Lista de Leitura: DarkGly Lista de leitura

Lista criada por: ~
2 histórias
Fanfic / Fanfiction Sangue quente - O retorno.
Em andamento
Capítulos 28
Palavras 135.144
Atualizada
Idioma Português
Categorias Originais
Gêneros Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Dezoito anos vampíricos após o fim da revolução e a queda de Shadowy e Uriel, ainda existem aqueles que não admitem a derrota e não aceitam as novas leis. Aqueles que antes detinham o poder e escravizavam os seres ditos como inferiores, almejam retomar o poder e estão dispostos a lutar com garras e dentes por isso.
Esses vampiros descontentes não seriam problema para alguém poderoso como Sebastian, mas por uma escolha inusitada, Sebastian se vê fraco e sem seus poderes. O que ele fará para proteger sua família agora?
Embarquem na segunda temporada de Sangue e quente e acompanhem Leonard, Sebastian e Caspian nessa nova jornada.

Altamente recomendado que leiam a primeira obra “Sangue quente” e o spin-off “Sangue quente – A história de Kiel” antes de se aventurarem nessa história.
  • 385
  • 811
Fanfic / Fanfiction The greatest pain is inside.
Em andamento
Capítulos 68
Palavras 123.854
Atualizada
Idioma Português
Categorias Originais
Gêneros Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
[Conteúdo ADULTO! (+18)]
" –Pai, por favor me desculpe... –Fui interrompido por um tapa no rosto, tão forte que me fez cambalear um pouco. Senti na minha boca, o gosto metálico que eu tanto conhecia.
–Você vai aprender a nunca mais se meter em confusão.–falou pausadamente. Ele pegou no meu braço já machucado, e começou a me arrastar escada a baixo.
–Não... por favor! No porão não! Eu não tive culpa! Eu tentei evitar! Por favor! –tentava ao máximo escapar, mas ele tinha quase o dobro da minha força.
–Cale a boca! –ele levantou o braço livre e bateu novamente em meu rosto, fazendo-me cuspir sangue. –A culpa é toda sua e você sabe disso!
E assim, ele, mais uma vez, me jogou naquele porão abafado e sem luz alguma, fazendo todos os meus medos e pesadelos voltarem.
Ele sabia o quanto eu ficava apavorado quando ficava no escuro, mas era como se ele gostasse de me ouvir gritar, implorar.
E ele sabia que ele mesmo fazia parte de meus pesadelos."
  • 3.236
  • 3.228