~Killerice - Clan Akatsuki

Killerice
//+Painless. *
Nome: ❥.;;* 加布里埃拉 ✴∞ ►✾✾◄ — Pandicorn.*
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 22 de Maio
Idade: 17
Cadastro:

— .ᴛ[ʜ]ᴇ ᴄʜɪʟᴅʀᴇɴ ᴏғ ғᴀɪʀʏ ᴛᴀʟᴇs/;┋


Postado

Mostrar Spoiler:



𝕋𝕙𝕖 ℂ𝕙𝕚𝕝𝕕𝕣𝕖𝕟 𝕠𝕗 𝔽𝕒𝕚𝕣𝕪 𝕋𝕒𝕝𝕖𝕤

𝐸𝓊 𝓆𝓊𝑒𝓇𝑜 𝒻𝓊𝑔𝒾𝓇 𝒹𝒶 𝓇𝑒𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒.

║▌│█║▌│ █║▌│█│║▌║
© All rights reserved ||| @Killerice »
≡ Somente as decorações da ficha são de total crédito a @Niiko »
「Plágios estão sujeitos a denúncia.」


₣Ɨᑕᕼᗩ ᑭᗩᖇᗩ @Sufilena e @Gaby_Amorinha






NOME:

𝓔mma 𝓐llyn jorgman

𝓔mma é um nome feminino de origem inglesa. Significa “todo”, “universal” ou “aquela que é universal”.

𝓐llyn, o seu nome do meio, é um nome feminino de origem inglesa. Não se sabe ao certo o significado deste nome; mas possivelmente significa “pequena rocha” ou “bonito”.

jorgman é o sobrenome de seu pai, Kristoff. O nome não possui um sexo específico para uso do mesmo, é de origem e significado desconhecidos.




APELIDO:

𝓔ms • 𝓔mm • 𝓔mmie

𝓔𝓶𝓼 — Ela é chamada de Ems por amigos mais próximos, bem próximos mesmo.

𝓔𝓶𝓶 — Emm é de longe o seu apelido mais famoso, quase todos que a conhecem a chamam assim, menos os mais próximos, que a tratam por Ems.

𝓔𝓶𝓶𝓲𝒆 — Um apelido relativamente carinhoso. Somente seu par e parentes a chamam assim, por exemplo; sua prima Christina, ou melhor, Cristal.




IDADE:

𝓔mma tem dezessete anos de idade {17}. Ela nasceu no dia vinte e dois de outubro {22.10}, sendo então do signo Libra.




SERIE:

𝓣erceiro ano.

𝓝ão reprovou e não pulou nenhum ano.




VETERANO OU NOVATO?:

𝓥eterana.




SEXO:

eminino.




ORIENTAÇAO SEXUAL:

issexual • 𝓝ão tem preferência.




PAIS:

𝓟rincesa 𝓐nna e 𝓚ristoff jorgman.





APARENCIA:

𝓐cácia rinley.



𝓔mma é sem dúvida alguma uma garota muito atraente. Possui um rosto angelical, dotado de vários traços delicados e juvenis. Com certeza, o que chama muita atenção em Emma é o fato de ela sempre ter um sorriso no rosto. Seu nariz é de um tamanho mediano, um tanto que empinado e arrebitado. Seu rosto é arredondado, por causa de suas maças do rosto aparentes; e suas bochechas possuem uma coloração um pouco mais rosada, o que lhe dá um toque especial de fofura. O seu rosto não apresenta nenhum cravo ou espinha, sendo completamente liso. Seus lábios são grandes e carnudos, alvos de batons de cores diversas, tanto claras como escuras.

𝓢eus olhos são uma das coisas mais bonitas em Emma. Ambos possuem um tom azul claro, misturado com um tom um tanto que acizentado. São contornados por cílios compridos e negros, bem chamativos no modo geral. Suas sobrancelhas são arqueadas e muito bem desenhadas.



𝓔mma possui cabelos castanhos-escuros tingidos de loiros, o que é evidente, graças à sua raiz já notavelmente escura. Seus fios são sedosos e macios, bons de pegar. Na raiz eles nascem bem lisos, mas da linha do seu queixo para baixo vão adquirindo diversas ondulações. Estão sempre bem tratados, já que ela cuida muito bem deles, acompanhados de um leve aroma de pêssego impregnado em suas madeixas.

