Lista de Leitura: B.A.P mozões ❤🌸

Lista criada por: ~
5 histórias
Fanfic / Fanfiction Long Time - Imagine Daehyun (B.A.P)
Terminada
Capítulos 1
Palavras 5.468
Atualizada
Idioma Português
Categorias B.A.P
Gêneros Colegial, Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Imagine / PWP / +18 / Daehyun (B.A.P)



-O que exatamente eu tenho para dizer para ele? - perguntei com medo da resposta.
-Ai você se vira, eu disse para ele que você tinha uma coisa muito séria para conversar com ele.
-Você o quê?!
-Ah, pelo amor de Deus _____, você é afim do garoto desde o colegial, já tá na hora de ter uma conversa com ele sobre isso, né?
Sentei em minha cama ainda não acreditando. Daehyun é meu amigo fazem exatamente 5 anos, desde quando eu, Jae e os outros garotos ainda estávamos no ensino médio, ele foi o último a entrar no nosso "grupinho". Descobri que estava apaixonada pelo mesmo 1 mês depois que nos tornamos amigos, é algo que eu venho escondendo desde então, menos de Jae é claro.
-Eu vou te matar! - esbravejei.
Ouvi meu amigo rir baixo do outro lado da linha.
-Você vai é me agradecer mais tarde. Mas agora eu tenho que ir, passo para te buscar daqui a uma hora.
Revirei os olhos e encerrei a chamada jogando meu celular na cama. Youngjae estava certo, eu já estou bem grandinha para ter medo de uma rejeição.
Me direcionei ao meu armário para separar uma roupa e um biquíni enquanto tentava resolver o que diria para Jung Daehyun.
Merda.
  • 133
  • 9
Fanfic / Fanfiction Dear Diary - Imagine Yongguk (B.A.P)
Terminada
Capítulos 1
Palavras 8.478
Atualizada
Idioma Português
Categorias B.A.P
Gêneros Colegial, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Imagine / HOT / +18 / Yongguk (B.A.P) / #BBANGDAY


Respiro fundo umas duas vezes antes de finalmente começar a chorar, e como em todas as outras não me contenho, choro e soluço no banheiro interditado do 3º andar. Sabendo que ninguém viria ali não tinha problema. Ou era o que eu achava.

-S/N? Você está aqui? - a voz grossa do responsável por toda aquela dor no coração que eu estava sentindo no momento pergunta.

Quero poder revirar os olhos para aquela pergunta, mas apenas começo a chorar com mais intensidade.

Bang anda rapidamente até mim, tirando os vários fios caídos em meu rosto e me observando com uma expressão preocupada. Num ato duro empurro sua mão para longe de mim e recuo andando para trás, encostando minhas costas contra a parede gelada. O mais velho agora me observa ainda mais tenso e volta a se aproximar de mim com cuidado.

-Vai embora, por favor. - peço quase num sussurro.

O olhar de Yongguk é uma mistura, ele está tenso, curioso e ao mesmo tempo preocupado. Como um irmão mais velho se preocupa com sua irmãzinha. E isso só me deixa mais frustrada.

-Você não vê que eu não preciso de ninguém aqui comigo agora? Eu quero ficar sozinha! - dessa vez eu grito. Disfarçadamente implorando para ele ir embora.

Como se já não bastasse o que seu olhar estava causando em mim Yongguk vem rapidamente em minha direção e me envolve num abraço. Luto contra aquilo por longos segundos, até minha energia finalmente se esgotar. Me dou por vencida e escondo meu rosto em seu peitoral molhando toda sua camiseta com meu choro que estava longe de parar. Quero poder gritar que eu estava assim por causa dele, que ultimamente tudo o que ele tinha me causado era sofrimento, e que aquele abraço era mais um que entraria para a lista. Mas isso não importa, o que eu quero não importa. Para o meu corpo e meu coração a prioridade ali é me aconchegar no calor daquele abraço. E foi o que eu fiz.
  • 141
  • 12
Fanfic / Fanfiction Not that Inocent - Imagine Zelo (B.A.P)
Terminada
Capítulos 1
Palavras 4.834
Atualizada
Idioma Português
Categorias B.A.P
Gêneros Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela
Imagine / PWP / +18 / Imagine Zelo (B.A.P)



