~_BrightGalaxy_

_BrightGalaxy_
Nome: Joker
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Julho
Idade: 13
Cadastro:

Pride, Prejudice and Unexpected Love= Ficha


Postado



|Katherine Karinya Cresswell|
|Australiana|
|18 Anos|
|Biologia Marinha|

𝓢𝓸𝓶𝒆𝓷𝓽𝒆 𝓪 𝓿𝓸𝓬𝒆, 𝓻𝒆𝓷𝓾𝓷𝓬𝓲𝓸 𝓪𝓸 𝓶𝒆𝓾 𝓸𝓻𝓰𝓾𝓵𝓱𝓸 ℒ𝓪𝓲𝓽𝓸 𝓢𝓪𝓴𝓪𝓶𝓪𝓴𝓲





𝙽𝚘𝚖𝚎 𝚌𝚘𝚖𝚙𝚕𝚎𝚝𝚘
Katherine Karinya Cresswell

Katherine:
Katherine: Significa "pura" ou "casta".

Katherine é a variante inglesa de Catarina, que surgiu através do nome grego Aikaterhíne, a partir da palavra kathará, que quer dizer "pura" ou "casta".
Na Inglaterra, tem sido comum desde o século XII, com diversas grafias diferentes, e juntamente com a variante Catherine, se tornaram padrão no final da Idade Média.

Este nome ganhou bastante fama graças à figura de uma santa lendária, que viveu durante o século IV em Alexandria, uma cidade egípcia.
Santa Catarina (ou Katherine, neste caso), teria sido torturada de modo cruel por não ter compactuado com as cerimônias pagãs celebradas naquela época.

Na língua portuguesa, a primeira variante do nome Katherine que começou a ser utilizado em Portugal foi Catalina, por volta da primeira metade do século XV.
Uma das personalidades mais populares da atualidade com este nome é a atriz e modelo americana Katherine Heigl, conhecida por participar da série de televisão Grey’s Anatomy.

Karinya:
O nome Karinya significa casa tranquila, é originado da cultura australiana, sendo esse o seu nome do meio, puxado da parte paterna de sua família.

Cresswell:
Sobrenome puxado da parte materna de sua família, sendo ele de origem inglesa. Seu significado varia entre: "Bem onde o agrião nasce" e "Rio de agrião".

𝙰𝚙𝚎𝚕𝚒𝚍𝚘𝚜:
Kath
É um apelido bem comum em sua vida, a maioria das pessoas "pra tentar forçar amizade" costumam á chamar por esse apelido, dizendo que seu nome é difícil de se pronunciar, fazendo com que a garota revire os olhos com uma desculpa tão esfarrapada quanto essa.

Kitty Kath
Apelido dado por seu par, Laito. Ele fez um trocadinho juntando "o Kitty" (Gatinha em inglês) e "Kath" (um apelido comum na vida de Katherine. Katherine não é muito fã do apelido, na verdade, ela o detesta e toda vez que o ouve, sua primeira reação é revirar os olhos.

Cupcake
Apelido carinhoso dado por seu pai, Logan, que á apelidou desse jeito, por conta do amor que ela sente por bolos feitos de massas.

𝙸𝚍𝚊𝚍𝚎:
Por incrível que pareça, Katherine possuí 20 anos. A mesma nasceu dia 25 de setembro de 1996, á meia noite. Seu signo regente é libra, ascendente solar Gêmeos e lunar em peixes.
Muitas pessoas não acreditam quando a mesma diz que têm 20 anos, falando que ela tem carinha de 15, no máximo 16.
Katherine acredita em astrologia, sendo que ela vê, quase todos os dias, seu horóscopo.

𝙽𝚊𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚕𝚒𝚍𝚊𝚍𝚎:



Katherine nasceu em Nelson, na Nova Zelândia. Cidade litorânea do país, sabendo falar as duas línguas do país: O inglês e o maori (língua indígena do país). Seu sotaque é bem forte, semelhante ao sotaque australiano, só que bem mais forte (Cômico para alguns e sensual para outros)

𝙰𝚙𝚊𝚛𝚎̂𝚗𝚌𝚒𝚊:





























Katherine possuí uma beleza exótica e encantadora, cortejada e desejada por muitos homens.

Seus cabelos são curtos e uma coloração ruiva avermelhada. Katherine têm um extremo cuidado com eles, não só por eles serem artificialmente ruivos, mas também, por ter uma extrema vaidade com eles. Os mesmo são hidratados, sedosos e lisos, muito lisos e ao mesmo tempo, possuem uma certa ondulação. Os mesmos dão um belo formato ao seu rosto, além de possuírem um cheiro viciante de morango, aroma do shampoo usado por Katherine. Só pessoas a qual Katherine confia têm o direito de mexer em seu cabelo, caso não seja alguém que não tenha nem um pingo de intimidade com ela, tal pessoa irá ganhar um belo de um tapa nas mãos.
Sua franja é arrumada, com alguns fios teimosos que ficam em suas sobrancelhas, mas nada que atrapalhe na vista de Katherine. A Karinya costuma á penteá-los bastante, para que ele não embarace.

