Jornal Ficha ☆ Magic Girls ☆


Por: ~







♕ ℂσઽiмα 𝕊ɛʀɑƒiทi 𝔸gทɛℓℓi ♕

❝ We are not always what we seem,
and hardly ever what we dream. ❞






Bombom de morango

Nome Completo

Cosima Serafini Agnelli

Cosima - derivado do grego, significa ordem, beleza.

Serafini - sobrenome de origem italiana, é variante de Serafim, que é derivado do nome próprio do Latim, Seraphinus, que foi derivado do serafim hebraico, era o nome de uma classe de anjos na Bíblia cujo nome foi originalmente derivado de Saraf, que significa "queimar".

Agnelli - sobrenome italiano, significa "cordeiro", denotando uma pessoa piedosa ou tímida.







Apelidos

Sima - os seus poucos amigos a chamam assim, ela gosta do apelido, o achando fofo e muitas vezes prefere que ele seja usado para se referir à ela em vez de seu nome.

Cos - apelido dado pela sua irmã, nunca se importou dela utiliza-lo, mas sente-se um tanto quando desconfortável quando alguém com quem não tem intimidade a chama assim, e educadamente pela para que pare.





Idade

18 anos, nasceu dia 30 de janeiro de 1998, sendo do signo Aquário







Nacionalidade

Italiana, nasceu na cidade de Milão







Personalidade

Cosima tem uma personalidade difícil como muitos diriam, não é uma pessoa que aceita muito bem os comandos que recebe, porém nem é por isso que vai quebra-los, pelo menos até que essas regras comecem a interferir no bem estar dela ou de pessoas ao seu redor.

Ela é extremamente teimosa e não abre mão de suas ideias para nada, nem que isso arrisque sua vida, ela nunca irá abandonar um colega ou uma pessoa que está passando por momentos ruins e sempre tentará compreender os dois lados de uma briga. É extremamente decidida e autoconfiante sendo uma líder de maneira muito natural e nada extravagante, gosta de ouvir a opinião dos outros a respeito de tudo, por isso que mesmo que pareça uma líder, sempre que ela toma uma decisão e outra pessoa tem uma ideia diferente ela ouve e pondera se aquilo será melhor ou não.

Apesar de ser bem sociável, Cosima possui muitos poucos amigos verdadeiros e é somente para eles que ela é leal e fiel sem questionar muitas coisas, para realmente conseguir a amizade dela a pessoa terá que a surpreender de diversas formas para encantá-la, e quando se tornarem amigos Sima vai demonstrar ser uma pessoa possessiva, ciumenta e protetora com seus amigos.

Educada e simpática respeita todos e nunca perde sua calma, não importa o quão irritada esteja, poucas são às vezes que a raiva assumirá suas feições. Normalmente é uma pessoa muito delicada e gentil, sempre tentando ajudar pessoas que precisam e sem querer algo em retribuição. Cosima é considerada um porto-seguro por muitas pessoas, é aquela pessoa que não importa a burrada que você fez ela estará para te abraçar e reconfortar não importa o que a mesmo esteja passando, sempre dará vez a dor dos outros antes das próprias dores. Ela prefere de guardar suas dores para si mesma, escondê-las e só deixa-las transparecer quando não é mais possível segura-las.

Para ela não há diferenças entre uma pessoa extremamente rica e outra extremamente pobre porque no final de tudo todos vão ser só ossos debaixo da terra, ou seja, sempre dará atenção igual às pessoas. Tem um coração bondoso, mas isso não significa que ela é ingênua, sabe muito bem reconhecer as diversas maldades que as pessoas fazer.

Cos, por mais que não aparente, é alguém muito insegura de si mesma, principalmente no quesito de aparência, ela não liga muito para opiniões alheias mas liga até demais para a opinião daqueles de quem é próxima e não é difícil deixa-la para baixo com algum comentário destrutivo caso ele venha de alguém cuja opinião ela valoriza.

