Lista de Leitura: Diabolk lov

Lista criada por: ~
6 histórias
Fanfic / Fanfiction Blood's Moon - Os sádicos da noite
Terminada
Capítulos 22
Palavras 17.096
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers, Vampire Knight, Vampire Wars
Gêneros Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Você tem medo de vampiros?
Não?
Então me siga que eu te conto uma história sobre uma garota que, após um acidente, foi parar em um lar de vampiros onde o mistério vaga pela mansão Sakamaki.

★Vitória Cristina★
  • 30
  • 21

Suffering... escrita por ~Locas_Sempre

Fanfic / Fanfiction Suffering...
Em andamento
Capítulos 9
Palavras 18.169
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers
Gêneros Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
"Eu... Eu mereço viver?"

Era o que se passava na cabeça da loira, com os olhos vermelhos e inchados de tanto chorar.

- Eu não mereço viver, então... Porque não me deixa morrer de uma vez?

- Eu não vou deixar você morrer... Não agora. Então pare de falar bobagens, não é a primeira vez que discutimos isso!

- Você... Você me ama...? - Diz a garota confusa enquanto soluçava pelo choro em excesso.

- Talvez um dia você descubra. - Diz o vampiro enquanto caminhava para fora do quarto.

"A vida é um jogo que Deus embaralha as cartas, o diabo corta o baralho e nós temos de fazer os pontos."
  • 32
  • 26
Fanfic / Fanfiction Você pode me amar, não pode?
Em andamento
Capítulos 17
Palavras 80.868
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers
Gêneros Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Visual Novel
Eu adoraria saber o que eu faço dessa vida, e queria saber seu significado.
O significado de viver....
É tão estranho... Tudo.

Dizem que eu sou estranha... Isso é normal?
Não sei, mas pra mim a vida não tem o mesmo sentido de antes...
Quando perdi meus pais, nada mais fez sentido.
E depois de alguns anos, eu tive que aprender á viver sozinha... Só eu e a doce solidão.
Com minha pelúcia em meus braços, eu pensei que não precisaria de mais ninguém... Até que apareceu Aime.
Tão gentil e adorável, ela me provou que a vida poderia fazer sentido novamente, ela me fez sorrir de novo.
Mas esse sorriso se desfez ao eu saber de sua grave e dolorosa doença...
E depois de tudo.. No final... Eu continuei sozinha, e quando eu menos esperei, vi que nada tinha mudado... E hoje, eu me pergunto se alguém me fará sorrir daquele jeito... E se, essa vida fará sentido de novamente....

