Notícia GDC: OnLive funciona bem, mas deixa dúvidas


Por: ~




Na Game Developers Conference 2009, nada causou mais barulho: após alguns anos em desenvolvimento, o OnLive, criado por Steve Perlman, fundador da WebTV, e Mike McGarvey, ex-CEO da Eidos Interactive, veio à tona durante o evento, em San Francisco, e deixou a indústria inquieta. A ideia, afinal, é oferecer um sistema de distribuição digital que vai permitir jogar títulos de primeira linha produzidos por gigantes como Electronic Arts, Take-Two e Ubisoft, em PCs modestos ou mesmo direto da TV.

Como se não bastasse, os jogos estarão disponíveis no OnLive assim que chegarem nas lojas e rodarão com máxima performance, não importa a qualidade do PC em questão. Isso é possível porque os jogos, na verdade, estão armazenados nos servidores do OnLive e o que o jogador vê, na verdade, é o streaming de vídeo em tempo real, que responde aos comandos.

Caso o jogador possua um PC, basta baixar um executável de cerca de 1MB ou, se for jogar através da TV, será necessário comprar o hardware, que acompanha um joystick sem fio, e plugá-lo no aparelho. No estande do OnLive, a tecnologia era demonstrada através dos jogos "Crysis" e "Grid", que rodavam perfeitamente, sem qualquer atraso ou instabilidade.

Animador? Em termos. Sabe-se que, em eventos como a GDC, a maioria das demonstrações é preparada cuidadosamente e, naturalmente, velocidade de conexão não era um problema. O que fica é a dúvida sobre como o OnLive se comportaria, por exemplo, com usuários de vários países conectados simultaneamente. A assessoria de imprensa e mesmo os produtores do OnLive não responderam a perguntas sobre possível lançamento do serviço no Brasil, tampouco falaram de preço. Por enquanto, estão satisfeitos apenas com o furor que proporcionaram ao público.

De certo, o que a empresa garante é que será preciso somente uma conexão de 1,5MB para jogar em 480p ou 5MB para 720p.

Várias questões estão no ar, mas se o OnLive pegar, claramente vai causar uma reviravolta na bilionária indústria de games, que afetará fabricantes de hardware, software e por aí vai. Por enquanto, a tecnologia está em fase fechada de testes, e deve abrir ao público ainda em 2009.

Gostou da Notícia? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Para ter acesso a todas as funções disponíveis no Spirit, é necessário que você esteja cadastrado no nosso site e esteja logado no sistema.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...