Sima é terrivelmente sincera e verdadeira, ou seja, ela nunca mentirá, não tem filtros quando vai “jogar uma real” para alguém, e isso pode fazê-la soar um pouco rude, mas isso nunca é a intenção dela, e quando nota que possa ter ferido os sentimentos de alguém se apressa para pedir desculpas.

Está quase sempre com uma piada na ponta da língua seja ela de humor negro ou não, ou sendo daquelas que os professores tentam usar como, por exemplo: Você sabe o que uma idosa sem relógio? Uma senhora. Sempre faz piadinhas das piores situações, sempre mesmo.

Maliciosa, quase sempre leva frases para lados com segundas intenções e gosta de constranger as pessoas com comentários dessa natureza.

Extremamente corajosa e curiosa, ela não tem medo de entrar nas mais densas florestas para descobrir um barulho que veio de lá ou assistir algum filme de terror durante a madrugada, mas não é como se ela não tivesse medo, ela tem, porém consegue esconder isso melhor do que os outros.

Bem inteligente e sagaz percebe pequenos detalhes nas pessoas que leva ela a descobrir se a pessoa está mentindo ou tentando manipular alguém, resolve mistérios mais rápido que muitas pessoas por causa da sua completa sagacidade, a capacidade de pensar em soluções e planos de fuga mais rapidamente. Meticulosa e articuladora, toma cuidado com cada palavra e movimento que faz para ela sempre conseguir escapar se algo der errado e não é só um plano B, tem o C e o D se bobear até já repetiu o alfabeto com todos os seus planos para se algo sair fora da ordem.

Tem uma memória fotográfica impressionante e uma cultura acima da média, por isso aprende rapidamente e está quase sempre certa, ainda que possua certa dificuldade em admitir quando esta errada devido à sua teimosia. Adora desafios e nunca recusa nenhum mesmo que fique triste se perder, mas um de seus lemas é: “Faça e nunca se arrependa de nada”.

Ela pode ser impaciente quando algumas pessoas demoram para resolver certos assuntos e ela “pega” eles para si e resolve de sua própria maneira. Ela geralmente fala consigo mesma para organizar seus pensamentos que estão sempre correndo a mil dentro de sua cabeça, o que faz as pessoas que a flagram estranharem.







Aparência









Cosima é dona de longos cabelos ruivos em uma tonalidade alaranjada, os quais soltos suas madeixas chegam até o final de suas costas. Seus fios são macios e sedosos devido a quantidade de cuidado que ela tem com suas madeixas, ela usa variados produtos e cremes para trata-los certificando-se de usar somente o melhor sem economia nessa área, e eles sempre encontram-se bem penteados.

Seus olhos são azuis, semelhantes à pedras de safira, e são adornados por longos e curvados cílios os quais ela complementa com uma leve camada de rímel, não vendo necessidade de ressalta-los muito pois eles já chamam a atenção sem nenhuma ajuda. Suas sobrancelhas ruivas assim como seu cabelos são finas e bem definidas, e

Seu rosto possui traços delicados, um nariz levemente arrebitado e lábios que possuem um tom rosado natural, deixando-a com uma beleza clássica. Sua pele é alva e tão perfeita quanto a de uma boneca de porcelana, ela toma o devido cuidado com sua pele, usando hidratantes e filtros solares diariamente, já que qualquer exposição ao sol prolongada a deixa vermelha como um camarão. Prefere não usar maquiagens pesadas, pois além de possuir grande dificuldade em encontrar uma base em sua cor, ela acha que o produto deixa um acabamento muito superficial e não vê necessidade em utiliza-lo.

Ela possui uma altura mediana, medindo 1,68 de altura, seu corpo não é algo extraordinário, sendo seus seios um pouco maiores do que o da maioria das garotas, sua cintura fina e quadril um pouco mais largo, a deixando com uma forma elegante e atraente.







História

Cosima nasceu na cidade de Milão, Itália.

