Jornal Fichas


Por: ~




FICHA: Social SpiritClarissa Lopes


✗Nome:
Clarissa "Lissa" Mainieri Lopes

✗User: @pennywise
(Em homenagem ao Palhaço Pennywise, a principal forma da "Coisa", que é o antagonista de It, obra do escritor Stephen King.)

✗Idade:
15

✗Aparência:
Zoey Deutch













Rosto delicado, pele pálida e um sorriso encantador. Muitas pessoas perguntam a Lissa se ela trabalha como modelo ou algo assim. Com um corpo magro e alto — 1,82m para 60kg — e pernas muito longas, Clarissa chama atenção por onde passa. Ela tem olhos cor de mel, contornados por cílios longos, e seu rosto bonito é emoldurado por cabelos castanhos que vão até pouco depois dos ombros.

✗Personalidade:
Clarissa pode ser muitas coisas, mas simpática não é uma delas. Seu sorriso, embora encante a todos, na maioria das vezes está recheado de escárnio. Ela não é capaz de se adaptar às normas sociais, mas isso não se deve a transtorno mental algum. Lissa simplesmente não se importa com princípios morais e tem uma visão um tanto distorcida da sociedade. Por exemplo, quando ela vê um casal que seja próximo dela, tentará sabotar a relação usando manipulação ou chantagem, simplesmente porque fica incomodada com demonstrações de afeto. Ela parece não ter interesse em relações interpessoais, já que trata quase todos como se fossem animais irracionais. Tudo isso porque Lissa é uma pessoa que não entende emoções, então considera o comportamento alheio — principalmente de seus colegas, que estão em uma fase muito sentimental de sua vida — algo primitivo e digno de gente fraca.

Clarissa é uma garota hiperracional e age com uma frieza impressionante. Costuma dizer que trabalha com fatos, e não acreditará em coisa alguma a menos que exista evidência. Isso é mais um fator que faz as pessoas se afastarem. Quando conhece alguém pela primeira vez, não tem medo de falar do mesmo jeito objetivo e direto com o qual conversa com qualquer um. Lissa é considerada genial, com um QI testado muito acima da média. Com um raciocínio rápido e memória eidética, (fotográfica) a garota tira notas muito boas, a não ser que não esteja prestando atenção nas questões, algo que não é muito raro. Ela é ciente de suas habilidades extraordinárias e não se importa em comparar sua esperteza com o "intelecto inferior" dos outros. Sua aversão a sentimentos e emoções causa uma falta de empatia absurda, e por isso vários dos psiquiatras que a examinaram consideraram erroneamente a possibilidade de Clarissa ser uma sociopata. Entretanto, além do fato de um sociopata poder ser oficialmente diagnosticado apenas após completar dezoito anos, Lissa não apresentou sintomas suficientes. Ela nunca machucou um animal, desenvolveu alguma obsessão por alguém em especial e só não se conecta com a sociedade porque não quer.

Clarissa, além de genial, é capaz de manipular as pessoas para que elas façam o que a garota deseja. Mesmo sendo emocionalmente distante na maior parte do tempo, ela consegue fingir sentimentos e empatia. Isso pode lhe tornar uma pessoa perigosa, mas ela geralmente usa sua habilidade para vencer eleições escolares ou fazer chantagem emocional. Gosta de se sentir em uma posição superior, ou seja, detesta a vulnerabilidade. Pode fingir ser carismática, mas, quando isso não lhe for mais útil, sua máscara cairá.

Mesmo sendo realmente fria, Lissa é próxima de algumas poucas pessoas. Em relação a quem é importante para si, Clarissa é uma pessoa preocupada e se arrepende constantemente do que diz. Não percebe quando magoa alguém de quem gosta, mas fica secretamente incomodada ao ver que o fez. Entretanto, sua personalidade orgulhosa e arrogante não lhe permite pedir perdão, por isso são poucas as pessoas que querer se relacionar com ela.

A garota é apaixonada por histórias de horror, e seus autores preferidos são Edgar Allan Poe e Stephen King. Clarissa escreve histórias extremamente sangrentas, macabras e perturbadoras, mas com um toque de humor negro, por influência deles e dos filmes do Monty Python que assistia quando criança. Outro gênero com o qual ela trabalha é a ficção científica, em especial o steampunk, que Lissa geralmente mistura com o horror. Gosta muito dos trabalhos de Júlio Verne, Scott Westerfeld e H.P. Lovecraft, considerados gênios do tipo de texto. A maioria de suas obras publicadas são contos, mas ela mantém uma história com vários capítulos.

O ponto fraco de Clarissa é o TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), doença mental que lhe faz ter uma obsessão crônica por limpeza, arrumação e simetria. Muitas vezes confundido ou misturado com o seu característico perfeccionismo, o TOC de Lissa lhe faz surtar quando ela vê algo torto, sujo ou desarrumado. Ela usa luvas na escola e insiste em limpar toda cadeira onde senta, a comida que irá consumir, seu quarto, banheiro, sala de estar, cozinha e até mesmo o assento do vaso sanitário com as próprias mãos e álcool em gel ou detergente, já que não confia no julgamento alheio do que é limpo ou não. Seus surtos, geralmente cheios de gritos ou convulsões violentas, geram risadas e piadas pela parte dos outros. Para controlar sua condição, Clarissa toma um calmante tarja preta chamado Rivotril (nota da autora da ficha: o remédio não me pertence e eu não estou fazendo propaganda, só vi o nome na lista de um site de psiquiatria), que lhe ajuda a abaixar a frequência dos ataques.

Dona de uma personalidade complexa e, de certo modo, interessante, Clarissa pode ser uma pessoa difícil de se lidar, mas, na competição, é uma candidata com enorme potencial.

✗História:
Nascida em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e filha de um casal de médicos, Clarissa nunca teve problemas financeiros. Provém de uma família de gênios: seu tio é um físico brilhante, sua mãe, uma cirurgiã muito conceituada e sua avó, antes de se aposentar, era uma advogada famosa. Lissa, por sua vez, é uma poliglota e escritora genial, seguindo a linhagem de prodígios da família.

Seus parentes, todos pessoas de personalidades normais (exceto pela genialidade), sempre acharam Clarissa uma menina esquisita. Desde que aprendeu a falar, aos oito meses, mostra sintomas de TOC. Sua primeira palavra foi "nojo", quando ela viu uma colher que não estava completamente limpa. Aprendeu a ler e escrever aos três anos, e, desde então, não parou de criar histórias fantásticas.

Na escola, até os doze anos, Lissa sofria bullying devido a seu transtorno. Mesmo que isso afete pessoas "normais", sua frieza e teoria de que os colegas eram inferiores lhe impediam de ligar. Um garoto de sua classe, Gabriel, ficou amigo dela na primeira série, após ela limpar uma ferida em seu joelho e aliviar a dor. Até os dias atuais, Gabriel é o único amigo de Lissa, além de cinco de seus primos.

Quando ela tinha treze anos, Clarissa emprestou um pen-drive à sua prima Isabela, de dezessete, que escrevia fanfics de mistério no Social Spirit. Ela acidentalmente abriu um aqruivo de uma história da prima, e ligou para a mais nova para elogiar o trabalho. Isabela mostrou o site para Lissa, e a pequena escritora criou uma conta para postar suas obras. Desde então, Clarissa tem recebido diversos comentários em suas histórias e conhecido outros escritores no fórum.

✗Escrever é?:
Uma arte. A arte de unir as palavras, formando um mundo, que é, embora imaginário, completamente novo. A arte de transmitir seus pensamentos e ideias através de letras. Isso é escrever.

✗O que fará com o dinheiro do concurso?:
Clarissa planeja, com o dinheiro do concurso, pagar a faculdade, que sonha em cursar no exterior. Se ganhasse meio milhão de dólares, os usaria para pagar uma universidade bastante conceituada, como Oxford ou Yale.

✗É trapaceiro?:
Não. Embora seja manipuladora e calculista, Lissa entende a seriedade do concurso e espera que vença o melhor.

✗Palavra-chave?
I'm a bitch

✗Algo a mais?
Não.


FICHA: New RecordsTiffany Woolridge


♫ Nome Completo:
Tiffany Sherlock Woolridge | ela mantém o nome do meio em segredo, pois o considera um tanto patético

♫ Idade:
16

♫ Aparência:
Dianna Agron













Tiffany, como muitos costumam dizer, tem "jeito de Barbie bulímica". Magra, loira e de rosto bonito, ela causa inveja em muitas garotas. Seus cabelos dourados são naturalmente lisos, mas Tiff ocasionalmente lhes torna ondulados com rolinhos. As madeixas, sempre impecavelmente aparadas, são cortadas pouco acima de seu peito. A pele pálida e sem falhas não precisa de maquiagem, e os grandes olhos verdes em raras ocasiões são delineados com lápis preto. De estatura mediana, Tiffany mede 1,66m e pesa 50kg.

♫ Personalidade:
Excêntrica. Nada define Tiffany Woolridge melhor do que essa palavra. Seja pelas roupas que usa, pela decoração do quarto ou pelo seu jeito diferente de ser. À preimeira vista, Tiffany é uma lunática que veio de outro planeta. As pessoas a acham muito estranha, com seu jeito extravagante e roupas "reveladoras" demais. Mas Tiff nunca ligou para o que os outros pensavam. É uma menina centrada em seus objetivos, mesmo que não pareça. Ela é bastante individualista: pensa que cada um deve fazer a sua parte e que ninguém deve cuidar da vida alheia. Detesta quando alguém quer saber de seus assuntos particulares, e tende a ser extremamente rude com pessoas que invadem seu espaço pessoal. Dificilmente demonstra qualquer sensação real. Porém, adora deixar sua opinião sobre as coisas explícita, e solta comentários brutalmente honestos o tempo todo. Costuma sorrir em momentos aleatórios, sem motivo algum, mas, em circunstâncias normais, é apenas isso que se verá de sentimento nela. Entretanto, em relação a emoções falsas, Tiffany é uma verdadeira artista. Pode chorar quando quiser, e finge animação e inocência com maestria. Geralmente usa isso em peças de teatro ou nos desfiles, para contagiar a plateia, mas pode eventualmente utilizar sua magnífica atuação para conseguir algo de outra pessoa. Um sorriso malicioso ou de escárnio pode ser visto em seu rosto, mas dificilmente emoções "exageradas" serão expostas. Gosta de ser deixada em paz, mas isso não impede que ela frequente desfiles, festas e eventos sociais. Nessas ocasiões, ela fica realmente feliz. As pessoas que não lhe conhecem direito, além de pensarem que Tiff é completamente insana, tendem a achar que a garota é extremamente fútil e arrogante. Estão errados apenas em parte: ela é, sim, muito orgulhosa, e teima até a morte para defender a sua opinião. Competitiva, não sabe perder, e usará qualquer tipo de artimanha para alcançar seus objetivos, mesmo que isso acabe prejudicando seus entes queridos. Quando isso acontece, seu enorme ego acaba a impedindo de se desculpar diretamente, mas ela tenta compensar, e quem a ama entende seu arrependimento. Em relação à sua suposta futilidade, quem pensa isso está errado. Embora Tiffany pareça extremamente materialista, ela é uma pessoa bastante humana. Se preocupa de verdade com as pessoas que ama, mesmo que não demonstre isso constantemente. Tiff é uma garota extremamente inteligente, tendo um QI testado de 165, maior que o de Stephen Hawking. Mesmo assim, ela tem horror de matemática e física, pois as considera monótonas e desinteressantes. Gosta de inovar, portanto desenha suas próprias roupas. Embora seja vista como uma garota fria, ela é totalmente diferente com os amigos mais próximos. Entre eles, Tiff torna-se brincalhona, engraçada e divertida. São algumas das únicas pessoas capazes de lhe fazerem rir, e isso é uma qualidade que a garota aprecia muito. Adora ouvir piadas, principalmente de humor negro. Seus amigos parecem ter medo de discordar dela, provavelmente por conhecerem a engenhosidade de Tiffany. É popular na escola, mas não liga muito para atenção. Pouco lhe importa se os olhares estão centrados em si ou não. Tiffany é admirada pelos colegas simplesmente por andar com quem quiser. Não importa se a pessoa é popular, atleta, nerd, excluída ou mesmo metade dinossauro, o que faz a diferença é se ela vai com sua cara ou não. Tiff é o tipo de pessoa que gosta de fazer "o que der na telha" e não liga para o que pensam ou falam sobre ela. É a "inexpressiva" do grupo de amigos, mas tem certo carisma, e por isso conquista o coração de algumas pessoas. Observadora, reservada e de língua afiada, ela pode ser difícil de conviver, mas tê-la como amiga é algo para se agradecer.

♫ História:
Ninguém sabe ao certo quem são os pais biológicos de Tiffany, que foi colocada para adoção logo após o nascimento. Quando ainda era um bebê, foi adotada por Irwin e Pierson Woolridge, um casal de Nova York que, por ser composto de dois homens, não poderia ter filhos biológicos. Sendo Irwin um escritor policial famoso e Pierson um importantíssimo designer de moda, a criança cresceu cercada de luxo, desfrutando do bom e do melhor. Após a adoção, o bebê sem nome se tornou Tiffany Sherlock Woolridge. O nome Tiffany foi escolhido por Pierson, um grande fã de Audrey Hepburn que adorava seu célebre filme. Já o nome do meio, Sherlock, é uma homenagem de Irwin a Sir Arthur Conan Doyle, sua maior inspiração. Desde pequena, Tiff mostrou interesse na área das artes, em especial a moda e a música. Costumava frequentar desfiles, premiações e festas da alta sociedade nova-iorquina com Pierson, além de ir a sessões de autógrafos e estreias dos filmes baseados nos livros de Irwin. Desde pequena, Tiff desenhava suas próprias roupas, além de contribuir para a grife do pai. Na escola, era bastante popular, mas não apenas por ser rica e sair com os "famosinhos" do colégio, e sim porque sempre foi uma garota de opinião. Aos treze anos, começou a postar covers de rap no YouTube, e ganhou uma porção de vizualizações. Quando seus pais a inscreveram no Camp Rock, Tiffany ficou imensamente feliz.

