Jornal Férias do Trabalho, Relação entre Autores e Leitores e Possível Hiatus


Por: ~


Olá gente linda! Tudo bem com vocês?

Tem um monte de coisas que preciso falar com vocês e passei esse mês inteiro martelando as ideias e procurando uma solução que fizesse todo mundo feliz. Só que ai me toquei que não há solução em que todos os envolvidos fiquem cem por cento satisfeitos. Então o que eu posso fazer é tentar achar uma forma de ser o mais justa possível.

Antes de qualquer coisa, não quero que se assustem com o titulo do jornal e com a minha introdução (um pouco dramática, talvez? Desculpem, não consegui pensar em outra forma de começar essa conversa).

Então já vou esclarecer que: não eu não vou ficar meses sem escrever e deixar vocês na mão com Púrpura, ou pelo menos não pretendo isso. Continuo super animada com a história e tô tentando manter uma média de capítulos de frente para que eu sempre tenha algo pra vocês.

Só que Púrpura não depende só da minha inspiração e animação. Escrever qualquer história na verdade, mesmo que eu ande tendo muitas ideias, não depende somente disso. Também é preciso ter tempo e obviamente, um instrumento de escrita, no meu caso, um computador. Tenho que esclarecer que não tenho um rendimento muito bom de escrita nem no celular e nem no caderno. Admiro muito quem consegue fazer capítulos inteiros no telefone ou manuscrito, mas eu não consigo. Fico frustrada e com raiva por não conseguir escrever rápido o suficiente e acabo largando pra lá. No computador, ao contrário, consigo escrever 4 mil palavras sem nem sentir, em um dia.

O problema é que tem meses que meu computador, o que eu tinha em casa, queimou, sem possibilidade de salvação. E bom, eu sou uma mulher de vinte e cinco anos, que tem um emprego mediano, e também a única que tem um salario fixo dentro de casa. O que quer dizer que meu dinheiro vai inteiro para pagar as contas. Não posso comprar um computador novo no momento. E não, não estou dizendo isso para que vocês fiquem com pena de mim, essa é uma passagem para explicar alguns pontos que vou citar mais pra frente.

Não tendo um computador em casa, eu uso o meu computador do trabalho pra escrever e para postar as histórias. Também uso para responder os comentários, aproveitando cada segundo que eu tenha na empresa, inclusive as vezes, meu horário de almoço. Meu patrão é bem de boa com isso, desde que não atrapalhe meu rendimento, o que me faz ser bem grata, já que poderia ser bem pior.

Só que, eu estou prestes a entrar de férias do trabalho. Talvez seja na metade desse mês que entra agora (agosto) ou no começo de setembro. O que significa que não vou poder escrever e não vou poder postar. Tampouco poderei responder os comentários da forma que gosto de fazer, (que é comentando ponto a ponto sobre o que vcs falaram, respondendo perguntas e tentando ajudar nas teorias, sem dar spoiler demais).

A minha beta, se dispôs a me ajudar com as postagens, no entanto, isso bate em outro entrave. Eu atualmente tenho seis capítulos prontos de Púrpura (sem contar com o que vou postar daqui a pouco).

Se eu manter a mesma média de postagem que faço agora, vou ter que postar no mínimo quatro capítulos quando estiver de férias, o que vai me deixar com apenas dois capítulos de frente, o que eu acho muito pouco (lembrando que não conseguirei escrever com a mesma desenvoltura nas férias e que, provavelmente não conseguirei manter a mesma média de um capítulo escrito por semana).

Eu pensei na possibilidade de não postar nada, e esperar quando eu for voltar ao trabalho para voltar às postagens, mas isso não me agrada. Vocês são muito amorzinho comigo e acolheram tão bem Púrpura que não quero deixar vocês um mês sem atualização. Dai pensei em fazer diferente. Postar um capítulo em cada duas semanas. Assim vocês não ficariam sem nada e eu ainda teria uma média de quatro capítulos de frente (a qual tentaria ampliar, escrevendo como louca quando voltasse das férias). No entanto, queria a opinião de vocês para saber o que preferem. E importante okay? Não quero que vocês fiquem chateados, ou achem que eu não me importo, porque me importo sim. Só que às vezes, a contratempos que não tenho como evitar sabe?

Por ultimo queria comentar uma coisa, que não tem exatamente a ver comigo, porque nunca tive que lidar com uma situação ruim envolvendo meus leitores e sobre as impressões que eles têm de mim, mas que ainda queria falar sobre, porque querendo ou não, tem a ver com o tema do jornal em geral. (Relação entre as decisões do autor e como o leitor absorve isso)

As vezes, nós autores, aparecemos para vocês de forma feliz e animada, seja nas notas dos capítulos, seja respondendo os comentários, ou até mesmo interagindo nas redes sociais. E na maior parte do tempo, pelo menos comigo, a gente está assim mesmo. No entanto, algumas vezes as coisas ficam ruins, assim como fica para todo mundo né? Então cada coisinha a se fazer se torna um suplicio. Então é legal tentar entender o lado nosso também (no caso, os autores de forma geral), porque temos tarefas, trabalho, preocupações com a vida “real” e fica complicado não transparecer isso para vocês. Então, tentem entender quando um capítulo atrasa, ou há uma demora pra responder os comentários, porque quem está do outro lado da tela do pc também tem seus momentos. Tentem dar apoio, porque acredite, as vezes somente um “você tá legal?” ou “amo o que você escreve”, até mesmo “você está indo bem” podem fazer o dia de alguém bem melhor.

Estou falando isso, porque esse mês foi bem ruim pra mim. Apesar de eu continuar inspirada pra escrever tive várias crises de ansiedade, pessimismo e tristeza. Me sentia tensa e queria explodir, de raiva ou em choro, em horas muito ruins. Todos esses sentimentos acumulados, acabavam minando a minha vontade de escrever. E ai tudo virava um ciclo de raiva e culpa (porque eu me culpava quando não conseguia escrever por causa disso, mesmo tendo tempo livre). Eu tive surtos e mais surtos (Laura, minha amiga, que o diga. Enchi ela de reclamações e lamurias o mês inteiro praticamente) e cara, cada palavrinha vindas de vocês, fosse em comentário, ou das meninas (e meninos também) que me procuraram para conversar diretamente, me ajudou muito.

Então, se vocês tiverem a oportunidade de mostrar apoio para seus autores favoritos, ou mesmo aquele que escreveu uma história que te tocou, mesmo que um pouquinho, faça isso. Acreditem, faz um bem enorme pra gente.

Enfim, esse jornal já está ficando exorbitantemente grande e não vou me alongar. Por favor, comentem o que vcs preferem que eu faça no mês em que eu estiver de férias. Vou tentar achar uma solução legal para todos nós, certo?

Beijinhos e até mais ♥

Escutando: Canvas - 4Minute
Lendo: Revisando o capítulo de Púrpura para postagem
Comendo: Nada, tive que pular o almoço hoje
Bebendo: Água

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...