Sua mãe, Diana, era a filha de um cozinheiro e uma costureira, seu pai tinha um restaurante tradicional italiano no centro da cidade, e desde pequena Diana passava tempo na cozinha ajudando seu pai, e quando se formou no ensino médio resolveu começar a trabalhar lá enquanto fazia um curso de gastronomia. Durante um de seus turnos, ela substituiu um das garçonetes que havia tirado o dia de folga, e acabou por servindo uma mesa onde se encontrava uma importante família italiana. Nela encontrava-se Dante Agnelli, e pode-se dizer que foi amor à primeira vista, caso tal coisa existisse.

Diana havia ficado encantada com Dante, e quando o encontrou novamente em um café, não pode recusar o convite dele para se juntar à ele e tomar alguma coisa. Ele acabaram por combinar de se encontrar mais vezes, e logo os dois possuíam um relacionamento em segredo. Segredo pois a família de Dante nunca permitiria que ele se relacionasse com alguém que não fosse vinda de um berço de ouro. Aquilo provavelmente nunca se tornaria algo sério, se Diana não houvesse engravidado.

Ao contar para Dante, ele ficou conflitado, mas mesmo assim pediu que ela abortasse, já que sua família nunca deixaria que ele se cassasse com Diana e a criança seria uma bastarda. Diana ficou enfurecida com ele, e simplesmente recusou a abortar, mas resolveu manter isso um segredo dele. Seus pais a apoiaram, e assim Diana resolveu que teria o bebê e faria o que pudesse para se sustentar, resolvendo largar a faculdade e começar a trabalhar integramente no restaurante.







Nove meses depois, em uma bela manhã de inverno, Diana deu à luz a uma garotinha com tufos de cabelo ruivo em sua cabeça e brilhantes olhos azuis, dando-lhe o nome de Cosima, em homenagem a sua avó materna.

Cosima cresceu em uma casa italiana, cercada de pessoas que a amavam, seus avós e sua mãe. Quando menor sentia falta de um pai presente, mas quando cresceu notou que não possuía um, pelo menos um que se importava, e resolveu não chorar por leite derramado. Ela vivia na cozinha com seu avô e sua mãe, aprendendo a cozinhar diversos tipos de pratos e desenvolvendo uma grande paixão pela culinária. Sua avó a ensinou a costurar e tocar piano, instrumento o qual ela simplesmente adora.







Cos também adorava ir todo sábado com sua mãe até a praça de seu bairro, onde um grupo de mágicos de apresentava, fazendo diversos tipos de mágicas e fascinando crianças, Cosima incluída. Mas o que mais chamava a atenção da pequena era a arte de hipnose, algo que ela pensava ser fascinante, como uma pessoa conseguia controlar alguém daquele modo.

Tendo uma boa infância, ela não tinha nada do que reclamar, até que um pouco antes dela completar doze anos, sua mãe contraiu uma grave pneumonia e veio à falecer, deixando-a devastada, agora sob os cuidados de seus avós.

Alguns meses depois da morte de Diana, um homem veio até a casa de seus avós, dizendo ser seu pai. O que havia ocorrido era que Dante viu o anúncio do óbito de Diana no jornal local, e ao perceber que a mesma tinha uma filha e continuava com seu nome de solteira, soube na hora que Diana provavelmente teve o bebê, o que significava que a garota era sua filha. Ele nunca havia sido uma má pessoa, simplesmente era jovem e estava com medo de ter de assumir a responsabilidade de criar uma criança, e disse que não iria negligenciar a filha agora que sabia de sua existência, pedindo para que Cosima se mudasse para sua casa para que eles pudessem recuperar os anos perdidos. É claro que Cosima recusou, dizendo que era culpa dele que os dois nunca haviam convivido, pois se ele não tivesse pedido que sua mãe a abortasse não estariam em tal situação.

Dante sabia que era sua culpa, mas não cedeu e suplicou aos avós de Cosima, para que vissem a razão e notassem que aquilo seria bom para Cosima, e mesmo relutantes, concordaram que seria bom para neta que ela tivesse convivência com o pai, e os dois já na idade que estavam não teriam condições de cuidar de Cosima muito bem sozinhos. Cos ficou revoltada com tal veredito, mas não iria contra as vontades de seus avós, com a condição que veria-os toda semana sem falta.