♫ Gostos/Desgostos:
Gostos:
• Moda: a garota não liga necessariamente para o que está na moda, mas para o que ela achar bonito na época. Adora desenhar roupas e acessórios.

• Música: Tiffany gosta de qualquer tipo de música, exceto por country, que ela considera irritante. Não tem um gênero favorito, mas costuma escutar rock, pop, trap, rap e hip hop. Ela é uma rapper excelente, conseguindo rimar de maneira rápida e improvisada. Participava de batalhas de rap na escola, na maioria das vezes vencendo. Também é uma ótima dançarina e compositora.

• Filmes & Livros: por influência do pai, Tiff ama livros de mistério, mas detesta a obra de Conan Doyle, já que o mesmo é a causa de seu detestado nome do meio. Ela também adora livros de horror e fantasia, sendo seus favoritos O Iluminado e a saga de O Senhor dos Anéis.

Desgostos:
• Gente muito dramática: por ser uma garota centrada, Tiffany tem horror de pessoas que se fazem de vítima. Para ela, não importa o que tenha acontecido, desde que a pessoa não se aproveite do ocorrido para chantagem emocional.

• Filmes de comédia pastelão: por algum motivo, filmes desse tipo desagradam profundamente a garota, deixando-a de mau humor e revoltada com o fato de as pessoas acharem graça nisso.

• Praia: a areia, o mar sujo e as pessoas aglomeradas a deixam desconfortável a ponto de passar o tempo todo embaixo do guarda-sol.

• Muito calor: embora use roupas relativamente curtas e decotadas, Tiffany não suporta dias quentes, já que tem pressão baixa e acaba passando mal.

♫ Hobbies:
• Ler
• Desenhar
• Cantar — rimar, por assim dizer
• Dançar
• Batalhas de rap
• Prover "assistência de moda" a seus amigos
• Compor músicas

♫ Manias:
• Dar berros agudos para chamar atenção em meio a uma bagunça
• Assumir liderança naturalmente, de maneira involuntária, na maioria das situações
• Fazer comentários sarcásticos
• Enrugar a testa quando está confusa, em dúvida ou desdenhosa

♫ O que irá fazer no Camp Rock?:
Além de cantar um pouco, compor e dançar, é claro, Tiffany é responsável pelo figurino das apresentações, além de ser uma das rappers mais talentosas.

♫ Estilo:


Tiffany desenha as próprias roupas, elas geralmente sendo de cores e modelos que se destacam. Podem ser um pouco chamativas, mas ela não liga.

♫ Música(s) Tema(s):
Rap God — Eminem
Hello Bitches — CL
Planetary (GO!) — My Chemical Romance
Crazy=Genius — Panic! At the Disco

♫ Algo mais?:
Não.


FICHA: Reign - Antoniette Moreau/Antoine Lafayette/Sir Anthony Everdale


⚜Nome:
Antoniette Jules Evangeline Adelaide Scaramouche Moreau | Toni, para os íntimos | Soldado Antoine Lafayette (nome falso, usado no exército francês) | Anthony Everdale (nome falso, usado na Inglaterra)

⚜Nacionalidade
Francesa

⚜Idade
19

⚜Nome da Atriz e imagens:
Kaya Scodelario












⚜Descrição Física:
Pele pálida, cabelos negros, olhos azuis. Antoniette é, sem dúvida, uma moça muito bonita. Seu rosto é formado por intensos olhos azuis, da mesma cor do mar mediterrâneo, um nariz fino e delicado e lábios carnudos. A pele pálida, alva como porcelana, é salpicada de sardas que lhe dão um ar, de certa forma, jovial.

Toni tem o corpo longilíneo e esguio. Sua altura - 1,78m -lhe dá um leve ar de imponência, que pode até mesmo intimidar os outros. Embora tenha curvas, as cobre com as roupas masculinas da armada inglesa. Seus cachos negros caem por seus ombros como cascatas de ébano, e contrastam com a pele extremamente clara. O corte deles é um tanto irregular e desleixado, pois Toni o deixou crescer após cortá-lo para entrar no exército francês. Ela os usa presos embaixo do elmo, para que ninguém desconfie de seu verdadeiro gênero.

O traço mais marcante de Antoniette é seu sorrisinho de canto, que deixa certo mistério no ar. Não importa a situação, ele sempre acabará aparecendo.

⚜Personalidade:
Antoniette é uma jovem bastante atípica para sua época. Com sua mania de independência, causa intriga onde quer que vá. Não costuma seguir as normas sociais, portanto causa muitos problemas. É muito esperta, sendo capaz de inventar mentiras "do além" para usar a seu favor. Entretanto, mesmo tendo esse poder manipulador, não gosta de usá-lo para o mal. Apenas quer um pouco de liberdade, pois, como costuma dizer, "um homem louco livre é mais são do que um homem lúcido preso". É o equivalente a uma feminista no século XVII: quer igualdade para os homens e mulheres, e vai lutar para conseguir isso. Uma mulher muito forte, sem dúvida, que não tem medo de deixar bem claro o que quer.

Toni é notavelmente inteligente. Foi capaz de aprender a falar duas línguas apenas com a ajuda de soldados. Além disso, ela ajudava seus irmãos em seus trabalhos escolares, mesmo não tendo direito a aulas técnicas. Considerada um gênio da música, Antoniette costumava cantar para divertir seus entes queridos. Aprendeu a tocar harpa de ouvido, e ensinou alguns amigos a fazer isso. Toni é extremamente confiante em seus talentos, portanto muitas pessoas a consideram um tanto egocêntrica.

Ela é uma moça de pavio curto. Se irrita muito facilmente e é costume dela ter ataques de raiva, durante os quais pragueja e grita com as pessoas responsáveis por sua inquietação. Não tem medo de partir para a briga quando provocada, e, por sua experiência no exército, é uma combatente perigosa. Entre os soldados, é tida como a melhor espadachim e estrategista. Muitas vezes é influente sobre a elite da alta sociedade, pois é reconhecida pelos líderes militares como um "gênio" da arte da guerra.

Antoniette é uma moça cheia de mistérios e segredos. Mente muito para não ser mandada de volta para a França, onde teria de se casar com o barão que não ama. De início, é uma pessoa fechada, mas, quando se ganha sua confiança, conviver com ela é como conviver com uma irmã. Geralmente trata as pessoas com certa indiferença, mas há exceções, essas sendo um ou dois colegas cavaleiros, seus irmãos e sua amiga Anabella. Nesse caso, Toni é extremamente protetora. Não se importaria em matar ou morrer por essas pessoas, embora seja uma mulher de espírito bastante nobre. Essa fagulha de covardia e apego é um de seus maiores defeitos.

Mesmo parecendo bastante cética e fria, Antoniette é uma sonhadora. Ela acredita piamente no amor e em sua capacidade de encontrá-lo, e por isso acabou rejeitando diversos pretendentes em seu passado. Também quer tornar-se bem sucedida sem a ajuda de qualquer homem.

Como já foi mencionado, ela tem uma certa mania de independência, e detesta ser controlada. Por isso, costuma ser punida por insubordinação. Respeita apenas quem lhe respeita, sem exceções: se um assassino cruel for legal com ela, ela retribuirá. Já se o próprio Papa lhe desrespeitar, é certo que a jovem fará o mesmo com ele. Já se meteu em brigas com outros cavaleiros, mas sua capacidade de perdoar lhe permitiu não guardar rancores.

⚜História:
A história de Antoniette começou no palácio de um importante nobre francês. Gerard Moreau e sua esposa Adèle tiveram sua segunda filha - a segunda mulher, após cinco meninos - e última criança da família na noite de um importante baile no palácio real. Toni, para os íntimos, foi criada em meio ao luxo da nobreza francesa, tendo acesso a tudo o que uma moça nobre poderia querer. Entretanto, o fato de uma moça nobre não ter os mesmos direitos dos homens nobres foi uma coisa que sempre lhe incomodou. Aprendeu a falar inglês e português com alguns soldados, que costumavam sair em missões para outros países. Teimosa desde pequena, embora tivesse amigas muito próximas na corte, gostava de sair escondida com seu irmão Gerard II e brincar com as crianças mais pobres. Porém, à medida que foi crescendo, Toni foi perdendo seu tempo livre e sendo obrigada a realizar atividades que considerava chatas. Aos catorze anos, ela foi forçada a se casar com um barão quinze anos mais velho. Nunca conhecera o homem e sabia que nunca iria amá-lo. Portanto, logo após subir no altar, saiu correndo e se escondeu na casa de um amigo plebeu. Lá, pegou emprestadas algumas roupas, cortou o cabelo e entrou para o exército francês. Sua aparência e voz femininas deixaram certas dúvidas, mas Antoniette, sob o nome de Antointe Lafayette, alegou ser um eunuco da Ópera, e, após realizar um espetáculo para o exército, convenceu a todos. Passou dois anos como um soldado francês, mantendo contato por cartas apenas com sua melhor amiga e confidente Anabella. Toni se provou um ótimo soldado, mas foi flagrada se trocando por um colega. Por não querer ter sua verdadeira identidade revelada, fugiu para a Inglaterra como passageira clandestina em um navio. Lá, provou sua capacidade como soldado e tornou-se Sir Anthony Everdale, um importante cavaleiro inglês. Atualmente, trabalha para a Inglaterra e faz o que quer que lhe pedirem.

⚜Ocupações:
↬ Soldado francês (identidade falsa; fugiu)
↬ Cavaleiro inglês (identidade falsa atual)
↬ Herdeira de um importante nobre (possivelmente deserdada, pois foi dada como morta pela família)

⚜Dentre as opções, não gostaria de ser? E o motivo.
(x) Serva
Toni não conseguiria trabalhar como serva de alguém, pois seu espírito livre não lhe permite. Ela não seria bem-sucedida em seu ofício, pois é teimosa e detesta ser submissa a alguém. Além disso, embora esteja atualmente sob um nome falso, ainda tem uma certa posição na nobreza.

(x) Amante
Na verdade, ela apenas não se enquadraria bem como amante de um homem muito mais velho, já que Antoniette não se importaria em ter um relacionamento com alguém de idade próxima à sua.

⚜Já está com a mão comprometida para um futuro matrimônio, ou já é casada?
A mão de Antoniette estava prometida a um barão francês, mas, por não amá-lo, ela o deixou no altar e fugiu. Como sua família lhe deu como morta, sua mão não é mais do tal barão. Entretanto, se o segredo de Toni for descoberto, ela pode vir a ser obrigada a retornar à França e reatar o noivado.

⚜Sua relação com a França ou Escócia:
Toni nunca foi uma "patriota". Ela realmente não se importa com a situação das duas nações, contanto que o povo seja feliz. Sua indiferença foi provada com o fato de ela estar em meio aos cavaleiros ingleses, disfarçada de homem, simplesmente para escapar do casamento arranjado.

⚜Sua relação com a Herdeira da França e Escócia:
Quando crianças, Antoniette e Anabella eram amigas bem próximas. Brincavam juntas e confiavam uma na outra para guardar segredos. Anabella é a única pessoa que sabe o segredo de Toni, pois elas mantêm contato por cartas, e a francesa confia nela o suficiente para lhe contar coisas como essa. Ficou muito triste ao ter de se despedir da amiga, mas admira sua coragem e ambição.

⚜Se a sua personagem tivesse um filme favorito, qual seria?
Mulan

⚜Música Tema:
This is Gospel - Panic! At the Disco

⚜Uma cor favorita:
Vermelho

⚜Um personagem contemporâneo que ela gostaria de ser:
Beyoncé (real)/Fa Mulan

⚜Um Sonho:
Enriquecer por conta própria e mostrar a todos que é capaz de se virar sozinha, sem a ajuda de um homem poderoso.

⚜Observação:
Seria interessante, se possível, outro cavaleiro descobrir seu segredo e tornar-se seu conifdente.


FICHA: Enchanted - Lucille Facilier


☠ Pais:
Dr. Facilier (antagonista de A Princesa e o Sapo) e Delphine Lafayette, uma feiticeira voodoo.

☠ Nome:
Lucille Delilah Facilier

☠ Apelido:
Lucy

☠ Idade:
16

☠ Aparência:
Kat Graham








Lucille é uma garota alta e esguia, características herdadas de seu pai. Sua pele morena e cabelos escuros contrastam com as roupas coloridas que ela costuma usar, fazendo assim uma bela mistura de cores. Seu rosto é muito bonito, com traços delicados um tanto exóticos. Os olhos são um pouco mais claros que o normal. Seus longos cabelos pretos são ondulados, caindo por seus ombros como uma cascata negra. Lucy é uma jovem bastante atraente, e frequentemente usa seu charme a seu favor.

