Jornal Bangow


Por: ~






𝔐𝔞𝔰 𝔪𝔢𝔲 𝔮𝔲𝔢𝔯𝔦𝔡𝔬, 𝔦𝔰𝔰𝔬 𝔢́ 𝔲𝔪 𝔠𝔬𝔫𝔱𝔬 𝔡𝔢 𝔣𝔞𝔡𝔞𝔰 𝔪𝔬𝔡𝔢𝔯𝔫𝔬, 𝔰𝔢𝔪 𝔣𝔦𝔫𝔞𝔩 𝔣𝔢𝔩𝔦𝔷.
✧ Dados Pessoais ✧

Nome Completo
Ondina Alinnovar
⇢ Ondina é um nome de origem do latim "Undae" ou "Unda" que significa "Onda" ou "da Água". Inicialmente, sob a forma de Undine, era o nome dado entre os antigos germanos e escandinavos, aos espíritos mitológicos femininos relacionados à água.

Apelidos
𝒟𝒾𝓃𝒶, 𝒪𝓃𝒹𝒾𝑒 e 𝒪𝓃𝓃𝒾𝑒 ⇢ São simples abreviações de seu nome, que foram sendo adicionadas ao longo do tempo
𝒜𝒷𝒾𝓈𝓈𝒶𝓁 ⇢ A zona abissal é um lugar extremamente profundo do oceano, de tão escuro, chega a não ter luz e ser frio. Dizem que Ondina é como a região abissal: profunda e fria, mas o que eles sabem sobre isso?


Data de nascimento + Idade + Signo
Ondina tem 18 anos, chorou pela primeira vez dia 29 de novembro. Assim sendo, Ondina possui o signo de Sagitário, ascendente em Aquário e lua em Escorpião.

Aparência

As pessoas descrevem Ondina sendo tendo bela como sua irmã e sua mãe. Apesar de ter traços da irmã mais velha nela e do pai, o que realmente se vê nela é a Ariel em pessoa.
Assim como Melody, Ondina conseguiu ter o melhor dos dois mundo, tendo pernas quando seca e uma cauda quando entra em contato com água. Sua calda é como um acessório único em seu corpo. Sua calda é um degradê de azuis, que deixam sua aparência deveras chamativa, juntando ao seu cabelo vermelho como o próprio fogo, e que cabelo! Você olha para os belos fios rubros em sua cabeça e tem vontade de arrancar só para si.
Olhe para Ondina! Sempre toda-toda com seus belos olhos verdes, bem diferentes dos olhos azuis água do resto de sua família, isso aconteceu pois nasceu com mais melanina nos olhos que os seus pais. Para começar o assunto de pele, a sua é extremamente branca, se bate brilho nela então, vira um verdadeiro papel. Com essa característica as pessoas tendem a pensa que ela está doente, pois realmente sua pele é mais pálida que o normal.





Sexualidade
Heterossexual

Personalidade

"𝔈𝔲 𝔫𝔞̃𝔬 𝔰𝔬𝔲 𝔲𝔪𝔞 𝔤𝔬𝔱𝔞 𝔫𝔬 𝔬𝔠𝔢𝔞𝔫𝔬, 𝔢𝔲 𝔰𝔬𝔲 𝔱𝔬𝔡𝔬 𝔬 𝔬𝔠𝔢𝔞𝔫𝔬."
Ondina é conhecida como a filha mais problemática e mal-feita do grande casal real. Depois de muito tempo em que tiveram a bela e amada Melody, nascera outra menina para dar sequência a famosa família do reino.
Ondina é egoísta, isso é fato, e é um dos piores defeitos dela. Esse é um defeito que ela não admite, tampouco nota que é; mas ela se leva em primeiro lugar a maioria dos momentos. Ninguém é egoísta o tempo todo, entretanto, ela nunca achou alguém de que importasse mais que ela mesma, tirando os país dela.
A ganância é um defeito colossal nela. Foi esse que colocou Ondina na pior situação que ela poderia estar. Ela pensa que isso é bom, ela só quer ser algo a mais na vida, não quer ser mais uma filha da Conto de Fadas como Melody é, não. Ela quer ser lembrada por algo mais que simplesmente nascer.
Ela ama gente que foge dos padrões, gente fora das medidas ideais, gente infinita. O que ela quer dizer com isso é que ela gosta de pessoas que realmente marquem, pessoas que deixam um infinito no seu coração. Ondina ama gente fora dos padrões por simplesmente querer alguém que lhe entenda, alguém que entenda o que é estar do lado menos popular e menos compreendido da história.
Mas não se enganem por Ondina gostar de gente infinita, apesar disso, ela é alguém de finitos, de sentimentos passageiros e amores rápidos. Gostar e ser são coisas ligeiramente diferentes. Ela não gosta de se apegar a alguém, pois fazendo isso, ela pode acabar botando a vida de tal na frente da dela. Ela só não conta que uma amizade é tão forte como uma paixão.