A mudança para residência Agnelli foi um pouco turbulenta, tudo graças à sua "querida" madrasta. Agata, a mulher que havia se casado com seu pai alguns anos antes, não ficou exatamente animada com a vinda de Cosima, mas tolerou com um sorriso mais falso que seu silicone e fingiu para seu marido que estava tudo bem. Cosima também acabou por descobrir que tinha um meio-irmão, um garotinho adorável que ficou extremamente animado em ter uma irmã mais velha. Não demorou muito para para ela se acostumar, e ela teve de admitir que não foi tão ruim, seu pai se mostrou uma boa pessoa, que incentivava o amor de Cosima pela culinária e adorava ensina-la hipismo, atividade que se tornou rotineira para os dois, e Alex, seu irmãozinho de sete anos também a deixava alegre. Pode-se dizer que o único ponto negativo de tudo aquilo era sua madrasta, mas mesmo assim, Cos a evitava o máximo que conseguia.

Foi três anos depois que as coisas mudaram. Tudo começou com um incêndio no restaurante de seu avô, onde acabaram por morrer alguns dos funcionários e o pior de todos: seus avós. Seu avô que sempre estava lá acabou por não sair a tempo, e sua avó, que nem mesmo deveria estar lá, se encontrava no escritório no andar de cima e nem mesmo havia notado as chamas até que fora tarde demais. Cosima ficou desolada com a morte deles, e por semanas não sai de seu quarto para fazer nada além de comer, e as vezes nem mesmo isso. Foram necessários muitos esforços de seu irmão e seu pai em conjunto, assim como tempo, para que Cosima finalmente voltasse a sua rotina normal.

A morte de seu avós a abalou mais ainda que a de sua mãe, não por ama-los mais ou algo assim, mas por ter sido repentina. No caso de sua mãe, ela havia estado doente por meses, e Cosima havia tido tempo para de acostumar com o prospecto de perdê-la, já seus avós, ela nem havia tido a chance de se despedir.

Após algum tempo, Sima decidiu que ficar se afundando em tristeza realmente não ajudaria em nada, e um dia enquanto passava pela sua antiga vizinhança, notou aquele mesmo grupo de mágicos se apresentando para um grupo de crianças, e decidiu que seria aquilo que faria para se sentir melhor. Escolhendo o que mais gostava desde pequena, Cos começou a praticar a arte de hipnose, e descobriu um talento para aquilo, assim como um grande prazer em pratica-la.







A primeira vez que realmente tentou a hipnose em em ser vivo foi no cachorro da família. Ela estava extremamente irritada com sua madrasta, e decidiu se vingar da mesma hipnotizando o cachorro à rasgar as roupas preferidas de Agata. Dito e feito, só se escutavam os gritos de indignação da mulher por horas, exigindo que se livrassem da "fera" que havia destruído seus pertences, enquanto Cos abafava seus risos. Depois disso, ela realmente começou a se divertir ao praticar hipnose, e começou a se empenhar cada vez mais.

Quando ela ouviu pela primeira vez sobre um grupo que se auto-denominava "Magic Girls", ela honestamente não fez muito caso sobre aquilo, e continuou vivendo sua vida. Mas quanto mais tempo se passava, ela se encontrava voltando a pensar naquilo, e como realmente não tinha uma ideia do rumo que gostaria de tomar com sua vida. Antes da morte de seus avós ela tinha certeza do que gostaria de fazer, continuar o restaurante da família, mas desde que aquilo não era mais uma realidade, ela se encontra sem saber o que gostaria de fazer com sua vida.

Ao descobrir que aquele grupo de jovens mágicas estava aceitando novos membros, foi como um sinal para ela. Cosima sempre havia sido alguém que gosta de planejar tudo, e a decisão de participar daquele grupo foi a primeira decisão importante que ela havia tomado sem nenhum tipo de planejamento prévio.







