About my life II


Postado

About my life II

Estou aqui mais uma vez, escrevendo para talvez fantasmas, mas ainda estou escrevendo <3

Vou falar mais um pouco sobre mim, pode ser cansativo rs
Sou filha do meio, "a estranha"
Posso ser considerada assim porque não sou como as minhas irmãs ou irmão. Adoro escrever e ler, diferente do resto da minha família. O que penso é diferente como eles pensam e até minhas atitudes são bem diferentes. Sou mais reservada, mas não anti social.
Estou no terceiro ano do ensino médio e faço um curso técnico integrado a ele, administração. Odeio administração, mas é bom sair do ensino médio preparada para o futuro. O meu futuro é ser fisioterapeuta <3 Ano que vem, se der tudo certo, já começo fazer minha faculdade. Não é bem o que eu quero. Meu sonho é ser arqueóloga ou paleontóloga, mas isso está em um futuro distante, não é muito comum no Brasil, mas juro que depois de fazer Fisioterapia irei fazer faculdade de uma dessas duas profissões. Já estou me imaginando descobrindo fósseis <3333

Esse é um texto bem particular sobre uma pessoa que agora compartilho com quem quiser ler

"Oi, às vezes sinto sua falta, sabia? É claro que não. Você me deixou, lembra? Eu fico me perguntando, como podem existir pessoas que de uma hora para outra somem, desparecem, sem dizer um “até logo.” Porque você minha amiga? Ou melhor, desconhecida. Queria poder lhe falar tudo o que eu sinto e o que deixei de sentir por você. Quero correr lhe contar tudo o que aconteceu nos últimos anos de sua ausência. A pior ausência da melhor pessoa que um dia foi para mim. Engraçado isso né? Ao mesmo tempo me fez tão bem e do nada se tornou meu mal. Não queria cultivar esse mal como se fossem flores em meu jardim. Só que não consigo parar de regá-las, porquê de alguma forma, você ainda vive em mim. Eu estaria mentindo se escrevesse que você não foi a melhor amiga que já tive, na verdade foi. Mas a mágoa que você deixou impregnada em mim é maior, dificilmente irá cicatrizar. Tantas mentiras, tantos abandonos um atrás do outro. Dei minha mão quando precisou de alguém para segurá-la, até mesmo quando eu não te entendia. Dei minha confiança e você a desfez. Simples assim. Só que não é simples a tristeza que sinto quando falam teu nome em meio ao vento, soprando cada letra e as despejando em meu peito. Ao menos uma vez, eu queria poder entendê-la. Entender o motivo de ter me deixado. Sinto muito por isso. Talvez não devesse sentir e sim você. Não suporto saber que está longe e que nunca mais irá voltar, à propósito, ainda mora no mesmo lugar? Com as mesmas pessoas? Com as mesmas memórias? Você sente a minha falta?"
× hi, you miss me?


Mais textos meus assim tenho no meu tumblr >> http://desequilibra-da.tumblr.com/tagged/quotes

Lendo: Apenas um dia

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...