História

❝𝔅𝔬𝔫𝔰 𝔳𝔦𝔩𝔬̃𝔢𝔰 𝔠𝔬𝔪𝔢ç𝔞𝔪 𝔠𝔬𝔪𝔬 𝔮𝔲𝔞𝔦𝔰𝔮𝔲𝔢𝔯 𝔭𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔤𝔢𝔫𝔰 𝔪𝔢𝔪𝔬𝔯𝔞́𝔳𝔢𝔦𝔰 - 𝓒𝔬𝔪 𝔥𝔲𝔪𝔞𝔫𝔦𝔡𝔞𝔡𝔢.
𝔘𝔪 𝔟𝔬𝔪 𝔳𝔦𝔩𝔞̃𝔬 𝔢́ 𝔲𝔪 𝔰𝔢𝔯 𝔥𝔲𝔪𝔞𝔫𝔬 𝔠𝔬𝔪 𝔲𝔪 𝔡𝔢𝔣𝔢𝔦𝔱𝔬 𝔣𝔞𝔱𝔞𝔩❞

Essa história, certamente, deveria começar com o nascimento de Ondina, do começo, de onde mais começaria? Mas, como pensa Ondina, será mesmo que todas as histórias tem que ser contadas de forma cronológica? As histórias não são muito mais emocionantes, viciantes e nervosas quando começam com um clímax? Pois então, vamos começar essa história em um momento tão marcante da via dela, e prestem atenção, pois essa não é uma história feliz. É a história de como alguém com defeitos incorrigíveis e fatais levou si mesma a ruína.

Ela não conseguia respirar! Não importava o que ela fizesse, ela estava andando pelo porto do reino e não conseguiu respirar! Como? Ondina estava desesperada para puxar ar, mas era como se estivesse uma barreira atrapalhando, até que, no auge de seu desespero, caíra no mar azul, sua cauda, cumprindo seu papel, aparecera ao invés de seus pés. Mas ela ainda não respirava, não que ela respire com o pulmão em sua forma sereia, mas mesmo assim, com sua forma alternativa de respirar não vinha nada. Nada. Afinal, era assim mesmo, ela não se encaixava nem no mar e nem na terra, e nesse desespero, ela notara que ambos os lugares lhe abominam. E foi com essa descoberta que ela acordara no meio da noite, sem voz, puxando todo o ar que pode, como se aquele pesadelo tivesse acontecido realmente. Mas foi só um pesadelo, só o inicio de seu castigo.


Família

Kate Walsh.
{Mãe | Ariel Allinovar | 48 anos | Viva}


Patrick Dempsey
{Pai | Eric Allinovar | 49 anos | Vivo}


{Irmã | Melody Allinovar | 28 anos | Viva}
Melody é o centro de sua inveja, a pessoa que ela queria ser. Melly sempre foi a filha perfeita, certo que teve umas baixas na sua infância, envolvendo-se com Úrsula, mas fora rapidamente perdoada pelos seus "motivos certos para ter feito o que fez" e porque "Apesar de tudo, ela é alguém com um coração de ouro". Melly sempre foi a certa da família, enquanto ela era aplaudida por sua graciosidade, a falta de jeito de Ondina e suas atitudes eram repulsadas por todos. Apesar da inveja, Ondina esconde isso muito bem. Melody e Ondina não são próximas, um ditado que Ondina sempre levou pela vida quando queria fazer algo proibido ou não aceito era: Não conte a Melody. A sereia mais velha é uma dedo-duro de primeira! E foi a primeira a contar a merda que Ondina fez na vida dela.