Seus olho são a parte mais chamativa de seu corpo, tanto pela coloração, quanto pelo formato. Sua íris é arroxeada, vivos, brilhantes e chamativos como uma ametista ou se preferir, uma galáxia, cheia de estrelas. Hipnotizam á todos que olham, além de ser a parte que Katherine mais gosta em sua aparência. Bem contornados e delineados, para que eles possam ficar ainda mais destacados, Katherine costuma á passar um delineador nos mesmo. Seus cílios são volumosos e longos, principalmente os da parte superior, batendo, aproximadamente, em sua sobrancelha, a qual é fina -nada exagerado- e escura, além de muito bem feita.

Seus traços são femininos e angelicais. Seu nariz, fino e empinado, é delicado e pequeno. Seus lábios são contornados e rosados, sendo eles em um formato coração, além de serem bem macios, com um gosto doce de morango, algo considerável viciantes para os muitos que o beijaram, até hoje, vários garotos com quem Katherine ficou, sempre pedem mais uma dose de seus lábios, algo que a ruiva acha graça. Suas bochechas são meio magras, mas nada exagerado, são naturalmente coradas, algo que se dá destaque quando a mesma cora de vergonha ou de raiva. Já seus dentes dão á Katherine um belo sorriso. Brancos e alinhados, é isso o quê define seu sorriso (sorriso colgate minha gente). Sua pele é rosada, um tanto quanto bronzeada, pela mesma viver em um área ensolarada, além da mesma ser bem macia e perfumada, com um aroma gostoso de baunilha.

O corpo da mesma não é extraordinário, no entanto, satisfaz á qualquer um que olha.
Seus seios, redondos e duros, são de uma estrutura um tanto quanto grande, porém, nada muito exagerado. O tamanho de seu sutiã varia entre o 42 e 44, sendo um tamanho ideal para que os homens possam se deliciar (por mais que ela, definitivamente, odeie isso). Uma cintura fina, delicada e bem marcada, que chama atenção aonde quer que passe, sendo bem invejável. A finura de sua cintura destaca seu quadril, largo e saliente. Seu traseiro, igual aos seios são consideravelmente grandes, sem exagero, além de bem empinado,livre de quaisquer imperfeições (celulites, estrias...). Suas pernas são contornadas e torneadas, longas e meio finas, já suas coxas, medianas e assim como as pernas, torneadas, não possuí nenhuma imperfeição. Sua barriga é lisa e meio malhada, isso, por conta de suas caminhadas e suas idas á academia. Katherine mede 1,62 de altura, sendo um pouco baixa e pesando apenas 47KG.

𝙰𝚙𝚊𝚛𝚎̂𝚗𝚌𝚒𝚊 𝚍𝚊𝚜 𝚊𝚜𝚊𝚜:



Suas asas possuem uma aparência espectrais e com uma textura semelhante ao vidro. A parte branca delas, desenham penas com tons meio azulados. As mesmas parecem ser bem frágeis, no entanto, elas são realmente resistentes.

𝙷𝚒𝚜𝚝𝚘́𝚛𝚒𝚊:



Nascida em 1996, Katherine sempre foi muito desejada por sua mãe e por seu pai. Entretanto, não irei começar falando dela agora, iremos falar de suas origens.
Seu pai, Lucien , um anjo enviado do céu com a missão de proteger o pai de sua futura esposa, era um homem gentil, afetuoso e muito amoroso, meio estranho devo dizer, que entretanto era bem divertido. Por consequência dessa missão, o belo homem acabou por se apaixonar pela filha de seu protegido, uma bela moça de 19 anos que encantava á todos da cidade em que morava.
Seu pai, um senhor de idade com a saúde comprometida e que mesmo assim, era bom com todos que estavam ao seu lado, o mesmo acabou falecendo, tomado pela velhice.

O Karinya havia completado seu trabalho, proteger o senhor até que sua hora chegasse, entretanto, ver aquela pequena garota de cabelos arroxeados sofrer daquele jeito, machucou-lhe o coração e ele se sentiu na obrigação de ser um ombro amigo para aquela bela garota, que carregava o nome de Layla.
O relacionamento dos dois foi evoluindo aos poucos e os dois só começaram a namorar, quando a moça se viu completando 20 anos. O relacionamento dos dois era um mar de rosas, quase nunca brigava, simplesmente, um paraíso.

Com 22 anos, Layla descobriu que havia engravidado e isso foi motivo de uma imensa felicidade para o casal, que fazia uma longa lista de nomes, esperando com todas as suas forças que nascesse uma menina. Eles eram o casal mais feliz do mundo. Entretanto, os mesmos só descobriram que Layla estava grávida, depois que Lucien havia á pedido em casamento, algo com que os obrigou á adiar a cerimônia, que aconteceu 5 meses depois.

O parto foi um parto normal, sem muitas complicações e á meia noite do dia 25 de setembro, havia nascido Katherine Karinya Cresswell, a pequena anjinha da família Karinya.

A família era relativamente perfeita, sem muitas preocupações. Uma das coisas ensinadas por Layla á Katherine foi o o dom musical, já seu pai, lhe ensinou a arte do surf, algo que Katherine levou para a vida toda. Sua situação econômica era relativamente boa, além dos mesmos morarem na mesma cidade em que Katherine nasceu, Nelson, uma bela cidade litorânea.