☠ Personalidade:
Assim como seus pais, Lucy é uma garota extremamente traiçoeira. Esperta até demais, costuma enganar as pessoas. Não é nem um pouco confiável, pois sempre age de acordo com os próprios interesses. Nunca se sabe o que se passa em sua cabeça: além de cheia de truques, Lucille é uma jovem misteriosa. O mais incrível é que ela consegue manter sua aura enigmática sem ser uma pessoa quieta: Lucy é uma máquina de piadas e comentários sarcásticos e maldosos, que podem ser direcionados a qualquer um - exceto, é claro, seu pai, por quem ela tem um enorme respeito - que, a seu ver, mereça. Raramente demonstra qualquer sentimento que não seja diversão, irritação ou escárnio, e isso afasta as pessoas que tentam se aproximar. Mas Lucille não liga, pois tem seu seletíssimo grupo de amigos. Lucille é uma completa bitch que não tem medo de impor sua opinião aos outros. Pode ser considerada um gênio do mal, pois, como já foi mencionado, além de ser uma garota malvada, é extremamente esperta e inteligente. Manipuladora, Lucy é capaz de achar mil e um jeitos de conseguir o que quer, sendo todos infalíveis. Uma adepta da chantagem, usa essa ferramenta constantemente. Não tem vergonha de usar os sentimentos e segredos das pessoas como armas, e domina a arte da maldade com maestria. Tira vantagem de tudo que pode, e por isso acaba sempre se dando bem. Quando alguém lhe irrita, ela faz questão de acabar com o que lhe incomoda. Seja um casal meloso ou uma pessoa muito dramática, Lucy irá humilhá-lo sem escrúpulos. Embora perca a paciência muito rápido, ela permanece calma, e raramente fica brava de verdade. Quando fica, suas maldades se intensificam, e ela torna-se um monstro. Xinga todos dos maiores horrores, destrói qualquer coisa alegre que esteja perto de si e faz questão de que todos fiquem assustados. Mesmo quando está de bom humor, Lucy faz comentários sarcásticos direcionados a tudo e todos, e ofende cada um a sua volta. Apenas seus amigos levam na brincadeira, até porque, quando é com eles, ela geralmente está brincando. Não admite que as pessoas consigam o que ela quer, portanto vai estragar a felicidade alheia quando quiser. Competitiva, Lucille é obcecada pelo primeiro lugar. Faz tudo o que for preciso para vencer, mesmo que isso signifique usar e abusar de sua magia e das utilidades dos outros. Embora seja teimosa e um pouco mandona, Lucy está aberta a escutar a opinião do resto de seu grupo, pois acredita que cada um serve para alguma coisa na vida. Ama sua família do fundo do coração, embora tenha certas desavenças com a mãe, que a pressiona para tornar-se uma administradora quando for adulta. Faria qualquer coisa por eles, assim como por seus amigos próximos. É muito ciumenta, tanto em amizades quanto no amor, e uma traição ou troca resultaria em uma vingança terrível, algo que nunca seria esquecido. Mesmo parecendo muito tranquila e "adulta", Lucille é uma garota rancorosa, e qualquer coisa ruim feita a ela não sairia impune. É surpreendentemente madura, embora pareça apenas uma menina mimada e maldosa. Mesmo fazendo gato e sapato, tem os próprios limites. Entretanto, esses limites podem ultrapassar por muito o nível da noção, e suas artimanhas podem atingir um ponto em que tornam-se mosntruosidades. Arrogante, detesta pedir desculpas, e se pedir, é porque sabe que o que fez foi realmente errado. Está sempre com um sorrisinho malicioso no rosto. Quando chora de verdade, é porque está realmente triste, pois a tristeza raramente passa pelo coração gelado de Lucy. Desconhece sentimentos românticos, pois nunca se interessou por esse tipo de coisa. Sempre foi o tipo de pessoa que o considera um "mito". Extremamente gananciosa, Lucille coloca o dinheiro acima de quase tudo. Cobra valores altíssimos por seus "truques", que realiza por meio de sua maestria na arte do voodoo. Entretanto, suas artimanhas valem o que se paga: a magia poderosa dela nunca falha, assim como sua memória.

☠ Como vai se comportar no mundo real?
No mundo real, Lucille irá procurar por outros feiticeiros voodoo, esperando encontrar alguém que lhe ajude a controlar seus poderes num lugar praticamente sem magia. Também usará "utensílios" do mundo real para realizar suas artimanhas, já que não consegue largar sua mania de mercenária. Sua personalidade não mudará muito, pois alguém com a destreza de Lucy dificilmente se daria mal o suficiente para se arrepender de seus atos. É claro que isso é possível, mas é improvável. Ela irá tentar proteger seus amigos das ameaças, mesmo que isso signifique apelar para a violência ou mesmo para o assassinato. Pode se meter em encrenca com a polícia, já que está acostumada a fazer o que bem entender.

☠ O que gosta de fazer?
Lucy gosta de sair com seus poucos amigos, pois os considera divertidos. Também lê muito, em especial livros de magia, que é o que mais gosta de praticar. Costuma fazer bonecos voodoo e testá-los. De vez em quando, estuda magia negra com o pai. Em geral, ela acaba se entretendo com qualquer coisa, pois sempre arruma um jeito de "causar".

☠ O que não gosta de fazer?
Lucille detesta ir a encontros românticos. Não suporta romance e considera tudo isso piegas. Odeia que todos os garotos que a cortejam dão discursos em vez de simplesmente se mostrarem pessoas divertidas e dignas. Sair com rapazes interessados é a única coisa que lhe entedia.

☠ Tem algum poder mágico ou algo relacionado a magia?
Lucille é uma poderosa feiticeira, e domina com maestria a magia negra. Sua especialidade é o voodoo, que ela usa de acordo com seus interesses.

☠ Manias:
• Sorrir maliciosamente por qualquer motivo
• Agir com certa indiferença em relação a tudo
• Estar sempre calma
• Brincar com agulhas quando entediada
• Revirar os olhos quando insatisfeita

☠ Hobbie:
• Praticar magia: de longe, a prática do voodoo é o que Lucy mais gosta. Ela adora ver os resultados e saber como as coisas funcionam. Gosta muito de criar feitiços próprios, que acabam se mostrando extremamente poderosos.

☠ Relação com os pais:
Como a mãe de Lucille morreu no parto, a menina foi criada pelo pai, um feiticeiro riquíssimo e bastante famoso. Ele não culpou a filha pela morte da mãe, e a tomou como discípula. Ensinou a ela tudo o que sabia, e é extremamente orgulhoso de sua pequena. Lucy possui grande afinidade para com o pai. Ela confia cegamente nele e vive tentando fazê-lo se orgulhar. Herdou sua personalidade de mercenário, e muitas vezes a dupla acaba assustando as pessoas com suas semelhanças. Pai e filha fariam qualquer coisa um pelo outro, mesmo parecendo dois monstros sem coração.

☠ Algo mais?
Não.


FICHA: Pitch Perfect - Ben Park


♬ Nome: Benjamin Larson Park

♬ Apelido? Ben

♬ Idade: 19

♬ Aparência:

Jeon Jungkook











Benjamin herdou de seu pai os traços típicos da Coreia. Tem os olhos puxados, a pele clara e levemente amarelada e o corpo magro. Para um descendente de asiáticos, ele até que é alto: 1,78m é o que mede. Seu rosto é inegavelmente bonito, consistindo de um par de olhos escuros, um nariz grande e uma boca delicada. A testa é coberta por uma franja preta espessa, e suas orelhas de tamanho mediano são furadas por brincos.

♬ Personalidade:

"Energético" é a palavra que melhor define Benjamin. Um garoto animado, está sempre se divertindo, acompanhado por pelo menos um amigo. Adora fazer coisas novas, portanto nunca está entediado. Sua energia positiva parece nunca se esgotar, e está sempre transmitindo boas vibrações àqueles ao seu redor. Ben é o tipo de garoto que está sempre a rir de tudo, mesmo que não tenha graça. Faz piadas o tempo todo, e brincadeiras no lugar e hora errado são típicas do menino, que acaba se metendo em encrenca por ser "politicamente incorreto". Seu humor é recheado de sarcasmo, e muitas vezes envolve assuntos polêmicos. Muitas pessoas podem achar engraçado, mas outras o consideram uma pessoa ruim por isso. As respostas rápidas e sarcásticas de Benjamin acabam sendo dadas a todo mundo, pois ele não discrimina: pensa que "perguntas idiotas merecem respostas idiotas". Bastante teimoso, Benny defende a sua opinião até o fim, mesmo que esteja errado. Nunca se deixa perder uma discussão, e, mesmo se seus argumentos não forem consistentes, ele os fará parecer extremamente bons. É considerado habilidoso com as palavras, podendo usá-las de acordo com seus interesses. Entretanto, o bom coração de Ben não lhe permite ser um garoto manipulador. Em vez de usar os outros como marionetes, ele usa suas palavras para reconfortar aqueles que estão se sentindo mal. Quando há alguém deslocado, Benjamin é o primeiro a ir tentar fazer amizade. Embora faça piadas um tanto maldosas, ele é um jovem muito bondoso. É bastante empático, e faz de tudo para ajudar a quem precisa. Além do talento como amigo, Ben tem uma bela voz. Consegue alcançar notas bastante altas. Entretanto, enquanto suas notas musicais são altas, as acadêmicas mal chegam na média: por Benny possuir TDAH (transtorno de défcit de atenção com hiperatividade), ele não consegue prestar atenção na aula, e por isso muitas vezes acaba não pegando o conteúdo da aula. Por sorte, seu grau do transtorno é bastante leve. Entretanto, Benny não é muito interessado em garantir um bom futuro profissional: não gosta de estudar, e passou raspando no último ano, conseguindo uma bolsa na faculdade por causa de suas habilidades no canto e na dança. A parte da música é levada a sério, pois é o que lhe "segura" na Universidade Barden. Mas isso não lhe impede de esquecer de realizar suas tarefas e de compromissos importantes. Benjamin é extremamente avoado, e não se dá conta de coisas simplíssimas. Esquece suas coisas em vários lugares, perde seus materiais, não reconhece seus conhecidos na rua... Mas detesta ser lembrado disso. Mesmo sendo um cara legal, Benny tem pavio curto. Não aguenta pessoas irritantes ou sérias demais, e acaba explodindo. De vez em quando, se irrita com qualquer coisa, mas rapidamente retorna a seu bom humor costumeiro. A não ser que alguém tenha mexido com algum de seus amigos. Se esse for o caso, Benjamin vira um monstro furioso e violento. Xinga o "meliante" das coisas mais horrendas e parte para a violência. Não se importa em se machucar, desde que faça um estrago em quem quer que tenha mexido com seus entes queridos. Ben é um ótimo amigo, mas um inimigo terrível.

♬ História:

Benjamin nasceu no Brooklyn, em Nova York. Filho de Kim Junghae, um imigrante coreano e de Marylin Larson, uma artista americana, ele cresceu em meio a pessoas de diversas origens e culturas, assim aprendendo a aceitar todas as formas de pensar. Seus pais sempre o estimularam a seguir carreira musical, pois desde pequeno o filhinho já mostrava seu imenso talento. Na escola, tinha vários amigos, mas vivia se metendo em confusão. Suas notas eram ruins, mas Benny conseguiu uma bolsa musical na Universidade Barden. Para poder continuar na faculdade, ele precisa entrar num grupo A Capella. Senão, é expulso e tem seu futuro destruído.

♬ Por que escolheu participar de um grupo A Capella?

Como já foi dito anteriormente, Benjamin entrou na faculdade por causa de seu talento musical. O "trato" feito entre ele e a universidade era que, se ele ingressasse em um grupo A Capella, poderia continuar estudando lá. Assim surgiu a decisão de fazer uma audição para os Trebles.

♬ Gostos:

Música: não existe gênero musical que Benny não goste, exceto metal. Para ele, basta ter uma melodia agradável. Seus artistas favoritos são bastante variados em relação a estilo: 4minute, Super Junior, Panic! At The Disco, BIGBANG, 2NE1, Bastille, Bruno Mars, George Ezra e AC/DC.

Filmes: ele adora assistir a filmes, pois não consegue se concentrar nos livros. Benjamin gosta muito de comédias satíricas, e entre suas favoritas estão Em Busca do Cálice Sagrado, a série de filmes Todo Mundo em Pânico, Inatividade Paranormal e A Vida de Brian.

Comida: como uma criancinha, Ben adora comer porcaria. Doces, salgadinhos e junk-food de todos os tipos estão incluídos em seu cardápio. Refrigerante, suco doce e root beer são suas bebidas favoritas. Fora isso, Benny não come nada.

♬ Desgostos:

Música: como já foi dito anteriormente, ele gosta de qualquer coisa que não seja metal. Detesta todos os subgêneros desse tipo de música, sendo o metal industrial o mais odiado. Ele acha que metal não pode ser considerado música, pois consiste apenas de ruídos e berros.

Filmes: Ben não gosta de filmes de drama, romance clichê e coisas envolvendo alienígenas. Não há explicação para isso: ele apenas não gosta.

Livros: ele não consegue adquirir concentração suficiente para ler, por isso não gosta de livros. Secretamente queria ser capaz de focar-se num texto, mas simplesmente não pode.

Comida: Benjamin parece não gostar de nada que não faça mal à saúde, mas tem um ódio especial por brócolis. Vomita toda vez que come, e é só sentir o cheiro que já fica nauseado.

♬ Qualidades:

↬ Esperteza
↬ Bom-humor
↬ Talento Musical
↬ Facilidade em fazer amigos

♬ Defeitos:

↬ É avoado
↬ Pavio curto
↬ Irresponsabilidade
↬ Baixa tolerância ao álcool

♬ Manias:

↬ Coçar o nariz
↬ Ficar vesgo quando acha algo nojento
↬ Revirar os olhos por qualquer motivo

♬ Estilo:

[img]https://secure.polyvoreimg.com/cgi/img-set/cid/73347129/id/6fSswuidR1m4ofPeWBB9gw/size/y.jpg






♬ Par? Disponível ♡

♬ Algo a mais? Nope.


FICHA: American Youth - Francesca Brooks



❥Nome completo: Francesca Dawn Martinez-Brooks

❥Apelido: Frankie, Sunny (é chamada assim pela família)

❥Idade: 16, fazendo aniversário no dia 14/12

❥Sexualidade: heterossexual

❥O que ela é: a jornalista curiosa e divertida da escola.

❥Aparência: Zoe Sugg












Frankie é uma garota de beleza notável, com longos cabelos castanhos - cujas pontas são tingidas de loiro - e olhos tão azuis que parecem ser lentes de contato. Seu rosto tem traços muito bonitos. Nariz pequeno e fino, boca bem delineada e sobrancelhas benfeitas. Ela é uma menina de estatura mediana e corpo magro. Com um sorriso que parece estar eternamente aberto e um brilho alegre no olhar, Francesca é uma garota de aparência simpática, capaz de comquistar o coração de uma pessoa apenas com uma piscadela.

