Notícia Yuki chega ao final


Por: ~


Mais uma série da Conrad chega completa às bancas. Terminando no sexto volume, Yuki - Vingança na Neve conta a história da filha que nasceu para vingar a morte de sua família nas mãos de uma gangue de ladrões – tema típico para o autor Kazuo Koike, criador de Lobo Solitário um dos mangás de samurai mais famosos de todos os tempos.

Aproveite, e garanta sua coleção completa, por apenas R$ 50,40 (desconto de R$ 21,60).

A trama se passa na Era Meiji, período da história do Japão que vai de 1868 até 1912. Nesta época o Imperador Meiji iniciou uma série de reformas sociais para assim aproximar politicamente, industrialmente e militarmente o Japão das potências ocidentais. Uma das medidas foi o recrutamento compulsório de homens para a criação de um exército nacional. Homens vestidos de branco eram mandados às vilas para recrutar os camponeses – que se revoltavam ao saber que teriam que deixar seus lares para formar o exército. Em 1873, um grupo de criminosos aproveita essa fase turbulenta para ganhar dinheiro às custas da ignorância do povo dizendo que, se recebessem uma quantia em dinheiro, poderiam livrá-los do recrutamento. Um professor, sua mulher e seu filho têm o infortúnio de cruzar com eles. O homem, um jovem professor vestido de branco, é confundido com um dos soldados do imperador e é barbaramente assassinado junto com seu filho de apenas 5 anos, enquanto sua mulher é violentada e depois presa.

1874, Ano 7 na Era Meiji, uma criança nasce na prisão. Sua mãe, Kashima Sayo, falece pouco depois de dar à luz deixando para sua filha Yuki um legado de vingança. A menina desde pequena é treinada para matar. E assim nasce a lenda de Kashima Yuki, a sagaz espadachim, que segue o caminho da violência e da vingança.

A narrativa de Yuki tem jeito de filme e é cheia de ângulos cinematográficos e cenas impressionantes, bem ao estilo das clássicas películas de samurais da década de 1970. O mangá criado em 1972, virou longa-metragem no Japão e foi influência confessa para o mega popular filme Kill Bill de Quentin Tarantino , quase um pot-pourri de produções orientais setentistas.

Na década de 1970, a temática da vingança era muito popular nos filmes de ação, indo muito longe na representação gráfica da violência e mesmo do sexo muitas vezes sob uma velha fórmula: o criminoso cometeu atos terríveis, desafia as normas sociais e não tem nenhum arrependimento. Basta isso para transformar o herói em um vigilante “íntegro” que possa matar sem que o espectador o considere culpado da violência que assiste nas telas.

Yuki ditou a fórmula dessa fase do cinema, onde a personagem segue o mesmo caminho cortando, decapitando e estripando todos os criminosos repulsivos e violentos que cruzam seu caminho. Yuki, a protagonista, faz da vingança o seu único modo de viver já que herdou este desejo da mãe. Ela está à procura das pessoas que mataram sua família e segue pistas que a coloquem no caminho certo.


Fonte: AnimePró

Veja também


Gostou da Notícia? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Para ter acesso a todas as funções disponíveis no Spirit, é necessário que você esteja cadastrado no nosso site e esteja logado no sistema.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...