𝓢ua pele é alva e bem cuidada, surpreendentemente macia, livre de quaisquer marcas. Dona de um corpo esbelto e elegante, com seios medianos, cintura fina, quadril largo e pernas longas e sensuais. Pode-se dizer que Emma possui todas as curvas que uma mulher gostaria de ter. Ela mede 1,67cm e pesa 53kg, possuindo um porte magro. Ah! E Emma também possui um piercing de argola prateado em sua narina esquerda e diversas tatuagens de flores espalhadas por seu corpo, principalmente nos braços.




Mostrar Spoiler: 𝑀𝒶𝒾𝓈 𝒾𝓂𝒶𝑔𝑒𝓃𝓈















TEM IRMAOS?:


Citação:

𝓝𝓸𝓶𝒆: Sophie Allyn Bjorgman.
𝓘𝓭𝓪𝓭𝒆: 21 anos.
ℛ𝒆𝓵𝓪ç𝓪̃𝓸: Emma nutre um grande carinho e respeito quando se trata de sua irmã mais velha. Mesmo que, às vezes, a super proteção dela acabe irritando Emma, a garota ainda a ama. E sempre que pode, a menor tenta falar com ela e pedir conselhos.
𝓢𝓽𝓪𝓽𝓾𝓼: Viva.





Citação:

𝓝𝓸𝓶𝒆: Daniel Allyn Bjorgman.
𝓘𝓭𝓪𝓭𝒆: 12 anos.
ℛ𝒆𝓵𝓪ç𝓪̃𝓸: Ambos os dois parecem cão e gato, discutem, brigam e ficam jogando indiretas um no outro; porém, depois de cinco minutos já estão se abraçando de novo. Afinal, no fim de tudo ambos se adoram.
𝓢𝓽𝓪𝓽𝓾𝓼: Vivo.





HISTORIA:

𝓢ua alteza, a princesa Emma Allyn Bjorgman, nascida em 22 de outubro, é a segunda filha de Kristoff Bjorgman e de sua esposa, Anna. Irmã mais nova de Sophie Allyn Bjorgman e irmã mais velha de Daniel Allyn Bjorgman.

𝓒omo tal, ela foi educada praticamente desde seu nascimento para agir de acordo com seu status social e a fazer somente o que lhe era ditado de forma passiva e submissa, porém Emma não demonstrava predisposição nem vontade de agir de tal forma. Apesar de carregar a mesma natureza sincera e gentil de sua mãe, a garota tinha um forte senso de liberdade e de determinação em si, ou seja, desde o momento em que Emma demonstrou dificuldades em obedecer regras e em se comportar de acordo com o que ditavam para si, ela se mostrou a ovelha negra, a fruta podre na impecável árvore da família, e isso fez com que ela tivesse uma infância complicada e uma relação não tão boa com alguns familiares. Ela fingia não ligar para o desprezo que recebia, e focava toda sua atenção em seus amigos e primos, mas como ela é o que pode-se chamar de criança versátil, ou seja, ela aprendia qualquer coisa com extrema facilidade, e isso fazia com que ela perdesse o interesse pelas coisas com facilidade também, porém não foi assim no caso da pintura e da dança, e esses amores se desenvolveram quase de forma natural em si.

𝓢eus pais pensaram que ela logo perderia o interesse nisso, mas começou a se tornar um problema para eles quando ela decidiu que queria seguir uma carreira como desenhista, e é claro que seu pai foi contra; para ele, Emma tinha que fazer uma faculdade séria, assim como seus primos, porém ela não aceitava tal coisa, por isso um belo dia, mais exatamente em seu aniversário de 16 anos, ela pediu para ser emancipada.

𝓒laro que isso não foi bem aceito por sua família, mas eles acabaram cedendo por medo do escândalo ser ainda maior, e então, a garota fez tudo o que queria fazer o que os seus pais não deixavam; ela tingiu o cabelo várias vezes, o seu castanho-claro natural passou para ruivo, depois preto, depois outras diversas cores riscadas em sua pequena listinha e, finalmente, castanho-escuro para loiro. A garota também aproveitou e fez um piercing em seu nariz, e diversas tatuagens: nos dedos, braços e etc. A garota se transformou completamente, porém, o que nunca mudou foi o seu carácter e modo de ser.




