Jornal Minha Outra Face - Ficha


Por: ~


Minha Outra Face - Ficha

[center] “EU SOU HUMANA E ESSA É UMA GRAÇA SALVADORA”
Halo – Betanny Joy

[/center]

► Nome completo: Charlotte Ammelly Styler
► Apelido: Charlie / Melly
► Idade e data de nascimento: 20 anos
► Sexualidade: Hetero
► Photoplayer: Crystal Reed
► Aparência: (descrição e uma foto de rosto)
Pele branca, cabelos castanhos, encaracolados. Olhos claros, grande sorriso e covinhas.
http://cdn.pcwallart.com/images/crystal-reed-2013-wallpaper-3.jpg

►Família: (nome, parentesco, relação, trabalho e aparência)

* August Styler: pai, 42 anos. Eles possuem uma boa relação, ele é bastante protetor com ela e a mimou muito. Ele faz o que pode para suprir a falta que ela tem da mãe, foge quando a garota fala sobre namoros essas coisas. Ele se sente bem constrangido. Capitão das defesas e vigilância secreta do país. (PP: J.R. Bourne).



*Amanda Styler: Mãe, ela morreu quando garota fez dez anos. Se davam bem, como melhores amigas. Foi muito duro para Charlie a perda da mãe, foi como perder um porto seguro. Ela era médica. (PP: Elizabeth Ann Reaser)



Juan Styler: irmão, 17 anos. Ele é implicante com a irmã, estão sempre brigando, mas é aquela coisa natural de irmão, no final um sempre protege o outro. Ele é estudante e quando terminar a escola quer ser advogado. (PP: Ansel Elgort)



Margie Ammely Styler: 58 anos, avó. Ela tenta suprir no que pode a ausência da falecida nora. Mesmo nessa idade é uma senhora bastante ativa. É super protetora com os netos e acoberta suas travessuras, mas também puxa as orelhas quando passam do limite que ela dá. Ela foi professora antes de se aposentar. (PP: Elizabeth Savalla)

[img]
► Personalidade: (detalhada)

Charlie é Impaciente, ansiosa, metódica. Extremamente organizada, gentil e espontânea. Uma pessoa bastante carinhosa com o próximo seja ele quem for. É altruísta, inteligente, bastante confiante consigo mesmo e imaginativa. Fala pelos cotovelos.