Entretanto, é o ditado: Nada que é bom, dura para sempre, inclusive, a felicidade.

No dia cinco de maio de 2006, quando Katherine já tinha seus 12 anos, ela viu uma cena a qual ficaria para sempre marcada em sua vida.
A mesma havia acabado de sair do centro comercial em que havia acompanhado sua mãe e um desacerto com o farol foi o bastante para que a vida da família Karinya mudasse para sempre. A Cresswell, que não havia olhado para os dois lados ao atravessar, quase foi atropelada por um carro.
Quase.
Sua mãe, em um ato heroico, empurrou-lhe entrando em sua frente, mas mesmo assim, a mesma não conseguiu escapar do caminhão que vinha em sua direção e a última coisa vista pelos olhos roxos de Katherine, foi o sangue da sua mãe.

Os médicos tentaram de tudo, no entanto, o cérebro de Layla havia se comprometido e não tinha mais chances deles conseguirem salvar a vida da mulher, fazendo com que Lucien e Katherine ficassem completamente sem chão, principalmente Katherine que até hoje se culpa da morte de sua mãe.

Katherine isolou-se da sociedade, não aguentou o peso da culpa e tornou-se anti-social. Ficava a maior parte do tempo em seu quarto esperando com que aquela tortura acabasse. Só depois de ter uma longa conversa sobre o quê aconteceu, com seu pai, ela conseguiu tirar aquele peso das costas.

A vida da família transformou-se novamente, agora, para melhor. Frequentemente, Lucien e Katherine eram vistos surfando na praia de Nelson, além dos dois conseguirem ganhar vários campeonatos juntos, fazendo com que sua estante ficasse lotada de troféus.

Lucien resolveu abrir um quiosque na praia da cidade em que moravam. O estabelecimento fez sucesso rapidamente, algo que os concedeu ainda mais dinheiro do que já tinham e Katherine, quando podia, ajudava seu pai na preparação de Drinks ou quem sabe, ficava no caixa, recebendo o dinheiro dos frequentadores. (Nisso, Katherine tinha seus 15 anos).

No entanto, havia um garoto lá, que quase sempre aparecia naquele quiosque. Um garoto bonito, de cabelos negros e olhos tão azuis quanto o próprio oceano, um garoto pelo qual Katherine realmente ficou interessada. O mesmo, puxava assunto com Katherine, que em pouco tempo, descobriu que seu nome era Noah Skyllyn, um norte americano que havia decidido fazer um breve intercambio em NZ. Papo vai e papo vem, em um ano, os dois se tornaram bem amigos e já com dezessete, os dois estavam completamente apaixonados um pelo outro.

Nesse mesmo ano, Katherine foi pedida em namoro por Noah e obviamente, a garota aceitou e não demorou muito para que seu pai aprovasse o novo namorado de sua filha e para que não precisasse pagar muitas parcelas, Noah foi morar com Lucien e Katherine, para a alegria da ruiva.

A vida dos três era aquilo que poderia chamar de perfeita e com 18 anos, Lucien já havia á escrito na irmandade com o consentimento da mesma. Já Noah, planejava pedi-la em casamento, não planejava, como pediu.



O local estava sendo iluminado por velas e a garota hesitava em entrar no lugar, por mais que tivesse sido seu namorado que lhe pedirá para entrar no lugar.

-Noah? Está aí?- Perguntou meio hesitante.

A mesma parou sobre um local, assim que teve uma visão de Noah, que estava com um buquê de flores e um sorriso doce em seus lábios.

-Olá, meu amor.- Falou carinhosamente, se aproximando da mesma, que se aliviou ao vê-lo.

-Olá, Noah.- Respondeu calmamente.

O moreno puxou o interruptor para baixo, ascendendo a luz e iluminando o local, dando á Katherine, a visão de pétalas rosas formando um coração, onde ela se encontrava. É claro, que os olhos da mesma já haviam começado a marejar.

-Estamos juntos há dois anos Katherine.- Ele se aproximava lentamente da ruiva, pondo a mão direita no rosto delicado da mesma, que sorriu ao sentir o toque do amado.- Eu realmente quero levar essa relação á diante.

O mesmo ajoelhou-se em frente da Karinya, que logo começou a emocionar-se.

-Katherine, meu anjo, você quer casar comigo?



É claro que a mesma havia ficado muito feliz, feliz mesmo. Os dois já olhavam apartamentos, planejavam se teriam filhos e etc. Entretanto, todos esses planos foram por água abaixo, assim como toda a felicidade de Katherine.

Seu pai, acidentalmente, havia deixado o fogo ligado, o quê deu início á um incêndio.

Obviamente, Katherine, ficou completamente desesperada, afinal, era seu pai que estava lá. E seu noivo, em um ato completamente heroico e insolente, foi atrás do sogro, prometendo para Katherine que voltaria para que eles pudessem se casar.

E eles voltaram.

Mas voltaram mortos

𝙵𝚊𝚖𝚒́𝚕𝚒𝚊:



Lucien Karinya (Morto)
Idade: 44 anos.
Emprego: Dono de um quiosque.
Anjo.
Laço com Katherine: Pai.
[Características Principais: Lucien era um cara, aparentemente, estranho. No entanto, era dono de um bom humor contagiante e adorava tirar uma com a cara dos outros. Sabia ser sério quando tinha que ser. A coisa que as pessoas mais estranhavam nele, era sua cicatriz e o motivo dele usar aquela mascara que cobre metade do seu rosto, entretanto, o motivo nunca foi revelado.]