Familiares

Mãe de Cosima - morreu aos 35 anos



Diana Serafini. Uma mulher alegre e gentil, mesmo nas piores das situação ela ainda conseguia manter um sorriso no rosto, sempre foi a pessoa mais otimista da família. Sua grande paixão sempre havia sido a culinária, se orgulhava em ser chamada de pintora, possuindo um cômodo inteiro dedicado à pintura. Amava Cosima incondicionalmente, sempre tentando ensina-la as mais variadas coisas 』



Avós maternos - morreram ambos aos 64 anos


[ eu sei que eles são de uma animação mas não resisti usa-los XD mas se quiseres que eu mude é só falar ]

Lorenzo e Adele Serafini



Pai de Cosima - 43 anos



Dante Angnelli. Um homem alegre e sempre com um sorriso no rosto, alguém que não gosta de coisas complicadas e sempre opta pelo caminho da verdade. Ele é um ótimo orador e negociador, o que o faz um perfeito diretor da companhia multinacional que é a empresa de sua família.



Madrasta - 40 anos



Agata megera Agnelli. Uma mulher gananciosa e fútil, ela sempre arranja um jeito de conseguir o que quer. Manipuladora e muito ardilosa, ela consegue fazer com que muitos acreditem que ela seja a bondade em pessoa, quando isso não poderia estar mais distante da verdade.



Meio-irmão mais novo - 13 anos



Alexander Agnelli. O mais novo da família é extremamente aventureiro e não aceita covardia e injustiças, sempre dá conselhos a todos da família, ele gosta de fazer trocadilhos e é uma pessoa de natureza alegre e brincalhona







Gosta



Cozinhar, aprendeu com seu avô e sua mãe, adora cozinhar os mais diversos tipos de pratos, especialmente comidas típicas italianas já que que é sua especialidade





Cavalos, são seu animal favorito, ela tem uma égua a qual deu o nome de Olivia e pratica hipismo com ela





Cuidar do seu cabelo, ela possui um cuidado extremo com suas madeixas e penteia-as diariamente, geralmente vezes múltiplas vezes ao dia, carregando consigo uma pequena escova





Fotografia, ela tem uma polaroid e adora andar por ai tirando fotos de paisagens e pessoas que acha interessante





Banhos de espuma, ela gosta de brincar com as bolhas e é uma atividade relaxante para ela





Comer, são poucos os alimentos que ela não gosta, e as vezes parece que seu estômago é um buraco negro





Bolo de morango, é a sua sobremesa favorita e para ela não a hora ruim para comer o doce





Batons, de tonalidades claras até o vermelho mais escuro, ela possui uma coleção deles, seu favorito um vermelho bordô





Costurar, aprendeu com sua avó e adora criar roupas





Dormir sendo abraçada ou abraçando alguém, acha abraços reconfortantes e dormir assim sempre foi algo que ela adora





Cachorros, ela simplesmente ama esse animal, ela é aquela pessoa que para na rua pra acariciar um cachorro





Banana, é sua fruta favorita, mas ela sempre procura a cortar antes de comer, para evitar comentários maliciosos





Café, ela não vive sem a bebida e toma um copo de café toda manhã, não conseguindo acordar direito antes disso







Desgosta



Ficar sem nada para fazer, tédio é algo que ela não suporta sentir





Ser interrompida, acha esse ato uma grande falta de educação e sempre interrompe a pessoa que o fez de volta





Estudar, ela fica entediada muito rapidamente e acha isso algo muito cansativo





Pombos, quando pequena eles a atacaram para roubar comida do pote de pipoca que ela segurava, e desde então possui um desgosto enorme por tais animais





Odeia acordar cedo





Cólicas menstruais, ela sempre sente muitas dores e tem de tomar remédio para ser capaz de fazer qualquer coisa que não seja ficar deitada em um aposição fetal





Não gosta de beber bebidas alcólicas, já que a única vez que bebeu tomou um porre desgraçado que a fez vomitar até a alma e a deixou com uma dor de cabeça terrível





Que toquem no seu cabelo, é uma grande agonia sua e ela dará um tapa na mão de quem quer que ouse tocar em seu precioso cabelo





Tomar comprimidos, ela demora uma meia hora só para engolir uma única pílula e faz de tudo para evitar ter de toma-la





Cigarros, seu avô fumava e ela nunca gostou do cheiro e muito menos do que poderia acontecer com a saúde dele devido a nicotina





Usar salto alto, além de sapatos de salto alto a deixarem desconfortável, ela mal consegue se equilibrar neles e sempre acaba tropeçando.





