Jornal Poeira Estelar


Por: ~


Poeira Estelar

A cada filho que perde um pai
Quando o fardo é pesado demais
Quando o amigo trai
E você sente aos poucos a visão a enturvar
E a esperança evanescer
E você só queria uma chama pra queimar suas memórias

Só pra ver, testemunhar
E nada nesse mundo há de apagar
Pois somos feitos de histórias

Se o mundo lá fora quer te apunhalar
Lembre que seu corpo é só poeira estelar
Tudo que importa é o agora e nada mais
Tudo que nós temos é apenas o que a gente faz

Quem é esse ser que pilota os cometas?
Por que é que desvia do nosso planeta?

Só pra ver, testemunhar
O quanto a gente pode suportar
Nos ombros, o peso das memórias

Se o mundo lá fora quer te apunhalar
Lembre que seu corpo é só poeira estelar
Tudo que importa é o agora e nada mais
Tudo que nós somos é apenas o que a gente faz


Escutando: Fresno

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...