Layla Cresswell (Morta.)
Idade:44 anos.
Emprego: Organizadora de Festas.
Humana.
Laço com Katherine: Mãe.
[Características Principais: Layla era uma bela mulher, que aparenta ser mais jovem do que realmente é. Seu nome era bem comentado dentre os homens na antiga cidade em que morava. Era o sinônimo de gentileza e compaixão, sendo uma mulher de princípios, além de ser bem disciplinada. Entretanto, sabia a hora de se divertir.]



Noah Skyllyn (Morto)
Idade: 22 anos.
Humano.
Laço com Katherine: Noivo.
[Características Principais: Noah era resumido em uma palavra: Bom de papo. Carinhoso com aqueles que conhecia e educado com os que não. Além de tudo, ele adorava envergonhar sua noiva de vários jeitos, abraçando-a pela cintura, beijando-a em lugares públicos e etc. Entretanto, também era muito ciumento, odiando que caras viessem de mimimi pra cima da sua garota.]

𝙿𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚕𝚒𝚍𝚊𝚍𝚎:
Por mais sociável e animada que seja, Katherine não é tal gentil quanto era antes.

A animação de Katherine é quase contagiante, seu sorriso é bonito, encantador, capaz de derreter até os homens mais frios, uma máscara que esconde todas as coisas ruins da personalidade de Kath. É uma garota que sabe puxar conversa, possuí um bom papo, além de saber como convencer alguém de fazer o quê ela quer. Ela diz o quê todos querem ouvir, por mais que seja mentira, Katherine pode ser tudo aquilo que você que ela seja.

Entretanto, toda essa pinta de boa moça, é apenas uma máscara para esconder sua verdadeira personalidade.
Venenosa como ninguém, a ruiva é perversa e chantagista, além de saber como manipular alguém. Seu tom de voz é monótono, mas completamente envenenado e se você não for tão inteligente quanto ela, saiba que nunca irá escapar dos joguinhos da Karinya. Katherine é do tipo que têm tudo aquilo o quê quer, desde coisas materiais até objetivos e não se importa de usar pessoas para que consiga atingir metas que ela mesma criou. Sabe fingir estar apaixonada, sabe fingir como estar indefesa e principalmente, sabe muito bem, a hora de dar o bote.

Observadora, a ruiva consegue distinguir a personalidade de alguém só de ver a maneira que a pessoa se comporta, com um bom papo consegue descobrir seus desejos mais sujos, segredos ocultos e se você vacilar com ela, esteja preparado, ela irá fazer da sua vida um completo inferno.

Se você acha que irá conseguir enganar Katherine, você está completamente enganado. Ela nunca entra em um jogo para perder, apenas para ganhar. Kath sabe quando alguém está mentindo, tendo inúmeras táticas para saber tal coisa, mentir pra ela é a mesma coisa que dirigir um carro de olhos fechados, você nunca irá conseguir.

Sarcasmo, isso sim faz parte do vocabulário de Katherine. Ela adora debochar de alguém, principalmente se esse alguém falou coisas idiotas. Ela retruca provocações á altura, capaz de irritar até o ser humano mais calmo, com seu tom de voz calmo, mas cheio de cinismo. Ver resultados positivos para ela e negativos para os outros á enche de satisfação, ela definitivamente, adora ver o efeito negativo que causa nos outros.

Katherine é festeira, animada, sociável e adora curtir a vida. É uma moça de lábia e que não se apega facilmente, isso, desde a morte do amado. Nunca mais procurou nenhum relacionamento sério, indo em várias festas, ficando bêbada, acordando no dia seguinte, ao lado de um desconhecido. Sabe como seduzir um homem e faze-lo cair em seu papo em um piscar de olhos, Katherine é completamente atraente aos olhares masculinos e femininos.

Sua confiança vai além de algo simples, chegando á ser narcisismo. Se ela se acha bonita? Sim. Se ela se acha atraente? Com certeza! Ela responde á comentários como "você é linda" com um "eu sei querido, eu sei". Sempre diz que se ela não se acha bonita, quem irá achar?

Imprevisível, ninguém sabe o quê ela fará futuramente, dificilmente, dá dicas de qual será seu próximo objetivo. Por exemplo, em meio de uma discussão, mesmo que ela aparente estar completamente calma, a garota parte para a violência, sem ninguém sequer ter imaginado que ela faria isso.

Entretanto, Katherine mesmo com todos esses defeitos, ainda é humana e acima de tudo, ainda é uma garota.

Tem seu lado sensível que é revelado facilmente se você tocar no nome de se ex noivo, de seu pai ou da sua mãe. Sua pose de garota sem sentimentos é completamente desfeita, porque será apenas desse jeito que você á verá chorar. Sua família é um assunto sensível, quer vê-la ficar ma? Toque no nome deles. Quer vê-la perder o controle? Ofenda-os. Será certeza que ela irá te espancar caso sequer cite o nome deles.

