Jornal Se gostam de In Purple Eyes, leiam isto!


Por: ~


Se gostam de In Purple Eyes, leiam isto!

Meus amigos e leitores.
Eu estou a precisar da ajuda de vocês!

Desde Março que não posto na minha mais famosa fanfic, In Purple Eyes, e já devem ter-se perguntado qual o motivo da demora.

A fanfic está a morrer para mim. Não o meu amor por ela, porque senão não me sangraria o coração ao dela falar, mas a minha esperança nela.

Eu estraguei a história, e juro que me dói ver quantas pessoas gostam dela e continuam a motivar-me a escrever. Vocês não conseguem ver que a história está estragada ainda, só eu posso, porque eu consigo ver o que vem para a frente e o que só ligeiramente já começou a suceder.

A fanfic é má, Caramel? Tu achas que o enredo é mau?
Resposta: Não, eu não acho.

A fanfic tem personagens desinteressantes?
Resposta: Não, ela não tem.

A fanfic perdeu o sentido, ou vai perder se a continuares?
Resposta: Ainda não perdeu o sentido e pode não vir a perder... mas a probabilidade de isso vir a acontecer é cerca de 70%

Quantas mais capítulos a fic vai ter, Caramel? Não achas que podes terminá-la, para não decepcionares... sei lá, o BATALHÃO de pessoas que te seguem?
Resposta: Aí está... eu não consigo estimar quantos capítulos a fic vai ter. Não consigo estimar a grandeza dela. Não vai nem a meio... nem sei se a um quarto...
Na verdade, eu não sei se a história, do jeito que eu a imagino... cabe em papel.

"Filler são cenas que não estão planeadas no roteiro original e que não têm, na verdade, nenhuma razão de existir, ou seja, são totalmente desnecessárias para o enredo principal. Quando se abusa do filler, a história fica gigantesca, aborrecida, e, em casos piores, sem nexo."

O que eu fiz com a bela história "In Purple Eyes"? Estraguei-a com filler.
Todas as cenas que inseri "a mais" e as personagens que não servem para nada, enfim... estão a cobrar-me espaço na história.

Eu sou uma escritora relativamente experiente, escrevi muitas histórias. Como deixei que este erro colossal acontecesse?
Antes de se escrever uma história, deve-se planear o que vai acontecer. Algumas alterações podem, evidentemente, ir surgindo, e, muitas vezes, é natural que a história ultrapasse ligeiramente ou mediamente o que estava estipulado.
Quando eu disse "algumas alterações" não é inserir...
21 personagens importantes (que não eram para existir)
nem
um quase igual número de arcos (que não eram para existir)

Eu tinha um plano. Um dia, uma leitora perguntou se eu não podia inserir a personagem dela na história.
Respondi: "sim, claro", toda contente, porque era e é uma honra que alguém goste tanto da nossa história a ponto de querer intervir nela.

A questão da justiça subiu-me à cabeça.
Se um leitor pode, porque outros não podem?
In Purple Eyes não era uma fanfic interactiva... mas naquela altura... "tornou-se" uma espécie de.

Alterei o enredo original para que coubesse toda a gente.
Não consegui fazê-lo imediatamente, as personagens eram tantas... tantas... e não bastavam ser figurantes, eu tive que torná-las relevantes (isto porque a personagem da primeira leitora era relevante, e, por justiça, as outras deveriam ser também).
A partir do capítulo 35, mais ou menos, comecei a preocupar-me.
A história estava a ficar muito grande... e não era um grande "bom"
É como um anime shounen estilo One Piece, que parece que nunca mais acaba.

Tentei, pela primeira vez, dividir as cenas futuras por capítulos, coisas como:
Capítulo 1 - Cristaly vê Endy pela primeira vez
Capítulo 2 - Apresentação de Endy x anos depois
etc

Adivinham, não é? Não consegui.
Eu consigo ver tudo o que vai acontecer desde o capítulo actual até ao final mas... a concretização desse "novo roteiro" não me parece possível.

Estou presa, portanto.
Não é possível seguir até ao final com um roteiro tão longo.
Mas também não posso alterá-lo agora.
A maior parte das coisas que acontece num livro é indiciada nos primeiros capítulos. Eu dei vários indícios de cada uma das personagens (15) importantes que ainda não apareceram. Deixei portas abertas para arcos. Se for alterar o roteiro agora, muitas das coisas que ficaram para trás tornam-se relativamente estranhas num olhar atento.
Sou capaz de alterar radicalmente uma história quando esta está nos capítulos iniciais.
Mas agora?

Eu tenho que ganhar coragem, meus amigos.
Coragem de tentar ver se é mesmo impossível chegar com o roteiro actual até ao final, com o risco de acabar sem ninguém (vocês são uns amores, todos vocês, nunca pensei que chegaria com tantos leitores a um capítulo tão elevado, depois de anos... e anos... mas isto não vai durar sempre... tenho-vos agora... não quando chegar ao capítulo 200)
Ou coragem para...................... começar de novo. Mas custa-me tanto pensar na possibilidade. É realmente como dizem, preferimos teimar num futuro incerto que largar tudo o que temos.

Qual das duas opções a melhor.
Quem me dera que houvesse outra alternativa.
Ajudem-me a ver essa alternativa.
Dizem que há sempre outra alternativa.
É o que dizem...


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...