► Gostos / Desgostos:
Gosta de acordar cedo, caminhar pelo mato, a natureza é algo que ela ama, assim como a chuva. Gosta de gatos e cachorros. De conversar, adora pessoas inteligentes. Música e filmes.
Não gosta: que a acordem, que a deixem falando sozinha. De mentiras e de ruídos quando ela está pensando ou tentando focar em algo.
►Qualidades e Defeitos:
Q: Charlie é uma pessoa leal, leva a sério suas promessas... tanto é que não sai por ai prometendo o que não pode cumprir. Boa ouvinte, metódica e organizada. Espontânea.
D: Seu perfeccionismo é um defeito, faz ela as vezes ser muito dura consigo mesma. É mau humorada quando a acordam, tem tpms fortes que a deixam agressiva e um pouco sarcástica. Impaciente com a burrice das pessoas, quando as coisas são obvias.
► Manias:
Dormir com as janelas abertas, começar a comer pela sobremesa, fazer caras e bocas quando conversa consigo mesmo mentalmente.
► História: (detalhada)
Charlott é a filha mais velha dos Stylers, foi uma criança prodígio na escola, sendo muito boa em matemática e suas ciências. Muito amada pelos pais e pelo irmão mais novo viu seu mundo rugir a primeira vez quando voltava de uma premiação com a mãe e elas tiveram o carro atingido por um caminhão. Foi quando a mãe morreu. Ela ficou dois meses em coma no hospital, tem uma cicatriz no abdome que hoje ela enxerga como uma marca de sobrevivência e não de vergonha.
Com a perda da mãe ela ficou bem mais próxima do pai e esse com medo de perder a filha a super protege, e a mima. Para a sorte dele isso não fez de Charlie uma pessoa ruim, ela se manteve dedicada aos estudos e suas metas de vida, claro depois de um longo período de depressão.
Desde pequena a garota possui toque, em sua mesa de trabalho tudo está sempre perfeitamente alinhado e organizado. Suas roupas são organizadas por cor, tipo de tecido e estação do ano. Quer ver uma briga entre os irmãos Stylers é quando o mais novo entra no quarto da irmã e mexe em algo sem sua permissão.
Foi após uma briga deles que o garoto colocou o nome da irmã, como vingança, para concorrer a seleção. Depois da morte da mãe a avó materna foi viver com eles, para que Charlie não acabasse ocupando o lugar da mãe no que diz respeito a tarefas.
Atualmente a garota deseja trabalhar juntamente com o pai, mas como esse acha um trabalho arriscado depois de muita conversa ele a convenceu a estudar medicina como um modo de honrar a mãe.
►Medos / Fobias / Trauma:
Claustrofobia, Ataxofobia (medo de desordem), Esfecsofobia (medo de marimbondos)
► O que faz da vida?
Ela estuda pra ser médica como a mãe, mas gostaria de trabalhar como o pai... como agente de segurança, mas ele não aprova isso. No seu tempo livre luta boxe e artes marciais e treina arco e flecha.
► O que pensa sobre a Seleção?
Ela acha um método bizarro para encontrar um amor e até mesmo injusto com os príncipes, mas tradição é tradição. Se eles concordaram com isso quem é ela pra criticar?
► O que pensa sobre os Príncipes?
Ela os acha lindos, mas tem algo em Emmett que desperta uma curiosidade maior nela. Como só os conhece pelo o que é mediado na tv e nas revistas seu conhecimento sobre eles é tão raso quanto um prato raso e depois de selecionada ela está bem animada para se aprofundar neles.
► Como reagiria a um ataque rebelde?
Ela ficaria extremamente nervosa, teria crises de falta de ar, correria para algum abrigo. Ficaria todo o tempo sentada cantando pra si mesmo tentando se acalmar.
►Esta por um dos Príncipes ou pela coroa? Se for pelo Príncipe, cite qual.
Pelo príncipe Emmett.
► Trairia o Príncipe escolhido? Se sim, com quem?: Não
► Se ela se tornasse uma das rainhas, que benéficos / mudança faria para o país?
Charlie pensaria em projetos voltados a quem mais precisa, idosos, crianças e pessoas com renda baixa. Pensaria em ações para acabar com a fome, com o analfabetismo e com o abandono da terceira idade. Para elas todos deveriam ter direito a aprender, a ter uma boa alimentação e saúde.
► Como se relaciona com:
– Selecionas: Tratará todas com enorme respeito. Charlie não as vê como concorrentes. Para ela não era um jogo.
– Seu Príncipe: Emmett
Ela sentira nervosa com ele em um primeiro momento, tentará dominar a situação quando estiver com ele. Se esforçara para conhece-lo e conquista-lo, mas sem ir com muita sede ao pote. Os dois são ansiosos então é possível que ela tente ensinar algum tipo de meditação para ele lidar com isso. Ela será carinhosa e espontânea, podendo falar até algumas bobagens impensadas.
– Família real: Ela admira a família real, está empolgada por conhece-los. Será extremamente educada e risonha devido ao seu estado nervoso.
► Como agiria nos encontros? (detalhadamente)
Ela tentaria dominar a situação o tempo todo, não por maldade e sim por estar nervosa, ela gosta de encontros quando eles não parecem encontros. Pediria para o príncipe para que eles pensassem nesse encontro como início de uma amizade, duas pessoas se conhecendo, sem pensar no que seria o futuro. Que ela pudesse trata-lo como uma pessoa sem títulos. Conversaria sobre coisas bobas e também sobre as sérias de forma descontraída e daria boas risadas por estar nervosa. E se ele fizesse algo que ela não gostasse com toda certeza ela diria a ele, de uma forma educada e pontual, claro desde que ela não estivesse de tpm.
► Como seria o encontro ideal? (narre detalhadamente)
Um passeio pelo jardim onde eles conversariam sobre seus gostos, suas expectativas, com um piquenique no final, distante dos olhos dos outros.
Ou um jantar que não fosse necessariamente romântico, pra não deixar ela nervosa.
► Local preferido do castelo? Os jardins
► Sabe que pode ser eliminada? Sim
► Como sua personagem lidara com isso? (detalhadamente)
Ela ficará chateada e triste se estiver apaixonada, vai chorar, querer tomar muito sorvete. Caso contrário entenderá perfeitamente, e desejara boa sorte ao príncipe e torcera pela felicidade dele.
► Porque deveria ser a escolhida? (detalhadamente)
Charlie deveria ser escolhida por ter boas intenções, não deseja o poder, deseja a experiência, a oportunidade de se apaixonar, de cativar diferentes pessoas e o fato de estar em um lugar em que ela pode fazer a diferença a deixa encantada, mais que acabar se casando é fazer a diferença o que ela mais quer.
► Sabe que, a partir do momento em que seu personagem for aceito, ele me pertencerá e eu poderei fazer o que quiser com ele? Sim
► Palavra-chave: Seu anjo está no céu.[/center]


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...