Jornal Noragami


Por: ~




Aparência:






Nome: Oliver Nylund
Alcunha: Moonylund
Idade: 16 anos
Curso: Heróis (caso não consiga, Suporte)
Posição: Iniciante
Individualidade: Gravidade Zero

Atributos:
Força [2]
Vitalidade [2]
Agilidade [3]
Destreza [3]
Inteligência [4]
Sorte [1]

Perícias:

Acrobacia, Armas Brancas, Estratégia Militar & Tolerância.

Vantagens e Desvantagens:
+ Genialidade, Resistência à Dor & Vontade de Ferro
– Código dos Heróis, Fobia (medo do oceano — talassofobia) & Vício (chocolate)


És um herói ou vilão?
Herói

História:



Tendo origens finlandesas, descobriu sua individualidade, assim como a maior parte das crianças, aos quatro anos. Pouco depois disso, seus pais, que já tinham brigas decorrentes, acabaram se separando, deixando Oliver sob os cuidados apenas da mãe, Sayuri. Eles passaram alguns anos ainda vivendo na Finlândia, até que a genitora do garotinho decidiu retornar a seu país de origem, levando-o consigo ao Japão.

A vida de Oliver deu uma volta de 180° graus nessa transição, afinal, era, no mínimo, muito estranho para um menininho de sete anos estar num novo local, tendo tantos aspectos diferentes do que estava acostumado. Passou um certo tempo até Olie aprender o idioma do lugar, então, nesse período, ganhou uma fama de garoto quieto, por mais que fosse o total oposto. Uma vez dominando a linguagem, não parou mais em silêncio, sempre agitado e tagarela, não se intimidava com falas mais severas direcionadas para si (ainda que fosse muito cooperativo com as tarefas domésticas e atencioso com os pedidos da mãe).

Com notas acima da média e uma quantidade razoável de amigos, nunca teve grandes dificuldades na escola (a não ser por sua mania de nunca manter a boca calada). Não foi surpresa quando o jovenzinho disse que desejava se tornar um herói, visto que sempre estava procurando alguma forma de ajudar a mãe ou auxiliar seus amigos quando estes tinham problemas. Sayuri tentou convencê-lo a fazer outra coisa, preocupada com a chance do filho se machucar, mas nada mudava a cabeça de Oliver. Quando cismava com um objetivo, não havia pessoa que o modificasse. E assim acabou sendo um dos únicos de sua escola a prestar prova para o curso de heróis da U. A.

Observações:



Ainda que tenha uma completa determinação heroica, isso não o faz uma pessoa completamente gentil. É um garoto que usa e abusa do deboche e da ironia em sua fala. Gosta de provocar seus oponentes durante batalhas para tirar o melhor (ou pior) de cada um, vendo isso como um método de se fortalecer.
Faz o tipo de pessoa que levanta a mão para responder assim que o professor pergunta, sem medo de errar a resposta. Caso cometa alguma falha, procura guardar bem a resposta correta para uma próxima vez.
Gosta de trabalhar em grupo, contudo o juntar com pessoas que não se dão bem com ele nesse tipo de tarefa pode resultar em confusões.
Tem um certo costume de exagerar em treinamentos, muitas vezes tendo de ir à enfermaria por ter se esforçado neles mais do que deveria.
É pansexual e não vê problema em assumir isso.
Leva remédios para enjoo não importa aonde for, já que é bem ciente da desvantagem do uso acima do adequado de sua individualidade.
Tem o costume de carregar um tablete de chocolate na mochila escolar, porém é melhor que ninguém se arrisque a tirar o doce de lá, pois Oliver pode ficar extremamente estressado sem sua "dose diária" de chocolate.


PLUS ULTRA!!

Escutando: Take Cover - All Time Low

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...