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Viva o seu sonho, porque quando você acordar... Em um pesadelo estará... - Hana Miyamoto.
  • 82
  • 54
Fanfic / Fanfiction All for your Blood
Em andamento
Capítulos 64
Palavras 440.597
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers
Gêneros Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
“Um conto de fadas? Só pode estar brincando.”
Esse era o pensamento dela. Caminhando em meio aquele corredor escuro se aproximando lentamente, com seus pés sangrando, rasgados por cacos de vidro.
“Não sabem o peso das próprias palavras.”
A repulsa que a garota teve após sentir a luz cair por cima dela foi a sua primeira ação ao parar de andar. Abrindo lentamente seus olhos azuis que se acostumavam com a claridade do local, logo seguidos por seu longo cabelo negro de pontas onduladas que se destacava em sua pele pálida.
“A vida é um jogo, um jogo do qual ninguém lhe perguntou se queria participar."
A mesma tirou de seu bolso um celular, amarrado juntamente a um fone de ouvido e o jogou no chão, apenas olhando para aqueles sete garotos sentados em sua frente, cada um em uma poltrona de cores distintas. Logo que seu braço parou, novamente, rente ao seu quadril, esperando alguma ordem direta de um dos garotos.
“E eu nunca joguei para perder.”
A mesma encarava fixamente ao chão, observando os antidepressivos que haviam caído de seu bolso quando puxou o celular, deixando sua franja cobrir seus olhos, enquanto um sorriso perverso estava nos lábios daqueles garotos.
- Ayume. – um deles a chamou, sentado de qualquer jeito em sua poltrona com aquele mesmo sorriso, fitando o corpo por completo da garota, mordendo levemente seus próprios lábios.
“Não boa o suficiente.”
As bochechas da mesma tomaram um tom mais avermelhado sabendo o que ele desejava, completamente envergonhada, se sentindo suja, continuava a sentir aquele prazer que a ela foi ensinado, o prazer de sentir a dor. Mesmo tendo suas lágrimas escorrendo até a ponta de seu queixo, pingando no chão, ela adorava aquilo, adorava se sentir desesperada, agoniada, adorava aquela dor profunda que ele causara em seu peito.
"Você não pode acordar, isso não é um sonho"
Passou por cima de seu celular, quebrando a tela, e caminhou em direção ao dono daquela voz.
“Eu estou lentamente desistindo.”
O vampiro sinalizou para que a garota sentasse em seu colo, e foi o que ela fez, entrelaçando suas pernas pelo abdômen dele, enquanto o mesmo puxava o cabelo da morena, virando o pescoço dela para o lado, e logo fincando suas presas naquela pele pálida, a rasgando por completo.
“O que já me fez rir, agora vem para me fazer chorar.”
O sangue escorria pela lateral de seus lábios, escorrendo pelo corpo dela, descendo de seu pescoço até o decote de sua roupa. Os olhos do vampiro se fixaram nos seios da garota, deixando-a com as bochechas um pouco mais coradas.
“Eu não estou bem. Eu não estou nada bem.”
- Já lhe disse. - sorriu ele, mostrando suas presas manchadas de sangue com aquele sorriso perverso - Eu já vi tudo o que você tem, por que sente envergonhada depois de tudo?
Os olhos da garota se ficharam acima, olhando para o teto, tentando ignora-lo.
- Não, não... Olhe para mim... Deixe-me sentir o quanto você me deseja. - disse ele com a voz pouco rouca, colocando suas mãos nas coxas da garota, as apertando um pouco, olhando atentamente para a expressão que ela faria - Fale o quanto enlouquece quando a encosto assim...
“Eu posso morrer por você todos os dias, e você pode matar por mim todos os dias.”
Um sorriso se formou nos lábios da garota, um sorriso de ironia e desdém. Os olhos azuis dela foram parar nos do garoto.
“A depressão roubou minha educação, roubou todos os meus amigos, minha motivação, meus sonhos, meu futuro, minha vida e eu.”
- Está sorrindo muito hoje. – comentou o garoto – O que foi?
- Estava lembrando de como um dia eu fui feliz. – respondeu ela.
“Isso não é o País das Maravilhas, e eu... Eu não sou Alice.".
  • 972
  • 3.444
Fanfic / Fanfiction True Blood Donors (Interativa)
Em andamento
Capítulos 9
Palavras 8.104
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers
Gêneros Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drabs, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Super Power, Super Sentai, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Adnexy On

KarlHeinz se encontrava em seu luxuoso escritório,analisando às várias fichas de poucas garotas humanas que a igreja estava mandando.

Após o sumiço da bolsa de sangue Eve ou Komori Yui seus "amados" filhos e sobrinhos estavam aniquilando cada vez mais garotas rápido e cruelmente sem se importar com os problemas atuais de quem era o encarregado das noivas.

A igreja tinha lhe avisado que aquelas seriam as últimas noivas que seria-lhe opção de consumo,parece que nenhum deles gostam de ter suas filhas brutalmente mortas como apenas mais uma em uma fila de cadáveres.

O Rei Vampiro analisou as fichas mais uma vez...

Ridículo,todas são muito fracas,não durariam três horas.

Pensou enquanto algo espantoso aconteceu,algo que na sua situação atual,o mesmo poderia condiderar um milagre de algum suposto Deus...

Agora pensando bem,se Eve não deu certo,o que séria melhor...

E se ao invés de Eve...

Vissem Dez Deusas...


《Vagas Abertas》

Shu-Livre
Reije-Ocupado
Ruki-Livre
Ayato-Livre
Kanato-Livre
Laito-Livre
Kou-Livre
Yuma-Ocupado
Subaru-Livre
Azusa-Livre
  • 39
  • 65
Fanfic / Fanfiction A irmã mais nova dos Sakamaki
Em andamento
Capítulos 13
Palavras 23.605
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers
Gêneros Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Minha filha é meu maior bem... - Comentou a mulher de longos cabelos rosados olhando o jardim de uma sombria mansão de cima. - Cuidei dela esses anos todos me perguntando se tinha feito as escolhas certas, mas agora... - Sorriu ao ver um ponto rosa correndo por entre as roseiras sendo seguida por seis vampiros que riam de leve- Agora que a vejo sorrir juntos de seus irmãos... - A menina parou de correr quando teve seu caminho obstruído por outros quatro vampiros. - Agora que a vejo se divertir com seus primos... - Algumas lágrimas transbordaram de seus olhos azuis escuros e escorreram pelas suas bochechas até seu queixo e então caíram sobre seu vestido branco. A mulher se virou para o homem a suas costas e sorriu derramando mais lágrimas. - Agora eu percebo o erro que cometi a escondendo de você! - O homem sorriu de forma tristonha e se aproximou da mulher a abraçando de forma gentil. - Por favor... - Sussurrou se aconchegando nos braços do maior. - Cuide bem de nossa filha...
  • 333
  • 188