Notícia Funcionária processa Konami após licença maternidade


Por: ~


O site/blog Kotaku levantou mais um processo judicial que corre no mundo dos games, e desta vez envolvendo um nome de peso na indústria japonesa. A ação foi movida pela funcionária Yoko Sekiguchi, de 36 anos, que acusa a Konami Digital Entertainment de "descriminação", depois de ter seu salário reduzido quando voltou da licença maternidade.

Sekiguchi esteve afastada entre outubro e abril quando terminou o período de licença, sendo que desde então seu salário foi reduzido em cerca de US$ 2 mil. Segundo ela, "trata-se de uma discriminação para as mulheres funcionárias que fizeram a escolha pela licença maternidade".

O processo pede uma reparação nada modesta que chega a US$ 344 mil por danos. "Decidi tomar esta ação legal, pois várias outras funcionárias estão experimentando o mesmo tipo de tratamento", declara Sekiguchi.


fonto:GameVicio


Gostou da Notícia? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Para ter acesso a todas as funções disponíveis no Spirit, é necessário que você esteja cadastrado no nosso site e esteja logado no sistema.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...