❥Personalidade: Animada, Frankie é capaz de levantar o astral de qualquer um. Uma garota otimista, aventureira e curiosa, muitas vezes parece uma criança no corpo de uma adolescente. Por ser uma pessoa alegre, extrovertida e calorosa, sua família lhe apelidou de Sunny (ensolarada, em inglês). Francesca, como já foi mencionado, é extremamente curiosa, e procura por assuntos para o jornal da escola o tempo todo. Também adora tirar fotografias de momentos especiais e paisagens bonitas. Portanto, sempre carrega sua câmera no pescoço. Embora possua uma enorme curiosidade, não é considerada uma pessoa metida e nem fofoqueira, pois apenas utiliza fatos realmente interessantes e autorizados para fazer seus artigos. Sofre de Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, e isso afeta seu dia-a-dia: por não conseguir ficar parada ou concentrada em algo, suas notas acabam sendo baixas, e ela é o tipo de estudante que sempre passa raspando. Se recusa a colar em provas, pois considera isso uma atitude covarde e desonesta. Trata sua condição com doses altíssimas de Ritalina, mesmo não gostando de usar muitos medicamentos. Não é nenhum gênio, mas também não é burra. Não suporta um clima ruim, e sempre tenta alegrar as pessoas tristes. Lalomaníaca, está sempre falando de maneira animada sobre alguma coisa. Ela é muito amigável, e adora puxar assunto com as pessoas que parecem estar deslocadas. Seu comportamento elétrico e divertido acaba lhe tornando uma pessoa "desligada". Por estar sempre conversando, procurando furos de reportagem e fazendo novos amigos, acaba se distraindo em relação a detalhes importantes a seu redor, como por exemplo a atenção que os garotos da escola lhe dão, assim como os sentimentos românticos de algumas pessoas por ela. Sempre quer que todos sejam amigos e odeia brigas, e as separa quando necessário. Uma garota pacífica, mas que fica brava quando se depara com injustiças, e é capaz de brigar com alguém se a pessoa está sendo má. É uma garota muito honesta, e não sabe mentir. Modesta, fica vermelha e gagueja diante de elogios e cantadas (quando as percebe). Costuma esperar o melhor das pessoas, e por isso acaba sendo constantemente usada de capacho. É considerada fofa, e sua boa aparência e personalidade adorável lhe garantem uma fila de pretendentes. Mesmo com um bando de garotos babando por ela, Sunny nunca teve um namorado, pois é o tipo de menina espera pelo garoto certo. Sonhadora, Frankie ainda deseja ter a vida perfeita, com um emprego bom e uma família feliz. Na cozinha, é um desastre, e por isso prefere que seu irmão faça a comida. Frankie é um tanto ingênua, e tende a confiar em qualquer um que lhe pareça honesto, portanto acaba se metendo em confusão pela mão de outros. Nunca seria capaz de trair alguém, e ficaria muito magoada se o contrário acontecesse. Quando tem seus sentimentos feridos, o sorriso em seu rosto é substituído por muitas lágrimas, e tudo o que ela quer é um ombro amigo. Embora seja rara, sua tristeza dura muito. Na frente dos outros, não costuma mostrar suas mágoas, pois não quer preocupar ninguém. Entretanto, é uma pessoa completamente transparente, e por isso não consegue manter um segredo próprio. Quanto aos segredos dos outros, Frankie os guarda a sete chaves. Seu jeito distraído a torna bastante desastrada - e um desastre nos esportes - que está sempre tropeçando, caindo e batendo sem querer nas coisas. Por isso, suas pernas e braços geralmente estão cheios de marcas roxas. Acaba derrubando coisas e fazendo bagunça involuntariamente. Como uma Resumindo, ela é uma garota extrovertida, alegre e amigável, como uma tarde ensolarada de domingo.

❥História: no dia 14 de dezembro de 1999, nasceu um casal de gêmeos. Filhos de Mirabel e Roy Martinez-Brooks, os bebês foram ditos como os mais lindos do berçário. A mais nova, Francesca, desde pequena era uma criança agitada. Aprendeu a falar aos nove meses, e desde então não fecha a boca. Cresceu falando inglês e espanhol, pois sua mãe é colombiana. Com uma atitude energética e alegre, Frankie acabou por conquistar o coração da vizinhança toda. Uma garotinha simpática e alto-astral, que conversava com todos e estava sempre com um sorriso no rosto e um brilho no olhar. Por causa de sua personalidade, foi apelidada de Sunny. Criada numa família "bem-de-vida", Francesca cresceu numa casa enorme, correndo pelos corredores e brincando de esconde-esconde com o irmão e os amigos. Teve uma infância normal e feliz. Frankie era bastante distraída, e não conseguia prestar atenção nas coisas direito. Quando ela tinha dez anos, foi diagnosticada como uma portadora do Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade. Desde então, toma altíssimas doses de Ritalina para garantir notas decentes. Francesca, ao contrário do irmão, nunca teve dificuldade para fazer amigos. Na escola, sempre foi considerada simpática e sua beleza lhe garantia uma atenção especial da parte dos garotos. É claro que as meninas populares não gostavam disso, mas seus rumores ridículos sobre Sunny nunca enganaram ninguém. Atualmente, ela continua querida e feliz.

❥Clube que vai se inscrever: jornal da escola, pois Frankie é muito curiosa e adora escrever.

❥Gostos: Francesca adora ouvir música, e nesse quesito é muito eclética. Embora aprecie vários gêneros musicais, ela tem paixão por canções, bandas e artistas mais antigos. Sua banda favorita é Fleetwood Mac, o cantor é Elton John e a cantora, Stevie Nicks. Suas músicas favoritas são Don't Stop (Fleetwood Mac), Your Song (Elton John), Don't Go Breaking My Heart (Elton John e Kiki Dee) e Gypsy (Stevie Nicks). Adora animais, em especial os cachorros, mas não pode ter um porque seu irmão é alérgico. Portanto, vai regularmente ao abrigo de animais. Frankie adora doces, em especial chocolate, e não vive sem. Uma das maiores paixões dela é o cinema clássico. Seus ídolos são Vivien Leigh, Audrey Hepburn, Gregory Peck, Clark Gable e James Dean. Os filmes são vários: entre eles, Roman Holiday, Breakfast at Tiffany's, Rebel Without a Cause e Gone With the Wind.

❥Desgostos: poucas coisas nesse mundo não agradam nossa querida Sunny. Entre elas, filmes e livros de terror. Frankie é muito sensível em relação a isso, odeia sentir medo. Após assistir Psicose, fez seu irmão Jim montar guarda do lado de fora enquanto ela tomava banho. Francesca detesta falsidade e mentiras, e uma pessoa que faça algo assim acabará sendo a razão de várias noites de choro. Ela não pode ver uma injustiça, pois isso lhe deixa triste e irritada. Resumindo, Frankie não gosta de coisas más.

❥Manias: franzir os lábios quando está pensativa, estalar os dedos e bater palmas quando está muito feliz.

❥Hobbie: ler artigos online e em revistas, escrever, procurar por furos de reportagem e assistir a documentários e filmes de comédia romântica.

❥Estilo:


























❥Família:
Mirabel Rosalia Martinez-Brooks - mãe - 39 anos - tradutora - aparência: Sofia Vergara

A mãe de Frankie e Jim, uma tradutora conceituada, trabalhava em casa, e por isso era capaz de passar muito tempo com os filhos. É tão ativa e energética quanto a filha, mas é bem mais temperamental. Além disso, Mirabel tem um humor um pouco mais irônico. Fala cinco línguas: inglês, português, espanhol, italiano e francês. Por isso, é capaz de traduzir várias coisas. Francesca e Mirabel são muito próximas uma da outra, e a mãe sempre sabe quando a filha precisa de ajuda.

Roy Thomas Martinez-Brooks - pai - 45 anos - neurocirurgião - aparência: Misha Collins

Roy, um neurocirurgião famoso na cidade, pode não ficar em casa com frequência, mas é um pai de família exemplar. Sabe ter pulso firme, mas é muito brincalhão e leve em seu jeito de ser. A segunda característica foi herdada pela filha. Está sempre sorrindo, embora leve seu trabalho a sério. Faria qualquer coisa pelos filhos, não importa o que fosse. Ele e sua família são muito próximos, e vivem organizando enormes jantares com os amigos em sua casa.

Jim Roberto Martinez-Brooks - irmão gêmeo mais velho - 16 anos - aparência: Joe Sugg

Desde bem pequenos, Jim e Frankie são muito próximos. Na infância - mesmo com a relutância de Jimmy - os dois brincavam de esconde-esconde pela casa, chamando os amigos para se divertir junto. Os irmãos fariam qualquer coisa um pelo outro. Embora tenham personalidades praticamente opostas, eles se dão muito bem. Jim parece ser um irmão bem mais velho de Francesca, pois vive lhe tirando de enrascadas e confusões, além de protegê-la dos garotos com más intenções. Frankie está sempre tentando acabar com a timidez do irmão, mas seu esforço não é suficiente. Isso a deixa triste, mas Jim sempre a reconforta, dizendo que aprecia sua preocupação, mas por enquanto não quer "socializar". Ele é protetor, mas não chega a exagerar. Apenas a avisa dos problemas que certas pessoas podem trazer. Mesmo muitas vezes não escutando, Frankie confia muito em Jim, que sempre será um ombro amigo para ela e vice-versa.

❥Seu personagem vai se envolver com drogas ou bebidas ou algo do tipo? Não gosta desse tipo de coisa, mas, como é avoada, pode acabar se drogando ou ficando bêbada acidentalmente.

❥Possui alguma doença ou problema? Francesca possui Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade. Isso interfere em seu desempenho escolar, mas ela trata a doença com altas doses de Ritalina.

❥Algo a mais? Não.


FICHA: A obra do medo - Lorraine Alderley




 ☠Nome: Lorraine Marjorie Alderley


 ☠Apelido: Lola, Lolita (Elliot a chamava assim) ou Rain


 ☠Idade nos acontecimentos de 1999: 11


 ☠Gênero: feminino


 ☠Orientação sexual: heterossexual


 ☠Aparência: 

 Infância:

Elle Fanning













Corpo magro e alto, cabelos louros, pele pálida e olhos azuis. Lorraine era uma garotinha muito bonita, e isso era notado por todos a seu redor. Para seu desgosto, o rosto Rain tinha certa semelhança com o da mãe. Com um sorriso encantador, embora tivesse os dentes um pouco tortos, ela conquistava um lugar no coração de cada um. As roupas sempre impecáveis, a não ser quando saía escondida para brincar. Sua boa aparência lhe garantia vários garotos atrás de si, mas Lorraine não ligava.

Idade adulta:


Natalie Dormer

















Os cabelos e olhos de Lorraine continuam das mesmas cores, e o sorriso continua lindo, embora tenha adquirido um ar malicioso. Atualmente, ela é ainda mais parecida com a mãe, e isso lhe deixa furiosa. O corpo bem definido, reusultado de idas regulares à academia, atrai o olhar de todo tipo de homem. Lola continua uma mulher alta e esbelta, mas com o rosto mais maduro.

 ☠Personalidade: 

Infância:

Na frente dos adultos, Lorraine mantinha-se comportada, para não ser punida pela mãe. Entretanto, em meio a seus amigos, ela tornava-se brincalhona e engraçada, sempre inventando coisas divertidas para fazer. Embora agisse como uma criança normal, que quer brincar com os amigos, Lola tinha um enorme grau de maturidade. Sabia quando parar com as brincadeiras e ficar séria. Às vezes acabava sendo fria com as pessoas, pois sua infância terrível lhe tornara uma criança um tanto amarga. Todavia, ela nunca usou os abusos sofridos como desculpa para tratar os outros mal ou ganhar alguma coisa. Os mantinha em segredo, pois odiava que sentissem pena de si. Lorraine era muito esperta e inteligente, com um raciocínio bom e rápido. Gostava de pregar peças nos colegas que eram maus com seu grupo de amigos, e seus planos engenhosos e complexos eram praticamente infalíveis. Por causa das respostas rápidas, sarcásticas e articuladas, Lola era odiada profundamente pelos valentões da cidade, que faziam horrores com ela sem a menor vergonha. Isso gerava um ciclo sem fim: os garotos faziam coisas ruins, Lorraine dava o troco e tudo acontecia de novo. Fora isso, ela era bastante discreta perto dos adultos, para evitar as punições da mãe.


Idade adulta:

Uma mulher determinada e forte, Lorraine não para de lutar até conseguir o que quer. Isso acaba lhe deixando estressada. Lola não aguenta ver uma criança sofrer algum tipo de abuso, e por isso leva seu trabalho no conselho tutelar muito a sério. Destemida, ela não se importa em arriscar a própria vida para fazer o que precisa. Também é um tanto inescrupulosa, podendo usar as pessoas e seus sentimentos como utensílios em seus "planos". Entretanto, Rain nunca colocaria uma pessoa totalmente inocente em risco. Prefere morrer a deixar uma criança sofrer, como já foi dito anteriormente, e por dentro deseja que os pais ruins morram de maneira lenta e dolorosa, pois toda criança merece uma infância feliz. Essa parte da personalidade dela é claramente um resultado da tortura que lhe foi imposta pela própria mãe. Lorraine continua uma mulher esperta e articulada, e sua língua é ainda mais afiada do que era em sua infância. Fala o que pensa, não se importando com a opinião alheia, exceto, é claro, quando conversa com uma criança. Sabe muito bem como tratá-las, e sempre quis ter seus próprios filhos para poder criar pessoas boas. Seus colegas de trabalho, em sua maioria, a temem e a admiram, pois Lola é uma mulher forte, que passou por muita coisa, e porque ela é uma pessoa obcecada por justiça. Em alguns casos, pode surtar e até mesmo agredir fisicamente quem ela considera ruim. Porém, seus ataques são raros, pois geralmente Lorraine é uma mulher calma e controlada. Quando está com os amigos, faz piadas e comentários engraçados, divertindo a todos. Esse seu lado mais brincalhão, mesmo após tudo o que aconteceu, nunca foi embora. 