Com aqueles que, realmente, ama, Katherine mostra um lado quase incomum para o resto das pessoas. Torna-se uma pessoa, verdadeiramente, carinhosa. Faria de tudo por tal pessoa, além de mostrar a antiga Katherine Karinya, mas apenas, com aqueles que Katherine, verdadeiramente, ama.

Além disso tudo, a Cresswell é limpa, muito limpa e organizada. Seu quarto é impecávelmente arrumado, tudo está no seu devido lugar e é claro, praticamente, sem nenhuma poeira. Sua cama é seu xodó, sempre arrumada e esticada.

É inteligente, tanto em quesitos de estratégia quanto de notas. Seu boletim não possuí uma nota vermelha sequer e suas notas nunca passam de 8,5.

Uma das coisas que a Cresswell, definitivamente, acha imperdoável, é traição. Ela não perdoa, não aceita e não tolera traições, principalmente vinda de pessoas que ela realmente confia, isso será uma maneira fácil de você ter todo o ódio da ruiva descontado em si.

Katherine Karinya Cresswell é a definição em pessoa da palavra: Complicada.

𝙶𝚘𝚜𝚝𝚊:



[Surfar: Seu pai, quando a mesma tinha apenas 10 anos, lhe ensinou a arte do surf e desde então, a garota ama praticar esse esporte.]



[Música: Eletrônica, Rock, indie...Essas três categorias moram no coração de Katherine.]



[Festas: Ela ama! A música, a animação, as bebidas...Ela definitivamente adora estar em festas.]



[Bebidas alcoólicas: Ela ama, principalmente as mais fortes. Sua favorita é a Blue Hawaii]



[Animais Marinhos: Um dos principais motivos de Katherine querer cursar biologia marinha.]



[Carinho: Se for de uma pessoa que tem intimidade com Katherine e que a mesma realmente ame, ela irá se sentir bem. Além da pessoa ter o privilégio de tocar nos cabelos da Karinya.]



[Café: Por conta da grande quantidade de ressacas que Katherine sofreu, ela teve que aprender a gostar de café, que era de grande ajuda para aliviar os efeitos de uma grande noite.]



[Livros: Por mais que não pareça, Katherine adora livros, principalmente os clássicos.]



[Ficar: Boas ficadas, beijos com pegadas...Isso é, definitivamente o paraíso para a ruiva.]



[Comidas apimentadas: Que Deus abençoe quem inventou a pimenta...Katherine ama alimentos apimentados.(Não achei gif, vai ter que ser foto mesmo ;-;)]



[Salgadinhos: Doritos, Pingles, Cheetos...Ela ama esse tipo de alimento, na verdade, ela é viciada.]



[Primavera: Ela acha a estação mais bonita do ano.]



[Mar: Não é pra menos, afinal, se ela surfa, teria que criar um grande laço com o ambiente marítimo.]

𝙳𝚎𝚜𝚐𝚘𝚜𝚝𝚊:



[Doces: Com exceção de alguns bolos e sorvetes, ela não gosta de doces.]



[Sermões: Ela os acha chatos e na maioria das vezes dormirá no meio de um.]



[Ficar entediada: Detesta, odeia, fica insportávelmente chata quando está entediada.]

(Sem imagem ;-;)

[Falta de organização: Fica completamente desconfortável.]



[Desculpinhas: Ela irá a pessoa calar a boca na hora.]



[Que tentem mandar nela: Só de sacanagem, ela irá fazer o contrário do que a pessoa mandou.]

𝚅𝚒́𝚌𝚒𝚘𝚜:



[Salgadinhos, ela ama salgadinhos, principalmente doritos, pingles (Aquelas batatinhas) e cheetos. Seu quarto é cheio e embalagens escondidas e ela simplesmente detesta ter que dividir suas preciosidades.)

𝙳𝚘𝚎𝚗ç𝚊𝚜:
Katherine é completamente saudável.

𝙷𝚘𝚋𝚋𝚒𝚎𝚜:


[Surfar: Sempre está treinando para campeonatos ou por puro tédio.]



[Escrever: Músicas, seus pensamentos, histórias poesias...Katherine escreve de um todo.]

𝚃𝚊𝚕𝚎𝚗𝚝𝚘𝚜:



[Sua escrita: Ela escreve com emoção e é a única maneira a qual Katherine consegue se expressar.]



[Surf: Ela surfa tão bem, que na sua antiga cidade ganhou o apelido de "mermaid".]



[Musicista: Katherine canta muito bem, além de tocar instrumentos de cordas, tais como: Violão, violino e piano.]

𝙼𝚊𝚗𝚒𝚊𝚜:



[Morder o lábio inferior quando está com raiva.]



[Revirar os olhos quando ouve algo estúpido.]



[Mexer no cabelo. (ela faz por fazer mesmo e.e)]

𝙼𝚎𝚍𝚘𝚜:


[Fogo: Explicado em "Traumas".]



[Desconhecido: Não têm explicação, Katherine, definitivamente, morre de medo do desconhecido.]

𝙵𝚘𝚋𝚒𝚊𝚜:



[Pirofobia.]



[Aracnofobia: Para Katherine, esse bicho foi uma criação do Diabo, entra em pânico quando vê o menor que for desses bichinhos asquerosos.]

