz chorar. Você sofreu e a culpa foi minha, e eu sinto muito. Disseram que fiz drama, mas era porque eles não sentiam o aperto no meu coração, não sabem o que eu fiz, não sabem o que eu faço, e eu sinto muito, mas você também não sabe.
As pessoas não me conhecem tão bem quanto acham que conhecem, eu não sou só mais um sorriso animado ou uma garota ingênua, há muito mais além disso. E eu sinto muito, mas infelizmente; eu não estou pedindo desculpas.

Escutando: Todas as músicas deprês do Ed Sheeran.
Lendo: Meu jornal...?
Assistindo: Alguém ler isso.
Jogando: Minha vida fora.
Comendo: Pão de queijo!
Bebendo: Minha saliva.

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...