 ☠História: nascida em Salem, em 08 dezembro de 1988, Lorraine era a única filha de Phoebe e Thomas Alderley. A família era rica, e vivia em uma das melhores casas de toda Salem. Seu pai não ficava muito em casa, e por isso não via a forma como a filha era tratada. Phoebe era uma mãe abusiva e exigente demais. Batia na filha quando ela "não se comportava", "não parecia uma dama de elite" ou simplesmente não tirava uma nota perfeita em uma prova. Às vezes, colocava drogas na comida de Lorraine, para que ela sentisse dor de cabeça e lhe obedecesse. A chantageava, dizendo que ia enterrá-la embaixo da casa se ela contasse para Thomas. Em algumas ocasiões, deixava a filha com fome e sede, trancada no quarto. Se Lola chorasse, gritasse, respondesse ou reclamasse, as punições tornavam-se mais severas. Os tapas no rosto tornavam-se pancadas com sapatos de salto e confinamento no sótão escuro. Por causa dos castigos, Lorraine tornou-se acluofóbica (condição cuja explicação está na seção de medos e fobias), e por isso cada punição a afetava mais. Ela tornou-se amiga de um pequeno grupo de crianças da escola, e essas pessoas, ela pensava, eram a sua salvação dos horrores aos quais sua mãe lhe submetia. Lola saía de casa às escondidas, quando Phoebe estava no trabalho, para brincar: a mãe não tolerava divertimentos de crianças normais, pois sua filha deveria ser superior aos jovens normais. Entretanto, certa noite, a mulher chegou mais cedo do trabalho e descobriu sobre as saídas secretas de Lola. Primeiro, Phoebe arrancou a unha do dedão do pé da filha, utilizando uma lâmina de barbear enferrujada. Então, cravou a mesma gilete no tórax da menina, em um lugar estratégico que não atingiria órgãos vitais. Logo em seguida, a trancou no porão escuro, sem água ou comida, por três dias. Thomas, que estava de plantão, chegou em casa na quarta noite. Quando foi buscar suas ferramentas no porão, para consertar a máquina de lavar, encontrou a filha, inconsciente e deitada no meio do próprio sangue. Ele a levou para o hospital, e lá a garotinha lhe contou o que ocorrera. Thomas ficou desesperado, e se culpou por não ter ajudado a filha. Em um surto de auto-desprezo, ele transcreveu os relatos da filha, juntamente com um testamento, onde se dizia que seus bens seriam destinados à filha, que após sua morte deveria viver com a avó em Idaho. Em seguida, o pai de Lorraine se enforcou. Phoebe escondeu o bilhete da filha, pois não queria que seu segredo fosse descoberto e sua reputação, por água abaixo. Trocou a menina de escola, afastando-a dos amigos. Os abusos aumentaram, mas a esperteza de Lola também. Ela arranjou novos amigos, incluindo Elliot, que, mais uma vez, lhe ajudaram a aguentar a loucura da mãe. Aos doze anos, após os acontecimentos de 1999, Rain foi enviada pela mãe a um internato de elite na Inglaterra. Ela acabou gostando de lá, e, dois anos depois de seu ingresso na escola, sua mãe foi assassinada por uma empregada. Aparentemente, a mulher descobrira sobre o que Phoebe fizera a Lorraine, e a chamara de "um monstro insano e vil", e a patroa tentara lhe matar estrangulada. Em defesa, a servente bateu em sua cabeça com um atiçador de lareira que estava à mão. No funeral de Phoebe Alderley, fez questão de ir trajando um vestido florido e segurando uma garrafa de champagne. Sorriu, dançou e cuspiu em cima do túmulo, além de queimar todas as flores e pichar "bruxa" na lápide. Por fim, passou na penitenciária e abraçou a assassina de sua mãe, com lágrimas de gratidão nos olhos. Essa foi sua última visita a Salem. Terminou a escola mo internato. Se formou em Direito na universidade de Yale, e em seguida foi a Washington para trabalhar no Conselho Tutelar. 


 ☠Familia e relação entre eles:

Mãe - Phoebe Alexandria Alderley - 44 anos quando morreu, e 28 quando teve a filha



Phoebe era uma advogada de sucesso em Salem. Uma mulher muito rica, assim como seu marido. De porte elegante e um ar solene, ela encantava quase todos a seu redor. Comparecia a todas as reuniões de pais e apresentações da escola. Parecia ser uma mãe maravilhosa e atenciosa. Entretanto, por trás da máscara de mulher exemplar, havia um monstro insano e instável. Nunca se mostrava maluca diante do marido, mas não era assim com a filha. Phoebe batia em Lorraine, abusava psicologicamente dela, a forçava a vestir roupas elegantes e a tirar as melhores notas, mas insistia que o fazia por amor. Thomas, o pai, estava muito ocupado no trabalho para notar isso, e, em frente a ele, a mulher mantinha sua faceta angelical. Lola odiava a mãe, e o sentimento parecia ser recíproco. Quando Phoebe descobriu sobre as saídas "secretas" da filha, começou a tratá-la de maneira ainda pior. Ao descobrir, Thomas se matou por se achar incapaz de proteger Lola. A carta de suicídio, que deixava todos os seus bens a Lorraine, foi escondida por Phoebe, enfurecendo ainda mais a garota. A infância e adolescência dela foram completamente conturbadas e perturbadoras por causa da mãe horrível que tinha. Aos doze anos, Lorraine foi enviada pela mãe a um internato de elite na Inglaterra. Quatro anos depois, Phoebe morreu, e a filha compareceu a seu funeral trajando um vestido florido e com uma garrafa de champagne na mão. Isso mostra o quanto a relação das duas era ruim e doentia.


Pai - Thomas Sander Alderley - 39 anos quando morreu, e 30 quando teve a filha



Thomas Alderley era um empresário de sucesso. Dono de uma fábrica de carros, ganhava muito dinheiro. Ele trabalhava muito, e por isso não esteve presente em muitos momentos da vida de Lorraine Thomas, apesar de ter sido um pai ausente, amava a filha. Ela retribuía o amor, mesmo tendo dificuldade para demonstrá-lo. Quando ele podia, fazia coisas na companhia da filha, como ir passear pela cidade, tomar sorvete e viajar para a praia. Ao descobrir sobre o abuso de Phoebe, cometeu suicídio se enforcando no sótão, deixando todos os seus bens para Lola. Isso abalou muito a menina, que se importava muito com o pai.


 ☠Medos ou fobias que mantém desde a infância: Lorraine tinha muito medo da mãe, até contribuir em sua morte. Porém, até a idade adulta, ela ainda teme que a mãe (mesmo morta) volte a lhe atormentar. Além disso, ela possui acluofobia, isso sendo o medo exagerado do escuro. Desde pequena, por traumas causados pela mãe, Lorraine entra em pânico e começa a gritar quando entra em um ambiente escuro. 


 ☠Problemas físicos ou respiratórios: Lola tem as patelas (ossos dos joelhos) viradas para dentro. Isso causa dor nela ao se mover demais em alta velocidade ou fazer muito esforço, além de fazê-la correr de maneira estranha, com as pernas viradas para fora.


 ☠Gostos:

Livros - Lorraine gosta muito de ler, principalmente livros de mistério. Sua escritora favorita é Agatha Christie, porque ela era capaz de manter o suspense até o capítulo final, e surpreender a todos com uma reviravolta impressionante. Lola também tem uma paixão por livros de fantasia épica, tais como a trilogia O Senhor dos Anéis, a saga d'As Crônicas de Gelo e Fogo e muitos outros. 


Filmes - seu gosto cinematográfico é bastante diverso. Ela gosta muito de filmes clássicos como O Iluminado, O Poderoso Chefão e Rebelde sem Causa. Também se diverte com filmes trash, tipo Sharknado e O Ataque dos Tomates Assassinos


Comida - não há nada que Lorraine não coma, pois sua mãe lhe fazia passar fome na infância. Para ela, desde que seja comestível, está perfeito.


Música - eclética, Lola gosta de quase todos os gêneros de música, os principais sendo jazz, rock e blues. 


 ☠Desgostos: 

Lola odeia romances clichês, filmes de ação que não fazem sentido - a não ser que sejam tão patéticos a ponto de fazê-la rir - e música com uma batida ruim e letras ridículas. Além disso, ela odeia injustiças e pessoas dramáticas e hipócritas. Também detesta pais abusivos, irresponsáveis e negligentes.


 ☠Como era a relação que mantinha com Elliot na infância?: Elliot e Lorraine eram amigos muito próximos. Tão próximos, que tinham apelidos especiais um para o outro: Lola o chamava de Ottie e Elliot a chamava de Lolita. Ela era extremamente leal, e o defendia sob qualquer circunstância. Elliot era uma das únicas pessoas em quem Lola realmente confiava, e ela lhe contou sobre o que sua mãe fazia. Um sempre estava lá para ajudar ao outro. Um laço de amizade mais forte que um de família os tornava inseparáveis. 


 ☠Onde mora atualmente?: Washington, D.C., mas viaja com frequência por causa do trabalho.


 ☠Qual seu emprego atual?: agente do Conselho Tutelar


 ☠Possui algum animal de estimação?: sim, um cachorro shiba chamado Dean.




 ☠Descreva a casa onde mora:

Lorraine passou a infância e o início da adolescência numa mansão. Uma das maiores e mais luxuosas casas de Salem, abrigava mais de dez empregados e os três moradores.




Atualmente mora em Washington, a capital dos Estados Unidos, num apartamento relativamente grande e chique.




O prédio de Lola fica em um dos bairros mais ricos de Washington, e é uma construção moderna e bonita.




O esquema de apartamentos é um por andar, e essa é a entrada da residência dela. Não parece grande coisa, mas, por dentro, o apartamento é maravilhoso.




A sala de estar é espaçosa, decorada de maneira moderna e clean. Nos móveis, predominam tons de branco, cinza e preto.




A cozinha, com móveis de primeira qualidade, tem uma decoração que combina com a da sala.




O banheiro relativamente grande e "caro" é propício ao alto salário de Lorraine, e é espaçoso o suficente para ser usado por duas pessoas. Entretanto, ela mora sozinha, e a única "pessoa" com quem o divide é seu cachorro, Dean, que parece não gostar de fazer xixi no jornal.




O quarto de Lorraine é decorado no estilo do resto do apartamento, com as mesmas cores e o mesmo tipo e marca de móveis. O apartamento todo foi projetado por Quentin Reeves, um amigo arquiteto de Lola.


 ☠Mora sozinho?: sim, exceto por seu cachorro.


 ☠Está ciente de que seu personagem pode morrer?: sim.


 ☠Se eu quiser, posso fazer com que um dos personagens tenha um 'crush' no seu ou vice-e-versa durante a fase infantil: ok.


 ☠Algo mais?: niet.



FICHA: Gossip Girl - George Carmichael


↬Nome completo: George Armin Pierson-Carmichael

↬Apelido: George não possui um apelido, mas sua irmã o chama de Dickens.

↬Idade: 16 | nascido em 19/12 | ♐️sagitariano♐️

↬Sexo: masculino

↬Opção Sexual: heterossexual

↬Aparência:

Brant Daugherty













Ninguém pode negar o fato de George ser um garoto lindo. Bastante alto, medindo 1,93m, e com um corpo definido, é irresistível para as garotas. Possui cabelos escuros, bem aparados, e olhos verde-mar, que conquistam o coração de qualquer um. Seu rosto é muito bonito, e o sorriso é dono de um charme avassalador. A pele é pálida, mas não de um jeito cadavérico: apenas o suficiente para deixá-lo similar a um boneco de porcelana. Invejado pelos garotos e desejado pelas meninas, ele é um garoto realmente bonito, sempre com um olhar simpático e um sorriso estampado em seus lábios.


↬Participa do grupo de: populares

↬Há quanto tempo estuda na escola: dois anos

↬Personalidade: George é um garoto a se admirar. Mesmo sendo bonito, inteligente, rico e popular, não deixa seus privilégios inflarem seu ego. Muito pelo contrário, ele usa seus atributos a favor de outros, para que els possam ser ajudados. Embora seja a paixonite de inúmeras meninas, George não é de pegar qualquer uma: tem vergonha de admitir, mas está a esperar a garota certa. Isso é motivo de piada entre seu grupo de amigos, que consiste dos estudantes mais populares da escola, e a maioria deles é galinha. Ao contrário da irmã, Arabella, o garoto não é nem um pouco competitivo, e sabe admitir quando perde. É um garoto calmo e bem-humorado: é extremamente difícil deixá-lo bravo. Está sempre sorrindo e dando risada, mas, quando presencia algum tipo de injustiça, fica realmente incomodado, e confronta a pessoa que está agindo de maneira ruim pessoalmente. Ele é bastante corajoso, e, embora seja um bom rapaz, não tem medo de entrar em uma briga com alguém que fez mal. Quando alguém está deslocado na escola, George é o primeiro a puxar papo com a pessoa e tentar ajudá-la a se enturmar. Um garoto muito inteligente, ele não precisa estudar para passar direto. Tem paixão por literatura, e vive escrevendo contos e projetos de livros, que são sempre adorados por seu pai e sua irmã. Seu sonho é publicar um bestseller que vire um filme estrelado por Arabella. Usa algumas situações e pessoas de seu dia-a-dia como inspiração em suas histórias, para torná-las mais realistas. É um garoto festeiro, e pode ser visto em qualquer comemoração. Tem pouca tolerância ao álcool, e acaba ficando bêbado frequentemente, situação que sua irmã resolve. Quando está alcoolizado, Geroge fala coisas sem sentido e fica sonolento, o que seus amigos acham muito engraçado. Não usa drogas, pelo simples fato de achar ridículo destruir a própria mente por diversão. Um garoto obediente, não costuma teimar com seus pais e segue as regras da escola. George é bastante gentil e seu carisma lhe traz muitos amigos. Ele joga basquete muito bem, sendo favorecido por sua altura. Tem um certo grau de ingenuidade, e por isso acaba confiando em quem não deve. Se mete em confusão por confiar nas pessoas erradas, mas Arabella é muito esperta, e por isso a "treta" não vai muito longe. Ele, assim como a irmã, tem certeza do que quer na vida, embora use métodos diferentes para conseguir alcançar seus objetivos. George não aprova as artimanhas de Bella, mas acha que ela já passou por muita coisa, e por isso resolve não se meter muito na sua vida. Um garoto reservado, não gosta de ser o centro das atenções, portanto não exibe muito seus talentos. Pouca gente sabe de sua inteligência, mesmo ele sendo um dos melhores alunos, pois George não se dá ao trabalho de fazer propaganda de si mesmo. Ele é um tanto inseguro, e nesse quesito George e Arabella são opostos. Não é muito confiante em suas habilidades, e seu maior medo é não ser um bom amigo. Um menino com um coração de ouro, George Carmichael é um exemplo a se seguir.

