Notícia Bunka Matsuri: A Festa da Cultura em SP


Por: ~


O bairro da Liberdade, região central de São Paulo, será palco de um megaevento cultural gratuito no dia 21 de maio, domingo, das 09h às 17h, com atrações ininterruptas durante todo o dia. Estão programados eventos voltados para o corpo, a mente e o espírito ressaltando detalhes de todos os elementos representativos da cultura japonesa. Haverá shows alternados de música folclórica, danças e canções típicas do Japão, arte marcial, exposições de artes plásticas e bazar, além de demonstrações de medicina oriental, workshops, cursos, entre outras atrações. É o 2º. Bunka Matsuri – A Festa da Cultura Japonesa, grande evento realizado pelo segundo ano consecutivo com o objetivo de celebrar a cultura japonesa e manter as tradições entre as novas gerações.



Promovida pela Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa (Bunkyo), a festa vai movimentar o bairro da Liberdade e deve atrair pessoas de todas as idades. O primeiro festival reuniu 8 mil pessoas e são esperados mais de 10 mil participantes para esta edição. “Queremos preservar a cultura japonesa entre as novas gerações e divulgar as tradições para atrair novos adeptos e admiradores. afirma Harumi Goya, vice-presidente da comissão organizadora do Bunka Matsuri. Uma das metas é conquistar também turistas para tornar o evento parte do calendário oficial de festas da cidade. Este ano, o Bunka Matsuri já fará parte das programações da 2º. Virada Cultural, evento que reúne extensa e diversificada programação durante 48 horas consecutivas em vários pontos da cidade de São Paulo, nos dias 20 e 21 de maio.



Haverá atrações dentro da sede do Bunkyo, na rua São Joaquim, uma das mais tradicionais do bairro, espalhando-se pelas imediações e laterais. Os mais jovens vão se empolgar com a banda Ton Ton Mi, especializado em música folclórica japonesa adaptada ao ritmo atual, inspirado nas influências da cultura de Okinawa, ilha considerada de intensa produção cultural no Japão, com forte influência sobre as novas gerações. Em meio às canções que misturam modernidade e folclore, o grupo promete apresentar a famosa “Woman No Cry” (Bob Marley), reggae tocado com sanshin (instrumento similar a uma guitarra de três cordas, típico de Okinawa) e cantado em japonês, chinês e uchinaguchi, dialeto da ilha.



Quem gosta de dança típica do Japão, não poderá deixar de conferir Yosakoi Soran, show movimentado parecido com Carnaval de rua, com música composta a partir de muita vibração, força e velocidade, sendo freqüentes os "kiais", gritos utilizados nas artes marciais para exteriorizar a força e a energia do espírito. Cerca de três grupos diferentes são esperados para o espetáculo do Yosakoi Soran. Dois deles serão formados por grupo de profissionais da rede Soho de cabeleireiros que vão dançar tanto no palco quanto na rua.



Destaque à parte será o espetáculo de Taiko, show com mais de 30 tambores diferentes e coloridos, que produzem som alegre e envolvente, típico de diversas regiões do Japão. A criançada vai se divertir com os espetáculos de artes marciais de Aikido, Sumo, Kendo e Ninja, técnicas de defesa pessoal com ritmo e movimentos próprios que se assemelham às lutas em grupo.



Entre os trabalhos expostos de artistas nipo-brasileiros, representando diversas fases de suas carreiras, estão as obras de Manabu Mabe, Tomie Otake e Tikashi Fukushima, entre outros. Haverá, ainda, visitas monitoradas ao Museu Histórico da Imigração.



Os interessados em medicina oriental terão a oportunidade de conhecer de perto algumas técnicas da ciência milenar: algumas tendas terão especialistas para explicar detalhes sobre acupuntura, mocha, ventosaterapia entre outras técnicas de tratamento. Outro workshop mostrará a cerimônia do chá, ritual em que anfitrião e convidados se encontram não apenas para saborear diversas ervas e matar a sede, mas também para compreender e contemplar o espírito de “wa, kei, sei, jaku”, ou seja, harmonia, respeito, pureza e tranqüilidade.



Nas oficinas culturais será possível aos leigos aprender desde a confeccionar artesanatos até entender as regras dos jogos e brincadeiras típicas. Não faltarão comida e bebida tradicionais: 17 barracas estarão dispostas na praça de alimentação com quitutes variados.



Outros destaques da programação:

Manga e Animê – Exposição e oficinas sobre os Mangás ou quadrinhos japoneses, cujos primeiros registros datam da Idade Média japonesa, nos séculos 11 e 12, quando se produziam desenhos pintados sobre grandes rolos de papel arroz contando uma história. Até o século 15, muitos outros cartuns humorísticos eram produzidos, embora o país passasse por guerras impiedosas. Os Animês, desenhos animados, popularizaram os mangas, na TV e no cinema, exibindo a técnica em grande escala no Ocidente. No Brasil as primeiras associações de mangás surgiram nos anos 80.



Karaokê – Apresentação dos Campeões Brasileiros de Karaokê - Kayou (Música Popualr Japonesa).



Odori – Dança clássica do Japão com apresentação da escola Fujima-ryu


Shamisen – Apresentação com o instrumento de três cordas, além de guitarra e bateria e participação de cantores de música folclórica e instrumentos típicos.

Veja também

Ao no Exorcist em 2017!
Ao no Exorcist em 2017!
Shingeki no Kyojin em 2017!
Shingeki no Kyojin em 2017!

Gostou da Notícia? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Para ter acesso a todas as funções disponíveis no Spirit, é necessário que você esteja cadastrado no nosso site e esteja logado no sistema.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...