𝚃𝚛𝚊𝚞𝚖𝚊𝚜:



[Fogo: Katherine, desde seus acontecimentos -nada legais- com o fogo, ficou traumatizada. Não pode sequer chegar perto de um fogão, muito menos ver alguém ascendendo um isqueiro ou um fósforo e não consegue ficar perto de fogueiras.]

𝚂𝚎𝚐𝚛𝚎𝚍𝚘𝚜:
O fato de Katherine já chegar á ficar noiva é um segredo que procura esconder até dela mesma.
Noah Skyllyn foi um garoto que marcou sua vida de uma forma que ela não consegue nem explicar e por isso, ela procura esconder esse momento feliz em sua vida, esconder a pessoa que ela era antes desses acontecimentos.
Seu sonho, também é um segredo, ela o acha tosco e completamente contrário de sua personalidade, por isso, também procura o esconder de todos.

𝚂𝚘𝚗𝚑𝚘𝚜:


[Se casar: Trocar alianças com a pessoa amada, ir pra uma lua de mel, ter uma família... Seria o paraíso para Katherine.]

𝚀𝚞𝚎 𝚌𝚞𝚛𝚜𝚘 𝚎𝚜𝚝𝚞𝚍𝚊 𝚗𝚊 𝚏𝚊𝚌𝚞𝚕𝚍𝚊𝚍𝚎?
Biologia Marinha.

𝙲𝚘𝚖𝚘 𝚌𝚘𝚗𝚍𝚞𝚣 𝚘𝚜 𝚎𝚜𝚝𝚞𝚍𝚘𝚜:
Por ser uma matéria que Katherine realmente acha interessante, ela leva seu curso muito á sério, nunca falta a uma aula sequer e sempre estuda bastante para provas.

𝙿𝚊𝚛:



Laito Sakamaki.

𝚁𝚎𝚕𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚙𝚊𝚛:



Estranha, complicada...Essa é a relação que Katherine tem com seu par.

Inicialmente, nenhum dos dois sequer se importava com a presença um do outro. Claro, os dois já haviam se esbarrado uma vez ou outra na faculdade, no entanto, por mais que os dois se achassem bonitos, nunca sequer se importaram em tentar puxar assunto um com outro, sendo que Katherine estava interessado em outro cara, que nesse momento, não importa quem é.

Entretanto, os dois só tiveram um diálogo fixo, quando Katherine e Laito, por uma incrível coincidência, haviam ido em uma mesma festa, onde a nossa Kitty Kath estava tão bêbada, que se até mesmo um velho á oferecesse sexo, ela aceitaria na hora e é claro, mesmo sendo um extremo sadista, Laito á tirou daquele lugar.
Sem saber onde era o dormitório da mesma, Laito á levou para seu quarto. O estado da garota era tão deplorável, que ela acabou desmaiando nos braços do ruivo.



Quando Katherine acordou, acordou de maneira tranquila, enquanto sentia que abraçava alguém. No entanto ela estranhou...Por mais bêbada que estivesse, não se recordava de ter transado com ninguém, ficando bem assustada.



Os olhos da garota se abriram lentamente, a mesma se sentia confortável, no entanto tinha estranha sensação de que estava acompanhada. Quando seus olhos se abriram por completo, percebeu que estava deitada em um peitoral masculino.

-Masoq...- Murmurou ao perceber aonde estava deitada.

-Bom dia, flor dia.

No mesmo instante, Katherine o expulsou da cama o chutando e pegou o abajour que se encontrava no criado-mudo.

-Quem é você?! O que faz no meu quarto?! Por que eu estou sem roupa?!- Indagava tudo de uma só vez ameaçando jogar o objeto na cara dele.

-WOW,WOW! Calminha aí gatinha!- Gesticulou com um sorriso de canto, enquanto Katherine ainda se mantinha alarmada.- Primeiramente, sou Laito Sakamaki. Segundo, esse quarto não é o seu e sim o meu, você estava tão bêbada naquela festa que eu fiquei com dó de te deixar sozinha com riscos de ser estuprada. Terceiro, sei lá, você deve ter essa mania de tirar a roupa enquanto dorme.




Katherine ficou envergonhada pelo jeito maluco que os dois se conheceram e também, envergonhada por ter sido tão insolente á ponto de ter dito que o quarto era seu e por ter tirado a roupa enquanto dormia, algo que Laito achou muito engraçado.
Desde então, os dois costumam á conversar. A personalidade de Laito, lembrava um pouco a personalidade de Noah, claro, ele era mil vezes mais pervertido que Noah, mas por uma certa razão desconhecida, Laito era bem carinhoso com Katherine, podia se dizer que os dois até eram amigos.
Amigos coloridos.
É possível, quase sempre, ver os dois se pegando pelo corredor da escola, no dormitório de qualquer um dos dois, em uma lanchonete. em uma festa, os dois até parecem ser namorado de tanta intimidade que possuem. Laito sempre á acompanha em festas e demonstra bastante possessão em relação á Katherine, abraçando-a pela cintura quando vê ela com um garoto, puxando-a para perto de si ao ver que um cara ficou interessado demais nela, de fato, muito ciumento, por mais que os dois não tenham nada fixo.
Além de Laito ter sido o criador de seu apelido "Kitty Kath" ou muitas vezes á chama por "Gatinha Arisca", isso, pelas patadas que Katherine costuma dar quando a mesma está irritada ou na tpm.