↬Situação familiar:
A família de Arabella e George é extremamente rica, provavelmente a que possui a maior conta bancária de todo o Upper East Side. Os Pierson-Carmichael residem em uma cobertura luxuosa e caríssima do bairro mais rico de Nova York, e nunca tiveram problemas financeiros. Vivem dando festas e brunches no Carmichael Hotel & Spa, para os quais convidam apenas a alta sociedade nova-iorquina.

↬Membros da família:
Marie Elizabeth Carmichael - 37 anos - mãe - empresária: dona da rede de hotéis Carmichael

Aparência: Jessica Chastain
Nascida em berço de ouro, Marie é a filha de George Carmichael, o fundador da enorme e riquíssima rede de hotéis de luxo Carmichael. Quando seu pai morreu, ela herdou toda a empresa, e consegue coordená-la com maestria, devido a seu curso de administração em Harvard. Marie passa pouquíssimo tempo em casa, e é obcecada com a boa educação dos filhos, principalmente a de Arabella, que, se seus planos se concretizarem, herdará a fortuna da família Carmichael. Deseja do fundo do coração que a filha se case com um homem rico e siga o caminho ilustre dela. Enquanto isso, Marie parece não ligar muito para George, e acaba muitas vezes ignorando o filho. Uma mulher ambiciosa e determinada, fará qualquer coisa para manter o alto status da família.

Philip James Pierson - 38 anos - pai - ator famoso

Aparência: Jensen Ackles
Philip é um homem que nasceu numa família muito pobre de Utah. Porém, aos doze anos, iniciou uma carreira cinematográfica que mudaria o rumo de sua vida para sempre. Atualmente, é um dos atores mais bem pagos de Hollywood, e viaja frequentemente para realizar filmagens. Para essas viagens, Phil geralmente leva seus filhos, que estão autorizados a entrar no estúdio e conhecer todos os atores. Venceu o Oscar quatro vezes, e sua fama garante que George e Arabella sejam amigos de vários cineastas famosos. O sonho de Ara de ser atriz é fortemente apoiado por seu pai, enquanto que os projetos literários de George são constantemente elogiados e ditos como donos de um imenso potencial para tornarem-se filmes.

Arabella Mildred Pierson-Carmichael - 16 anos - irmã gêmea mais velha - estudante

Aparência: Holland Roden
George e Arabella são gêmeos, ela sendo mais velha por oito minutos. Ambos são bastante bonitos, inteligentes e populares, e são muito próximos um do outro, sendo parte do mesmo grupo de amigos. George adora escrever, e seus projetos literários são do gosto da irmã, que o encoraja a tentar publicá-los. Arabella é admirada pelo irmão, que a usa como inspiração para criar algumas personagens de suas histórias. George, por sua vez, ganhou a admiração da irmã mais velha porque consegue fazer com que gostem dele apenas sendo gentil. Um sonho secreto de ambos é que, um dia, um livro de George seja publicado e torne-se um filme no qual Ara interpreta uma personagem. Defendem um ao outro com a própria vida, e nada estragaria a relação única e fraternal dos dois. Exceto, é claro, a Garota do Blog...

↬Fatos que marcaram a vida: quando George tinha quatro anos, aprendeu a ler e a escrever. Desde essa época ele tem projetos de livros e contos realmente bons, e costumava ler suas histórias para a família. Embora a mãe não demonstrasse interesse, Arabella e Phil, a irmã e o pai, adoravam ouvir as ideias criativas e originais dele. Isso influenciou muito na "carreira" de George, que até hoje escreve e sonha em publicar um livro.
Mais ou menos dois anos atrás, uma tentativa de suicídio de Arabella foi flagrada por George, que achou a irmã inconsciente, em seu quarto, com cortes nos pulsos. Durante o tempo que ela passou na reabilitação, Ara mudou drasticamente o seu jeito de ser: passou da garota gentil e discreta para uma patricinha manipuladora e inescrupulosa, e isso fez com que o menino ficasse um tanto assustado, mas também admirado. Afinal, não é todo mundo que tem sua autoestima tão aumentada em apenas dois meses na clínica. Ele a considera um exemplo de superação, mas também não gosta de alguns aspectos de seu comportamento.

↬Gostos: George adora ler, e seus livros favoritos são os de mistério e os de ação. Entre seus preferidos estão E Não Sobrou Nenhum, de Agatha Christie, Um Estudo em Vermelho, de Sir Arthur Conan Doyle, Misery, de Stephen King e Battle Royale, de Koushun Takami.

Ele também ama filmes, em especial aqueles baseados em livros de que gosta. Também adora assistir aos filmes estrelados pelo pai.

Em relação à comida, George é, digamos, eclético. Come de tudo, sem reclamar.

Adora rock, eletrônica, trap, hip hop e hard rock, mas não é muito fã de pop ou country.

↬Desgostos: Ele detesta livros clichês ou sem conteúdo, e o mesmo vale para os filmes.

Detesta gente falsa, hipócrita e dramática, pois, assim como sua irmã, não suporta quem tem pena de si mesmo.

↬Manias: George costuma mastigar o interior da bochecha quando está nervoso, além de engolir em seco sempre que sente medo ou surpresa.

↬Opinião sobre a Garota do Blog: embora ache que a Garota do Blog se meta demais na vida alheia, George a considera uma excelente escritora.

↬Irá se envolver com algum tipo de droga? Se sim, qual / quais? Não, apenas bebidas alcoólicas em festas.

↬Algo mais?


FICHA: Gossip Girl - Arabella Carmichael


♛Nome completo: Arabella Mildred Pierson-Carmichael

♛Apelido: Ara ou Bella

♛Idade: 16 - nascida em 19/12 - ♐️sagitariana♐️

♛Sexo: feminino

♛Opção Sexual: heterossexual

♛Aparência:














Holland Roden

Arabella é uma garota de beleza estonteante. Alta, esbelta e com um corpo definido, é o tipo de garota que para o trânsito. Possui longos cabelos ruivos, que herdou da mãe, cujo tom natural causa inveja e admiração por parte das outras garotas de sua idade. Sua pele é pálida e lisa, sem falhas. Ara tem o nariz delicado, intensos olhos verdes e lábios carnudos. Seu rosto lindo e corpo curvilíneo são o objeto de atração da maioria dos jovens, que caem a seus pés aos montes. Geralmente usa maquiagem, embora não precise dela para ficar bonita. Suas roupas são das melhores marcas e Bella mantém-se elegante o tempo todo. A beleza da garota parece ser uma característica de família, já que seus pais e irmãos também são lindos. Ela costuma usar braceletes caros, para esconder os cortes em seus pulsos.

♛Participa do grupo de: populares/patricinhas

♛Há quanto tempo estuda na escola: dois anos

♛Personalidade: quando era mais jovem, Ara era uma menina modesta e simpática. Era gentil e tirava notas boas, se dando melhor com os nerds, embora de vez em quando saísse com os amigos populares de seu irmão. Não se sobressaía entre os jovens, provavelmente porque vivia na sombra de sua melhor amiga. Mesmo sendo mais bonita, inteligente e engraçada, ninguém lhe dava a devida atenção. Isso influenciou muito na "transformação" de Arabella, que viria dali a um tempo. Ela tinha depressão, e tomava Prozac para aliviar. Entretanto, após certos eventos, Bella ficou muito pior. O que se seguiu lhe garantiu uma estadia numa clínica de reabilitação, e lá ela mudou drasticamente seu jeito de ser.
Atualmente, Arabella é uma completa bitch que não tem medo de impor sua opinião aos outros. Pode ser considerada um gênio do mal, pois, além de ser uma garota malvada, é extremamente esperta e inteligente. É conhecida em todo o Upper East Side, tanto por sua beleza quanto por sua destreza. Manipuladora, Bella é capaz de achar mil e um jeitos de conseguir o que quer, sendo todos infalíveis. Uma adepta da chantagem, usa essa ferramenta constantemente. Não tem vergonha de usar os sentimentos e segredos das pessoas como armas, e domina a arte da maldade com maestria. Um pouco daquela garota bondosa ainda vive dentro dela, mas Arabella a sufoca com suas artimanhas. Sempre fala o que pensa, a não ser que ficar quieta lhe favoreça. Tira vantagem de tudo que pode, e por isso acaba sempre se dando bem. Quando alguém lhe irrita, ela faz questão de acabar com o que lhe incomoda. Seja um casal meloso ou uma pessoa muito dramática, Ara irá humilhá-lo sem escrúpulos. Costuma colocar defeito até onde não há, mas apenas quando sua "vítima" lhe dá nos nervos. Embora perca a paciência muito rápido, ela permanece calma, e raramente fica brava de verdade. Quando fica, suas maldades se intensificam, e ela torna-se um monstro. Xinga todos dos maiores horrores, destrói qualquer coisa alegre que esteja perto de si e faz questão de que todos fiquem assustados. Mesmo quando está de bom humor, Bella faz comentários sarcásticos direcionados a tudo e todos, e ofende cada um a sua volta. Sabe muito bem acertar onde dói, e por isso é temida por muitos em sua escola. Não admite que as pessoas consigam o que ela quer, portanto vai estragar a felicidade alheia quando quiser. Competitiva, Arabella é obcecada pelo primeiro lugar. Faz tudo o que for preciso para vencer, mesmo que isso signifique usar e abusar das utilidades dos outros. Possui um fortíssimo espírito de liderança, que é admirado por muitos. Embora seja teimosa e um pouco mandona, Ara está aberta a escutar a opinião do resto de seu grupo, pois acredita que cada um serve para alguma coisa na vida. Ama sua família do fundo do coração, embora tenha certas desavenças com a mãe, que a pressiona para tornar-se uma administradora quando for adulta. Faria qualquer coisa por eles, assim como por seus amigos próximos. É muito ciumenta, tanto em amizades quanto no amor, e uma traição ou troca resultaria em uma vingança terrível, algo que nunca seria esquecido. Arabella é uma garota rancorosa, e qualquer coisa ruim feita a ela não sairia impune. É surpreendentemente madura, embora pareça apenas uma menina mimada e maldosa. Mesmo fazendo gato e sapato, tem os próprios limites. Entretanto, esses limites podem ultrapassar por muito o nível da noção, e suas artimanhas podem atingir um ponto em que tornam-se mosntruosidades. Arrogante, detesta pedir desculpas, e se pedir, é porque sabe que o que fez foi realmente errado. Quase nunca chora, a não ser que as lágrimas sejam falsas, o que é uma arma poderosa dominada pela garota. Quando chora de verdade, é porque está realmente triste, pois a tristeza raramente passa pelo coração gelado de Arabella. Gosta de fingir ser frágil e indefesa, pois assim consegue favores de todo mundo que não a conhece direito. Flerta com os rapazes em quem está interessada sem a menor vergonha na cara. Nunca roubaria o namorado de uma amiga, e seria a primeira a denunciar uma traição. Obviamente, ela pegaria o amor de uma inimiga na primeira oportunidade, a não ser que ele fosse alguém que a "deixasse com nojo". Gosta de ser invejada, mas por outro lado encoraja todos a serem importantes. É claro, ela nunca deixará que alguém tire seu trono. Nunca.

♛Situação familiar:
A família de Arabella e George é extremamente rica, provavelmente a que possui a maior conta bancária de todo o Upper East Side. Os Pierson-Carmichael residem em uma cobertura luxuosa e caríssima do bairro mais rico de Nova York, e nunca tiveram problemas financeiros. Vivem dando festas e brunches no Carmichael Hotel & Spa, para os quais convidam apenas a alta sociedade nova-iorquina.

♛Membros da família:
Marie Elizabeth Carmichael - 37 anos - mãe - empresária: dona da rede de hotéis Carmichael

Aparência: Jessica Chastain
Nascida em berço de ouro, Marie é a filha de George Carmichael, o fundador da enorme e riquíssima rede de hotéis de luxo Carmichael. Quando seu pai morreu, ela herdou toda a empresa, e consegue coordená-la com maestria, devido a seu curso de administração em Harvard. Marie passa pouquíssimo tempo em casa, e é obcecada com a boa educação dos filhos, principalmente a de Arabella, que, se seus planos se concretizarem, herdará a fortuna da família Carmichael. Deseja do fundo do coração que a filha se case com um homem rico e siga o caminho ilustre dela. Uma mulher ambiciosa e determinada, fará qualquer coisa para manter o alto status da família.