PERSONALIDADE:



𝓔mma é muito alegre e energética, adora ajudar os seus amigos e «encher o saco» deles com coisas banais, e puxa assunto com qualquer pessoa que lhe pareça simpática. É uma menina consideravelmente um pouco doida, ou melhor, muito doida, adora se meter em confusões, mas na maioria das vezes ela só esta no lugar errado na hora errada. Definitivamente não é o tipo de garota que odeia se sujar e não sente tanta vergonha como qualquer outro humano. Ela costuma dizer o que pensa sem ter um mínimo tato com as palavras. Porém, os amigos saberão que não faz por mal, mas por pura "ingenuidade".



𝓝ão sei se lerda é a palavra certa para descrever Emma, mas sim ‘avoada’. Emma é geralmente bem avoada, do tipo que parece estar vivendo em seu próprio mundo, o que faz com que geralmente ignore as outras pessoas que tentam falar com ela enquanto ela está pensando, até mesmo propositalmente. Emma geralmente não se liga a piadas de duplo sentido de primeira, pois provavelmente está boiando em algum mar de pensamentos, mas quando se liga, entende e ri. Emma tem um sorriso fácil, e também consegue tirar sorrisos e gargalhadas facilmente, principalmente por seu jeito avoado e suas piadas. Emma não é politicamente correta, por isso sempre leva tudo na esportiva e costuma fazer piada de tudo, mas não é o tipo que machucaria uma pessoa propositalmente apenas para "ganhar a piada", ela leva um pouco em consideração os sentimentos das pessoas.



𝓤m tanto irresponsável, Emma é o tipo que pessoa que levaria qualquer um a loucura, principalmente por não parar quieta em um só lugar, muitas vezes ela é tratada como uma criança que precisa de babá, senão provavelmente acabaria em uma enrascada cedo, principalmente cair na lábia de alguma pessoa maldosa. Aliás, isso é algo que as pessoas se enganam muito sobre ela, Emma não é nem um pouco inocente. Ela é dona de belos olhos, e com eles observa em quem pode ou não confiar. E bem, Emma é respeitosa na maior parte do tempo, e mandona eventualmente, pois, gostar de ficar no controle das situações. E ela acredita no potencial de seus colegas, mas prefere fazer tudo por si, tendo aquele pequeno lema em mente: “Se você quer que algo saia perfeito, não se deixe depender dos outros, faça você mesmo”.






GOSTOS:

𝓐dora estar ao ar livre, e a natureza é um segundo lugar para ela. Gosta de animais em geral, e não teme viagens longas. Adora frutas de todo tipo, mas as maçãs são com certeza as suas favoritas. Prefere as estações mais quentes, e a música é um refúgio maravilhoso para Emma. Por fim, ama desenhar e a arte manual é um dom e um verdadeiro amor de Emma.




DESGOSTOS:

ugares fechados e barulhentos, e com pouca vegetação, como polos e desertos. Detesta temperos excessivos, e ficar muito tempo quieta é torturante para quem cresceu sendo hiperativa. Nunca gostou muito de ler, e detesta que a subestimem. Não gosta de atividades na água, já que se sente absurdamente vulnerável, principalmente por não saber nadar.




HOBBIES:

𝓓𝒆𝓼𝒆𝓷𝓱𝓪𝓻 — o seu hobbie preferido. A moça tem um talento excepcional para o desenho, se ela achar alguma coisa bela ou interessante, pega em um lápis e em um papel e começa a ilustrá-la.

𝓓𝓪𝓷ç𝓪𝓻 — embora Emma não faça mais isso com muita frequência, ela realmente maneja bem na dança; o que com o tempo também lhe garantiu boa resistência. Ela não tem estilo definido, ela gosta de se manter no neutro, pratica Dança Moderna o tanto quanto também pratica Dança de Rua.




MEDOS OU FOBIAS:

𝓐gulhas e seringas são um verdadeiro pesadelo para Emma. Aranhas e insetos voadores também.




SEGREDOS:

𝓐 garota uma vez deu vida a um leão que havia desenhado, e ele, involuntariamente, atacou um homem que passava na rua. Conseguiram capturar o leão e apaziguá-lo, porém, o senhor que sofreu o ataque não teve um final feliz. Emma nunca falou isso a ninguém, já que ainda se sente culpada disso.




