Notícia Centro de pesquisa dos EUA aposta em jogos 'sérios'


Por: ~


Um novo laboratório de pesquisas na escola de design Parsons tem como objetivo criar jogos “conscientes” – os chamados “jogos sérios” – e estudar se a prática deles pode resultar em benefícios sociais.

Os jogos, educativos, são voltados a setores específicos do mercado e podem ser usados para treinar estudantes e profissionais de diversas áreas. O exército norte-americano, por exemplo, treina com jogos que simulam ataques terroristas, situações com reféns em escolas e desastres naturais.
Outros jogos “sérios” ensinam modos não-violentos de combater ditadores e ocupações militares.

Colleen Macklin, diretora do centro PETLab da escola de Design Parsons acredita que a pesquisas, iniciadas nesta quarta (12), podem levar os jogos sérios a uma audiência mais ampla. “Nosso objetivo é criar relações entre design de jogos, questões sociais e aprendizado”, ela disse.

O PETLab, em iniciativa inédita no país, vai criar modelos de novos jogos ou interações que abordam temas sociais e estudar se eles podem gerar mudanças sociais positivas.

O centro de pesquisa surgiu com investimento da Fundação MacArthur, que estuda como as tecnologias digitais afetam o aprendizado e o comportamento social das pessoas.

Jogos e parcerias

Os pesquisadores do centro pretendem criar mais jogos como o popular “Ayiti: The Cost Life”, desenvolvido pela organização Global Kids e a produtora GameLab, no qual jogadores administram a vida de uma família na zona rural do Haiti. O objetivo do jogo é tomar decisões econômicas para manter a família estável – economizar dinheiro ou dar uma festa ou comprar comida?

O PETLab iniciou uma parceria com o Games for Change, um grupo sem fins lucrativos que apóia designers de “jogos sérios” e mantém um fórum para a discussão de trabalhos.

“Estamos plantando sementes para a próxima geração de designers”, disse Suzanne Seggerman, fundadora do Games for Change. “Seria maravilhoso ter jogos de ‘Fast Food Nation’ ou ‘Uma Verdade Inconveniente’, em que o jogador poderia aprender de verdade como melhorar o meio em que vive”.

Por enquanto, o centro de pesquisas está trabalhando com a Microsoft, estudando se os softwares de criação de jogos para Xbox poderiam ser utilizados para fazer jogos com “consciência social”.

O PETLab também trabalha com a MTV, oferecendo um canal pela internet com informações sobre ambiente, saúde sexual e imigração. O centro também promove manuais ensinando a criação de jogos para jovens.

Fonte: Globo.com

Gostou da Notícia? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Para ter acesso a todas as funções disponíveis no Spirit, é necessário que você esteja cadastrado no nosso site e esteja logado no sistema.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...