Philip James Pierson - 38 anos - pai - ator famoso

Aparência: Jensen Ackles
Philip é um homem que nasceu numa família muito pobre de Utah. Porém, aos doze anos, iniciou uma carreira cinematográfica que mudaria o rumo de sua vida para sempre. Atualmente, é um dos atores mais bem pagos de Hollywood, e viaja frequentemente para realizar filmagens. Para essas viagens, Phil geralmente leva seus filhos, que estão autorizados a entrar no estúdio e conhecer todos os atores. Venceu o Oscar quatro vezes, e sua fama garante que George e Arabella sejam amigos de vários cineastas famosos. O sonho de Ara de ser atriz é fortemente apoiado por seu pai, enquanto que os projetos literários de George são constantemente elogiados e ditos como donos de um imenso potencial para tornarem-se filmes.

George Armin Pierson-Carmichael - 16 anos - irmão gêmeo mais novo - estudante

Aparência: Brant Daugherty
George e Arabella são gêmeos, ela sendo mais velha por oito minutos. Ambos são bastante bonitos, inteligentes e populares, e são muito próximos um do outro, sendo parte do mesmo grupo de amigos. George adora escrever, e seus projetos literários são do gosto da irmã, que o encoraja a tentar publicá-los. Arabella é admirada pelo irmão, que a usa como inspiração para criar algumas personagens de suas histórias. George, por sua vez, ganhou a admiração da irmã mais velha porque consegue fazer com que gostem dele apenas sendo gentil. Um sonho secreto de ambos é que, um dia, um livro de George seja publicado e torne-se um filme no qual Ara interpreta uma personagem. Defendem um ao outro com a própria vida, e nada estragaria a relação única e fraternal dos dois. Exceto, é claro, a Garota do Blog...

♛Fatos que marcaram a vida: nada de muito marcante aconteceu com Arabella até o início de sua adolescência. Quando ingressou na escola em que estuda até os dias atuais, ela era uma garota boazinha e modesta, se encaixando no grupo dos nerds. Ela também andava, às vezes, com os amigos populares de seu irmão, mas era melhor relacionada entre os mais estudiosos. Entretanto, embora fosse a garota mais linda, esperta e engraçada da escola, tinha seu brilho ofuscado por sua amiga, Becca. Becca era mais querida entre os alunos, embora não fosse muito bonita ou esperta. Por algum motivo, as pessoas gostavam muito mais da outra garota. Isso lhe deixou em um estado profundo de depressão, que era tratada com Prozac. Após ter sido comparada a Becca de maneira cruel e chamada de "vadia invejosa" pelo garoto de quem gostava, Ara tentou se matar cortando os pulsos, mas foi levada ao hospital por seu irmão, que entrou no quarto quando ela ainda estava inconsciente. A família concordou em enviá-la a uma clínica de reabilitação, onde a garota ficou internada por dois meses. Os Pierson-Carmichael falaram para todos que Bella estava em um programa de intercâmbio na Inglaterra, para evitar escândalos. Durante sua estadia na clínica, Arabella decidiu mudar. Ao voltar, já não era mais a mesma. Se tornou a garota mais popular da escola, e parou de andar com seus antigos amigos. Hoje em dia, é a "rainha" do colégio.

♛Gostos: Arabella adora filmes, em especial os clássicos e os baseados em livros. Entre seus favoritos estão: Roman Holiday, Rebel Without a Cause, To Kill a Mockingbird, The Godfather, The Shining e The Postman Always Rings Twice. Também adora a sagas d'O Senhor dos Anéis e Star Wars, embora não goste de admitir sua paixão por coisas de nerd. Ama filmes de ação com bastante sangue, como Battle Royale e Kill Bill.

Além dos filmes, ela ama ler, e é bastante eclética em relação a isso. Suas histórias favoritas, entretanto, são as de seu irmão, George. Sonha em estrelar um filme de algum livro de George que for publicado no futuro.

Ela adora comidas exóticas, e vive tentando experimentar coisas novas.

Ama pessoas engraçadas e divertidas, e esse é o tipo de amigo que Arabella quer ter. Também gosta de gente compreensiva e com uma personalidade similar à sua, embora seja difícil encontrar alguém tão complexo quanto ela.

Gosta muito de ouvir música, e entre suas preferências estão o rock, o pop, o indie e o hip-hop.

♛Desgostos:

Arabella detesta filmes e livros clichês, além dos que não possuem um enredo cativante.

Ela odeia comida muito gordurosa, e não toma refrigerante.

Detesta gente burra, dramática e hipócrita, principalmente aquelas pessoas que são uma combinação irritante dos três. Não suporta pessoas tendo pena de si mesmas, e insiste em deixar sua opinião sobre elas clara.

♛Manias: Ara costuma se vingar de todos que fazem algo para ela. Tem a irritante mania de se lembrar de tudo e usar as ações de alguém contra ele mesmo. Além disso, franze o nariz quando algo não lhe agrada.

♛Opinião sobre a Garota do Blog: embora adore ser o centro das atenções, Arabella acha que a Garota do Blog fuça demais na vida alheia, e morre de medo de que ela exponha seus segredos. Se a infame blogueira fosse alguém próximo a si, Bella teria muita dificuldade em perdoar, isso se ela ao menos lhe perdoasse.

♛Irá se envolver com algum tipo de droga? Se sim, qual / quais? após a reabilitação, Ara não usa nenhum tipo de droga, tanto para manter o desempenho escolar como para não acabar sendo estuprada ou algo assim. Entretanto, ela costuma consumir uma quantidade considerável de álcool quando vai a festas. Raramente fica bêbada.

♛Algo mais? nope.


FICHA: High School MusicalJenna Reynolds


»Nome Completo: Jenna Chelin Reynolds |
Jen/Jenny/Lin

»Idade: 16

»O que ela é?: Artista

»Aparência:

HyunA









Jenna é uma garota notavelmente pequena: com 1,64m de altura e 40kg de peso, parece uma bonequinha. Seu rosto delicado contribui com o ar de boneca de porcelana. Ela tem olhos pequenos, escuros e visivelmente puxados, que herdou dos pais biológicos, que eram coreanos. A boca é pequena e com um formato que lembra levemente o de um coração. Seu nariz é delicado e levemente arrebitado, dando a Jen um ar um tanto infantil. Sua pele é pálida, o que torna os riscos de canetinha e as manchas de tinta mais visíveis. O rosto é arredondado e emoldurado por cabelos compridos, que, embora naturalmente pretos, são tingidos de ruivo, além de ela ter uma longa mecha falsa da cor azul celeste, que ocasionalmente é presa ao cabelo. De vez em quando, Jen troca a cor do cabelo, que varia entre preto, alaranjado, loiro, castanho e até mesmo azul, mas o ruivo-escuro é mais comum. Uma franja espessa cobre sua testa, e os cabelos volumosos caem sobre seus ombros, praticamente atingindo a cintura. É considerada bastante fofa, e muitas pessoas pensam que ela é um pouco mais jovem do que realmente é.

»Personalidade: A aparência infantil de Jenna combina com sua personalidade leve e divertida. Uma garota alegre, está sempre sorrindo e dando risadas com os amigos. Entretanto, quando está em um lugar cheio de estranhos, onde não conhece ninguém, torna-se extremamente tímida, pois não é do tipo que puxa papo com os outros. Tem o péssimo hábito de esperar que venham conversar consigo, e por isso muitas vezes acaba ficando sozinha. É claro que ela nunca perde seu ar feliz e otimista, que permanece mesmo. quando se sente deslocada. Apenas fica quieta. Quando as pessoas resolvem se aproximar, Jen volta ao normal. Ela conta piadas, conversa de maneira animada e ri de qualquer coisa. Uma menina com um coração de ouro, é do tipo que fica triste quando os amigos estão tristes. É bastante sensível, mas não de um jeito que a torne dramática. A garota é esforçada: por sua família não ter muito dinheiro, Jenna trabalha em dois lugares diferentes para conseguir pagar a faculdade e algumas contas domésticas. Também vende alguns dos quadros que pinta, além de se inscrever em concursos de teatro para ganhar uma verba extra. Estuda bastante, pois não é nenhum gênio para passar de ano sozinha. Mesmo se esforçando muito, sua energia parece ser inesgotável: ainda consegue passar bastante tempo se divertindo com os amigos. Porque sua mãe não é capaz de pagar um carro e a garota gosta de se manter saudável e forte, Jen vai à escola de bicicleta todos os dias. Nunca usa seu enorme esforço como desculpa para fazer drama ou conseguir a simpatia de outrem. Considera a atitude errada, e não gosta de pessoas que se comportam assim. Trata a todos com respeito e consideração, tendo uma enorme facilidade para se colocar no lugar dos outros. Sua empatia natural lhe traz vários amigos, os quais valorizam muito sua amizade, pois é visivelmente pura e verdadeira. Todavia, algumas pessoas tentam se aproveitar de sua sensibilidade, utilizando chantagem emocional para conseguir favores. Jenna possui um certo grau de ingenuidade, e isso pode acabar trazendo-lhe problemas, tais como falsas amizades, traições e decepção. Às vezes, quando percebe que alguém tem más intenções, confronta a pessoa sem medo algum. Jenna é uma menina corajosa, sem medo de dar sua opinião quando a julga necessária. Não costuma se meter em brigas, a menos que provoquem seus amigos. Se esse for o caso, ela os defende com unhas e dentes, mesmo se estiverem errados. Uma garota de pavio curto, acaba se irritando com comentários maldosos, flertes inoportunos e piadas de mau gosto. Quando isso acontece, Jenna assume sua terceira face, e ela xinga quem causou sua irritação usando as palavras mais horríveis. Os xingamentos, vindos de uma pessoa tão adorável, muitas vezes causam gargalhadas, o que a incomoda mais ainda, mas a raiva é passageira, e em seguida é trocada por um sorriso. Jenna é muito talentosa na área das artes, realizando um trabalho impressionante tanto na pintura e no desenho quanto no teatro, na música e na dança. Ela, em si, é uma pessoa muito artística, que está sempre com roupas coloridas e ocasionalmente manchadas de tinta ou canetinha e rabisca os braços, mãos e às vezes até as pernas. Ela é bastante curiosa, e adora resolver mistérios, além de saber de tudo o que acontece na escola, mesmo que não vá usar a informação para nada. Jen é um tanto avoada, e perde suas coisas com facilidade, esquecendo-as e ignorando o lugar onde as colocou. Também é distraída quanto aos sentimentos das pessoas. Por exemplo, se um garoto gosta dela, ela não vai perceber, a não ser que o mesmo diga.

»História: nascida em Busan, na Coreia do Sul, Jenna foi colocada para adoção quando ainda era um bebê. No orfanato onde morava, foi chamada de Chelin pelos funcionários e outras crianças. Ela tinha vários amigos, e se dava bem com todos. Desde bem pequena, Lin mostrava interesse em música, teatro, dança, pintura... Resumindo, nas artes em geral. Ela ouvia músicas e tentava imitar as coreografias, além de desenhar, pintar e encenar peças de sua própria autoria para os amigos e cuidadores. Aos sete anos, Chelin conheceu uma jornalista americana chamada Margaret Reynolds, que estava na Coreia a trabalho, para fazer uma pesquisa sobre os órfãos e como eram tratados. Margaret ensinou algumas coisas em inglês para Lin, e as duas tornaram-se extremamente próximas. No final da pesquisa, a repórter resolveu adotar Chelin, que se tornou Jenna Chelin Reynolds. A despedida foi triste, mas foi superada. Jenna aprimorou seus conhecimentos da língua inglesa nos Estados Unidos, tornando-se bilíngue. A mãe sempre aprovou o interesse da filha nas artes, e lhe encorajou em seu sonho de virar uma artista bem-sucedida. Margaret, uma mulher solteira, enfrentava problemas financeiros, e por isso, aos catorze anos, Jenna começou a trabalhar duro para ajudar a pagar as contas e ser capaz de pagar a faculdade. Também se inscrevia em concursos de teatro, pintura, desenho, música e dança para ganhar dinheiro extra, muitas vezes vencendo-os, o que lhe garantiu uma estante de troféus. Por ser bastante humilde, Jenna não costuma mostrá-los a ninguém. Ficou muito feliz quando Margaret revelou tê-la matriculado na East High.

»Quis estudar na East High ou foi obrigada?: Margaret, a mãe de Jenna, resolveu fazer uma surpresa para a filha: inscrevê-la numa escola onde seus talentos artísticos seriam valorizados. Jen adorou a surpresa, e é muito grata à mãe por ter feito isso.

»Vai se inscrever em algum clube?: sim, o de teatro.

»Família:

Margaret “Maggie” Theresa Reynolds | 37 anos | jornalista | mãe adotiva
Margaret é uma jornalista que, embora não ganhe muito, é bastante generosa. Faria tudo pela filha e vice-versa. Maggie é uma mãe carinhosa e protetora, e não perdoaria quem fizesse mal a seu “bebê”.

»Gostos/Desgostos: Jenna gosta muito de artes em geral. Ama pintura, desenho, teatro, música e dança. Seus artistas favoritos são Renoir, por ela achar que ele representa o ser humano de um jeito belo, Salvador Dali, pois ele a faz acreditar que mesmo o mais absurdo é possível e Frida Kahlo, pois a artista representava a si mesma como queria. Adora os musicais Annie, pois entende a situação de uma criança órfã, My Fair Lady, simplesmente por adorar a história, e Priscilla, a Rainha do Deserto, por causa do clima alegre que a peça transmite. Gosta muito dos filmes de Audrey Hepburn, sua atriz favorita. Em relação a música, qualquer coisa com um significado é boa para Jenna. Come qualquer tipo de comida. Adora todas as cores, principalmente quando juntas. Inesperadamente, Jen adora filmes de terror, pois os acha extremamente engraçados. Exatamente por saber que não são reais, ela se diverte muito.