Sem perceber, os dois começam a se tornar mais que amigos coloridos, ambos estavam desenvolvendo sentimentos. Laito, por mais que tivesse amado uma mulher um dia, havia esquecido que espécie de sentimento era essa, no entanto, ele finalmente notou, quando se pegou lembrando-se do belo sorriso da Neozelandesa e não estava gostando nem um pouco do rumo que aquele sentimento estava tomando, sabia que KarlHeinz não ficaria nem um pouco satisfeito em saber dos sentimentos do seu quinto filho.
Já Katherine não estava satisfeita, achava que estava ficando louca por sentir uma coisa dessas por um mulherengo como Laito, sentia-se estúpida, tentando expulsar esse sentimento de qualquer forma possível, algo que não estava dando certo. Precisava provar, precisava ter certeza de que não era isso que estava acontecendo, caso contrário, Katherine teria grandes problemas.



Caso os dois entrem em um relacionamento sério, nenhuma das personalidades mudariam, Laito continuando o mesmo pervertido, entretanto, mais carinhoso e amoroso e talvez, uma pequena parte da velha Katherine voltaria na personalidade da Karinya.
A maioria das brigas se consistiria no ciúmes, vindo de ambos lados. Laito não consegue simpatizar com nenhum garoto que venha de "mimi você é linda mimi" ficando até um pouco intimidador, algo que é no mínimo, irritante para Katherine, que é bem menos ciumenta que o ruivo, no entanto, o ciúmes ainda é presente se tratando dela.
Outra coisa pela qual ambos brigariam muito: O jeito manipulador de Katherine. Laito não consegue aceitar isso, ele fala que as vezes ela parece uma raposa de tão traiçoeira que é, algo que pode magoa-la já que quem lhe diz isso, é o próprio Laito.

{O resto eu deixo nas mãos das autoras s2}

𝚁𝚎𝚕𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚌𝚘𝚖 𝚘𝚜 𝚖𝚎𝚗𝚒𝚗𝚘𝚜:


𝚂𝚑𝚞𝚞 𝚂𝚊𝚔𝚊𝚖𝚊𝚔𝚒
Uma coisa que Katherine admite, é que Shu Sakamaki é um dos meninos mais bonitos que ela já viu e fala isso na cara dele (para o ciúmes do par do loiro e de Laito).Os dois até que são dão bem, isso, pelo fato do loiro achar interessante o jeito traiçoeiro da ruiva, dizendo que se diverte em vê-la enganando as pessoas. Mas no caso, se fosse ele quem foi enganado, o loiro ficaria bem irritado, algo que seria de extrema alegria para a Karinya.



𝚁𝚎𝚒𝚓𝚒 𝚂𝚊𝚔𝚊𝚖𝚊𝚔𝚒
Certinho demais, exigente demais e muito exagerado. Katherine não é muito fã do moreno e até lhe deu um "carinhoso apelido" de: "Quatro Olhos", algo que o irrita muito. Reiji odeia a garota e fala que os comportamentos da mesma são deploráveis.



𝙰𝚢𝚊𝚝𝚘 𝚂𝚊𝚔𝚊𝚖𝚊𝚔𝚒
Ayato á acha engraçada, ainda mais quando ela consegue enganar alguém seus truques. Ambos são bem parceiros e bem amigáveis um com o outros, sendo que até o próprio toque eles têm. As vezes a garota sobe nas costas dele pedindo para que ele á leve para tal lugar e o mesmo acaba o fazendo, mesmo de má vontade.



𝙺𝚊𝚗𝚊𝚝𝚘 𝚂𝚊𝚔𝚊𝚖𝚊𝚔𝚒
Ela o acha fofo, mas duvidou quando soube que ele estava na faculdade, duvidou mesmo. No entanto, a mesma adora o tratar como um irmão mais novo, mexendo em seus cabelos roxos e o abraçando, algo que o mesmo acha estranho, mas que mesmo assim, acaba correspondendo, já que até que gosta da mesma.



𝚂𝚞𝚋𝚊𝚛𝚞 𝚂𝚊𝚔𝚊𝚖𝚊𝚔𝚒
Ela adora o irritar, por mais suicida que pareça. Brincar com seu humor explosivo é divertido e o mesma á chama de raposa já que a mesma é traiçoeira. Ambos, definitivamente, não se dão bem.

𝚁𝚎𝚕𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚌𝚘𝚖 𝚊𝚜 𝚘𝚞𝚝𝚛𝚊𝚜 𝚖𝚎𝚗𝚒𝚗𝚊𝚜:
Com aquelas que têm mais intimidade, ela é bem mais aberta e amigável, principalmente se tratando das mais zoeiras. Já com as mais explosivas, ela costuma ás irritar até que chegue á um ponto delas explodirem. Se tratando das mais "inocentes" e "fofinhas", ela agirá com mais cuidado, podendo até ser confundida com uma irmã mais velha, querendo arrumar seus cabelos, deixando ser abraçada e dentre outras coisas.
Com as mais certinhas, ela definitivamente, não vai se dar bem. Não consegue lidar com pessoas que seguem as regras á riscas e teria muito conflitos entre elas.