MANIAS:

icar balançando as pernas quando sentada - uma para a frente e outra para trás, e vice-versa - em lugares onde seus pés não alcançam o chão.

azer caretas ou encarar o rosto de alguém aleatório de forma avoada sempre que está pensando demais, sem perceber. Ou os dois ao mesmo tempo.

atucar coisas sólidas com os dedos sempre que está entediada.




HABILIDADES:

𝓤ma dançarina extremamente talentosa, Emma mistura flexibilidade com habilidade e graça. Aprende rápido, e tem um amplo conhecimento sobre arte e técnicas de desenho, desde dos mais realistas até aos cartoons.




RELAÇAO COM O PAR:

𝓘ndependentemente de qual sexo o seu par é, Emma sempre dará o melhor de si para demonstrar-lhe carinho e afeto, mostrar que ela o ama a despeito do que aconteça. É fofa e carinhosa, gosta de dar e receber abraços dele, ela seria a parceira mais divertida que o outro alguma tenha tido, sempre brincando e fazendo palhaçadas para ouvir a sua risada.

𝓔, por mais que Emma negue até à morte, ela é ciumenta; olhando torto para qualquer um que chegue perto de seu par. Além disso, Emma dificilmente brigaria com ele e sempre tentaria ver o lado dele caso isso acontecesse. É muito apegada a ele, porém, sabe respeitar o seu espaço. É bastante conselheira, qualquer dúvida ou ajuda que ele peça, Emma sempre estará disposta a ajudar.




QUAL SERIA O PAR PERFEITO
PARA A SUA PERSONAGEM?:


𝓟ergunta complicada… Na real, tanto faz. Não sou exigente com esse tipo de coisa, pode ser quem vocês acharem melhor. :v




TEM UM ANIMAL DE ESTIMAÇAO?:


Citação:

𝓝𝓸𝓶𝒆: Noah — nome derivado do hebraico, que significa “movimento”.
𝓔𝓼𝓹𝒆́𝓬𝓲𝒆: Roedor.
𝓖𝒆̂𝓷𝒆𝓻𝓸: Masculino.
𝓘𝓭𝓪𝓭𝒆: 3 anos e meio.

𝓝oah é um pequeno chinchila bebê de densa pelagem branca. Ele tem dentinhos afiados e tende a mordiscar tudo o que encontra, apenas por curiosidade, e isto inclui desavisados dedos humanos. Ele também não enxerga muito bem, mas em compensação, tem excelente audição e os pêlos em torno do nariz, ou bigodes, são o seu melhor sentido. Portanto, também tem um bom olfato.

𝓝oah é um pouco receoso e tímido em relação às outras pessoas que não sejam a Emma; por isso é capaz de morder com força quando se sentir ameaçado, como uma forma de defesa. Ele também não é cachorro e nem gato, não gosta de ser pego por pessoas que não seja a Emma. Contudo, ele se acostuma muito rapidamente com os ao seu redor, por isso, com o tempo, ele começará a brincar com as outras pessoas; pular sobre elas, subir em seus braços, cabeças ou ombros. É preciso ter paciência com o Noah.





TEM ALGUM TIPO DE MAGIA?:

ealidade Artística.




ealidade Artística é a capacidade incomum, aonde a personagem consegue dar vida às coisas através de desenhos, textos, esculturas, e assim fazê-los realizar suas ordens.




COMO ADQUIRIU OS PODERES?:

𝓘sso aconteceu quando Emma tinha os seus oito anos de idade…


𝓔mmie, tu desenhas muito bem! — Exclamou a sua irmã mais velha, Sophie, enquanto observava a menor ilustrar identicamente o ambiente lá de fora para o papel. O desenho estava ficando tão realista, que até parecia que criava vida na folha. – Aaah, que inveja… Também queria saber desenhar desse jeito…

𝓘nveja? Porque sentes inveja, Soph? São só rabiscos feitos em uma folha de papel… Você deveria é ter inveja da prima Cristal! Os poderes de gelo dela são muito legais! Eu também queria ser capaz de congelar as coisas… Ela consegue fazer sorvete instantâneo! Eu também quero fazer sorvetes com alguns abracadabras! — A menor fazia gesticulações confusas com as mãos enquanto falava, fazendo a sua irmã rir um pouco do seu jeito exagerado de explicar as coisas. Logo Emma ficou de cara emburrada após notar que Sophie ria de si, sendo que a própria não estava com intenções de fazer a outra rir. Infantil? Não, imagina!