Ser subestimada, não gosta que as pessoas achem que ela é incapaz de fazer algo por si mesma 』







Doença?



Ela é alérgica a pólen, então durante a primavera ela espirra o tempo todo e não saí muito para lugares ao ar livre para evitar entrar em contato com partículas de pólen. Não é nada muito grave, ela só fica espirrando bastante e seus olhos ficam meio irritados e avermelhados.





Tem miopia no grau 1.25, mas geralmente usa lentes de contato, usando óculos quando esta com preguiça e vai ficar a maior parte do dia em casa.







Vício?


Cafeína é definitivamente um vício da ruiva, ela não consegue passar nem um dia sem tomar no mínimo um copo de café







Medos



Não ser boa o suficiente. Ela tende a achar que sempre vai existir alguém melhor que ela, e isso a faz ter um medo profundo de simplesmente não ser o suficiente





Ter seu coração quebrado. Ela nunca se apaixonou, mas tem um medo de quando se apaixonar a pessoa a machucar







Traumas



Hospitais, a lembram demais do tempo em que sua mãe passou internada, até hoje não voltou a pisar dentro de um hospital e sempre tenta evitar ao máximo







Fobias



Ela tem aracnofobia, ou seja, medo irracional de aranhas





Ela tem batofobia, ou seja, ela possui um medo irracional de lugares profundos, como poços, buracos profundos e de águas profundas.







Músicas Tema

Dela

[ Take Control - Kodaline ]

❝ Take control of who you are
Stay the same, don't let them change you
Take control of who you are
'Cause ain't nobody going to save you

Take control of who you are
When the world is getting stranger
Take control of who you are
Stay the same, don't let them change you ❞

Cosima, apesar de tudo, permaneceu a mesma pessoa por dentro, seus princípios e ideias não são algo que ela deixa outras pessoas alterarem, somente ela mesma, ao final de tudo, quem tem de ter controle sobre você, é você mesma



Par

[ I Found - Amber Run ]

❝ I'll use you as a warning sign
That if you talk enough sense then you'll' lose your mind
i'll use you as a focal point
So i don't lose sight of what i want
I've moved further than i thought i could
But i missed you more than i thought i would


I'll use you as a warning sign
That if you talk enough sense thn you'll lose your mind
I found love where It wasn't supposed to be
Right in front of me, talk some sense to me
I found love where It wasn't supposed to be
Right in front of me, talk some sense to me ❞

Ela se apaixonar por ele não foi algo planejado, muito menos conveniente, e com toda certeza pode parecer que não faz o menor sentido. Eles encontraram amor onde ele não deveria estar.







Hobbies



Hipismo, aprendeu com seu pai e simplesmente adora o esporte





Ela treina regulamente manobras de defesa pessoal e artes marciais como Krav Maga e Muay Thai, pois prefere estar preparada para caso algum dia necessite




Fotografia




Costurar, ela adora tanto criar roupas quanto costumiza-las




Praticar sua mágica, como ela pratica a arte de hipnose, ela gosta de praticar constantemente para não perder o jeito, mas nem sempre consegue por falta de uma "cobaia"





Cozinhar, uma de suas maiores paixões, ela cozinha de tudo, mas o que mais gosta de cozinhar são pratos italianos tradicionais e sobremesas







Manias



Enrolar mechas de cabelo em seu dedo





Umedecer os lábios





Rolar os olhos







Par



Sakamaki Shuu







É virgem ou BV?

Ela ainda é virgem, mas não é BV, teve seu primeiro beijo com um garoto de seu antigo colégio mas não fizera muito caso do beijo






Relações

Com o par

O relacionamento dos dois no início é um tanto quanto... complicado.

