Lista de Leitura: brenda_leiite Lista de leitura

Lista criada por: ~
4 histórias
Fanfic / Fanfiction O Céu explica tudo...
Terminada
Capítulos 136
Palavras 576.557
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Aventura, Ficção, Policial, Romance e Novela, Suspense
Season 01:

“Você já sentiu vontade de tocar em algo que sabe ser proibido? Já teve o desejo irresistível de experimentar alguma coisa que sabe não ser socialmente ou eticamente correto? Tão proibido e ao mesmo tempo tão desejável que poderia destruí-la?” Um remake da obra de Tatiana Amaral, "O Céu explica tudo".

Season 02:

“Uma vez minha mãe me disse que satanás era o anjo mais bonito do céu e o mais querido por
Deus, mas sua beleza o fez acreditar que podia mais. Então, depois de uma guerra, foi atirado ao
inferno, e jurou vingança. Para isso escolheu corromper a humanidade. Como? Alguns dizem que
através do dinheiro, outros através das palavras, mas muitos juram que foi através da beleza. Henrique tinha os três: dinheiro, persuasão e beleza. E roubava de mim todas as virtudes. Eu cobiçava, traía,
roubava, tudo em nome do amor que sentia por ele.”

Season 03:

“Eu sabia que seria daquela forma. Que ele se magoaria ao ponto de não haver condições de perdão. Que eu entrava em um jogo tão complicado e pesado quanto o que ele estabelecera com Vanessa. Que não permitia volta. Era o mesmo que ser enterrada viva. Sufocante, medonho, aterrorizante. Porque eu sabia que naquele momento nada mais poderia ser mudado. Henrique me odiava e com isso conseguiria se encaixar perfeitamente na segunda parte do plano. Era preciso ser forte, contudo eu não era. E só entendi isso naquele instante.”
  • 176
  • 1.386
Fanfic / Fanfiction Eu quero ser seu anjo ❤
Em andamento
Capítulos 88
Palavras 112.041
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano, Luan Santana
Gêneros Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Henrique, um homem humilde cheio de sonhos. Seu maior sonho é ser cantor junto com seu irmão Edson.
No dia do seu casamento foi largado no altar por Isadora, a mulher por quem ele sempre fora apaixonado. Desde então, jurou nunca mais se apaixonar, virou um cara solitário e frio...
  • 125
  • 805
Fanfic / Fanfiction Predestinados! ❤
Terminada
Capítulos 45
Palavras 47.806
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense
- Mas isso aqui é a metade do meu cachê da semana - Disse a bela mulher na minha frente, a mesma que estava me tirando o sossego a dias... mas o que mais me tirava o sossego era aquele espartilho curto e colado ao corpo cheio de curvas, o olhar marcante que não saía da minha cabeça.

- Você não veio ontem - O sujeito na sua frente parecia irritado, não fez nem questão de se juntar ao balcão, deduzi ser o patrão, ou seja lá como for que ela o chamava - Não veio antes de ontem e ainda quer receber a semana cheia? 

- O meu filho ficou doente Edgar eu não tenho culpa - Percebi que estava a ponto de chorar, a mão na testa - Eu preciso alimentar duas crianças. 

- Eu já falei pra você - O tal Edgar abriu os braços - Quer ganhar mais é só abrir as pernas. 

- Você é ridículo! - Ela exclamou antes do mesmo sair sem dizer mais nada... Apoiou os cotovelos sobre o balcão e as mãos no rosto, respirou fundo. 

- Posso te pagar uma bebida? - Pergunto fazendo-a me olhar. 

- Não bebo em horário de trabalho - Ela respondeu curta e grossa, voltando sua atenção para o balcão. 

- Você vai voltar a dançar? - Não me respondeu, o que deduzi que não - Então está liberada não está? 

- Não aceito bebidas de estranhos - Respondeu mais uma vez curta e grossa, me deixando ainda mais encantado. 

- Eu não sou nenhum estranho - Arqueei a sobrancelha assim que ela me olhou mais uma vez, impossível que não me conhecia. 

- Pra mim você é... a não ser pelo falo de que vem aqui todas as noites nos últimos dias, tirando os finais de semana... É um estranho - Respirou fundo... sorrio de canto, então ela notou minha presença todos esses dias. 

- Pode me chamar de... - Penso bem em dizer, talvez se falasse meu nome ela lembraria da dupla - Tavares. 

- Ok, senhor Tavares - Respondeu sem me olhar. 

- De quanto você precisa? - Ela me olhou desentendida - De quanto dinheiro você precisa?... para o seu filho - Mostro a mão. 

- Eu não preciso da sua esmola senhor Tavares - Ela respondeu parecendo ofendida. 

- Não quis ofender - Ergui os braços - Apenas ajudar. - Ela não respondeu e nem olhou... - Gabriel é o seu filho? - Fugi do silêncio fazendo-a me olhar mais uma vez desentendida... Apontei para o seu ombro onde estava uma tatuagem. Ela assentiu - E aonde está o Gabriel agora se a mãe está aqui? 

- Com a minha irmã mais nova - Voltou a respirar fundo. 

- Quantos anos tem a sua irmã? - Franzi a testa, aquela história estava me deixando curioso. 

- Você por algum acaso é algum espião - Ela bateu no balcão irritada - Pode falar, foi o Paulo quem te mandou. 

- Ei, calma - Ergui os braços mais uma vez - Não conheço nenhum Paulo... 

- Desculpa - Ela baixou a cabeça - Não estou num dia muito bom. 

- Agora fiquei curioso - Cruzei os braços apoiando meu pé no seu banco - Quem é esse cara que você expressa tanto ódio? 

- Meu ex marido - Ela respirou fundo, fechando os olhos. 

- Deixa eu adivinhar - Parecia que o obvio estava na cara - Paulo abandou você com um filho pequeno, a irmã mais nova... Você sem condições de cria-los, sem oportunidade de trabalho, só restou esse lugar. Tô certo?...
  • 132
  • 363
Fanfic / Fanfiction Opostos e Perfeitos!
Terminada
Capítulos 32
Palavras 29.169
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense
... - Vem cá, você ganha a vida enchendo o saco dos outros? - O olhei por cima, de fato ele era o dobro do meu tamanho. 

- Ah você não me conhece? - Cruzou os braços, claro que não, porque o conheceria? 

- A menos que você seja algum famoso eu acho que não - Rio ironizando, ele riu da minha cara. 

- Beleza senhora sabe tudo! - Debochava sem ao menos disfarçar - Mas e você faz alguma coisa pelo menos ou vive a vida esbarrando nos outros por aí? 

- Eu danço - Aponto para o centro do ginásio aonde estava se apresentando o primeiro grupo - Acho que você já percebeu. 

- Você chama isso de dança? - Ele riu alto mais uma vez. 

- Você é um otário preconceituoso - Apontei o dedo para o mesmo, aquele babaca estava me tirando do sério - O que faz aqui se não gosta? 

- Não sei - Ele abriu os braços - Talvez tenha me dado vontade de esbarrar numa otariazinha que acha que dança alguma coisa. 

- Você é um babaca sabia? Devia pesquisar um pouco mais sobre o street dance. 

- Não obrigado - Voltou a cruzar os braços - Não tenho tempo, vivo na estrada... Eu trabalho sabe - Inclinou a cabeça pra frente. 

- Ô Henrique caralho - Ouço uma voz alta e o sujeito ridículo na minha frente olhando pelos meus ombros. Olhei pra trás e um carinha o chamava de braços abertos... Então o nome do otário é Henrique...
  • 108
  • 293