𝓣u deverias ter mais consideração pelo o que és capaz de fazer, Emmie. Saber desenhar é muito bom, e não são todos que possuem esse talento e privilégio, não se vê muitos artistas por aí assim, ou se vê? — Calada, Emma simplesmente abanou a cabeça em um ‘não’ em resposta à pergunta, com um semblante que demonstrava frustração. A sua irmã sorriu docemente para ela e bagunçou os cabelos da mesma com uma de suas mãos, logo se levantando e se espreguiçando em pé. – Bem, eu vou dormir, já está um pouco tarde. É melhor tu ires dormir também, senão a mãe vai brigar com a gente.

𝓔́, tem razão. — Emma levantou-se e espreguiçou-se em seguida também. A mesma subiu para cima de sua cama confortável e se cobriu. Sua irmã se aproximou e deu-lhe um beijinho de boa noite, logo se despedindo e indo para o seu quarto.

oras passaram a fio e a menor não havia pregado o olho ainda. Já estava bastante escuro lá fora, as corujas emitiam os seus típicos piados e os grilos cricrilavam em harmonia.

𝓟osteriormente, a garota levantou-se e se dirigiu à janela de seu quarto, ficando hipnotizada com tamanha beleza do céu estrelado daquela noite. As estrelas reluzentes cintilavam como nunca, Emma tinha vontade de desenhar tal deslumbrância e gravá-la em suas memórias para sempre.

𝓔mma continuou em pé observando as estrelas brilhando naquele doce céu noturno por mais alguns minutos, até que finalmente - ou infelizmente - o sono lhe veio. Ela bocejou e, quando já ia prontamente se deitar, uma luminosa estrela cadente caiu no belo horizonte e a menina ficou eufórica. Nunca havia visto nenhuma estrela cadente e, de acordo com os seus pais, eles diziam que toda a vez que ela visse uma, deveria pedir um desejo, que então, o mesmo se tornaria real.

𝓔ntão, Emma fechou levemente os seus olhos e citou:

𝓔u desejo… ser capaz de dar vida aos meus desenhos...

𝓐 mesma sorriu e logo voltou a abrir os olhos.

𝓟orém, após isso, tomou um susto.


𝓤m ser de longos cabelos castanhos e ondulados encarava Emma com uns brilhantes olhos verdes e um pequeno sorriso em seu rosto, se apoiando com os cotovelos no parapeito da janela da menor, enquanto, incrivelmente, flutuava no ar. Parecia ser a figura de uma mulher, ela usava um longo vestido roxo-claro que lhe tampava até os pés, e tinha uma flor de cor igual de enfeite em seus cabelos. A mesma também tinha um grande par de asas azuladas com um tom de roxo em suas costas - que pareciam bastante frágeis, por sinal.

𝓔mma não conseguia raciocinar o que estava acontecendo, além de, claro, por também ainda ser uma pequena criança de oito anos.

𝓠-Quem é você? O que você é? De onde vem? Porque está voando? — Sem pensar duas vezes, a menor fez perguntas atrás de outras procurando por alguma explicação que esclarecesse aqueles fatos. Ela coçava os olhos, uma, duas vezes, para ter a certeza de que aquele ser era real.

𝓢e acalme, Emma. — A mulher sentou-se no parapeito da janela. – Eu sou a fada das estrelas.

ada… das… estrelas? — A menor silabou lentamente cada palavra, já parado de coçar os olhos. Por incrível que lhe pareça, ela não sentia medo; por acaso, aquela mulher lhe transmitia uma aura reconfortante.

𝓔xatamente! Eu vim aqui em mandado do seu desejo e, como meu dever, eu devo cumpri-lo, pois, eu sou a Fada das Estrelas e aquela estrela cadente era a Estrela da Composição de Titânia, que dessa composição, só cai uma a cada mil anos. E eu sou a regente dessas estrelas. — Emma ficou olhando para ela com uma evidente expressão de quem não estava entendendo muita coisa. – Eu sei que tu não estás entendendo muita coisa, mas realmente é difícil explicar de forma explícita sem tomar um bastante do seu tempo e, você ainda é muito jovem para entender coisas complexas assim.