Poderes herdados? Se sim, consegue controlá-los?


Possui habilidades e/ou treinamento?



Gostos & Desgostos

Qualidades & Defeitos
𝓔𝓰𝓸𝓲́𝓼𝓽𝓪⇢ Conhecido como um dos defeitos mais marcantes de Ondina, ela é alguém que pensa em sí mesma na frente das pessoas. Acontece que ela nunca teve alguém que fosse mais importante que ela, ela nunca encontrou alguém assim.
𝓖𝓪𝓷𝓪𝓷𝓬𝓲𝓸𝓼𝓪 ⇢ Ondina sempre quis ter algo a mais, ser lembrada por algo a mais e subir por si só na vida e ela tende a sufocar os outros atrás de seus desejos e também
𝓞𝓻𝓰𝓾𝓵𝓱𝓸𝓼𝓪 ⇢ Existe alguma pessoa que já viu Ondina pedindo desculpas? Claro que já! Ondina é a pessoa mais orgulhosa, ela nunca admitiria que pediu desculpas, porém, em situações realmente, mas realmente mesmo, último recurso, ela pede. Ela pediu mil vezes à Poseidon, nas noites que passou em claro.
𝓔𝓷𝓰𝒆𝓷𝓱𝓸𝓼𝓪 ⇢ Ondina é alguém bem criativa, esperta, habilidosa e inventiva. Não pouco que ela sabe criar soluções para vários problemas e "cortar caminho" em todos seus objetivos.
𝓒𝓾𝓻𝓲𝓸𝓼𝓪⇢ Ondina de certo não sabe se sua imensa curiosidade é bom o ruim. Afinal, a curiosidade "matou o gato" mas também, disseram-lhe, que sede de conhecimento nunca é de menos.

Traumas/Fobias/Medos
𝚃𝚊𝚏𝚘𝚏𝚘𝚋𝚒𝚊 ⇢ É o medo extremo de ser enterrado vivo. Ondina não suporta a ideia de ficar presa, num caixão ou até numa pequena tumba que seja, respirando e bem.


Curiosidades do Personagem

Par? Se sim, tem alguma preferência por alguém?
Não. Como explicado, Ondina é alguém de sentimentos passageiros e finitos, nunca apegou-se amorosamente por alguém. Ondina não faz muito sexo, não é algo que ela sinta necessidade de fazer, porém, quando com vontade, ela faz por simples e puro prazer, matar a vontade e tenta sair antes que tal acorde. Ondina tem como divertimento, quando entediada, ter um encontro ou deixar que o cara pense que ela gosta dele, quando, na verdade, está somente o iludindo.




✧ Relações ✧

Ellis Kingsleigh
❝ℳ𝓪𝓼, 𝓬𝓪𝓻𝓪𝓶𝓫𝓪, 𝓼𝒆𝓻𝓪́ 𝓹𝓸𝓼𝓼𝓲𝓿𝒆𝓵 𝓺𝓾𝒆 𝒆𝓵𝓪 𝓷𝓪̃𝓸 𝓬𝓪𝓵𝓪 𝓪 𝓫𝓸𝓬𝓪?❞
Ondina tem um grande histórico de se irritar facilmente, e com Ellis não é diferente. Ondina ao vê-la, chegando do nada com seu discurso sobre o fim da Terra dos Contos de Fada já começou a cheirar mal pra Dina, mas ela ignorou, afinal, nem todos são o que parecem ser. Mas ao conhecer Ellis mais, ficou pé atrás com ela, se jeito animado e sempre felizinha a irrita demais, Ellis simplesmente não cala a boca, com todo seu jeito de líder nata. Apesar de tais desavenças, Ondina não odeia a garota por inteiro, acha legal o fato dela ser alguém simpática, mas parou por ai. Não é como se ela fosse prolongar a relação, até porque, mais cedo ou mais tarde, caso elas por ventura tornassem-se amigas, Ondina iria decepciona-la, como faz com todos.