Uma das primeiras interações dos dois foi ele mandando-a calar a boca, então é claro que ela de cara não simpatizou com o vampiro loiro. Sua primeira impressão dele, além de acha-lo extremamente bonito , foi de alguém preguiçoso e irresponsável, sem contar rude. Ela sabia que o objetivo dele ela prendê-la e acabar com o grupo, então isso era mais um motivo em sua lista para não gostar dele. Quanto à Shuu, ele a achava achou irritante, além de um incômodo e uma grande perda de tempo.

Algo que divertia Sima era irrita-lo, pois ela sempre gostou de fazer a vida das pessoas por quem sentia antipatia um terror, e Shuu se encaixava perfeitamente nessa categoria. Ela gostava de irritá-lo deixando pistas falsas para ele seguir, assim como acordando de maneiras inconvenientes. Mas ele não ficou para trás, e ele começou a provoca-la, torcendo as situações à seu favor de deixando Sima em situações "inconvenientes", muitas vezes acabando com ele sugando seu sangue em locais de difícil acesso. Isso virou uma espécie de jogo de gato e rato, no qual os papéis se alternavam, algumas vezes ela saindo por cima, e outras ele.







A relações deles desenvolveu certa tensão, que somente aumenta cada vem que ele sugava seu sangue, e um dia Sima decidiu quebrar esse ciclo vicioso, sugerindo que os dois parassem e tivessem uma conversa descente. A primeira vez que ela sugeriu isso, Shuu simplesmente riu da sua cara, mas ela é uma pessoa teimosa e não desistiu, até que chegou no ponto que o vampiro finalmente cedeu. Logo após a primeira conversa de verdade que os dois tiveram, eles se descobriram não achando o outro tão insuportável assim, e após diversos diálogos, Cosima se arriscava à dizer que eles eram amigos.







Mas quando ela descobriu que os sentimentos que nutria por ele eram de natureza romântica e não de amizade como inicialmente pensará, Cos se desesperou. Ela nunca havia se apaixonado antes, e sempre havia possuído um certo medo disso, pois tais situações quase sempre acabavam em um coração partido, e ela nunca quis experimentar isso.

{ Vou deixar o resto pra você, podes fazer o que quiser com a relação dos dois e não se deixe limitar por algo que eu tenha escrito ^^ }





Com os outros

Sakamaki Reiji



Ele é alguém que Cosima sabe que não deve irritar. Por mais que suas regras pareçam muitas vezes um pouco desnecessárias para ela, Sima sabe que contradize-las somente irá acarretar problemas para si, e ela geralmente tem que segurar a língua para não fazer nenhum comentário irônico perto do vampiro





Sakamaki Ayato



Ela não gosta muito de Ayato, achando muito egocêntrico e irritante, gosta de fazer comentários sarcásticos sobre sua pessoa, especialmente sobre o tamanho do ego do vampiro, e já que ele também não aprecia tais ações, pode-se dizer que é um desgosto mútuo.





Sakamaki Laito



Ela se diverte na presença do vampiro ruivo, já ela mesma é um pouco maliciosa, acha sua excentricidade refrescante e realmente não se importa com a presença dele, mas existem vezes que Sima não aguenta a quantidade de comentários pervertidos, e é claro, os infames apelidos





Sakamaki Kanato



Ela realmente não gosta do vampiro, ela o acha sinistro e sente-se apreensiva perto dele, e ela acha o urso de pelúcia que ele nunca larga extremamente medonho. Ela tenta manter distância toda vez que ele tem um de seus ataques de bipolaridade por ter medo do que ele possa fazer.




Sakamaki Subaru


Sima não se intimida facilmente, e com certeza a personalidade violenta de Subaru a deixa nervosa, mas ela não sente medo e gosta de provoca-lo pois acha sua personalidade tsundere muito adorável. Ele geralmente responde a suas provocações com um 'tsc' e dependendo do nível da um soco na parede mais próxima, mas tais reações só a fazem rir.