É difícil encontrar coisas de que Jenna não goste, mas essas exceções são pessoas falsas, hipócritas e injustas. Ela também não consegue gostar de filmes de ação, pois eles, em sua maioria, não têm um enredo que lhe interesse. Detesta palhaços, e é capaz de ter um ataque se vê um.

»Medos/Fobias: Jenna possui, inexplicavelmente, coulrofobia, que é o medo exagerado de palhaços. Também tem medo de não conseguir ajudar sua mãe o suficiente.

»Hobbies: Jenna, em seu tempo livre, costuma desenhar, seja em papel ou em seus braços, pernas e roupas. Também pinta quadros, e transformou o próprio quarto em um pequeno ateliê secreto. Gosta de praticar dança e cantar. Também escreve roteiros para peças que cria, encenando-as sozinha em seu quarto. Ela gosta de assistir a filmes e musicais. Além disso, é comum encontrá-la andando de bicicleta e cantarolando pela cidade.

»Manias: ela costuma franzir o nariz quando está com nojo de alguma coisa ou se segurando para não rir. Quando fica nervosa ou irritada, infla as bochechas e fica vermelha. As pessoas não levam isso a sério, por acharem bastante fofo.

»Estilo:







Jenna não é muito preocupada com modas. Gosta de vestir as roupas que lhe deem um sentimento bom, geralmente escolhendo cores variadas e modelos bonitinhos. É comum encontrar suas roupas manchadas de tinta ou canetinha, e a "sujeira" muitas vezes é proposital. Jen não é desleixada em relação às vestimentas, mas também não é obcecada. Acessórios são comunmente vistos nela, pois a garota os considera peças essenciais.

»Par: Disponível

»Algo mais?:


FICHA: Teenagers - Audrey Parker-Dickens


ஜ Nome completo:
Audrey Lyanna Parker-Dickens | Nana

ஜ Idade:
17 anos | 22/01/1999 | capricorniana

ஜ Sexualidade:
heterossexual

ஜ Aparência:
Park Bom










Audrey é uma garota de aparência um tanto excêntrica. Devido às suas origens no extremo oriente, é uma menina relativamente baixinha (1,65m) e com olhos escuros de formato puxado. O nariz é fino, mas longo, e fica bonito com o resto de seu rosto. Ela tem cabelos naturalmente pretos, mas troca de cor periodicamente. Os tons variam entre louro, ruivo claro, cereja, castanho e preto. Nana usa o cabelo alisado, com uma franja que lhe cobre a testa. O penteado muda de acordo com a vontade da garota: ora um rabo de cavalo, ora coques... Também é usado solto. Sua pele é pálida e não precisa de muita maquiagem para disfarçar imperfeições. A boca é num formato que lembra levemente um coração.

ஜ Personalidade:
Excêntrica. Nada define Audrey Parker-Dickens melhor do que essa palavra. Seja pelas roupas que usa, pelo estilo do cabelo, pela decoração do quarto ou pelo seu jeito diferente de ser. À preimeira vista, Nana é uma lunática que veio de outro planeta. As pessoas a acham muito estranha, com seu jeito extravagante e roupas espalhafatosas. Mas Audrey nunca ligou para o que os outros pensavam. É uma menina centrada em seus objetivos, mesmo que não pareça. Ela é bastante individualista: pensa que cada um deve fazer a sua parte e que ninguém deve cuidar da vida alheia. Detesta quando alguém quer saber de seus assuntos particulares, e tende a ser extremamente rude com pessoas que invadem seu espaço pessoal. Dificilmente demonstra qualquer sensação real. Costuma sorrir em momentos aleatórios, sem motivo algum, mas, em circunstâncias normais, é apenas isso que se verá de sentimento nela. Entretanto, em relação a emoções falsas, Audrey é uma verdadeira artista. Pode chorar quando quiser, e finge animação e inocência com maestria. Geralmente usa isso em peças de teatro ou nos desfiles, para contagiar a plateia, mas pode eventualmente utilizar sua magnífica atuação para conseguir algo de outra pessoa. Um sorriso malicioso ou de escárnio pode ser visto em seu rosto, mas dificilmente emoções "exageradas" serão expostas. Embora tenha sido trazida aos Estados Unidos ainda bebê, aderiu ao costume oriental de evitar chegar muito perto das pessoas, sendo as únicas exceções seus amigos e família. Gosta de ser deixada em paz, mas isso não impede que ela frequente desfiles, festas e eventos sociais. Nessas ocasiões, ela fica realmente feliz. As pessoas que não lhe conhecem direito, além de pensarem que Audrey é completamente insana, tendem a achar que a garota é extremamente fútil e arrogante. Estão errados apenas em parte: ela é, sim, muito orgulhosa, e teima até a morte para defender a sua opinião. Competitiva, não sabe perder, e usará qualquer tipo de artimanha para alcançar seus objetivos, mesmo que isso acabe prejudicando seus entes queridos. Quando isso acontece, seu enorme ego acaba a impedindo de se desculpar diretamente, mas ela tenta compensar, e quem a ama entende seu arrependimento. Em relação à sua suposta futilidade, quem pensa isso está errado. Embora Audrey pareça extremamente materialista, ela é uma pessoa bastante humana. Se preocupa de verdade com as pessoas que ama, mesmo que não demonstre isso constantemente. Audrey é uma garota extremamente inteligente, tendo um QI testado de 165, maior que o de Stephen Hawking. Mesmo assim, ela tem horror de matemática e física, pois as considera monótonas e desinteressantes. Gosta de inovar, portanto desenha suas próprias roupas. É conhecida como a Lady Gaga da escola, e muitos não sabem como diabos ela consegue ser popular. Embora pertença ao grupo mais "famoso" do colégio, Audrey conversa com algumas pessoas de outras "panelinhas" com quem tem afinidade. Para ela, os grupos sociais são uma divisão inexistente e ridícula, e a jovem acha que cada um fala com quem quiser. Seus amigos populares parecem ter medo de discordar dela, provavelmente por conhecerem a engenhosidade de Audrey Parker-Dickens. Embora Pandora fosse a garota mais popular, Audrey tinha um enorme poder sobre a pirâmide social escolar. Nunca foi vista como um "braço direito" ou alguém que vivesse na sombra da amiga, até porque é difícil não notar a presença de uma menina como Audrey. Na verdade, ela não liga muito para atenção. Pouco lhe importa se os olhares estão centrados em si ou não. Audrey é o tipo de pessoa que gosta de fazer "o que der na telha' e não liga para o que pensam ou falam sobre ela. Observadora, reservada e de língua afiada, ela pode ser difícil de conviver, mas tê-la como amiga é algo para se agradecer.

ஜ História:
Pierson e Irwin Parker-Dickens se conhceram quando Irwin estava solucionando o assassinato do rival de Pierson. Durante o caso, Pierson era suspeito, e por isso não podia se envolver com o legista. Entretanto, a química entre os dois foi instantânea. Após Irwin provar que a vítima fora assassinada por uma ex-namorada raivosa, os dois homens começaram a sair juntos. Não demorou muito tempo para que passassem a morar juntos. Após dez anos em um relacionamento firme, o casal decidiu ter uma filha. Foram à Coreia e adotaram um bebê, Audrey. Ela tinha quatro meses, e era uma criança adorável. Desde pequena mostrava esperteza e rapidez no raciocínio: aprendeu a falar aos oito meses, e aos três anos, a ler. Dois anos depois, o casal adotou May, um bebê que residia em um orfanato local. As meninas sempre se deram bem, mesmo com algumas pequenas desavenças. As duas foram criadas no maior luxo possível, sendo filhas de um médico de sucesso e de um estilista famoso. Mais ou menos na época da adoção de May, Audrey conheceu Pandora, uma garota da vizinhança. As duas se tornaram amigas muito próximas, e em pouco tempo formaram um laço similar ao de duas irmãs. As famílias tornaram-se próximas, encontrando-se pelo menos uma vez por semana para jantar ou almoçar. Durante a adolescência delas, a amizade não se abalou. Embora tivessem gostos e estilos evidentemente diferentes, andavam juntas com as mesmas pessoas. As duas garotas tornaram-se bastante populares, e continuaram próximas. Audrey, aos treze anos, começou a realmente ganhar dinheiro com seus desenhos, ideias e bicos como modelo nas coleções de seu pai. A quantidade de desfiles e festas a deixava sem tempo para passar com os amigos, mas ela abria uma exceção para Pandora, que era levada junto a todos os eventos. Atualmente, Audrey está esperando por uma carta de aceitação de uma faculdade de design no Japão.

ஜ O que ela era de Pandora?
Melhor amiga, desde a infância.

ஜ Gostos:
↬ Doces
↬ Moda
↬ Arte
↬ Ciências forenses
↬ Seus amigos e família
↬ Pessoas de mente aberta
↬ Seu espaço pessoal

ஜ Desgostos:
↬ Gente dramática e pegajosa
↬ Ciências exatas
↬ Clichês
↬ Invasão de privacidade
↬ Comida da escola
↬ Cheiro ruim

ஜ Manias:
↬ Sair de perto quando algo - literalmente - cheira mal
↬ Bater palmas de maneira sarcástica quando "tira sarro" de algo
↬ Sorrir aleatoriamente, mas por um curto período de tempo
↬ Cutucar o próprio olho, tentando deixá-lo aberto

ஜ Medos:
↬ Perder os amigos/família
↬ Baratas

ஜ Habilidades:
↬ Desenhar
↬ Memória eidética (fotográfica)
↬ Dança
↬ Inteligência avançada
↬ Atuação

ஜ Par:
Disponível.

ஜ Como será a relação com ele?
De início, Audrey parece indiferente. Não importa o quanto ame seu par, ela dificilmente mostrará qualquer sentimento ou sensação. Não gosta de gente pegajosa ou carinhosa demais, considerando o menor ato de romantismo algo piegas. É muito difícil a garota manter-se em um relacionamento estável, mas nada se compara à sua quase incapacidade de se apaixonar. Entretanto, quando alguém consegue roubar seu coraçãozinho gelado, Audrey acaba demonstrando sentimentos de maneira "errada": em vez de demonstrar seu amor, ela age de forma irritada e violenta, expressando o oposto. Isso acaba afastando os garotos que querem alguma coisa consigo, mas se alguém realmente gostar dela, Audrey é alguém em quem vale a pena investir. Uma vez que se "descasca" a garota fria e indiferente, há uma pessoa boa e cuidadosa. Não gosta de ser protegida, mas fará de tudo para proteger o par. Isso inclui passar por cima de qualquer pessoa, até de si mesma.

ஜ Família:



Pierson Quentin Parker-Dickens | 43 anos | pai | designer de moda
Pierson é o exemplo que Audrey gosta de seguir, e os dois são extremamente próximos. A menina herdou o talento artístico e paixão por moda do pai. Foi ele quem escolheu o nome "Audrey", em homenagem à atriz Audrey Hepburn, que é, até hoje, um dos maiores ícones da moda. Pierson é um homem engraçado, assim como Irwin, mas de um jeito um pouco mais leve. Bem-humorado, sempre soube alegrar as filhas. A mais velha lhe ajuda a idealizar as roupas para suas coleções, e sempre vai aos grandes e pomposos desfiles, onde desfila com suas criações favoritas.



Irwin Garrett Parker-Dickens | 40 anos | pai | legista
Irwin e Audrey são bastante próximos. Foi ele quem deu o nome do meio à filha, em homenagem à sua irmã Lyanna. Embora Pierson seja o principal exemplo seguido por Audrey, a menina compartilha com Irwin um estranho fascínio por coisas mortas. A filha costumava ir junto com o pai ao trabalho e assisti-lo examinar corpos mortos. Inicialmente, os trabalhadores do instituto consideravam isso um tanto inapropriado, mas ao longo do tempo foram percebendo a curiosidade de Audrey e passaram a aceitar seu comportamento bizarro.



May Isabella Parker-Dickens | 12 anos | irmã mais nova | estudante da sexta série
May e Audrey não têm ligação alguma por sangue. As meninas foram adotadas de orfanatos diferentes. Embora não sejam irmãs biológicas, as duas são muito próximas. May admira muito a irmã, que, embora seja considerada esquisita e incomum, não liga para a opinião dos outros. Já Audrey gosta muito da gentileza e simptia da mais nova, e adora ensiná-la a desenhar roupas e sapatos. De vez em quando elas se desentendem. Por exemplo, quando May quer ir a festas com Audrey, a mais velha a repreende e diz que ela devia ter seus próprios amigos. Isso deixa a pequena brava, mas em seguida o estresse passa.

ஜ Estilo:







O jeito como Nana se veste é bastante... Peculiar. Ela gosta de inovar, e por isso desenha as próprias roupas, que muitas vezes aparecem nas coleções de seu pai. Cores vibrantes, brilho, lamê e estampas extravagantes são essenciais para seu visual. A garota também usa muita maquiagem, especialmente nos olhos, aplicando rímel em alta quantidade, juntamente com três a quatro pares de cílios postiços. Para ela, o delineador é indispensável, assim como as sombras escuras e o batom.


ஜ Possui algum objeto importante?:

O objeto que Audrey considera mais valioso é uma pulseira da amizade que ela fez para si e Pandora quando as duas eram pequenas. A garota fez o par de acessórios a partir de fitas prateadas e cor-de-rosa que haviam sobrado de um desfile. As pulseiras foram feitas delicadamente por Audrey, que as trançou à mão. Está sempre com o objeto no pulso, e, se alguém tentar tirá-lo, ela irá ficar furiosa.

ஜ Música (s) Tema (s):

Who Says - Selena Gomez
Mad Hatter - Melanie Martinez
Crazy=Genius - Panic! At The Disco

ஜ Palavra-chave:

Rowena MacLeod (Supernatural)


Escutando: Rei da Cacimbinha
Lendo: Pride + Prejudice + Zombies
Assistindo: How I Met Your Mother
Jogando: Cards Against Humanity
Comendo: A tua mãe
Bebendo: Sangue de virgens

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...