Alek Frost
"𝓝𝓾𝓷𝓬𝓪 𝓷𝓲𝓷𝓰𝓾𝒆́𝓶 𝓲𝓷𝓼𝓲𝓼𝓽𝓲𝓾 𝒆𝓶 𝒇𝓲𝓬𝓪𝓻 𝓹𝒆𝓻𝓽𝓸 𝓭𝒆 𝓶𝓲𝓶, 𝒆 𝓪𝓲𝓷𝓭𝓪 𝓽𝒆𝓿𝒆 𝓪 𝓬𝓸𝓻𝓪𝓰𝒆𝓶 𝓭𝒆 𝓶𝒆 𝓲𝓻𝓻𝓲𝓽𝓪𝓻, 𝓶𝒆𝓼𝓶𝓸 𝓬𝓸𝓶 𝓶𝓲𝓷𝓱𝓪 𝓽𝒆𝓷𝓭𝒆̂𝓷𝓬𝓲𝓪 𝓪 𝓪𝒇𝓪𝓼𝓽𝓪𝓻, 𝒆𝓼𝓼𝒆 𝓬𝓪𝓻𝓪 𝒆́ 𝓲𝓷𝓽𝒆𝓻𝒆𝓼𝓼𝓪𝓷𝓽𝒆"

Alek é alguém por quem Ondina gostou de conversar. No começo de tudo, queria afogar o rapaz como oferenda a Poseidon, que irritante! Parece que ele tinha gosto em ficar irritando ela, mesmo com ela metendo medo em várias pessoas, ele continuava a esgotar a paciência dela. Até ela finalmente notar que ele fazia de propósito, foram dias de sofrimento. Não demorou para Ondina notar que, como ela, ele possui o dom das palavras, sabe como fazer alguém te escutar e fazer alguém escutar o que deseja ouvir. Ondina com certeza não admitiria isso, mas, ela não se importaria em ter uma noite passageira com Alek, pelo que notou, ele também não gosta de se prender a alguém, o que abre portas para uma noite de divertimento e tanto, pois, verdade seja dita, Ondina considera o garoto extremamente sensual. Uma coisa é certa, ou eles vão ser grandes amigos, ou completos inimigos.


Vilões



Anti-heróis
A sereia acha eles até suportáveis, eles não tem todo aquele complexo de bondade e altruísmo que os heróis tem e apesar dos heróis terem defeitos como qualquer pessoa, os defeitos nos anti-heróis são mais visíveis, por isso, Ondina olha para eles com um olhar menos julgador. Ela admira a capacidade deles de serem bons e maus ao mesmo tempo, de conseguirem ser bons do seu jeito e de conseguirem controlar, mesmo que seja um pouco, seus defeitos fatais. Ela queria ser controlada como eles, não que algum dia ela vá admitir isso à alguém.


Heróis
Ondina olha para eles e tem raiva do jeito que ela pensa que eles agem, como se soubessem a solução para tudo, como se fossem melhor que alguém. Ela gosta de contradizer eles, muitos pensam, afinal, que eles são os bons-samaritanos altruístas que salvam a todos, e isso realmente irrita Ondina. Mas se olharmos pro fundo do coração de Ondina, é visível uma gota de inveja, por todos acharem eles tão legais e cheios de amigos, e por eles sere algo que ela nunca vai ser. Mas logo ela retira esse pensamento de sua cabeça, quem precisa de amigos? É o ditado: Faça fama não amigos.


Par
X




✧ Perguntas ✧
A qual conto pertence?
A Pequena Sereia.

Herói, Vilão ou Anti-herói?
Vilão.

Em que lugar se encontra atualmente?
Atlantis

Acreditará em Ellis?
"Como acreditar nessa menina que apareceu querendo ditar o que vai acontecer?"

Como reagirá ao saber que a magia e o seu mundo pode ser destruído?
Pergunta complicada de se responder. Seria fácil acreditar que todo o seu mundo seria destruído?

Ciente de que agora o seu personagem me pertence?
Sim.

Favoritou a fanfic?
Claro.

Algo a mais?






Bebendo: u

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...