𝙼𝚎𝚕𝚑𝚘𝚛 𝚊𝚖𝚒𝚐𝚊:
Katherine é melhor amiga da noiva do Ayato e da de Shu.

𝙼𝚞́𝚜𝚒𝚌𝚊𝚜:
𝙳𝚎𝚕𝚊

No lustre
Eu vou viver como se não houvesse amanhã
Como se não houvesse amanhã
Eu vou voar como um pássaro pela noite
Sinta minhas lágrimas enquanto secam
Eu vou me balançar no lustre


Chandelier-Sia

𝙲𝚘𝚖 𝚘 𝚙𝚊𝚛:

Então vamos deixar os vizinhos bravos
No lugar que sentimos as lágrimas
No lugar para se perder os medos
Yeah, comportamento imprudente
Um lugar que é tão puro, tão sujo, tão bruto
Ficar na cama o dia todo, cama o dia todo, cama o dia todo
Transando e brigando
É nosso paraíso e nossa zona de guerra

𝙵𝚛𝚊𝚜𝚎𝚜 𝚚𝚞𝚎 𝚊 𝚍𝚎𝚏𝚒𝚗𝚎𝚖:

"Então...A criança que você era, teria orgulho da adulta que você se tornou?"

"Uma língua venenosa é o reflexo de uma mente muito perigosa."

"Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente."

𝚁𝚎𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚊𝚘 𝚍𝚎𝚜𝚌𝚘𝚋𝚛𝚒𝚛 𝚚𝚞𝚎 𝚎́ 𝚞𝚖 𝚊𝚗𝚓𝚘:
"Pf...Que piada! Eu? Um anjo?Sonhe."
Ficaria completamente descrente e também acharia isso uma brincadeira muito engraçada. Mas ao perceber que estão falando sério, ela ficará meio surpresa, desacreditada. Katherine Karinya Cresswell? Um anjo? Ela estava mais para a cobra que persuadiu Eva á comer o fruto proibido.

𝚁𝚎𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚊𝚘 𝚍𝚎𝚜𝚌𝚘𝚋𝚛𝚒𝚛 𝚚𝚞𝚎 𝚘𝚜 𝚖𝚎𝚗𝚒𝚗𝚘𝚜 𝚜𝚊̃𝚘 𝚟𝚊𝚖𝚙𝚒𝚛𝚘𝚜:
"Isso...É sério?"
Lidar com o desconhecido sempre foi difícil e seria mais ainda. Eles eram vampiros, eles sugavam sangue dos inocentes, eles eram demônios...Katherine ficou com essas palavras na cabeça e meio assustada, além de que se sentiria estúpida por não ter notado um detalhe tão simples de ser percebido.

𝚁𝚎𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚊𝚘 𝚜𝚎 𝚊𝚙𝚊𝚒𝚡𝚘𝚗𝚊𝚛 𝚙𝚘𝚛 𝚜𝚎𝚞 𝚒𝚗𝚒𝚖𝚒𝚐𝚘:
"Não, de novo não!"
Desde o acontecido com Noah, Katherine nunca mais pensou em se apaixonar, na verdade, ela sempre manteve longe qualquer sentimento de afeto por ficantes ou peguetes. Ela realmente não saberia lidar com o sentimento, provavelmente, sairia para beber.

𝚁𝚎𝚊ç𝚊̃𝚘 𝚜𝚎 𝚜𝚞𝚊𝚜 𝚒𝚛𝚖𝚊̃𝚜 𝚍𝚎 𝚏𝚛𝚊𝚝𝚎𝚛𝚗𝚒𝚍𝚊𝚍𝚎 𝚜𝚎 𝚟𝚒𝚛𝚊𝚜𝚜𝚎𝚖 𝚌𝚘𝚗𝚝𝚛𝚊 𝚎𝚕𝚊:
"É sério isso?"
Bem indiferente. Katherine é bem independente e meio que tentaria achar um jeito de se virar sem elas. No entanto, mesmo que não pareça, ela ficaria meio abalada, triste por isso ter acontecido, mas tentará de qualquer forma não demonstrar o efeito que isso lhe causou.

𝚅𝚘𝚌𝚎̂ 𝚊𝚌𝚎𝚒𝚝𝚊 𝚚𝚞𝚎 𝚜𝚞𝚊 𝚙𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚐𝚎𝚖 𝚎𝚜𝚝𝚊́ 𝚎𝚖 𝚗𝚘𝚜𝚜𝚊𝚜 𝚖𝚊̃𝚘𝚜?
Yep 'u'

𝚂𝚊𝚋𝚎 𝚚𝚞𝚎 𝚜𝚎 𝚗𝚊̃𝚘 𝚌𝚘𝚖𝚎𝚗𝚝𝚊𝚛 𝚙𝚘𝚛 𝚝𝚛𝚎̂𝚜 𝚌𝚊𝚙𝚒́𝚝𝚞𝚕𝚘𝚜 𝚎𝚕𝚊 𝚜𝚘𝚖𝚎?
Yep 'u'²



Escutando: Vídeo do nostalgia
Lendo: Essa ficha
Assistindo: Vídeo do nostalgia 'u'
Jogando: Nothing
Comendo: MISTO QUENTE
Bebendo: Suco de limão

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...