Com as outras do grupo



Cosima nunca foi muito de ter amizades verdadeiras ou laços de amizade muito fortes, por mais que ela sempre conseguisse se dar bem com as pessoas ela acabava por nunca se aproximar, e elas foram as primeiras pessoas que realmente ganharam a confiança de Sima, e por elas não exite nada que a ruiva não faria. Ela está lá para ajudá-las não importa o que, e sempre tenta aconselha-las caso venham até ela com problemas. Elas são consideradas por Sima as irmãs que nunca teve





Com Karl Heinz



Sabe aquela expressão "o santo não bateu"? Pois então, ela é perfeita para descrever essa relação. Cosima nunca foi com a cara de Karlheinz, sente que ele é alguém extremamente manipulador e prefere não ter de interagir com ele. Por baixo de todo esse desgosto que Sima sente, também existe uma grande apreensão, chegando quase a ser uma medo, dele.







Como reagiria se...


Fosse capturada pelo FBI?

Obviamente ela se irritaria com tal ocorrência, mas Cosima nunca iria dar sequer uma gota de informação a quem que que fosse. Assim que fosse capturada começaria a formar uma lista de planos de fuga, e não hesitaria em tentar escapar caso uma oportunidade se apresentasse. Algo que ela com toda certeza tentaria seria hipnotizar quem quer que estivesse de guarda no lugar que ela estivesse sendo mantida, mas caso sua situação a impeça de hipnotizar ela formulará outro plano, mas não irá ficar parada sem fazer nada como uma donzela em perigo.



Caso se apaixonasse por seu perseguidor?

Cosima ia se xingar, e muito. Em um primeiro momento, ela não conseguirá acreditar no nível de sua estupidez, afinal, não havia somente se apaixonado pela pessoa que estava tentando prendê-la, mas a cereja no topo era que tal pessoa, nem mesmo uma pessoa era. Apesar de se achar uma completa idiota, a ruiva também sabe que infelizmente cabeça não manda no coração, e não tentará negar que havia se apaixonado, por mais que tema muito as repercussões de tal acontecimento.



Fosse proibida por um tempo de aparecer em público por ter fingido sua morte?

Ela não se importaria de ter que ficar fora dos olhos do público, a única coisa que possa vir a acontecer é a ruiva sofrer de um intenso tédio.



Suas “amigas” fossem capturadas e só ela restasse no grupo?

Cosima moveria montanhas para resgatar suas amigas, em grande parte por sua lealdade, mas também por saber que caso a situação estivesse invertida, elas com certeza fariam de tudo para regata-la, e Cos nunca iria conseguir viver em paz sabendo que havias deixado-as na mão quando elas precisaram.



Outra pessoa tentasse roubar o seu lugar na equipe?

Cosima não é alguém que se irrita muito facilmente, mas caso alguém viesse achando que poderia substituí-la depois que ela deu duro para estar onde esta, com certeza acabaria por se irritar, e caso essa pessoa pense que ela simplesmente ficará quieta e aceitará que ela venha e tome seu lugar, tal pessoa está muito enganada. Ela também sabe que a única maneira de alguém realmente tomar seu lugar seria caso fosse melhor que ela, e por mais que ela muitas vezes se sinta inferior à outras pessoas, ela não irá se permitir sentir-se inferior nesse caso, e trabalha duro mara melhorar suas habilidades, sem deixar sua "concorrente" chegar sequer perto de seu nível.



Fosse traída por alguma das meninas?

Ela ficaria devastada caso alguma delas a traísse. Acharia-se uma idiota por ter confiado tanto em alguém que no final só a traiu, e também sentiria-se muito desolada, afinal, quando alguém em quem confiamos nos decepciona de um modo como esse, é difícil, pois nunca achamos que alguém que amamos seja capaz de algo assim até que seja tarde demais. Sima não sentiria raiva, só tristeza e mágoa, e descobrira uma dificuldade em confiar nas outras pessoas ao seu redor, por receio que mais alguém a engane.



Aceita que sua personagem está em minhas mãos?

Aceito sim



Sabe que se não comentar por muitos capítulos a personagem some?

Yep



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...