Cinco anos. Cinco demorados anos longe de todos os meus amigos e familiares presa num colégio interno no meio do nada. Motivo? Minha mãe tinha achado um vibrador dentro da última gaveta do meu armário do canto, e bem, ela não era nem de longe a pessoa com a mente mais aberta que eu conhecia. Principalmente porque eu só tinha 14 anos. Mesmo que o vibrador nem fosse meu. E eu sabia muito bem de quem era, só não entreguei o culpado porque se minha mãe mandou a filha para um colégio no meio do nada por achar aquilo no quarto dela, imagina o que ela faria se descobrisse que o pequeno objeto sexual cor de rosa na verdade pertencia ao seu filho mais velho. Youngjae. Quem muito provavelmente não viria se assumir para a família nunca.
Mas mais difícil de ter que ter aturado toda essa futilidade, foi ter esquecido de como era sair todo dia para brincar com o meu primo mais novo e voltar só as 23h da noite. Principalmente porque eu tinha uma paixonite secreta por esse primo, e por toda a animação que aquele garoto esbanjava. Ele não parava quieto, até brincava de casinha comigo quando não estava me chamando para fazer alguma coisa perigosa. E eu apenas o acompanhava. Numa dessas eu até quebrei o braço, mas quem disse que eu liguei? Quando o loiro me lançou aquele olhar preocupado e me carregou no colo até em casa foi a primeira vez que senti aquela volta estranha no estômago. A primeira vez de muitas. Então imagine só a dor que foi ter que deixar de ver aquele garoto quem eu estava acostumada a ver todos os dias para ir morar com um monte de menina besta. Foi horrível. Zelo, como ele gostava de ser chamado, foi de quem eu mais senti falta.
Felizmente não fora apenas coisas ruins no internato. Já no meu penúltimo ano eu fiz algumas amizades que minha mãe muito provavelmente consideraria inapropriadas. E com isso eu quero dizer que essas amizades me ensinaram o que era um orgasmo, tanto com uma mulher quanto com um homem. Eu não era mais aquela garota inocente que não fazia ideia do porque ter sido mandada para longe de todo mundo por ter uma espécie de "caneta" no fundo do armário, tinha adquirido experiência, vários tipos de experiência, e estava doida para usá-las. Então enquanto o avião pousava eu tentava me decidir se falava primeiro com o culpado de tudo isso, meu irmão, ou se eu arranjava alguma desculpa para ir direto visitar meu primo. Queria matar as saudades.
  • 133
  • 19
Fanfic / Fanfiction I have a problem - Imagine Youngjae (B.A.P)
Terminada
Capítulos 1
Palavras 2.999
Atualizada
Idioma Português
Categorias B.A.P
Gêneros Colegial, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Imagine / Hot / +18 / YoungJae (B.A.P)




-E então, ____, vai me dizer o porque de ter me tirado da minha aula de Ioga para vir até aqui? - Yui me perguntou enquanto tomava mais um gole de seu mocaccino. Eu tinha ligado e pedido para ela me encontrar urgente no café da esquina da minha casa, onde estamos agora.

-Eu estou com um problema enorme com o Jae, eu literalmente não sei o que fazer. - digo encarando minha xícara de café ainda cheia. Jae, Youngjae, é meu namorado há 3 meses, mas nos conhecemos desde a infância, sempre fomos melhores amigos, totalmente grudados. Começamos a namorar quando eu me declarei sem querer para ele no auto-falante do colégio. O dia mais vergonhoso da minha vida.

-Você e Jae com problemas? Isso é sinônimo para fim do mundo.

Revirei os olhos.

-Não é esse tipo de problema... ele meio que nem sabe que tem um problema. - solto um suspiro baixo.

Yui me encara assustada.

-Pelo amor de Deus, não me diga que você foi numa festa, bebeu até não se aguentar mais e acordou do lado de um estranho numa cama desconhecida.

-Claro que não! Trair o Jae? Você tá louca? - me exaltei um pouco.

-Então o quê é? Desembucha criatura!

Soltei outro suspiro, dessa vez um pouco tensa. Me inclinei por cima da mesinha e olhei para os lados para me certificar de que não tinha ninguém por perto.

-Eu estou viciada em sexo! - sussurrei para a minha melhor amigo a encarando com uma expressão séria.
  • 123
  • 5
Fanfic / Fanfiction It's a Secret - Imagine Himchan (B.A.P)
Terminada
Capítulos 1
Palavras 3.675
Atualizada
Idioma Português
Categorias B.A.P
Gêneros Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Shoujo (Romântico)
Imagine / PWP / +18 / Himchan (B.A.P)

Eu realmente estava cansada daquilo, cansada de ter que esconder o que eu sentia pelo meu melhor amigo por trás de um namoro falso. Era desgastante e a cada vez que via Himchan de mãos dadas com sua namorada eu sentia meu coração se despedaçar.
Depois de tanto tempo tempo eu finalmente estava quase "tacando" o foda-se.
  • 113
  • 10