𝓔mma estava sem o que dizer, não entendia nada. Aquela mulher além de falar rápido, também embaralhava um pouco as coisas, que cooperava ainda mais com o desentendimento da menor. Porém a mesma assentiu em concordância, como se tivesse entendido algo - que na verdade foi nada.

𝓐 fada fecha os olhos e junta as mãos em uma prece. Recita um feitiço em latim, e seus cabelos parecem ganhar vida, flutuando ao seu redor, feitos por completo de pura luz estelar. Assim que abre os olhos, os mesmos emanam uma forte luz, e ela enfim conclui sua oração. Pontos luminosos começam a descer do céu noturno, iluminando o escuro da noite com suas cintilações. Emma sentia um bem-estar enorme, até que percebeu que as suas mãos brilhavam com uma luz saudável e acolhedora, que enfim pararam de brilhar minutos depois, minutos esses que foram os mesmos em que a mulher voltou ao ‘normal’.

𝓒oncretizado, Princesa Emma Allyn Bjorgman. Porém, devo mencionar que cada coisa também seus contras, portanto cuidado com o que você cria!

ogo a fada bateu as asas e voou do parapeito para fora, logo desaparecendo em um feixe de luz, deixando o seu último aviso:

𝓤ma vez desejado, nunca mais poderá tornar a voltar atrás, então meça suas responsabilidades, Princesa.”

---

𝓔mma acordou em sua cama no dia seguinte e não se lembrava direito do que havia acontecido ontem. A única coisa que se lembra da noite passada era de pontos luminosos caindo do céu e um grande clarão.

ogo a jovem levantou-se, já ansiosa para voltar a fazer desenhos. Ela pegou em um lápis e numa folha de papel branca, e se deitou no chão enquanto desenhava um gato e abanava as suas pernas no ar - uma para a frente e outra para trás, entretida.

inalizado o desenho, a garota ficou encarando o animal ilustrado.

𝓔u sempre quis ter um gato… — Disse ela pensativa, se perguntando se faltava alguma coisa no desenho.

iau… — A garota se assustou assim que escutou um miado manhoso ao seu lado. Um gato cinza se lambia descontraidamente, e Emma simplesmente estava estupefacta. “De onde veio ele?” Ela se perguntava. “Espera, não pode ser isso…”

ogo ela desenhou um cachorro.

𝓦oof! Woof! — Novamente ela voltou a se assustar com as onomatopeias repentinas. Emma perguntava-se de onde estava surgindo tanta bicharia em seu quarto. “Será que…”

ogo ela desenhou uma zebra, um papagaio, um porco, outro gato, um hambúrguer.
E tudo surgiu em feixes de luzes, como por magia. O cachorro já devorava o hambúrguer com vontade.

ÃÃÃÃÃEE!!!

---

𝓣anto os seus pais e irmãos nunca acharam uma explicação óbvia para o surgimento “repentino” dos poderes de Emma. Mas, por fim, todos acabaram por se acostumar com a ideia, tirando sua mãe Anna, que todos os dias acordava com uma cabra comendo o seu cabelo.




VAI FAZER PARTE DA EQUIPE DE TORCIDA?:

𝓝ão.




ESTA CIENTE QUE O SEU PERSONAGEM
PODE SER A FAIRY?:


𝓨ep.




ALGO MAIS?:

𝓔mma não tem problemas em expor a sua sexualidade.



𝐸𝓈𝓅𝑒𝓇𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝓉𝑒𝓃𝒽𝒶 𝑔𝑜𝓈𝓉𝒶𝒹𝑜! 𝒫𝑜𝒹𝑒 𝒶𝓁𝓉𝑒𝓇𝒶𝓇 𝓃𝑒𝓁𝒶 𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝒶𝒸𝒽𝒶𝓇 𝓂𝑒𝓁𝒽𝑜𝓇, 𝒹𝑒𝒾𝓍𝑜-𝒶 𝑒𝓂 𝓈𝓊𝒶𝓈 𝓂𝒶̃𝑜𝓈.

~Xô-xô


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...